Atividade

82388 - O Teatro Norte-Americano no Neoliberalismo: Críticas às Eras Reagan, Bush Jr. e Trump

Período:
Quarta 14:00 às 17:00
 
Descrição: Olhar para a história do teatro norte-americano é um exercício duplamente revelador: de um lado encontramos produções que filiaram-se ao comercialismo e à demanda mercadológica, de outro um teatro que se opôs e criticou não somente seu status enquanto empreendimento comercial, mas que revelou as questões políticas e ideológicas que permearam as décadas do neoliberalismo. Este curso buscará em um primeiro momento refletir os caminhos do teatro quando o neoliberalismo ganhava força e aceitação com um de seus porta-vozes mais ferrenhos: Ronald Reagan.

A primeira parte do curso fará uma incursão na política da “economia teatral” dos anos 1980, a fim de refletir sobre a presença do Reaganismo nas peças que se materializaram durante a década. Partindo dos estudos de Alan Woods, refletiremos como a ideologia do American Dream atrelou-se aos preceitos neoliberais (e conservadores), promovendo peças que celebravam um passado idílico que também fora evocado pelo slogan de campanha de Reagan, e posteirormente, de Trump, com: “Make America Great Again”. Analisaremos a peça “The Ride Down Mount Morgan” (1991), de Arthur Miller, e “The Oldest Profession” (2004), de Paula Vogel, como maneira de verificar a crítica ao Reaganismo e sua dimensão letal. A análise buscará evidenciar de que maneira forma e conteúdo encontram-se dialeticamente relacionados e como potencializam a crítica a um dos momentos mais perversos do Sonho Americano.

Na segunda parte do curso analisaremos a crítica à Era Bush Jr. feita pelo dramaturgo Yussef El Guindi com “Back of the Throat” (2006), na qual o dramaturgo expõe a perseguição aos muçulmanos como uma espécie de neomacarthismo, dentro do qual o lucro com as guerras ao
Iraque e ao Afeganistão se fez presente.

Na terceira parte do curso analisaremos a crítica à Era Trump, com a peça ganhadora do Pulitzer Prize “Sweat”, da dramaturga Lynn Nottage, em que as consequências do conservadorismo e das políticas econômicas neoliberais são colocadas em perspectiva crítica, tendo como pano de fundo o atual presidente dos Estados Unidos.

*As leituras serão feitas majoritariamente em inglês, mas as discussões ocorrerão em língua portuguesa.

BIBLIOGRAFIA:
ADORNO, Theodor. W. Teoria Estética. Trad. Artur Morão. São Paulo, Martins Fontes, 1982.
BAUMAN, Zygmunt. A Ética é possível num mundo de consumidores? Rio de Janeiro, Zahar, 2011.
BIGSBY, Christopher. “Arthur Miller.” A Critical Introduction to Twentieth-Century American Drama:
Volume Two—Williams/Miller/Albee. Cambridge, Cambridge University Press, 1984.
BRUSTEIN, Robert. Millennial Stages: Essays and Reviews, 2001-2005. New Haven: Yale University
Press, 2006.
CARLSON, Marvin. Teorias do Teatro: Estudo histórico-crítico dos gregos à atualidade. Tradução de
Gilson César de Souza. São Paulo: Unesp, 1997.
COSTA, Iná Camargo. Panorama do Rio Vermelho: ensaios sobre o teatro americano moderno. São
Paulo: Nankin, 2001.
DARDOT, Pierre; LAVAL, Christian. A nova razão do mundo: ensaio sobre a sociedade neoliberal.
Tradução Mariana Echalar. São Paulo: Boitempo, 2016.
EAGLETON, Terry. A função da crítica. Trad. Jefferson Luiz Camargo. São Paulo: Martins Fontes, 1991.
EVANS, BRAD e GIROUX, Henry. Disposable Futures: The Seduction of Violence in the Age of
Spectacle. San Francisco, CA: City Lights Books, 2015.
GRAEBER, David. Um projeto de democracia: uma história, uma crise, um movimento. Tradução de
Ana Beatriz Teixeira. São Paulo/Rio de Janeiro: Paz & Terra, 2015.
GROSS, Bertram. Friendly Fascism: The New Face of Power in America. South End Press, 1980.
GUINDI, Yussef El. Back of the Throat. Dramatists Play Service INC: New York, 2006.
HARTMOLL, Phyllis. The Theatre: a concise history. 3 ed. New York, Thames & Hudson, 2006.
HOFTSTADTER, Richard. Anti-intellectualism in American Life. New York, Knopf, 1963.
_____________. The Paranoid Style in American Politics and Other Essays. Vintage Books: New York, 2008.
JACOBY, Susan. The Age of American Unreason. Vintage Books, New York, 2009.
KARNAL, Leandro. História dos Estados Unidos: das Origens ao Século XXI. São Paulo: Contexto,
2007.
KLEIN, Naomi. The Shock Doctrine: The Rise of Disaster Capitalism. New York: Henry Holt &
Company, 2007.
LASCH, Christopher. The Culture of Narcissism: American life in an age of diminishing expectations.
New York: Norton & Co, 1991.
LINK, Arthur S. História Moderna dos Estados Unidos. Trad. Waltensir Dutra e outros. Rio de Janeiro, Zahar Editores, 1965.
MILLER, Arthur. The Ride Down Mount Morgan. London: Penguin Books, 1991.
NOTTAGE, LYNN. Sweat (TCG Edition). Theatre Communications Group, Inc: New York, 2015.
PAVIS, Patrice. Dictionary of the Theatre: Terms, Concepts, and Analysis. Toronto: University of
Toronto Press Incorporated, 1998.
ROSENFELD, Anatol. Prismas do Teatro. Ed. Perspectiva, São Paulo, 2000.
SENNETT, Richard. A Corrosão do caráter: consequências pessoais do trabalho no novo capitalismo.
Trad. Marcos Santarrita. Rio de Janeiro: Record, 1999.
SENNETT, Richard. O Declínio do Homem Público: as tiranias da intimidade. Tradução: Lygia Araújo
Watanabe. São Paulo: Companhia das Letras, 1999.
STORY, Ronald; LAURIE, Bruce. The Rise of Conservatism in America, 1945–2000.
Bedford/St.Martin's, Boston/New York, 2008.
SZONDI, Peter. Teoria do Drama Moderno: 1880-1950. Trad, Luiz Sérgio Rêpa. São Paulo, Cosac &
Naify, 2001.
VOGEL, Paula. The Oldest Profession. Dramatists Play Service, INC: Michigan 2005.
WILENTZ, Sean. The Age of Reagan: a history, 1974 –2008. New York: Harper Perennial, 2009.
WILLIAMS, Raymond. The Realism of Arthur Miller. Critical Quarterly 1, 1959.
WOOD, Ellen M. Democracia contra o capitalismo: a renovação do materialismo histórico. Tradução de Cezar Castanheira, São Paulo, Boitempo, 2003.
WOODS, Alan. “Consuming the Past: Commercial American Theatre in the Reagan Era". In The
American Stage: Social and Economic Issues from the Colonial Period to the Present, ed. Ron Engle
and Tice L. Miller, 252-266. New York: Cambridge University Press, 1993.
WOLIN, Sheldon. Democracy Incorporated: Managed Democracy and the Specter of Inverted
Totalitarianismo. Princeton University Press, New Jersey, 2008.

Carga Horária:

39 horas
Tipo: Obrigatória
Vagas oferecidas: 17
 
Ministrantes: Thiago Pereira Russo


 
 voltar

Créditos
© 1999 - 2018 - Superintendência de Tecnologia da Informação/USP