Atividade

80352 - Introdução aos estudos sobre Marcadores Sociais da Diferença: Educação e Resistências

Período:
Quinta 19:00 às 22:00
 
Descrição: O curso contemplará os seguintes temas:
1) Definição sobre os significados de “marcadores sociais da diferença”
2) Discussão a respeito das contribuições de uma abordagem interseccional
3) Reflexões sobre práticas escolares marcadas por normatividades de gênero
4) Considerações concernentes a sexualidade e discriminação
5) Ponderações que tocam relações étnico-raciais na história de instituições de ensino
6) Meditação das formas recentes de ativismo mobilizada pela juventude
7)Apresentação sobre os debates contemporâneos que têm interpelado a escola
8)Considerações finais sobre o curso e as disputas atuais sobre educação

AULA 1 – INTRODUÇÃO
Textos indicados:
ZAMBONI, Marcio. Marcadores Sociais da Diferença. Sociologia: grandes temas do conhecimento (Especial Desigualdades), São Paulo, , v. 1, p. 14 - 18, 01 ago. 2014
CARRARA, Serigo. Educação, diferença, diversidade e desigualdade. Texto de apresentação ao curso: Formação de professores em gênero, sexualidade, orientação sexual e relações étnico-raciais. (2006)
LOURO, Guacira Lopes. Gênero e sexualidade: pedagogias contemporâneas. Pro-
posições, v.19 nº2 (56), Maio/Agosto 2008.

AULA 2 – INTERSECCIONALIDADES - CATEGORIAS EM ARTICULAÇÃO
Textos indicados:
PISCITELLI, Adriana. Interseccionalidades, categorias de articulação e experiências de migrantes brasileiras. Sociedade e Cultura, V.11, nº 2, Jul/ Dez 2008, p.263 a 274.
COLLINS, Patricia Hill. Se perdeu na tradução? Feminismo negro, interseccionalidade e política emancipatória. Parágrafo. Jan/Jun, 2017. V. 5, nº1, 2017.
CARVALHO, Marília Pinto de. O Fracasso escolar de meninos e meninas: articulações entre gênero e cor/raça. In MELO, Hildete Pereira de
PISCITELLI, Adriana; MALUF Sônia Weidner; PUGA, Vera Lucia (organizadoras). Olhares
Feministas. – Brasília: Ministério da Educação: UNESCO, 2007.

Complementares:
MOUTINHO, Laura. Diferenças e desigualdades negociadas: raça, sexualidade e gênero em produções acadêmicas recentes. Campinas: Cadernos Pagu, nº 42, jan-jun 2014, p. 201-248.

AULA 3 – GÊNERO SE ENSINA NA ESCOLA?
Textos indicados:
SCOTT, Joan. Gênero: uma categoria útil de análise histórica. Educação e Realidade. 20 (2), p.71-99 Jul/Dez. 1995.
ALMEIDA Beatriz Accioly Lins de; MACHADO, Bernardo Fonseca
ESCOURA, Michele. Diferentes, não desiguais: a questão de gênero na escola. São Paulo:
Companhia das Letras, Selo reviravolta, 2016. – (Capítulo 1)
HANNER, June. Escolas mistas, escolas normais: a coeducação e a feminização do magistério no século XIX. Florianópolis: Estudos Feministas 19 (2), Maio-Agosto, 2011.

Complementares:
ALMEIDA, Miguel Vale. Gênero, Masculinidades e poder: revendo um caso do sul de Portugal. Anuário Antropológico de 1995, 1996.
PISCITELLI, Adriana. Recriando a (categoria) mulher? In: ALGRANTI, L. (Org.). A prática feminista e o conceito de gênero. Textos Didáticos, n. 48. Campinas: IFCH/Unicamp, 2002, p. 7-42.

AULA 4 – SEXUALIDADE SE DISCUTE NA ESCOLA?
Textos indicados:
RUBIN, Gayle. Pensando Sexo: Notas para uma teoria radical das políticas da sexualidade (1984).
JUNQUEIRA. Rogério Diniz. “A homofobia não é um problema. Aqui não há gays nem lésbicas!” – Estratégias discursivas e estados de negação da discriminação por orientação sexual e identidade de gênero nas escolas. Revista de Psicologia da Unesp 9 (1), 2010.

