Atividade

100400 - Abril FFLCH 2021 - Existe uma finalidade na Natureza? A finalidade das realidades naturais segundo Aristóteles

Período:
Terça 15:30 às 17:30
Quinta 13:30 às 17:30
 
Descrição: 9. Programa completo, com referência bibliográfica atualizada:


Introdução: A finalidade natural e intencional

I. Finalidade e Providência

Sócrates e a representação mítica e religiosa da finalidade: Os Memoráveis de Xenofonte

II. A Finalidade e a Causalidade do Bem

A causalidade do bem e o intelecto no Fédon de Platão

A resposta platônica ao projeto socrático no Timeu

III. Aristóteles e a Causa Final na Natureza

1. A finalidade e a noção de causalidade
2. A natureza como princípio imanente do devir
3. O papel da causa final na natureza: Física II, 2: Constituição e Uso
4. A finalidade na vida biológica: De Anima, II, 4; Parte dos Animais I,1
5. A finalidade na natureza inanimada: Física II, 8
6. O Primeiro motor é uma finalidade para a natureza? Metafísica, Λ, 7:



BIBLIOGRAFIA:

Principal:
XENOFONTE, Memoráveis, Trad. Ana Elias Pinheiro, Coimbra, Imprensa da Universidade de Coimbra, 2009.
PLATÃO, Fédon, trad. Carlos Alberto Nunes, Belém, EDUFPA, 2011.
PLATÃO, Timeu – Critias, Trad. Rodolfo Lopes, Coimbra, Imprensa da Universidade de Coimbra, 2011.
ARISTÓTELES, The complete works of Aristotle. The revised Oxford translation, 2 vols. ed. Jonathan Barnes. Princeton, Princeton University Press, 1995.
ARISTÓTELES, Física I – II. Prefácio, introdução, tradução e comentários por Lucas Angioni. Campinas, Editora da Unicamp, 2009.
ARISTÓTELES, Partes dos Animais, trad. Maria de Fátima Sousa e Silva, Lisboa, Imprensa Nacional Casa da Moeda, 2010.
ARISTÓTELES, De Anima, trad. Maria Cecília Gomes dos Reis, São Paulo, Editora 34, 2006.
ARISTÓTELES, Metafisica, v.2. texto grego com tradução, tradução italiano/português de M. Perini, São Paulo, Loyola, 2011.
ARISTÓTELES, Ética à Nicômaco, trad. António de Castro Caiero, São Paulo, Forense, 2017.

Comentários:

ANGIONI, L., “Necessidade, Teleologia e Hilemorfismo em Aristóteles”, Cad. Hist. Fil. Ci., Campinas, Série 3, v. 16, n. 1, p. 33-57, 2006.
COOPER, J. M., « Aristotle on Natural Teleology » in Language and Logos, éds. M. Schofield & M. Nussbaum, Cambridge University Press, 1982, pp. 197-222; Réédité in J. M. Cooper, Knowledge, Nature and the Good: Essays on Ancient Philosophy, Princeton; Oxford, Princeton University Press, 2004, pp. 107–129.
JOHNSON, M. R., Aristotle on teleology. Oxford: Clarendon Press, 2005.
LEUNISSEN, M., Explanation and teleology in Aristotle's science of nature, New York, Cambridge University Press, 2010.
MARTINS, R. de A., “A doutrina das causas finais na Antiguidade. 1. A teleologia na natureza, dos pré-socráticos a Platão”. Filosofia e História da Biologia, v. 8, p. 107-132, 2013.
MARTINS, R. de A., “A doutrina das causas finais na Antiguidade. 2. A teleologia na natureza, segundo Aristóteles”. Filosofia e História da Biologia, v. 8, p. 167-209, 2013.
McDONOUGH, J. K. (ed.), Teleology : a history, New York, Oxford University Press, 2020.
SEDLEY, D., “Teleology, Aristotelian and Platonic”, in G. Lennox et R. Bolton (éd.), Being, Nature and Life in Aristotle. Essays in Honor of A. Gotthelf, Cambridge, Cambridge University Press, 2010, 5-29.

Carga Horária:

16 horas
Tipo: Obrigatória
Vagas oferecidas: 60
 
Ministrantes: Nelio Gilberto dos Santos


 
 voltar

Créditos
© 1999 - 2021 - Superintendência de Tecnologia da Informação/USP