Atividade

75624 - Aspectos da Cultura e da História do Negro no Brasil (Módulo II)

Período:
Segunda 19:00 às 22:00
 
Descrição: CURSO DIFUSÃO CULTURAL – CEA/USP
Aspectos da Cultura e da História do Negro no Brasil – (MÓDULO II)
Período de 13/03 a 19/06/2016 – as segundas-feiras, das 19 às 22 hs
Não haverá aula no dia 10/04 [semana santa] – 39hs c/nota

PROGRAMA

EMENTA
O curso de difusão cultural Aspectos da cultura e da história do negro no Brasil foi organizado pelo Centro de Estudos Africanos da FFLCH/USP em 2006, e vem sendo ministrado desde então de acordo com o espírito das leis nº 10.639/03 e nº 11.645/08 que tornam obrigatório o ensino das culturas e histórias dos povos indígenas e afro-descendentes na escola brasileira. Pretende-se no presente módulo, ampliar o leque dos temas e questões não tratadas no Módulo I, de acordo com a demanda e as necessidades do nosso público alvo.


1ª aula - 13/03/2017
Profª Drª Tania Celestino de Macedo
Apresentação do Curso (Objetivos e Questões administrativas)
Conferência de Abertura: Professor convidado

2ª Aula - 20/03/2017
Profª Drª Sandra Regina do Nascimento Santos
Doutora em Ciências da Comunicação – ECA/USP
Tema: O negro no território brasileiro: resistências quilombolas

3ª Aula - 27/03/2017
Profª Drª Rosângela Malachias
Doutora em Ciências da Comunicação – ECA/USP
Professora Adjunta da UERJ
Tema: Movimento Negro Contemporâneo: (MNU e outras entidades do movimento negro da atualidade)

4ª Aula - 03/04/2017
Prof. Dr. Kabengele Munanga
Antropólogo, Professor Titular da USP
Professor Sênior do CEA/USP e UFRB
Tema: O processo de Construção da Identidade Negra no Brasil

5ª Aula - 17/04/2017
Prof. Dr. Alberto T Ikeda
Etnomusicólogo – Professor e Pesquisador do Instituto de Artes da UNESP/SP
Tema: Resistências Negras na Cultura Popular (Sonoridades apropriadas: música da diáspora negra no Brasil - expressões sonoro-coreográfico-rituais de tradição negra no Brasil (congada, samba, jongo, ijexá)

6ª Aula - 24/04/2017
Prof. Dr. André Paula Bueno
Pós-Doutorado em Linguística (Línguas, Etnomusicologia e Literatura Oral)
Tema: Resistência e resgate nas danças dramáticas: congada, bumba-meu-boi, folia-de-reis e sambas pelo Brasil, jongo e batuque no Sudeste

7ª Aula - 08/05/2017
Profª Drª Rosangela Costa Araújo
Deptº de Estudos de Gênero e Feminismo (FFCH/UFBA)
Fundadora do Instituto Nzinga de Capoeira
Tema: Estratégias e formas da resistência artística: o caso da Capoeira

8ª Aula - 15/05/2017
Prof. Oswaldo de Camargo
Jornalista e Escritor
Especialista em Literatura. Coordenador da área de Literatura do Museu Afro-Brasil
Tema: Língua e Literatura Negra de Resistência

9ª Aula - 22/05/2017
Profª Drª Ana Cristina Juvenal da Cruz
Doutora em Educação pela UFSCar
Professora Adjunta da UFSCar
Tema: Estereótipos e as Imagens do Negro no Livro Didático

10ª Aula - 29/05/2017
Profª Drª Maria da Glória Calado
Doutora em Educação, USP
Professora Centro Universitário SENAC
Tema: Enfrentamento do racismo no contexto escolar: desafios cotidianos

11ª Aula - 05/06/2017
Prof. Dr. Dennis de Oliveira
Docente da área de Jornalismo e Editoração da ECA/USP
Coordenador do CELACC (Centro de Estudos Latino Americanos de Cultura e Comunicação
Tema: O negro na mídia e no mercado de trabalho

12ª Aula - 12/06/2017
Prof. Dr. Pedro Jaime de Coelho Junior
Doutor em Antropologia Social pela USP
Professor no Centro Universitário FEI e ESPM/SP
Tema: A institucionalização das Políticas de Ação Afirmativa no Brasil.

