Atividade

78024 - Introdução aos Estudos de África (Módulo II)

Período:
Quinta 19:00 às 22:00
 
Descrição: CURSO DE DIFUSÃO CULTURAL CEA/USP
INTRODUÇÃO AOS ESTUDOS DE ÁFRICA – Módulo II
De 10 de agosto a 23 de novembro/2017


EMENTA:

A presente proposta mantém os objetivos dos cursos anteriores orientando-se pelo desejo de atender as necessidades atuais do público alvo que busca um conhecimento mais aprofundado sobre o Continente Africano, ampliando-se assim, o que já vem sendo abordado nos últimos anos de forma diversificada e multidisciplinar. Além disso, manteremos o cumprimento à Lei no 10.639, de 9 de janeiro de 2003, que “estabelece as diretrizes e bases da educação nacional, para incluir no currículo oficial da Rede de Ensino a obrigatoriedade da temática ‘História e Cultura Afro-Brasileira’”, complementada com a Lei nº 11.645 que inclui “O Estudo da História e da Cultura Indígena”. O presente curso irá proporcionar aos professores da rede oficial de ensino, e a outros interessados, um instrumental de trabalho bastante valioso.

A proposta, apresentada de forma continuada, é extremamente oportuna e vem preencher uma lacuna no que diz respeito aos estudos africanos neste país e especialmente nesta Universidade, evidenciando ainda os aspectos mais relevantes da sociedade e da cultura africanas, em seus vários desdobramentos. Trata-se de uma oportunidade essencial para a sociedade em geral resgatar a importância dos saberes sobre esse Continente em sua formação.


PROGRAMA:

1ª aula - 10/08/2017
• Apresentação do curso; objetivos; conteúdo; metodologia; bibliografia; questões práticas e funcionamento – Profª Drª Tania Macedo (DLCV-CEA/USP)
• Profª Drª Márcia Oliveira (DLCV-FFLCH/USP)
Tema: África e línguas de contato

2ª aula - 17/08/2017
Profª Drª Carolin Overhoff Ferreira (UNIFESP)
Tema: A descolonização em imagens em movimento

3ª aula - 24/08/2017
Profª Drª Patrícia Teixeira Santos (UNIFESP)
Tema: Mediação Missionária e a escrita do passado em África

4ª aula - 31/08/2017
Profª Drª Mª Cristina Wissenbach (DH-FFLCH/USP)
Tema: Mito, História e Historicidade das sociedades africanas

5ª aula - 14/09/2017
Prof. Dr. Kabengele Munanga (DA-CEA/USP)
Tema: A Negritude e o Pan-Africanismo

6ª aula - 21/09/2017
Prof. Dr. Carlos Serrano (DA-CEA-USP)
Tema: Os intelectuais africanos

7ª aula - 28/09/2017
Prof. Dr. Acácio Almeida (UFABC)
Tema: Migração e Saúde na África do Oeste

8ª aula - 05/10/2017
Prof. Dr. Paulo Daniel Farah (DLO-FFLCH/USP)
Tema: África do Norte: aspectos linguísticos, literários, religiosos e históricos.

9ª aula - 19/10/2017
Profª Drª Tania Celestino de Macêdo (DLCV/FFLCH; CEA/USP)
Tema: Os impasses das literaturas africanas: escrever para quem

10ª aula - 26/10/2017
Prof. Dr. Nazir Can (UFRJ)
Tema: Literatura, outras artes e história no contexto da África Oriental: nós e laços.

11ª aula - 09/11/2017
Prof. Dr. Wanderley Messias da Costa (DG-FFLCH/USP)
Tema: A África contemporânea: geopolítica e relações internacionais

12ª aula - 16/11/2017
Profª Drª Débora Leite David (CLEPUL/Universidade de Lisboa)
Tema: Imprensa e intelligentsia da África Austral no final do século XIX

13ª aula - 23/11/2017
Profª Drª Leila Hernandez
Avaliação
Conferência de Encerramento


