Atividade

59168 - CLASSIFICAÇÃO, EVOLUÇÃO E ARQUEOLOGIA

Período:
Terça 09:00 às 13:00
Quinta 09:00 às 13:00
 
Descrição: Programa de Curso de Difusão Cultural

Tema : Classificação, Evolução e Arqueologia

Ministrante: Dr. Ethan Cochrane Universidade de Auckland, Nova Zelândia.

Responsável: Dr. Astolfo G. M. Araujo, MAE/USP.

Período: 15, 17 e 22 de abril de 2014, das 9 às 13 horas.

Local: MAE/USP

Ementa

Dia 1: Ciência Enquanto Sistema de Conhecimento
- A Distinção Ideacional - Fenomenológica
- O empirismo sistemático e Ciência
- O que é teoria científica ?
- Ciências Essencialistas e Materialistas
Dia 2: Integrando Teoria e Classificação
- Tipos de Arranjo - Classificação e Agrupamento
- Construção e Avaliação de Classificações em Arqueologia
- Avaliando a Teoria – Suficiência Dinâmica e Suficiência Empírica

Dia 3: Aplicação da Evolução Científica no Registro Arqueológico

-Mapeamento de Linhagens Culturais
-Explicando a Mudança Tecnológica


Referências Bibliográficas

Allen, Melinda (1996) Style and function in East-Polynesian fishhooks. Antiquity 70 97-116.

Cochrane, Ethan E (2009) Evolutionary Explanation and the Record of Interest: Using Evolutionary Archaeology and Dual-Inheritance Theory to Explain the Archaeological Record. In Pattern and Process in Cultural Evolution. S. Shennan, ed. Pp. 113-132. Berkeley: University of California Press.

Dunnell, R. C. (1971), Systematics in Prehistory. New York, The Free Press.
Feathers, James K (2006) Explaining Shell-Tempered Pottery in Prehistoric Eastern North America. Journal of Archaeological Method and Theory 13(2):89-133.

Lewontin, Richard C (1974) The Genetic Basis of Evolutionary Change. New York: Columbia University Press

Lipo, Carl P, et al. (1997) Population Structure, Cultural Transmission, and Frequency Seriation. Journal of Anthropological Archaeology 16(4):301-333.

Mayr, Ernst (1976) Typological versus Population Thinking. In Evolution and the Diversity of Life, by E. Mayr, pp. 26–29. Harvard University Press, Cambridge, MA

O'Brien, M. J. and R. L. Lyman (2002) The Epistemological Nature of Archaeological Units. Anthropological Theory 2(1): 37-56.

Willer, D. and M. Webster, Jr. (1970). Theoretical Concepts and Observables. American Sociological Review 35: 748-757.

Carga Horária:

12 horas
Tipo: Obrigatória
Vagas oferecidas: 30
 
Ministrantes: Ethan Edward Cochrane


 
 voltar

Créditos
© 1999 - 2021 - Superintendência de Tecnologia da Informação/USP