13ª Aula - 19/06/2017 - Entrega da Avaliação
Diretoria CEA/USP
Palestra de Encerramento do Curso (Professor Convidado)




REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS

ABRAMOWICZ, A. RODRIGUES, T. C. CRUZ, A. C. J. Fracasso escolar na sociedade de controle. In: A Reconfiguração da Escola: entre a negação e a afirmação de direitos. Campinas, SP: Papirus, 2009. ISBN: 978-85-308-0896-9.
ANDRADE, Mário de. "Lundu do Escravo". In: Música, Doce Música, São Paulo: Martins, 1963.
ANDREI, Elena Maria (org.) Cultura Afro-Brasileira: civilizações africanas. Londrina: Universidade Estadual de Londrina, 2007 (Caderno UNIAFRO, vol. 3)
ANDREI, Elena Maria e FERNANDES, Frederico Augusto Garcia (orgs.) Cultura Afro-Brasileira: construindo novas histórias. Londrina: Universidade Estadual de Londrina, 2007 (Caderno Uniafro, vol. 2)
ANDREWS, George Reid. Negros e Brancos em São Paulo (1888-1988). Bauru-SP: EDUSC. 1998
ANJOS, Rafael Sânzio Araújo dos. Quilombos, Geografia Africana – Cartografia Étnica – Territórios Tradicionais. Brasília: Mapas Editora & Consultoria, 2009.
BALOGUM, Ola. A escultura dos signos. In: O CORREIO, Rio de Janeiro: UNESCO, ano 5 (7)12-21, jul, 1977.
BANDEIRA DE MELLO, Celso Antonio – Conteúdo Jurídico do Princípio da Igualdade. São Paulo: Malheiros Editora
BARBOSA, Luciene C. Racismo e Branquitude: representações na telenovela ‘Da Cor do Pecado’. In: Revista Mídia e Etnia. São Paulo: PMSP/CONE, ano 1 (1):5-9.
BASTIDE, Roger. As religiões africanas no Brasil, Vol 1 e 2, São Paulo, Edusp,1971.
BATISTA, Leandro Leonardo; LEITE, Francisco (orgs). O negro nos espaços publicitários brasileiros. S. Paulo: ECA/USP – CONE, 2011
BOSCHI, Caio César.Os leigos e o poder. Irmandades leigas e política colonizadora em Minas Gerais. São Paulo, Editora Ática, 1986.
BRAGA, Júlio. Na Gamela do Feitiço: repressão e resistência nos Candomblés da Bahia. Salvador: EDUFBA, 1995.
BRANDÃO, Ana Paula (coord.). Memória das Palavras. Rio de Janeiro: Fundação Roberto Marinho, 2006. [ww.acordacultura.org.br]
BRANDÃO, Ana Paula (coord.). Saberes e Fazeres, vol. 1 (Modo de Ver). Rio de Janeiro: Fundação Roberto Marinho, 2006. [ww.acordacultura.org.br]
BRANDÃO, Ana Paula (coord.). Saberes e Fazeres, vol. 2 (Modo de Sentir). Rio de Janeiro: Fundação Roberto Marinho, 2006. [ww.acordacultura.org.br]
BRANDÃO, Ana Paula (coord.). Saberes e Fazeres, vol. 3 (Modo de Interagir). Rio de Janeiro: Fundação Roberto Marinho, 2006. [ww.acordacultura.org.br]
BRANDÃO, Carlos Rodrigues. A Festa do Santo de Preto. Rio de Janeiro, FUNARTE, 1985.
BRANDÃO, Carlos Rodrigues. Memória do Sagrado: estudos de religião e ritual, Bibliografia São Paulo, Paulinas, 1985.
BRANDÃO, Carlos Rodrigues. O Divino, o Santo e a Senhora. Rio de Janeiro: FUNARTE, 1978.
BRANDÃO, Carlos Rodrigues. Peões, pretos e congos: trabalho e identidade étnica em Goiás, Goiânia: UNB, 1977.
BUENO, André P. "A noção de pseudo-lingua (Moñino 1991) para a cupopia de Cafundo (Salto de Pirapora-SP) e para os cantos de mascara do Boi maranhense. Comunicação ABECS 2008.
BUENO, André P. "Cantos de mascaras no nordeste brasileiro e na África Central e do Oeste: pistas para uma analise comparativa". Revista MAE-USP 20, 2010. FOUGERAY, Sylvie. Le boeuf, le saint et le jeu. Tese (Doutorado). Université de Paris VII - Jussieu, 1991.
