Atividade

101155 - Educação Patrimonial na Casa de D.Yayá

Período:
Quinta 17:30 às 19:30
Sexta 17:30 às 19:30
 
Descrição: PROGRAMA COMPLETO (AULA A AULA)
22 de julho de 2021|Aula 1
Introdução ao campo da educação patrimonial
Possibilidades, limites e problemas na relação educação e patrimônio cultural.

23 de julho de 2021 | Aula 2
Dona Yayá: quem era essa mulher?
A família, o cotidiano, o papel da mulher, questões sobre saúde mental e riqueza em São Paulo.

29 de julho de 2021 | Aula 3
Explorando yayá em cards.
Possibilidades de uso do material educativo do CPC nas escolas.

30 de julho de 2021 | Aula 4
O bairro do Bexiga e o seu patrimônio.
A formação do bairro e as referências culturais dos diferentes grupos sociais.


CARGA HORÁRIA – 20 horas, sendo 8 horas de aulas (síncronas) e 12 horas de atividades assíncronas.

PERIODICIDADE E DURAÇÃO – 2 aulas semanais/duração de 15 dias

EMENTA – A trajetória da educação patrimonial do Brasil, seus problemas e potenciais. O trabalho com patrimônio cultural e memória em sala de aula. As possibilidades de abordagem escolar da História de Dona Yayá no ensino fundamental e médio. O patrimônio cultural e o bairro do Bexiga.

REFERÊNCIA BIBLIOGRÁFICA
CHAGAS, Mário. Educação, museu e patrimônio: tensão, devoração e adjetivação.
Dossiê Educação Patrimonial nº 3, Iphan, jan./fev. 2006.
FRANÇA, Mayra Carvalho F. de. Memória e imprensa: usos e apropriações da biografia de Sebastiana de Mello Freire em dois momentos 1920-1980. Relatório Parcial (Iniciação Científica) – Universidade de São Paulo, Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas, Departamento de História – 2018.
GRANT, Helena Marzano. Verdades que o tempo escondeu. In: COMISSÃO de Patrimônio Cultural da USP, A casa de D. Yayá. São Paulo: Edusp/Imesp, 2001. p.64-76
MENESES, U. B. T. Os usos culturais da cultura. Contribuição para uma
abordagem crítica das práticas culturais. In: CARLOS, A. F. A.; CRUZ, R. C. A.;
YAZIGI, E. (Orgs.). Turismo Espaço Paisagem e Cultura. São Paulo: Hucitec, 1996.
MENESES, U. B.T. O campo do patrimônio cultural: uma revisão de premissas. In: Anais do I Fórum Nacional do Patrimônio Cultural, 2009.
MENESES, U.B.T. Educação e museus: sedução, riscos e ilusões. Ciências e Letras, Porto Alegre, n. 27, pp. 91–101, 2000.
RODRIGUES, Marly. A casa de Dona Yayá. In: COMISSÃO de Patrimônio Cultural da USP, A casa de D. Yayá. São Paulo: Edusp/Imesp, 2001. p.22-58
RODRIGUES, Marly. Nas casas 37, personagens e domesticidades. In: NASCIMENTO, Flavia B.; MELLO, Joana C.; LIRA, José Tavares; RUBINO, Silvana B. (orgs.). Domesticidade, gênero e cultura material. São Paulo: Edusp, 2017.
SCIFONI, Simone. Para repensar a Educação Patrimonial. Cadernos do Patrimônio Cultural, volume 01, 2015 , 195-206.
SCIFONI, Simone. Desafios para uma nova educação patrimonial. Revista Teias, vol.18, no.48 (jan-mar, 2017).

Carga Horária:

20 horas
Tipo: Obrigatória
Vagas oferecidas: 30
 
Ministrantes: Simone Scifoni


 
 voltar

Créditos
© 1999 - 2021 - Superintendência de Tecnologia da Informação/USP