Atividade

63095 - Modelos e Abordagens Terapêuticas

Período:
Quinta 08:00 às 11:00
 
Descrição: Objetivos:
- Conhecer experiências locais e internacionais de formulação de políticas e proposições de cuidados no campo de atenção em álcool e outras drogas.
- Reconhecer e caracterizar diferentes modelos e abordagens terapêuticas no campo de atenção a sujeitos com necessidades de correntes do uso de substâncias psicoativas
- Conhecer e caracterizar instrumentos de triagem, diagnóstico e detecção precoce
- Identificar estratégias adequadas de Intervenção Breve para as diferentes populações e nos diversos pontos de atenção da Rede de Atenção Psicossocial
- Conhecer e discutir ações e estratégias de redução de danos no acompanhamento de usuários de álcool e outras drogas
-Apresentar conceitos e princípios de ética e bioética, discutindo suas implicações para a prática clínica, de ensino e pesquisa na área de saúde

Conteúdo programático:
1- Modelos de tratamento: Análise comparada experiências internacionais
2- Abordagens grupais:
- Modalidades grupais (grupos psicoeducativos, terapêuticos: referências, manejos, objetivos).
- Terapia Comunitária
- Grupos de ajuda mútua
3- Referenciais teóricos: abordagem psicanalítica, fenomenológica, cognitivo-comportamental, psicossocial.
4- Critérios diagnósticos (uso, abuso, dependência) e uso de instrumentos de detecção.
5- Intervenção Breve e Entrevista Motivacional
6- Redução de Danos
7- Estratégias de redução de danos
8. Bioética e Ética profissional

Bibliografia básica:
Andrade AG, Anthony JC, Silveira CM. Álcool e suas Consequências: Uma Abordagem Multiconceitual. 1. ed. Barueri: Editora Manole; 2009.

Associação de Psiquiatria Americana. Manual Diagnóstico e Estatístico de Transtornos Mentais - 4ª Edição (DSM-IV). Porto Alegre: Artes Médicas; 1995.

Brasil. Ministério da Saúde. Álcool e redução de danos: uma abordagem inovadora para países em transição. Brasília; 2004a. Série F. Comunicação e Educação em Saúde.

Diniz D, Guilherm D. O que é Bioética. Brasiliense; 2002. - Coleção: Primeiros Passos.

Formigoni MLOS. A intervenção breve na dependência de drogas: a experiência brasileira. São Paulo: Contexto; 1992.

Miller WR, Rollnick S. Entrevista motivacional: preparando as pessoas para a mudança de comportamentos adictivos. Artmed; 2001.

Organização Mundial de Saúde. Classificação Internacional de Doenças. 10ª ed. Porto Alegre: Artes Médicas; 1993.

Seibel SD, Toscano Junior A. Dependência de drogas. São Paulo: Atheneu; 2001.

Silveira DX, Moreira FG. Panorama atual de drogas e dependências. São Paulo: Atheneu; 2006.

Valls ALM. O que é ética (8ª ed.). São Paulo: Brasiliense; 2002. Coleção: Primeiros Passos.

Carga Horária:

64 horas
Tipo: Obrigatória
Vagas oferecidas: 8
 
Ministrantes: Ana Lucia Marinho Marques
Flávia Serebrenic


 
 voltar

Créditos
© 1999 - 2022 - Superintendência de Tecnologia da Informação/USP