BUENO, André P. "Cultura Popular: Brincadeiras, Danças Dramáticas e o peso da mão afro-brasileiras" em Cultura Brasileira, Marleine Toledo (org). Ed. Nankin 2004.
BUENO, André P. "Praticas Musicais Populares" em Expedição S. Paulo 450 anos. PMSP 2004. BUENO, André P. "Palhaços da cara preta: Pai Francisco, Catirina, Mateus e Bastião, parentes de Macunaíma nos Bumba-bois e Folias-de-Reis - MA, PE, MG". Tese (Doutorado). FFLCH-USP, 2005.
BUENO, André P. Bumba-boi maranhense em São Paulo. São Paulo: Nankin/Fapesp, 2001.
CADERNOS DE DEBATES, Política Democrática. Brasília: Edições Fundação Astrogildo Pereira, Ano I, nº 2, maio de 2008.
CARNEIRO, Edson. Ladinos e Crioulos: Estudo sobre o negro no Brasil, Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 1964.
CARNEIRO, Sueli. “Mulheres em movimento”. In: REVISTA ESTUDOS AVANÇADOS, 17(49):117-132, São Paulo, set/dez, 2003.
CASCUDO, Luís da Câmara. Dicionário do folclore brasileiro, São Paulo, Edusp, 1988.
CASHMORE, Ellis. Dicionário de Relações Étnicas e Raciais. São Paulo, Selo Negro/Summus, 2000.
CENTRAL ÚNICA DOS TRABALHADORES E FUNDAÇÃO FRIEDRICH EBERT (FES). Convenção 111 – A igualdade racial – na sociedade, no trabalho e na vida. São Paulo, 2008.
CIVILETTI, Maria V. P. O cuidado às crianças pequenas no Brasil escravista. In: CADERNO DE PESQUISA, São Paulo, p. 31-40, s.d.
Constituição Federal de 1988 – Preâmbulo, artigos 1º ao 6º, 37 caput, e 144.
CUTI. Moreninho, Neguinho, Pretinho, vol. 3. COLEÇÃO PERCEPÇÃO DA DIFERENÇA – Negros e Brancos na Escola. São Paulo: Terceira Margem, 2009.
DAHIA, S. L. M. A mediação do riso na expressão e consolidação do racismo no Brasil. In: Sociedade e Estado, Brasília, v. 23, n. 3, p. 697-720, set./dez. 2008. http://www.scielo.br/pdf/se/v23n3/a07v23n3.pdf
DEOSCÓREDES Maximiliano dos Santos. História de um terreiro Nagô. Salvador: Instituto Brasileiro de Estudos Afro-Asiático, 1962.
DIAS, Paulo. “A Outra Festa Negra”. In: Jancsó, István e Kantor, Iris (orgs.) Festa: Cultura e Sociabilidade na América Portuguesa, Vol.II, São Paulo: Hucitec/Edusp, 2001.
DIRETRIZES Curriculares Nacionais para Educação das Relações Etnico-raciais e para o ensino de História e Cultura Afro-brasileira e Africana. Brasília: MEC, 2004. Acesse: http://www.uel.br/projetos/leafro/pages/arquivos/DCN-s%20-%20Educacao%20das%20Relacoes%20Etnico-Raciais.pdf
DOMINGUES, Petrônio - Movimento Negro Brasileiro: alguns apontamentos históricos. Tempo: 23, 2007, pp.100-122. Ver: http://www.scielo.br/pdf/ea/v17n49/18400.pdf (Acesso em 27/02/12)
DUARTE, Evandro C. Piza (e outros). Cotas raciais no ensino superior: entre o Jurídico e o Político. Curitiba: Juruá, 2008.
EDUCAÇÃO QUILOMBOLA (Coletânea de Textos). MEC/SEAD, 2007. Disponível em:
FERNANDES, Florestan. O Significado do Protesto Negro. Coleção Polêmicas do Nosso Tempo; v.33. São Paulo: Cortez e Autores Associados, 1989.
FERRETTI, Sérgio. Repensando o Sincretismo: estudo sobre a Casa das Minas. São Paulo: Edusp, 1995.
GOMES, Núbia Pereira de M.& PEREIRA, Edimilson de Almeida. Negras raízes mineiras: os Arturos, Belo Horizonte, Mazza, 2000.