Complementares:
LAQUEUR, Thomas. Inventando o sexo: corpo e gênero dos gregos a Freud. Rio de Janeiro. Relume-Dumará, 2001
CARRARA, Sérgio. Moralidades, racionalidades e políticas sexuais no Brasil contemporâneo. Mana 21 (2). 2015. P. 323-345.

AULA 5 – RELAÇÕES ÉTNICO-RACIAIS NA EDUCAÇÃO
Textos indicados
GONZALES, Lélia. Racismo e sexismo na cultura brasileira. Revista Ciências Sociais Hoje, Anpocs, 1984, p. 223-244.
GUIMARÃES, Antonio Sérgio Alfredo. Raça, cor, cor da pele e etnia. São Paulo: Cadernos de Campo, nº 20, p. 265-271. 2011.
DIAS, Lucimar Rosa. Quantos passos já foram dados? A questão de raça nas leis educacionais. Da LDB de 1961 à Lei 10.639 de 2003. In. ROMÃO, Jeruse (org.). História da Educação do Negro e outras histórias. Secretaria de Educação Continuada, Alfabetização e Diversidade. Brasília: Ministério da Educação, Secretaria de Educação Continuada, Alfabetização e Diversidade, 2005.
MAHER, Terezinha Machado. A formação de professores indígenas: uma discussão introdutória. In: Formação de professores indígenas: repensando trajetórias. Org.: GRUPIONI, Luis Donisete. Brasília: Ministério da Educação, Secretaria de Educação
Continuada, Alfabetização e Diversidade, 2006.

Complementares:
MUNANGA, Kabengele. Algumas considerações sobre ‘raça’, ação afirmativa e
identidade negra no Brasil – Fundamentos Antropológicos. Revista USP, São Paulo,
nº 68, . 46-57, Dez/ Fev. 2005-2006.
McCLINTOCK, Anne. “Couro imperial. Raça, travestismo e culto da domesticidade”.
cadernos pagu, 20 (2003): 7-85.
SCHWARCZ Lilia. Nem preto nem branco, muito pelo contrário: cor e raça na
intimidade. In:_______. História da Vida Privada IV. São Paulo: Companhia das
Letras, 1998a: 173-244.

AULA 6 - GERAÇÃO E ATIVISMOS
Textos indicados:
ALVES, Valéria. MATEUZI, Milena. MOUTINHO, Laura. “Quanto Mais Você Me Nega, Mais Eu Me Reafirmo”: Visibilidade e Afetos na Cena Negra Periférica Paulistana. In.: Revista TOMO. n. 28 jan/jun, 2016.
DI GIOVANNI, Julia Ruiz. Jovens, feministas, em movimento: a Marcha Mundial das Mulheres no III Acampamento Intercontinental da Juventude. In.: Revista de Estudos Feministas, v. 11, n. 2, 2003.
Escolas de Luta (inserir capítulo sobre gênero e sexualidade)

AULA 7 – DEBATES CONTEMPORÂNEOS I
Textos indicados:
LOURO, Guacira Lopes. Heteronormatividade e Homofobia. In.: Diversidade Sexual na Educação: problematizações sobre a homofobia nas escolas. Org.: Rogério Diniz Junqueira. Brasília: Ministério da Educação, Secretaria de Educação Continuada, Alfabetização e Diversidade, UNESCO, 2009.
LEITE, Vanessa. “Adolescentes LGBT” e o confronto de moralidades em relação ao gênero e a sexualidade nas políticas públicas brasileiras contemporâneas. In.: Anais 40ª Encontro Anual da Anpocs, 2016.

AULA 8 – DEBATES CONTEMPORÂNEOS II
Textos indicados:
SEFFNER, Fernando. Atravessamentos de gênero, sexualidade e educação: tempos difíceis e novas arenas políticas. In.: Anais da Reunião Científica Regional da ANPED, Educação, movimentos sociais e políticas governamentais, 2016.
CARVALHO. Fabiana Aparecida de. MAIO, Eliane Rose. POLIZEL, Alexandre Luiz. Uma escola sem partido: dicursividade, currículos e movimentos sociais. In.: Semina: Ciências Sociais e Humanas, Londrina, v. 37, n. 2, p. 193-210, jul./dez. 2016.

Carga Horária:

24 horas
Tipo: Obrigatória
Vagas oferecidas: 70
 
Ministrantes: Bernardo Fonseca Machado
Paula Alegria Bento


 
 voltar

Créditos
© 1999 - 2017 - Superintendência de Tecnologia da Informação/USP