Atividade

82377 - O Cristianismo de Bizâncio

Período:
Segunda 10:00 às 12:00
 
Descrição: 1. Ementa: Cristianismo greco-oriental. Estrutura hierárquica. Literatura eclesiástica. Correntes de pensamento. Liturgia, arquitetura eclesiástica e arte sacra. Monaquismo e hesicasmo.

4. Programa:
4.1. O cristianismo e a relação cultura-religião no mundo antigo;
4.2. Os grandes centros eclesiásticos, a expansão e estrutura hierárquica;
4.3. As fontes literárias e a literatura patrística;
4.4. As escolas filosófico-teológicas e o estabelecimento da ortodoxia;
4.5. As Igrejas bizantino-eslavas (russa, sérvia, búlgara);
4.6. A liturgia divina, o calendário eclesiástico e as festas litúrgicas;
4.7. Arquitetura eclesiástica; alfaias, vestes e utensílios litúrgicos;
4.8. A arte iconográfica bizantina;
4.9. O movimento monástico e a mística hesicasta.

7. Bibliografia:
AIGRAIN, R. (org.) Liturgia. Encyclopédie populaire des connaissances liturgiques. Paris: Librairie Bloud et Gay, 1935.
BEHR-SIGEL, E. Oração e Santidade na Igreja Russa. São Paulo: Ed. Paulinas, 1993.
BUX, N. Il quinto sigilo. Città del Vaticano: Libreria Editrice Vaticana, 1995.
CANTALAMESSA, R. O mistério da Transfiguração. São Paulo: Loyola, 2001.
CLINE, E. H. e GRAHAN, M. W. Impérios Antigos. Da Mesopotâmia à Origem do Islam. São Paulo: Madras, 2012.
CUTLER, A. e SPIESER, J.-M. Bysance médiévale 700-1204. Paris: Éditions Gallimard, 1996.
DE GIORGI, M., “A arte bizantina na época macedônia”, in: ECO, U. (org.) Idade Média. Bárbaros, cristãos e muçulmanos. Alfragide: Publicações Dom Quixote, 2010, p. 710-714.
DENZINGER, H./SCHÖNMETZER, A. Enchiridion Symbolorum: definitiuonum et declarationum de rebus fidei et morum. Barcelona: Herder, 1963.
DI BERARDINO (org.) Nuovo Dizionario Patristico e di Antichità Cristiane, 3 vols.. Roma: Institutum Patristicum Augustinianum, 2008.
DIEHL, Ch. Bizâncio Grandeza e Decadência. Rio de Janeiro: EPASA, 1944.
DURAND, J. Byzantine Arte. Paris: Ed. Pierre, 1999.
EGERIA. Itinerário de la virgen Egeria (381-384). Madrid: B.A.C., 2013.
EUSÉBIO DE CESAREIA. Historia Eclesiástica. Madrid, B.A.C., 2010.
EVDOKIMOV, M. Peregrinos russos e andarilhos místicos. Petrópolis: Ed. Vozes, 1990.
FERNÁNDEZ, E. M. Historia del Cristianismo II: El mundo medieval. Madrid: Editorial Trotta, 2011.
FLORIÊNSKI, P. A perspectiva inversa. São Paulo: Ed. 34, 2012.
GIORDANI, M. C. História do Império Bizantino. Petrópolis: Ed. Vozes, 2001.
GROUT, D. J.; PALISCA, C. V. História da Música Ocidental. Lisboa: Gradiva, 2007.
HANNICK, Ch. “Le nuove cristianità del mondo bizantino: russi, bulgari e serbi”, in: Storia del Cristianesimo: Religione-Politica- Cultura, vol. 4, Vescovi, monaci e imperatori (610-1054). Roma: Borla/Città Nuova, 1999, p. 907-935.
KLOCZOWSKI, J. “La cristianità bizantono-slava: una stabilizzazione difficile”, in: Storia del Cristianesimo: Religione-Politica- Cultura, vol. 6, Un tempo di prove (1274-1449). Roma: Borla/Città Nuova, 1998, p. 239-253.
JUNGMANN. Missarum Sollemnia. São Paulo: Paulus, 2010.
LAUWERS, M. O Nascimento do Cemitério. Campinas: Ed. Unicamp.
LE GOFF, J. Em busca do tempo sagrado. São Paulo: Civilização Brasileira.
___ História e memória. Campinas: Ed. UNICAMP, 2014.
LELOUP, J.-Y. O Ícone. Uma escola do olhar. São Paulo: Ed. Unesp, 2006.
LUACES, J. Y. El Arte Bizantino. Madrid: Anaya, 1991.
MANGO, C. Bizâncio, o Império da Nova Roma. Lisboa: Ed. 70, 2008.