GONÇALVES, Maria Alice Rezende. Educação e Cultura: pensamento em cidadania. RJ: Quartet, 1999
GONZALES, Lélia; HASENBALG, Carlos. Lugar de negro. Rio de Janeiro: Marco Zero, 1982.
GOREN, Jacob. A escravidão reabilitada. São Paulo: Ed. Ática, 1990, 2ª ed. (p. 87-96; 189-206).
HALL, Stuart. “A questão multicultural”. In: SOVIK, Liv (org.). Da Diáspora: identidades e mediações culturais. Belo Horizonte: Ed. UFMG / Brasília: UNESCO, 2003, p. 51-95.
HOBSBAWM, Eric. História Social do Jazz. São Paulo: Paz e Terra, 2004 (1961). MCLEOD, Norma. "Ethnomusicological research and anthropology" (1974). In: Ethnomusicology, history, definitions and scope. Ed. Kay K. Shelemay. N. Y.: Garland, 1992.
LIMA, Heloisa. P. “A criação dos mundos pela cultura”. In: Heloisa Pires Lima; Andréia Lisboa; Márcia Silva; Ana Lúcia Silva Sousa. (Org.). De olho na cultura: pontos de vista afro-brasileiros. 1 ed. Salvador; Brasília: CEAO/ Fundação Fultural Palmares, 2005, v. 1, p. 13-24.
LIMA, Heloisa. P. “Culturas e religiões”. In: Heloisa Pires Lima; Andréia Lisboa de Souza; Ana Lúcia Silva Sousa; Márcia Silva. (Org.). De ôlho na cultura: pontos de vista afro-brasileiros. 1 ed. Brasília; Salvador: UFBA-CEAO/ MinC-Fundação cultural Palmares, 2005, v. 1, p. 51-66.
LIMA, Heloisa. P. “De ôlho na infância e o esporte em jogo”. In: Heloisa Pires Lima; Andréia Lisboa de Souza; Ana Lúcia Silva Sousa; Márcia Silva. (Org.). De olho na cultura: pontos de vista afro-brasileiros. 1 ed. Salvador; Brasília: UFBA-Ceao/ Minc-Fundação Cultural Palmares, 2005, v. 1, p. 67-81.
LIMA, Heloisa. P. “Lobato e a caçada ao racismo verde-amarelo”. LIMA, Heloisa. P. “Tintin: a reportagem do racismo” Em 11/10/2011 edição 663
LOPES, Fernanda. “Experiências desiguais ao nascer, viver, adoecer e morrer: tópicos em saúde da população negra no Brasil”. In: I Seminário da Saúde da População Negra, São Paulo: Secretaria da Saúde/CONE, 2004, p. 53-97.
LOPES, Nei. Dicionário Banto do Brasil, Rio de Janeiro, Secretaria Municipal de Cultura, Imprensa da Cidade, (sem data).
MALACHIAS (e outros). Eles têm a cara preta. vol. 10. COLEÇÃO PERCEPÇÃO DA DIFERENÇA – Negros e Brancos na Escola. São Paulo: Terceira Margem, 2009.
MALACHIAS, Rosangela – Práticas educomunicativas e Teorias interdisciplinares no combate ao racismo - Revista Identidade Científica do Grupo de Pesquisa GEPEC – Faculdade de Comunicação Social de Presidente Prudente, UNOESTE , vol. 01, nº 03, Nov, 2004 p.68-73.
MALACHIAS, Rosangela. Cabelo Bom, Cabelo Ruim. In: Coleção Percepções da Diferença – vol. 4 – Gislene A Santos (Org.) - MEC/UNIAFRO/NEINB-USP – São Paulo - Editora Terceira Margem, 2008.
MALACHIAS, Rosângela. Mídia, Educação e Movimentos Negros. In: REVISTA MÍDIA E ETNIA, ano 1, nº 1.São Paulo: PMSP/CONE, s.d.
MALACHIAS. Cabelo Bom. Cabelo Ruim, vol. 4. COLEÇÃO PERCEPÇÃO DA DIFERENÇA – Negros e Brancos na Escola. São Paulo: Terceira Margem, 2009.
MALACHIAS. Movimentos Negros. Uma síntese de sua ação na História. São Paulo, mimeo/1998.
MARCHA A BRASÍLIA. Por uma política de combate ao racismo e à desigualdade social. São Paulo: Coordenação Nacional de Entidades Negras, 1995.