BIBLIOGRAFIA COMPLEMENTAR

AFRICANIA STUDIA número 23. Dossiê Experiências Missionárias: trajetórias coloniais e pos coloniais em África. Org Nuno de Pinho Falcão e Patrícia Teixeira Santos. CEAUP, segundo semestre de 2014.
ALKMIM, Tânia e PETTER, Margarida. “Palavras da África no Brasil de ontem e de hoje”. In: FIORIN, J.L. e PETTER, M. (orgs.) África no Brasil: a formação da língua portuguesa. São Paulo: Contexto, 2008
ANDRADE, Mário Pinto de. Origens do Nacionalismo Africano. Lisboa: Publicações Dom Quixote, 1997.
ANDRADE-WATKINS, C. “Le cinema et la culture au Cap Verte et en Guinée-Bissau”. CinemAction, no. 106, 2003, p. 148-155.
ANDRADE-WATKINS, Claire. “Portuguese African Cinema: Historical and Contemporary Perspectives – 1969 to 1993”. Research in African Literature, vol. 26, no. 3, 1995, p. 134-150.
ARÁUJO, Paulo J. Pilar. 2014. Algumas considerações sobre línguas africanas e políticas linguísticas em Angola. Web-Revista Sociodialeto 5(13): 161-177.
ARENAS, Fernando. Lusophone Africa – Beyond Independence. University of Minnesota Press, 2011.
ARENDS, Jacques. 1994. The socio-historical background of creoles, pp. 15-24. In Arends, Jacques, Pieter Muysken & Norval Smith (ed.). Pidgins and creoles – an introduction. Amsterdam/Philadelphia: John Benjamins.
ARSENAL. “Animated Archive”. Disponível em: [http://www.arsenal-berlin.de/en/living-archive/projects/animated-archive-2012.html] Acesso em: 12/10/2015.
BAMBA, Mahomed. “In the name of ‘cinema action’ and Third World: The intervention of foreign film-makers in Mozambiacan cinema in the 1980s and 1980s”. Journal of African Cinemas, vol. 3, no. 2, 2011b, p. 173-185.
BAMBA, Mahomed. “O parti-pris ideológico e estético de dois brasileiros na formação de um cinema pós-colonial em Moçambique (anos 70-80)”, interin, vol. 12, no. 2, 2011a, p. 1-11.
BONVINI, Emilio e PETTER, Margarida Maria Taddoni (1998). Portugais du Brésil et langues africaines. Langages. Paris, n. 130: 68-83.
BONVINI, Emilio et al. (orgs.) (2011). Dictionnaire des Langues. Paris: PUF.
BONVINI, Emilio. “Os vocábulos de origem africana na constituição do português falado no Brasil”. In: FIORIN, J. L. e PETTER, M. (orgs.) África no Brasil: a formação da língua portuguesa. São Paulo: Contexto, 2008.
BROß, Michel. 2007. L2 speakers, koneization and the spread of language norms: Hausa in Maiduguri, Nigeria, pp. 51-74. In Gudrun Miehe et al (eds.). Language in African urban contexts – a contribution to the study of indirect globalisation. Berlin: Lit Verlag.
BRUNSCHWIG, Henri. A partilha da África negra. São Paulo: Perspectiva, 1974.
CABAÇO, José Luís. “Políticas de identidade no Moçambique colonial”. In: MAGGIE, Yvonne e REZENDE, Cláudia Barcellos. Raça como retórica: a construção da diferença. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 2002, p. 351-408.
CABRAL, Amílcar. Revolution in Guinea: Selected Texts – Speeches and Writings. New York/London: Monthly Review Press, 1970.
CABRAL, Amílcar. Unidade e Luta. Lisboa: Seara Nova, 1978.
CAN, Nazir, “Índico e(m) Moçambique: notas sobre o outro”, Diacrítica, nº 28, disponível em:
CARELLI, Fabiana. “Aos cacos: imagens da nação angola em As aventuras de Ngunga e Na cidade vazia, livro e filme”. Via Atlântica, no. 13, 2008, p. 181-193.
CARELLI, Fabiana. “Cantam pretos, dançam brancos: Coreografia da colonização em Nha Fala, de Flora Gomes”. Literartes, no. 1, 2012, p. 1-21.
CARELLI, Fabiana. “Diversidade Categorial no Cinema Africano (de Língua Portuguesa): Identidade e Sujeito”. In: Benjamin Abdala Junior (org.). Estudos Comparados – Teoria, Crítica e Metodologia. Ateliê Editorial: Granja Viana, 2014, p.191-218.
CARVALHO, Ruy Duarte. “Da tradição oral à cópia standard, a experiência de Nelisita”. Anthropology Today, vol. 7, no. 3, 1991, s.p.
CÉSAIRE, Aimé. Discurso sobre o colonialismo. Lisboa: Sá da Costa, 1978.
CHARTEJEE, Partha. Colonialismo, modernidade e política. Salvador: EDUFBA/SEPHIS, 2004.
CHAVES, Rita (2002). A Ilha de Moçambique: Entre as Palavras e o Silêncio, disponível em:
CHAVES, Rita. A formação do romance angolano. São Paulo: FFLCH/USP, 1999. (Coleção Via Atlântica 1).
COETZEE, J. M. Terras de sombras. São Paulo: Círculo do Livro, 1997.