MARTIN, Th. Roma Antiga. De Rômulo a Justiniano. São Paulo: L&PM Editores,
2015.
MEYENDORFF, J. Initiation à la Théologie Byzantine. Paris: Cerf, 2010.
___ St. Gregory Palamas and Orthodox Spirituality. New York: Crestwood, 1974.
MORESCHINI, C. História da Filosofia Patrística. São Paulo: Ed. Loyola, 2008.
NADAL CAÑELLAS, J. Las Iglesias apostólicas de Oriente. História y características. Madrid: Ciudad Nueba, 2000.
OUSPENSKY, L. La Théologie de l’icône. Paris: Cerf, 2007.
PAPADEMETRIOU, G. C. Introduction to St. Gregory Palamas. Massachusetts: Holy Cross Orthodox Press, 2004.
PARIBENI, A., “Os símbolos do poder no Oriente”; in: ECO, U. (org.) Idade Média. Catedrais, cavaleiros e cidades. Alfragide: Publicações Dom Quixote, 2011, 594-600.
___ “O espaço sagrado da ortodoxia”; in: ECO, idem, p. 527-534.
PATLAGEAN, E. “La Cristianità Orientale alla metà del secolo XI”, in: Storia del Cristianesimo: Religione-Politica- Cultura, vol. 6, Un tempo di prove (1274-1449).
Roma: Borla/Città Nuova, 1998, p. 22-29.
P.C.B. O Povo judeu e as suas Sagradas Escrituras na Bíblia cristã. São Paulo: Paulinas, 2002.
PSEUDO-DIONÍSIO, O AREAPAGITA, Obra Completa. São Paulo: Paulus, 2004.
QUASTEN, J. Patrologia I. Hasta el Concilio de Nicea. Madrid: B.A.C., 2004.
___ Patrología II: La edad de oro de la literatura patrística griega. Madrid: B.A.C., 2004.
RATZINGER, J. Introdução ao Espírito da liturgia. São Paulo, Ed. Loyola, 2014.
___ Fé, Verdade, Tolerância. O cristianismo e as grandes religiões do mundo. São Paulo: I.B.F.C. “Raimundo Lúlio”, 2015.
ROSSO, S. La celebrazione dela storia dela salvezza nel rito bizantino. Città del Vaticano: Libreria Editrice Vaticana, 2010.
SABATELLI, M. (org.) A Divina Liturgia no Rito Bizantino-Eslavo. Pequeno Missal da Liturgia bizantina com as Anáforas de São João Crisóstomo e de São Basílio, o Grande. São Paulo: Ed. Salesiana, 1995.
SILVA, C. F. O Caminho para o deserto: origem e formação da comunidade de Qumran segundo análise histórica do Documento de Damasco e do Rolo de Regras. São Paulo: Humanitas, 2016.
SOTOMAYOR, M. (coord.). Historia del Cristianismo (I): El mundo antiguo. Madrid: Editorial Trotta, 2006.
SPIESER, J.-M. “La spiritualità bizantina: la sua espressione nell’architettura e nelle immagini”, in: Storia del Cristianesimo: Religione-Politica- Cultura, vol. 3: La Chiesa d’Oriente e d’Occidente (432-610). Roma: Borla/Città Nuova, 2002. p. 616-649.
TATAKIS, B. Filosofía Bizantina. Buenos Aires: Ed. Sudamericana, 1952.
TREBOLLE BARRERA, J. A Bíblia judaica e a Bíblia cristã: introdução à história da Bíblia. Petrópolis: Ed. Vozes, 1999.
ZAGO, F., “Os programas figurativos da cristandade no Oriente”, in: ECO, U. (org.) Idade Média. Bárbaros, cristãos e muçulmanos. Alfragide: Publicações Dom Quixote, 2010, p. 670-679.
___ “Os programas figurativos da Igreja ortodoxa”, in: ECO, U. (org.) Idade Média.
Catedrais, cavaleiros e cidades. Alfragide: Publicações Dom Quixote, 2011, 572-580.
___ “Santa Sofia em Constantinopla”; ECO, U. (org.) Idade Média. Catedrais,
cavaleiros e cidades. Alfragide: Publicações Dom Quixote, 2011, p. 601-603.
___ “A Rus’: Kiev, Novgorod, Vladimir”; ECO, U. (org.) Idade Média. Catedrais,
cavaleiros e cidades. Alfragide: Publicações Dom Quixote, 2011, p. 603-606.

Carga Horária:

34 horas
Tipo: Obrigatória
Vagas oferecidas: 60
 
Ministrantes: Daniel Alonso de Araujo


 
 voltar

Créditos
© 1999 - 2018 - Superintendência de Tecnologia da Informação/USP