MARTINS, Roseli F. e MUNHOZ, Maria L. P. Professora, não quero brincar com aquela negrinha!, vol. 5. COLEÇÃO PERCEPÇÃO DA DIFERENÇA – Negros e Brancos na Escola. São Paulo: Terceira Margem, 2009.
MATTOSO, Kátia M. de Queirós. Ser escravo no Brasil. São Paulo: Ed. Brasiliense, 1988, 2ª ed.
MEILLASSOUX, Claude. Antropologia da escravidão. O ventre de ferro e dinheiro. Rio de Janeiro: Zahar, 1995. 297p.
MELLO, Manoel Messias (Major) e outros – Os direitos e a ordem social da Constituição Federal e o caso do “ônibus 174”. São Paulo: Centro de Aperfeiçoamento e Estudos Superiores da Polícia Militar do Estado de São Paulo – CAES, trabalho de conclusão do Curso Superior de Polícia de 2006.
MIRANDA, Maria A. e MARTINS, Marilza S. Maternagem. Quando o bebê pede colo, vol. 2. COLEÇÃO PERCEPÇÃO DA DIFERENÇA – Negros e Brancos na Escola. São Paulo: Terceira Margem, 2009.
MOEHLECKE, Sabrina. Ação afirmativa: história e debates no Brasil In: Cadernos de Pesquisa, n. 117, novembro de 2002.
MOURA, Clóvis. Dialética radical do Brasil negro. S. Paulo: Anita Garibaldi, 1994.
MUNANGA, K. “Algumas considerações sobre ‘raça’, ação afirmativa e identidade negra no Brasil: fundamentos antropológicos”. In: REVISTA USP, (68):46-57, São Paulo, dez/fev., 2005/2006.
MUNANGA, K. “As facetas de um racismo silenciado”. In: SCHWARCZ, Lília M. e QUEIROZ, Renato S. (orgs). Raça e Diversidade. São Paulo: EDUSP/Estação Ciência, 1996.
MUNANGA, K. “Políticas de ação afirmativa em benefício da população negra no Brasil: um ponto de vista em defesa de côta”. In: GOLÇALVES e SILVA, Petronilha B. e SILVÉRIO, Valter R. Educação e Ações Afirmativas: entre a injustiça simbólica e a injustiça econômica. Brasília: INEP/MEC, 2003.
MUNANGA, K. “Uma abordagem conceitual das noções de raça, racismo, identidade e etnia”. In: Cadernos PENESB (Programa de Educação sobre o Negro na Sociedade Brasileira), Universidade Federal Fluminense, Centro de Estudos Sociais Aplicada da Faculdade de Educação, nº 5, 2004.
MUNANGA, Kabengele (org.). Superando o Racismo na Escola. Brasília: Ministério da Educação, Secretaria da Educação Continuada, Alfabetização e Diversidade, 2005.
MUNANGA, Kabengele e GOMES, Nilma. Para entender o negro no Brasil de hoje: história, realidades, problemas e caminhos. São Paulo: Global: Ação Educativa, 2004.
MUNANGA, Kabengele. “A difícil tarefa de definir quem é negro no Brasil”. Entrevista com In: ESTUDOS AVANÇADOS, 18(50):51-56, São Paulo: IEA/USP, 2004.
MUNANGA, Kabengele. Arte afro-brasileira: o que é, afinal? In: Catálogo Mostra do Redescobrimento – Brasil 500 é mais. São Paulo: Associação Brasil 500 anos Artes Virtuais, 2000.
MUNANGA, Kabengele. Rediscutindo a Mestiçagem no Brasil: identidade nacional versus identidade negra. Petrópolis-RJ: Vozes, 1999.
MUNANGA, Kabenguele e GOMES, Nilma Lino. Para entender o negro no Brasil de hoje: História, realidades, problemas e caminhos. São Paulo: Global e Ação Educativa Assessoria, Pesquisa e Informação, 2004. (Coleção Viver e Aprender).
MURPHY, John P. “Performing a moral vision: an ethnography of Cavalo-Marinho, a Brazilian musical drama”. Tese (Doutorado). Columbia University 1994. TINHORÃO, José R. Cultura Popular – Temas e Questões. S. Paulo: Editora 34, 2001.
