Atividade

84243 - Seminários de Processos Assistenciais - Psicologia

Período:
Sexta 8:00 às 18:00
 
Descrição: 1- Ementa: desenvolve o planejamento, apresentação e discussão de Seminários relacionados aos processos assistenciais para o profissional de Psicologia.

2- Referências

ALVES, Edvânia dos Santos e FRANCISCO, Ana Lúcia. Ação psicológica em saúde mental:
uma abordagem psicossocial. Psicologia: ciência e profissão, Brasília, v. 29, n.4, dezembro.
2009. Disponível em: http://pepsic.bvs-psi.org.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1414-
98932009000400009. Acesso em: 18 de maio de 2011.

ALVERGA, A. R.; DIMENSTEIN M. A Reforma Psiquiátrica e os Desafios de
Desinstitucionalização da Loucura. Interface – Comunicação, Saúde, Educação. Botucatu,
v. 10, jul./dez., 2006.

BASAGLIA F. Psiquiatria Alternativa. São Paulo: Ed. Brasil Debates, 1982.

BOING, Elisangela e CREPALDI, Maria Aparecida. O Psicólogo na atenção básica: uma
incursão pelas políticas públicas de saúde Brasileiras. Psicologia: ciência e profissão,
Brasília, v. 30, n. 3, set., 2010. Disponível em:
http://pepsic.bvsalud.org/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1414-98932010000300014.
Acesso em: 15 de maio de 2011.

BOING, Elisangela e CREPALDI, Maria Aparecida e MORE, Carmen L. O. O.. A
epistemologia sistêmica como substrato à atuação do psicólogo na atenção básica. Psicologia:
ciência e profissão, v. 29, n. 4, dez., 2009. Disponível em:
http://pepsic.bvsalud.org/scielo.php?pid=S141498932009000400013&script=sci_arttext&tlng
=es. Acesso em: 15 de maio de 2011.

BRASIL. Lei n.º 8.080, de 19 de setembro de 1990a. Dispõe sobre as condições para a
promoção, proteção e recuperação da saúde, a organização e o funcionamento dos serviços
correspondentes e dá outras providências. Disponível em:
http://www.planalto.gov.br/CCIVIL/leis/L8080.htm. Acesso em: 25 de maio de 2011.

BRASIL. Ministério da Saúde. Secretaria Nacional de Assistência Social à Saúde. ABC do
SUS – doutrinas e princípios. V.I/Ministério da Saúde. Brasília, DF: Autor. 1990b.

BRASIL. Ministério da Saúde. Secretaria de Atenção à Saúde. Departamento de Ações
Programáticas Estratégicas. Saúde mental no SUS: os Centros de Atenção Psicossocial.
Brasília: MS; 2004a.

BRASIL. Ministério da Saúde. Política Nacional de Humanização. Brasília-Df. 2004b.

BRASIL. Ministério da Saúde. Secretaria de Atenção à Saúde. SVS/CN-DST/AIDS. A
Política do Ministério da Saúde para Atenção Integral a Usuários de Álcool e outras
Drogas. Ministério da Saúde. 2 ed. rev. ampl. Brasília: Ministério da Saúde, 2004c.

Disponível em: http://www.inverso.org.br/blob/148.pdf. Acesso em 25 de agosto de 2010.

BRASIL. Ministério da Saúde. Secretaria de Atenção à Saúde.DAPE. Coordenação Geral de
Saúde Mental. Reforma psiquiátrica e política de saúde mental no Brasil. Documento
apresentado à Conferência Regional de Reforma dos Serviços de Saúde Mental: 15 anos
depois de Caracas. OPAS. Brasília, novembro de 2005.

BRASIL. Ministério da Saúde. Secretaria de Atenção a Saúde. Núcleo Técnico da Política
Nacional de Humanização. 2ª Edição. 2006. Brasília- DF. (Série B. Textos básicos em
Saúde). Autores: NEVES, Claudia. A. B.& ROLLO. 2006.

BRASIL. Ministério da Saúde. Secretaria de Atenção à Saúde. Núcleo Técnico da Política
Nacional de Humanização. Clínica ampliada, equipe de referência e projeto terapêutico
singular / Ministério da Saúde, Secretaria de Atenção à Saúde, Núcleo Técnico da Política
Nacional de Humanização – 2. ed. – Brasília: Ministério da Saúde, 2007.

COSTA, Liana Fortunato; BRANDAO, Shyrlene Nunes. Abordagem clínica no contexto
comunitário: uma perspectiva integradora. Psicologia & Sociedade, Porto Alegre, v. 17, n. 2,
maio/ago., 2005. Disponível em:
http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S010271822005000200006&lang=pt
Acesso em: 16 de junho de 2011.

DIAS, Carlos João et al. Redução de danos: posições da Associação Brasileira de Psiquiatria e
da Associação Brasileira para Estudos do Álcool e Outras Drogas. Jornal Brasileiro de
Psiquiatria, Rio de Janeiro, v. 52, n 5, p. 341-348, set/out, 2003.

DIMENSTEIN, Magda. O Psicólogo e o Compromisso Social no Contexto da Saúde
Coletiva. Psicologia em Estudo, Maringá, v. 6, n. 2, p. 57-63, 2001.

DIMESNTEIN Magda. A Cultura Profissional do Psicólogo e o ideário individualista:
implicações para a prática no campo da assistência pública à saúde. Estudos de Psicologia,
Universidade Federal do Rio Grande do Norte, v.5, n. 2, p. 95-121, 2000.

FIGUEIREDO, Vanda Valle de; RODRIGUES, Maria Mmargarida Pereira. Atuação do
psicólogo nos CAPS do Estado do Espírito Santo. Psicologia: ciência e profissão,
Maringá,v.9, n.2, maio/agosto. 2004. Disponível em:
http://homolog.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S141373722004000200004&lng=
pt&nrm=iso. Acesso em: 16 de maio de 2011.

FOULCALT, Michael. História da Loucura. São Paulo: Perspectiva, 1991.

PIRES, Fábio Becker. Projetos de Vida e recorrência de recaída na trajetória de
pacientes dependentes de álcool. 2011. Dissertação (Mestrado em Psicologia) –
Universidade Federal de Santa Catarina, Florianópolis, 2011.

VASCONCELOS, Cipriano Maia; PASCHE, Dário Frederico. O sitema único de saúde. In:
CAMPOS, Gastão Wagner de Sousa. Tratado de saúde coletiva. 2. ed. São Paulo: Hucitec,
532-562, 2008.

Carga Horária:

104 horas
Tipo: Obrigatória
Vagas oferecidas: 1
 
Ministrantes: Marcia Aparecida Ferreira de Oliveira
Sueli Aparecida dos Santos


 
 voltar

Créditos
© 1999 - 2022 - Superintendência de Tecnologia da Informação/USP