CONRAD, Joseph. Coração das trevas. São Paulo: Companhia das Letras, 2008.
COSTA e Silva, Alberto da. A África explicada aos meus filhos. Rio de Janeiro: Agir, 2008.
COSTA E SILVA, Alberto. A manilha e o libambo. A África e a escravidão de 1500 a 1700. Rio de Janeiro: Nova Fronteira/Fundação Biblioteca nacional, 2002. 1072p. 17 mapas.
COSTA E SILVA, Alberto. Francisco Félix de Souza, mercador de escravos. Rio de Janeiro: Nova Fronteira/EdUERJ, 2004. 207p.
CRUZ E SILVA, Teresa. Igrejas Protestantes e consciência política no sul de Moçambique. O caso da Missão Suíça (1930-1974). Maputo: Edições Promédia, 2001.
DA SILVA, “Viewing the Angolan experience of war and Peace through the filmic representation of Luanda in Maria João Ganga’s Cidade Vazia/Hollow City (2004) and Zezé Gamboa’s O Heroí/The Hero (2004)”. Journal of African Cinemas, vol. 3, nº 2, 2011, p. 197-200.
FANON, Frantz. Os condenados da terra. Juiz de Fora: Editora UFJF, 2006.
FERREIRA, Carolin Overhoff. “A força do coletivo – trilha sonora e construção identitária nos filmes de ficção de Flora Gomes”. In: Homenagearte (org.). Flora Gomes - O cineasta visionário. Bissau: Corobal, 2014c.
FERREIRA, Carolin Overhoff. “Ambivalent transnationality: Luso-African co-productions after Independence (1988-2010)”. Journal of African Cinemas, vol. 3, nº 2 / 2011a, p. 221-45.
FERREIRA, Carolin Overhoff. “Filme indisciplinar versus filme ensaio no cinema brasileiro: exemplos contemporâneos”, Tempo Brasileiro, v.196, 2014a, p.51-78.
FERREIRA, Carolin Overhoff. “Violência mágica: A guerra civil no cinema luso-moçambicano”. Tempo Brasileiro. v. 184, 2011b, p.109 – 124.
FERREIRA, Carolin Overhoff. Diálogos Africanos – um Continente no Cinema. Brasília: CCBB, 2012b.
FERREIRA, Carolin Overhoff. Identity and Difference – Transnationality and Postcoloniality in Lusophone Films. LIT Verlag: Münster, 2012c.
FIGUEIREDO, Carlos Filipe G. & Márcia Santos Duarte de Oliveira. 2013. Português do Libolo, Angola, e português afro-indígena de Jurussaca, Brasil: cotejando os sistemas de pronominalização. PAPIA 23(2), 105-185.
FUKIADY, Tersa. “Cinema angolano em Câmara-Lenta”, Nova Gazeta. Disponível em: [http://novagazeta.co.ao/?p=6164] Acessado em: 12/11/2015.
GRACIANO CASTELLARI: ‘Deboli tra i deboli’ Memórias de um missionário em Moçambique, 1964-2005. Série Historias Missionárias/ Coleção Experiencias de África. Organização de Nuno de Pinho Falcão e Patrícia Teixeira Santos. Porto: CEAUP/Humus Editorial, 2015.
GRAY, Ros. “Cinema on the cultural front: Film-making and the Mozambican revolution”. Journal of African Cinemas, vol. 3, no.2, 2011, p. 139-60.
GUDRUN MIEHE, Jonathan Owen & Manfred von Roncador. (eds.). 2007. Language in African urban contexts – a contribution to the study of indirect globalisation. Berlin: Lit Verlag.
HALLIS, Ron. “Movie magic in Mozambique”, Cinema Canada, 1980, p. 18-24.
Heine, Bernd & Derek Nurse. (orgs.). 2000. African languages: an introduction. Cambridge/New York: Cambridge University Press.
HERNANDEZ, Leila Maria Gonçalves Leite. A África na sala de aula: visita à história contemporânea. São Paulo: Selo Negro, 2005.
KIEßLING, Roland, and MAARTEN Mous. Urban youth languages in Africa. Anthropological Linguistics (2004): 303-341.
KI-ZERBO, Joseph. Para quando a África? Entrevista com René Holenstein. Rio de janeiro: Pallas, 2006.
LEITE, Fábio. “Valores civilizatórios em sociedades negro-africanas”. In: ÁFRICA: Revista do Centro de Estudos Africanos da USP, 18-19(1), 1995/1996:103-118. São Paulo: CEA/FFLCH/USP, 2000.
MACAGNO, Lorenzo. Missionários e Imaginação Etnográfica: Reflexões sobre o legado de Henri A. Junod (1863-1934), in: ARAUJO, Melvina (Org). O antropólogo e a sua Bíblia. São Paulo: Editora FAPUNIFESP, 2014.
MACEDO, Tania. Luanda, cidade e literatura. São Paulo: Editora da UNESP, 2008.
MACEK, Juliana F. 2007. Aspectos da polidez linguística em sheng: língua urbana de Nairóbi. Dissertação de Mestrado: Universidade de São Paulo.
MBEMBE, Achille. As formas africanas de auto inscrição. Revista Estudos Afro-Asiáticos, Rio de Janeiro, ano 23, n. 1, p. 171-209, 2001.
MENDONÇA, Fátima (2011). “Poetas do Índico – 35 anos de escrita”, Mulemba, nº 4, pp. 1-12, disponível em:

