Atividade

84222 - Biossegurança Em Serviços De Saúde

Período:
Sexta 8:00 às 18:00
 
Descrição: Detalhamento: Principais conceitos, legislação e normas, complexidade da biossegurança, tipos de resíduos hospitalares, proteção dos profissionais da saúde, pacientes e meio ambiente, coleta seletiva dos resíduos sólidos de saúde, avaliação da estrutura física, Programa de Prevenção de Riscos Ambientais

Referências Bibliográficas:

Agência Nacional de Vigilância Sanitária . Curso básico de Controle de infecção hospitalar. Caderno C: métodos de proteção anti-infecciosa. s/d. disponível em: http://www.cvs.saude.sp.gov.br/pdf/CIHCadernoC.pdf [acesso em 29/04/09].

Agência Nacional de Vigilância Sanitária. Agência Nacional de Vigilância Sanitária. Manual de segurança do paciente: higienização das mãos. s/d. disponível em http://www.anvisa.gov.br/servicosaude/manuais/paciente_hig_maos.pdf. [acesso em 29/04/09].

Armond GA, Oliveira A, Siqueira EJD. Precauções por vias de transmissão e bissegurança. In Oliveira A. infecçoes hospitalares. Medsi, 2005. p. 455-87.

Associação Paulista de Estudos e Controle de Infecção Hospitalar. APECIH. Andreoli ER. (coordenação). Precauções e isolamento. São Paulo: APECIH. 1999.

Ayub EBS, Ayub MA, Ribeiro FN. Abordagem integrada das técnicas de isolamento. In: Fernandes A. Infecção hospitalar em suas interfaces na área da saúde. Atheneu, p.1020-25.

Bálsamo AC, Felli VEA. Estudo sobre acidentes de trabalho com exposição líquidos corporais humanos em trabalhadores da saúde de um hospital universitário. RevLatino-Am Enferm 2006, v.14, p. 346-53.

Brasil. Ministério do trabalho e emprego. Portaria n. 485, de 11 de novembro de 2005. Aprova o texto da nova Norma Regulamentadora de Segurança e Saúde no Trabalho em Estabelecimentos de Saúde, doravante denominada NR-32. DOU de 16 de novembro de 2005. Seção 1.

Cassettari, VC, Balsamo, AC, Rodrigues I. Manual para prevenção das infecções hospitalares 2009. Hospital Universitário da Universidade de São Paulo, São Paulo, 2009.

Felli VEA, Marzialle MHP, Robazzi MLC, Alexandre NMC. Assistência à saúde do trabalhador no contexto da saúde do adulto. Programa de Atualização em Enfermagem: saúde do adulto-PROENF. Porto Alegre:Artmed/Panamericana Editora, 2007. p.9- 44.

Felli VEA, Tronchin DM. A qualidade de vida no trabalho e a saúde do trabalhador de Enfermagem. In: Kurcgant P. Gerenciamento em Enfermagem. Rio de Janeiro: Guanabara Koogan; 2005. p.75-88.

Gir E, Takahashi RF, Oliveira MA, Nichiata LYI, Ciosak SI. Biossegurança em DST/Aids: condicionantes da adesão do trabalhador de Enfermagem às precauções. Ver Esc Enf USP, 2004, 38(3):245-53. Disponível em http://www.ee.usp.br/reeusp/upload/pdf/133.pdf.

Lobo RD et al (coord). Manual prático de procedimentos; assistência segura para o paciente e para profissional de saúde. São Paulo: HCFMUSP, 2009.

Secretaria Municipal da Saúde (SP). Coordenação da Atenção Básica. Risco Biológico – biossegurança na saúde: Recomendações básicas. São Paulo. 2007.

Carga Horária:

20 horas
Tipo: Obrigatória
Vagas oferecidas: 6
 
Ministrantes: Maria Clara Padoveze Fonseca Barbosa


 
 voltar

Créditos
© 1999 - 2022 - Superintendência de Tecnologia da Informação/USP