Atividade

89061 - Harry Potter: caminhos interpretativos

Período:
Sábado 9:30 às 12:00
 
Descrição: O curso contará com oito encontros, cujas descrições se encontram abaixo:

Aula 1


“Os personagens-chave de Harry Potter”
Apesar de J.K. Rowling ter escrito uma série cujo título traz o nome de um único
personagem, a narrativa como um todo não é apenas sobre este único personagem.
Dessa forma, discutiremos como Harry Potter, Rony Weasley, Hermione Granger e
Alvo Dumbledore foram construídos e como eles são importantes para entendermos a
formação do personagem principal.
Professora: Beatriz Masson
Bibliografia específica
CANDIDO, Antonio (et. al.). A Personagem de Ficção. São Paulo: Perspectiva, 2014.
(reimpressão da 13ª edição).
ECCLESHARE, Julia. A guide to Harry Potter novels. Londres: Bloomsbury, 2002.
ECO, Umberto. Apocalípticos e Integrados. Tradução de Pérola de Oliveira. São Paulo:
Perspectiva, 2015. (reimpressão da 7ª edição).
ROWLING, J.K. Harry Potter e a pedra filosofal. Tradução de Lia Wyler. Rio de
Janeiro: Rocco, 2000.
_____________. Harry Potter e a ordem da fênix. Tradução de Lia Wyler. Rio de
Janeiro: Rocco, 2003.
_____________. Harry Potter e o enigma do príncipe. Tradução de Lia Wyler. Rio de
Janeiro: Rocco, 2005.
_____________ . Harry Potter e as relíquias da morte. Tradução de Lia Wyler. Rio de
Janeiro: Rocco, 2007.

Aula 2

Harry Potter: herói romanesco”
A partir dos pressupostos de Northrop Frye e Mikhail Bakhtin, discutiremos as
características formais que fazem parte da construção de um herói de novela romanesca
para analisarmos, na aula seguinte, como essas características aparecem em Harry
Potter, o protagonista.
Professora: Beatriz Masson
Bibliografia específica
BAKHTIN, Mikhail. Teoria do romance II: as formas do tempo e do cronotopo. São
Paulo: Editora 34, 2018.
FRYE, Northrop. The secular scripture: a study of the structure of romance.
Massachussetts: Harvard University Press, 1976.
ROWLING, J.K. Harry Potter e a pedra filosofal. Tradução de Lia Wyler. Rio de
Janeiro: Rocco, 2000.
____________. Harry Potter e a câmara secreta. Tradução de Lia Wyler. Rio de
Janeiro: Rocco, 2000.
____________, Harry Potter e o prisioneiro de Azkaban. Tradução de Lia Wyler. Rio
de Janeiro: Rocco, 2000.
____________. Harry Potter e o cálice de fogo. Tradução de Lia Wyler. Rio de Janeiro:
Rocco, 2000.
____________. Harry Potter e as relíquias da morte. Tradução de Lia Wyler. Rio de
Janeiro: Rocco, 2007.
VASCONCELOS, Sandra Guardini Teixeira. Dez lições sobre o romance inglês do
século XVIII. São Paulo: Boitempo Editorial, 2002.
Aula 3 – 27/04/19
“Harry Potter: herói romanesco”
Tendo em vista os pontos discutidos na aula anterior sobre a construção de um herói
romanesco, nesta aula iremos analisar como estes traços aparecem em Harry Potter. Por
conta disso, recomendamos fortemente a releitura dos quatro primeiros volumes da
série.
Professora: Beatriz Masson
Bibliografia específica
ROWLING, J.K. Harry Potter e a pedra filosofal. Tradução de Lia Wyler. Rio de
Janeiro: Rocco, 2000.
____________. Harry Potter e a câmara secreta. Tradução de Lia Wyler. Rio de
Janeiro: Rocco, 2000.
____________, Harry Potter e o prisioneiro de Azkaban. Tradução de Lia Wyler. Rio
de Janeiro: Rocco, 2000.
____________. Harry Potter e o cálice de fogo. Tradução de Lia Wyler. Rio de Janeiro:
Rocco, 2000.

Aula 4

“Harry Potter e a crítica literária”
Por meio da discussão da recepção tanto da crítica especializada quanto dos leitores
reais da série, traçaremos paralelos sobre os significados e valores produzidos e
difundidos pela obra em ambas as esferas. Para uma análise mais pontual, também
discutiremos sobre o espaço acadêmico e as suas relações com obras artísticas populares
e o processo cultural contemporâneo, utilizando Harry Potter como um objeto de
estudo.
Professora: Patrícia Trindade Nakagome
Bibliografia específica
BLOOM, Harold. Can 35 million book buyers be wrong? Yes. In Wall Street Journal,
2000. Disponível em:
EAGLETON, Terry. Teoria da literatura: uma introdução. Trad. Waltensir Dutra. 6.
ed. São Paulo, SP: Martins Fontes, 2006.
________________ . How to read literature. New Heaven: Yale University Press,
2013.
RANCIERE, Jacques. Ódio à democracia. São Paulo: Boitempo Editorial, 2014.
_________________. O mestre ignorante. São Paulo: Autêntica Editora, 2007.