MUNANGA, Kabengele. Origens africanas do Brasil Contemporâneo. Histórias, Línguas, Culturas e Civilizações. São Paulo: editora Global, 2009.
NKRUMAH, Kwame. A luta de classes em África. Lisboa: Sá da Costa, 1977.
NOA, Francisco (2012). O Oceano Índico e as rotas da transnacionalidade na poesia moçambicana. Maputo: CESAB, 2012.
OLIVEIRA, Marcia S. Duarte, Gabriel A. Araujo & Paulo J. P. Araujo (orgs.). A sair. O português na África atlântica. São Paulo: FAPESP/HUMANITAS.
PASLEY, Victoria. “Kuxa Kanema – Third Cinema and Transatlantic Crossings”. Frieda Ekotto; Adeline Koh (org.). Rethinking Third Cinema. Lit Verlag: Münster, 2009, p. 107-24
PETTER, Margarida M T. (org.). 2015a. Introdução à linguística africana. São Paulo: FAPESP/Contexto.
PETTER, Margarida M. T. 2015b. As línguas no contexto social africano, pp. 193-220. In Petter, M. M Taddoni (Org.). Introdução à linguística africana. São Paulo: FAPESP/Contexto.
PETTER. Margarida. “Línguas Africanas no Brasil”. In: Quinhentos anos de história lingüística do Brasil. Suzana Alice Marcelino Cardoso, Jacyra Andrade Mota, Rosa Virgínia Mattos e Silva (orgs.). Salvador: Secretaria da Cultura e Turismo do Estado da Bahia, 2006.
PETTER. Margarida. “Línguas especiais, línguas secretas: na África e no Brasil”. In: Revista da ANPOLL, São Paulo, 1998, vol. 4.
PETTER. Margarida. “Termos de origem africana no léxico do português do Brasil”. In: NUNES, José Horta e PETTER, Margarida Maria Taddoni. História do saber lexical e constituição de um léxico brasileiro. São Paulo/Campinas: Humanistas/Pontes, 2002, p. 123-146.
PIÇARRA, Mario do Carmo, ANTÓNIO, Jorge António (org.). Angola – O Nascimento de uma Nação, Vol. III O Cinema da Independência. Lisboa: Guerra e Paz, 2015.
PIÇARRA, Mario do Carmo. “O cinema é uma arma”. In: Maria do Carmo Piçarra, Jorge António (org.), Angola – O Nascimento de uma Nação, Vol. II O Cinema da Libertação. Lisboa: Guerra e Paz, 2013, p. 15-42.
SANCHES, Manuela Ribeiro (org.). Malhas que os impérios tecem. Textos anticoloniais, contextos pós-coloniais. Lisboa: Edições 70, 2011.
SÁNCHEZ-BIOSCA, Vicente. “Exploración, experiencia y emoción de archivo. A modo de introducción”. Aniki, vol. 2, no. 2, 2015, p. 220-23.
SANTOS, Eduardo F. 2015. Sentenças marcadas para o foco no português do Libolo: uma proposta de análise derivacional. Tese de Doutorado: Universidade de São Paulo. Cap. 2: A situação linguística – do plurilinguismo angolano ao município do Libolo.
SANTOS, Patrícia Teixeira. Dom Comboni: profeta da África e Santo no Brasil. Rio de Janeiro: Editora Mauad, 2002.
SANTOS, Patrícia Teixeira. Fé, Guerra e Escravidão: uma história da conquista colonial do Sudão (1881-1898). São Paulo: Editora FAPUNIFESP, 2013.
SCHEFER, Raquel. “As imagens que faltam – As duas versões de ‭Mueda, Memória e Massacre ‬(1979-1980), de Ruy Guerra”. Apresentação Oral. AIM, Congresso, 2014.‬‬‬‬‬‬‬‬‬
SCHEFER, Raquel. “Fictions of the Liberation Struggle: Ruy Guerra, José Cardoso, Zdravko Velimirovic”. Kronos, vol.39, no.1, 2013, p. 298-315.
