Atividade

76179 - Ensino-aprendizagem de diferentes dimensões do vocabulário

Período:
Quinta 14:00 às 17:00
 
Descrição: Título do curso
Ensino-aprendizagem de diferentes dimensões do vocabulário
Professora responsável
Beatriz Daruj Gil
Professora da área de Filologia e Língua Portuguesa da Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas da Universidade de São Paulo

Resumo
Do ponto de vista de uma tradição antiga, as práticas de ensino do léxico centram-se no princípio da equivalência lexical, privilegiando aspectos puramente semânticos da unidade lexical, geralmente isolada do contexto de uso. Debates mais recentes chamam atenção para outros aspectos imprescindíveis ao conhecimento da palavra, que compõem o caráter pluridimensional do léxico.
Pretende-se, neste curso, construir material didático de ensino de vocabulário que articule a experiência de professores ao conhecimento renovado que se tem desenvolvido sobre o tema nas últimas décadas (BASSO, 2007; LEFFA, 2000; NATION, 1990, OLIVEIRA, 2006; OXFORD e SCARCELLA, 1994; RIO-TORTO, 2006; SCARAMUCCI, 2007).

Finalidade e relevância
Nas tradicionais práticas de ensino do léxico é ainda o aspecto semântico o mais explorado, geralmente em atividades que isolam a palavra de seu contexto significativo e interacional, chamadas por Oxford e Scarcella (1994) de atividades descontextualizadas, dentre as quais se destacam as listas de palavras, os flash-cards (no caso da língua estrangeira) e os exercícios de sinonímia desvinculados de um texto.
A tradição mais recente reconhece que o conteúdo semântico das palavras depende também das relações paradigmáticas, sintagmáticas e discursivas que a unidade lexical estabelece no uso. O conhecimento de uma unidade lexical envolve mais do que a apreensão de um único significado, como sugere a tradição mais antiga. Envolve o conhecimento da polissemia, das convencionais relações sintagmáticas que a unidade lexical estabelece, assim como das informações fonológicas, morfológicas, sintáticas nela contidas e, no nível do discurso, da sua adequabilidade estilística (BASSO, 2007). Nation (1990) acrescenta o conhecimento da forma falada e escrita, das configurações e da colocabilidade (unidades que podem e costumam acompanhar outras), da sua frequência e do registro, do ponto de vista da variação. Leffa (2000) enfatiza o conhecimento da probabilidade de ocorrência, dos principais compostos, das restrições de registro, das derivações e flexões, da classe gramatical, das relações paradigmáticas estabelecidas e dos valores denotativos e conotativos.
A finalidade deste curso é identificar quais práticas de ensino de vocabulário são mais utilizadas pelos professores e verificar como o caráter pluridimensional do léxico integra ou pode passar a integrar essas práticas.
Objetiva-se com isso estabelecer a interlocução entre o conhecimento de professores atuantes na rede pública de ensino e aquele desenvolvido nas pesquisas sobre o tema.

Objetivos
1 identificar práticas de ensino de vocabulário dos professores participantes;
2 estudar a bibliografia fundamental para o ensino de vocabulário;
3 elaborar material para o ensino de vocabulário.

Resultados esperados
Elaboração de material didático sobre ensino de vocabulário em que prevaleça o aspecto pluridimensional do léxico e que possa ser utilizado pelos professores participantes em suas aulas.
Público-alvo
Professores da rede pública estadual de ensino PEB I e PEB II de Língua Portuguesa e Língua Estrangeira Moderna
Vagas
40 vagas.
Avaliação
Os participantes devem ter frequência mínima de 85% e entregar o material didático elaborado ao longo do curso.
Média final: 5,0

Cronograma
O curso será realizado entre os meses de março a agosto, com um encontro mensal, das 14h às 17h, nas seguintes datas:09/03; 06/04; 04/05; 08/06; 06/07e 03/08.
Local
Universidade de São Paulo
FFLCH – Prédio de Letras
Av. Luciano Gualberto, 403

Referências
BASSO, J. P. Níveis de conhecimento lexical resultantes da aquisição incidental de vocabulário por meio da leitura extensiva. In: SCARAMUCCI, M. V. R.; GATTOLIN, S. R. B.. Pesquisas sobre vocabulário em língua estrangeira. Campinas, SP: Mercado de Letras, 2007.
LEFFA, V. J. Aspectos externos e internos da aquisição lexical. In: ____ (org.). As palavras e sua companhia: o léxico na aprendizagem. Pelotas, RS: EDUCAT, 2000.
NATION, P. I. S.. Teaching and learning vocabulary. Boston: Heinle & Heinle, 1990.
OLIVEIRA, H. F. Ensino do léxico: o problema da adequação vocabular. Matraga, n°19, p. 49-68, julho-dezembro 2006. Disponível em: http://www.pgletras.uerj.br/matraga/matraga19/matraga19a03.pdf . Acesso em 03/11/2016.
OXFORD, R. L.; SCARCELLA, R. C.. Second language vocabular learning among adults: state of the art in vocabular instruction. System, v. 22, nº 2, p.231-243, maio 1994. Disponível em http://www.sciencedirect.com/science/article/pii/0346251X94900590. Acesso em 10/06/2016.
RIO-TORTO, G.. O léxico: semântica e gramática das unidades lexicais. 2006. Disponível em: http://docplayer.com.br/1788780-O-lexico-semantica-e-gramatica-das-unidades-lexicais.html . Acesso em 10/06/2016.
SCARAMUCCI, M. V. R.. A competência lexical de alunos universitários aprendendo a ler em inglês como língua estrangeira. In: SCARAMUCCI, M. V. R.; GATTOLIN, S. R. B. Pesquisas sobre vocabulário em língua estrangeira. Campinas, SP: Mercado de Letras, 2007. p. 73-95.

Carga Horária:

30 horas
Tipo: Obrigatória
Vagas oferecidas: 40
 
Ministrantes: Beatriz Daruj Gil


 
<<  voltar

Créditos
© 1999 - 2017 - Superintendência de Tecnologia da Informação/USP