NUNES, Maria Clementino. História e Significação Simbólica da festa do Rosário do Serro, Belo Horizonte, Revista de História, n6, 1988.
OLIVEIRA, Eduardo. Cosmovisão Africana no Brasil: elementos para uma filosofia afrodescentende. Fortaleza: LCR, 2003.
OLIVEIRA, Eliana de. “Conscientização e socialização sobre o racismo”. In: _____________. Mulher negra professora universitária: trajetória, conflitos e identidade. Brasília,: Líber Livro Editora, 2006.
OLIVEIRA, Fátima. Saúde da população negra – Brasil ano 2001. Brasília: Organização Pan-Americana da Saúde, 2003.
OLIVEIRA, Iolanda (org.). Relações raciais e educação: novos desafios. RJ: DP&A, 2003.
OLIVEIRA, Lúcio. Tímidos ou indisciplinados?, vol. 7. COLEÇÃO PERCEPÇÃO DA DIFERENÇA – Negros e Brancos na Escola. São Paulo: Terceira Margem, 2009.
OLIVEIRA, Zilma R. de. “Os primeiros passos da história da educação infantil no Brasil. In: Educação Infantil: fundamentos e métodos. São Paulo: Cortez, 2002.
ORIENTAÇÕES e Ações para a Educação das Relações Étnico-raciais. Brasília: Ministério da Educação. SECAD, 2006.
PAIXÃO, Marcelo. Manifesto antirracista: ideias em prol de uma utopia chamada Brasil. Rio de Janeiro: DP&A; LPP/UERJ, 2006.
Prêmio ABA/MDA Territórios Quilombolas/Associação Brasileira de Antropologia. Organizador – Brasília: Ministério do Desenvolvimento Agrário, Núcleo de Estudos Agrários e Desenvolvimento Rural, 2006.
PROGRAMA de Ação Durban. 3a Conferência Mundial contra o Racismo, a Xenofobia e Intolerâncias Correlatas.
QUINTÃO Antonia Aparecida. “As irmandades negras: outro espaço de luta e resistência”. Irmandades Negras: Outro espaço de luta e resistência. (São Paulo: 1870-1890). São Paulo: Annablume: Fapesp, 2002.
QUINTÃO Antonia Aparecida. Professora, existem santos negros? Histórias de identidades religiosa negra, vol. 8. COLEÇÃO PERCEPÇÃO DA DIFERENÇA – Negros e Brancos na Escola. São Paulo: Terceira Margem, 2009.
QUINTÃO, Antônia Aparecida. Irmandades Negras: Outro Espaço de Luta e Resistência, São Paulo, Tese de Mestrado do Departamento de História, da Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas, 1991.
QUINTÃO, Antônia Aparecida. Lá Vem meu Parente: As irmandades de pretos e pardos no Rio de Janeiro e em Pernambuco(Séc.XVIII), Tese de Doutorado do Departamento de História-USP, 1997.
QUINTÃO, Antonia Aparecida. Lá vem os meus parentes: as irmandades de pretos e pardos no Rio de Janeiro e em Pernambuco (séc. XVIII). São Paulo: Annablume: FAPESP, 2002
ROCHA, Rosa Margarida de Carvalho. Almanaque Pedagógico Afro-brasileiro. MG: Mazza Edições, 2004.
RODRIGUES, Nina. Os africanos no Brasil. Brasília: Editora da Universidade de Brasília, 2004.
RODRIGUES, Vera. A Gênese do Debate e do Conceito de Quilombo. Cadernos CERU/USP, Séria 2, v. 19, n.1, São Paulo, junho 2008, pp. 203-222.
SALUM, Marta H. L. Cem anos de arte afro-brasileira. In: Catálogo Mostra do Redescobrimento – Brasil 500 é mais. São Paulo: Associação Brasil 500 anos Artes Virtuais, 2000.
SANTOS Gislene Aparecida dos. Percepções da Diferença, vol. 1. COLEÇÃO PERCEPÇÃO DA DIFERENÇA – Negros e Brancos na Escola. São Paulo: Terceira Margem, 2009.