Aula 5

“Harry Potter: indivíduo em formação”
Nesta aula, vamos comentar sobre a longa tradição do romance de formação dentro da
literatura ocidental tendo como panorama teórico os trabalhos de Georg Lukács e
Mikhail Bakhtin. Posteriormente, analisaremos como J.K. Rowling retoma alguns
pontos desta forma literária.
Professora: Beatriz Masson
Bibliografia específica
BAKHTIN, Mikhail. Questões e de literatura e estética. Tradução de Aurora F.
Bernardini. São Paulo: Editora Hucitec, 2000.
LUKÁCS, Georg. A teoria do romance: um ensaio histórico-filosófico sobre as formas
da grande épica. Tradução de José Marcos Mariani de Macedo. São Paulo: Editora 34,
1967.
ROWLING, J.K. Harry Potter e a pedra filosofal. Tradução de Lia Wyler. Rio de
Janeiro: Rocco, 2000.
____________. Harry Potter e a câmara secreta. Tradução de Lia Wyler. Rio de
Janeiro: Rocco, 2000.
____________, Harry Potter e o prisioneiro de Azkaban. Tradução de Lia Wyler. Rio
de Janeiro: Rocco, 2000.
____________. Harry Potter e a ordem da fênix. Tradução de Lia Wyler. Rio de
Janeiro: Rocco, 2003.
____________. Harry Potter e as relíquias da morte. Tradução de Lia Wyler. Rio de
Janeiro: Rocco, 2007.

Aula 6

“Harry Potter: indivíduo em formação”
A partir das visões teóricas discutidas a respeito do romance de formação, proporemos
uma análise dos textos de Harry Potter e a ordem da fênix, Harry Potter e o enigma do
príncipe e Harry Potter e as relíquias da morte.
ROWLING, J.K. Harry Potter e a ordem da fênix. Tradução de Lia Wyler. Rio de
Janeiro: Rocco, 2003.
_____________. Harry Potter e o enigma do príncipe. Tradução de Lia Wyler. Rio de
Janeiro: Rocco, 2005.
_____________ . Harry Potter e as relíquias da morte. Tradução de Lia Wyler. Rio de
Janeiro: Rocco, 2007.

Aula 7

“O narrador de Harry Potter: entre livro e filme”
O debate sobre as diferenças que existem entre os livros de Harry Potter e suas
respectivas adaptações para o cinema é extenso e, de certo modo, bastante polêmico. O
enfoque da aula será feito a partir dessa problemática. Por meio de análises
comparativas entre ambas as obras, serão discutidos os modos narrativos tanto das obras
literárias quanto das obras cinematográficas. Ao final, serão examinados seus
respectivos desdobramentos na produção, distribuição e recepção da série Harry Potter
como um todo.
Professores: Beatriz Masson e Luiz Felipe Baute
Bibliografia específica:
BENJAMIN, Walter. “O narrador”: In: Os pensadores, vol. XLVIII: Abril Cultural,
1975, pp. 63 – 81 ou In: Obras escolhidas. V. 1. Trad. Sergio Paulo Rouanet. São
Paulo: Brasiliense, 1985, pp. 197 – 221.
BONITZER, Pascal; CARRIERE, Jean-Claude. Pr t a o ote ro e ato r o.
São Paulo: JSN. 1996.
CHIAPPINI, Lígia. O foco narrativo. São Paulo: Ática, 1990.
FRIEDMAN, Norman. O ponto de vista na ficção: desenvolvimento de um conceito
crítico. Trad. De Fábio Fonseca de Melo. In: Revista USP. Nº 53. São Paulo: USP,
março/abril/maio, 2002.
GOMES, Paulo Emilio S. “A personagem cinematográfica” In CANDIDO, Antonio et.
al. A Personagem de Ficção. São Paulo: Perspectiva. 2014, pp. 103-119.
Filmografia
HARRY POTTER e a Pedra Filosofal. Direção: Chris Columbus. Warner Bros.
Pictures. 2001.
HARRY POTTER e a Câmara Secreta. Direção: Chris Columbus. Warner Bros.
Pictures. 2002.
HARRY POTTER e o Prisioneiro de Azkaban. Direção: Alfonso Cuáron. Warner Bros.
Pictures. 2004.
HARRY POTTER e o Cálice de Fogo. Direção: Mike Newell. Warner Bros. Pictures.
2005.
HARRY POTTER e a Ordem da Fênix. Direção: David Yates. Warner Bros. Pictures.
2007.
HARRY POTTER e o Enigma do Príncipe. Direção: David Yates. Warner Bros.
Pictures. 2009.
HARRY POTTER e as Relíquias da Morte Parte I. Direção: David Yates. Warner Bros.
Pictures. 2010.
HARRY POTTER e as Relíquias da Morte Parte II. Direção: David Yates. Warner
Bros. Pictures. 2011.

Aula 8

“Os lugares de Harry Potter”
A obra de Rowling, bem como sua adaptação cienmatográfica, circula por diversos
espaços, das escolas e universidades aos blogs, imprensa, canais de You Tube, estes
últimos nem sempre dedicados ao universo de Rowling ou à literatura, e em cada um
deles existem modos específicos de lidar com ela. Nessa aula, discutiremos, sob a
perspectiva das relações entre literatura e sociedade, os diferentes modos de inserção
dessa obra tanto na literatura quanto na sociedade contemporânea.
Professora: Andrea Saad Hossne
Bibliografia específica:
CANDIDO, Antonio. “A literatura e a vida social” e “O escritor e o público”. In:
Literatura e Sociedade. 13 ed. Rio de Janeiro: Outro sobre Azul, 2014.
PAES, José Paulo. A aventura literária.Ensaios sobre Ficção e Ficções.São Paulo:
Companhia das Letras, 1990.
Compilação de textos publicados em Jornais, em blogs e em fóruns de discussão na
internet.

Carga Horária:

20 horas
Tipo: Obrigatória
Vagas oferecidas: 60
 
Ministrantes: Andrea Saad Hossne
Beatriz Masson Francisco
Luiz Felipe Rocha Baute
Patricia Trindade Nakagome


 
 voltar

Créditos
© 1999 - 2020 - Superintendência de Tecnologia da Informação/USP