SERRANO, Carlos e MUNANGA, Kabengele. A revolta dos colonizados. O processo de colonização e as independências da África e da Ásia. São Paulo: Atual, 1997.
SERRANO, Carlos. “Angola: o discurso do colonialismo e a antropologia aplicada”. In: ÁFRICA, Revista do Centro de Estudos Africanos da USP, 14-15(1), 1991/1992:15-36. São Paulo: CEA/FFLCH/USP, 1993.
SERRANO, Carlos. Angola, Nascimento de uma Nação. Luanda: Editora Kilombelombe, 2008.
SERRANO, Carlos. Os senhores da terra e os homens do mar. Antropologia política de um reino africano. São Paulo: FFLCH/USP, 1983. 175p.
SERRANO, Carlos; WALDMAN, Maurício. Memória D’África: a temática africana em sala de aula. São Paulo: Cortez Editora, 2007.
SORANZ, Gustavo. “O Instituto Nacional de Cinema e outras experiências audiovisuais em Moçambique no seu período pós-colonial”, Contemporanea – comunicação e cultura, vol. 12, no. 1, 2014, p. 147-64.
STOCK, Robert. “Archival images and audiovisual testimony – Negostiating the end of empire in the documentary films Guerra Colonial. Histórias de Campnaha em Moçambique (1998) and Natal 71 (1999)”. International Journal of Iberian Studies, vol. 27, no. 2 & 3, 2014, p. 183-201.
TAYLOR, Clyde. Interview with Pedro Pimente [sic]. Jump Cut, no. 28, April 1983, p. 30-31. Disponível em: [http://www.ejumpcut.org/archive/onlinessays/JC28folder/MozambPimente.html] Acessado em: 5/10/2015.
THIONG’O, Ngugi Wa. “A descolonização da mente é um pré-requisito para a prática criativa do cinema Africano?” In: Alessandra Meleiro (org.). Cinema no mundo: indústria, política, mercado: África. São Paulo: Escrituras Editora, 2007, p. 25-32.
THOMAZ, Omar Ribeiro. Contextos cosmopolitas: missões católicas, burocracia colonial e a formação de Moçambique (notas de uma pesquisa em andamento), in: FRY, Peter (Org) Moçambique, ensaios. Rio de Janeiro: Editora da UFRJ, 2001.
UKADIKE, N.F. “Anglofone African Media”, 1992. Disponível em: [http://www.ejumpcut.org/archive/onlinessays/JC36folder/AnglophAfrica.html] Acessado em: 5/10/2015.
UKADIKE, N.F. Black African Cinema. Berkley: The University of California Press, 1994.
WESSELING, Henri. Le partage de l´Afrique (1880-1914). Paris: Gallimard, 2008.
WOLF, H. Ekkehard. 2000. Language and society, pp. 299-347. In Heine, Bernd & Derek Nurse. (orgs.). African languages: an introduction. Cambridge/New York: Cambridge University Press.
ZANOLI, Maria de Lourdes. 2015. A checagem de foco da categoria sujeito no cabo-verdiano - variedade de São Nicolau. Munique: LINCOM EUROPA. Cap. 2: O cabo-verdiano e a variedade de São Nicolau – considerações gerais.

Carga Horária:

39 horas
Tipo: Obrigatória
Vagas oferecidas: 50
 
Ministrantes: Acácio Sidinei Almeida Santos
Antonia de Lourdes dos Santos
Carlos Moreira Henriques Serrano
Carolin Overhoff Ferreira
Debora Leite David
Kabengele Munanga
Leila Maria Gonçalves Leite Hernandez
Márcia Santos Duarte de Oliveira
Maria Cristina Cortez Wissenbach
Nazir Ahmed Can
Patricia Teixeira Santos
Paulo Daniel Elias Farah
Tania Celestino de Macêdo
Wanderley Messias da Costa


 
<<  voltar

Créditos
© 1999 - 2017 - Superintendência de Tecnologia da Informação/USP