SANTOS, Gevanilda; SILVA, Maria Palmira. Racismo no Brasil: Percepções da discriminação e do preconceito no século XXI. São Paulo: Editora Fundação Perseu Abramo, 2005.
SANTOS, Gislene Aparecida dos. A invenção do “ser negro”: um percurso de idéias que naturalizam a inferioridade dos negros. São Paulo: EDUC/FAPESP; Rio de Janeiro: Pallas, 2002.
SANTOS, Jocélio Telles dos. O Dono da terra: o caboclo nos candomblés da Bahia. Salvador: Sarah Letras, 1995.
SANTOS, Juana Elbein dos. Os Nagô e a morte: Pade, Asese e o culto Egum na Bahia. Petrópolis: Editora Vozes, 1977.
SANTOS, Maria Stella de Azevedo. Meu tempo é agora. São Paulo: Editora Oduduwa, 1993.
SANTOS, Sandra. Brincando e ouvindo histórias, vol. 9. COLEÇÃO PERCEPÇÃO DA DIFERENÇA – Negros e Brancos na Escola. São Paulo: Terceira Margem, 2009.
SCARANO, Julia . Devoção e escravidão, São Paulo, Nacional,1976.
SERRANO, Carlos. Ginga, a Rainha Quilombola de Matamba e Angola. Disponível em: http://www.usp.br/revistausp/28/10-serrano.pdf
SILVA, Dilma de Melo. Por que riem da África?, vol. 6. COLEÇÃO PERCEPÇÃO DA DIFERENÇA – Negros e Brancos na Escola. São Paulo: Terceira Margem, 2009.
SILVA, Lucia Helena Oliveira e FERNANDES, Frederico Augusto Garcia (orgs.) Cultura Afro-Brasileira: expressões religiosas e questões escolares. Londrina: Universidade Estadual de Londrina, 2006 (Caderno Uniafro, vol. 1)
SILVA, P. B. G. Ensinar, aprender e relações étnico-raciais no Brasil. Porto Alegre/RS, ano XXX, n. 3 (63), p. 489-506, set./dez. 2007. http://revistaseletronicas.pucrs.br/ojs/índex.php/daced/article/viewFile/2745/2092.
SILVA, Silvio Jose Albuquerque. Combate ao Racismo. Brasília: Fundação Alexandre Gusmão, 2008.
SOARES, Mariza de Carvalho. Devotos da cor: identidade étnica, religiosidade e escravidão no Rio de Janeiro, séc. XVIII. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 2000.
SOUZA, Ana Lúcia Silva e CROSO, Camila (coords) Igualdade das relações étnico-raciais na escola: possibilidades e desafios para implementação da Lei 10.639/2003. São Paulo: Peirópolis: Ação Educativa, Ceafro, Ceert, 2007.
SOVIK, Liv. “Aqui ninguém é branco: hegemonia branca e media no Brasil”. In: WARE, Vrom (org.) Branquidade, identidade branca e multiculturalismo. Rio de Janeiro: Garamond, 2004.
TAYLOR, Charles. “A política de reconhecimento”. In: APPIAH, K. Anthony (e outros). Multiculturalismo: examinando a política de reconhecimento. Lisboa: Instituto Piaget, 1998.
THEODORO, Mário (org). As políticas públicas e desigualdade racial no Brasil: 120 anos após a abolição. Brasília: Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (IPEA), 2008.
TINHORÃO, José R. Os Sons dos negros no Brasil, São Paulo: Art Editora, 1988.
VERGER, Pierre Fatumbi. Lendas dos Orixás. Salvador: Editora Corrupio, 1981.

Carga Horária:

39 horas
Tipo: Obrigatória
Vagas oferecidas: 30
 
Ministrantes: Alberto Tsuyoshi Ikeda
Ana Cristina Juvenal da Cruz
André Curiati de Paula Bueno
Antonia de Lourdes dos Santos
Dennis de Oliveira
Kabengele Munanga
Maria da Glória Calado
Oswaldo de Camargo
Pedro Jaime de Coêlho Junior
Rosângela Costa Araújo
Rosangela Malachias
Sandra Regina do Nascimento Santos
Tania Celestino de Macêdo


 
<<  voltar

Créditos
© 1999 - 2017 - Superintendência de Tecnologia da Informação/USP