Atividade

84230 - Gestão da Clínica em Álcool e outras Drogas

Período:
Sexta 8:00 às 18:00
 
Descrição: 1- Ementa: Cultura e poder nas organizações e na clínica em saúde. Desenvolve os conceitos de clínica ampliada, vínculo, responsabilização e os processos de gestão em rede que potencializam a construção de capacidades voltadas ao desenvolvimento de articulações e integrações de ações e serviços de saúde organizados para a produção de intervenções qualificadas no SUS com foco na a análise compartilhada da situação de gestão de redes, serviços de saúde e projetos; avaliação de processos e resultados, o trabalho em equipe; a tomada de decisão e a comunicação.

2- Referências

Alcoholics Anonymous World Services. Timeline of A.A. – 1935 – 2011 [online] [acesso em: 2011 Fev. 23]. Disponível em http://www.aa.org/aatimeline/.

Campos, E. A. As Representações Sobre o Alcoolismo em uma Associação de ExBebedores: os Alcoólicos Anônimos. Caderno Saúde Pública. 2004; (5) 20, p. 1379 – 1387.

Campos, G. W. Clínica e Saúde Coletiva Compartilhadas: teoria Paidéia e reformulação ampliada do trabalho em saúde. In. Campos G W S, Minayo M C S, Akerman M, Drumond Jr. M, Carvalho Y M, organizadores. Tratado de Saúde Coletiva.São Paulo - Rio de Janeiro: HUCITEC – FIOCRUZ; 2009, p. 41-80.

Conte, M. Psicanálise e Redução de Danos: articulações possíveis? In: Jornada Clínica da APPOA, 2003.

Costa-Rosa, A. Algumas Notas sobre Subjetividade e Uso de Drogas. Revista de Psicologia da UNESP. 2009; (8): 10, p. 88-97. Escohotado, A. Historia General de las Drogas. Madrid: Espasa; 1998.

Greco, C. P. O Grupo de Acolhimento: um dispositivo para facilitar a adesão ao tratamento. Campinas: UNICAMP. 2009.

Hernandez, J. O Estatuto do Silêncio. Psicologia USP. 2004; (15) 1/2:, p. 129-147. International Harm Reduction Association. O que é Redução de Danos? [online] [acesso em: 2011 Fev. 23] Disponível em http://www.ihra.net/files/2010/06/01/Briefing_what_is_HR_Portuguese.pdf.

Laranjeira, R. Legalização de Drogas e a Saúde Pública. Ciência e Saúde Coletiva. 2010; (15) 3, p. 1-19.

Olievenstein, C. O Destino do Toxixômano. São Paulo: ALMED; 1985. Cap. 3: O Idiota da Família.

Oury, J. Itinerários de Formação. Revue Pratique. 1991; 1, p. 42-50.

Santos, C. E. A Reincidência na Drogadição a Partir da Visão do Adicto; 2005. Dissertação [Mestrado em Psicologia]. Faculdade de Ciências e Letras, UNESP Assis.

Tenório, F. A Reforma Psiquiátrica Brasileira, da Década de 1980 aos Dias Atuais: histórias e conceitos. História, Ciências, Saúde – Manguinhos. 2002; (1) 9, p. 25-59.

Carga Horária:

30 horas
Tipo: Obrigatória
Vagas oferecidas: 6
 
Ministrantes: Divane de Vargas
Marcia Aparecida Ferreira de Oliveira


 
 voltar

Créditos
© 1999 - 2022 - Superintendência de Tecnologia da Informação/USP