Atividade

89786 - Jornalismo de Moda: uma Introdução

Período:
Terça 19:30 às 22:50
Quinta 19:30 às 22:50
 
Descrição: Ementa
Introdução ao pensamento histórico e teórico sobre o jornalismo especializado em moda, desde suas origens na civilização européia, sobretudo em Paris e Londres, e suas implicações e reflexos nas comunicações e culturas dos outros países. De maneira que é essencial entender o percurso do jornalismo de moda desde suas matrizes a partir dos relatos de costumes com os textos publicados por autores da literatura, assim como quando surge a imprensa feminina e, somente no século XX, quando temos o desenvolvimento do jornalismo de moda propriamente dito. A partir disso, faz-se essencial debater e instaurar a reflexão sobre como o jornalismo pode se interrelacionar com o campo produtivo da moda no intuito de disseminar os produtos culturais dessa para as sociedades. De forma que ao se dirigir qualquer evento ou produto da indústria criativa da moda, aquele possa desempenhar a comunicação ideal pretendida. Com isso, o jornalismo de moda e sua função social de informar, é constituído a partir de sua premissa máxima, que é a de informar.


Objetivos
Ao final das aulas, os alunos serão capazes de compreender a introdução histórica às origens do jornalismo de moda, de maneira que possa descrever as diferentes etapas da linha do tempo do jornalismo especializado em moda, desde as origens no século século XIX até a atualidade contemporânea do século XX. O intuito é o de compreender os limites e barreiras existentes entre as tipologias do jornalismo de moda com foco, portanto, na moda e seus bens de consumo estético e mercadológico. Com esse propósito, essa disciplina pretende fornecer subsídios teórico-práticos das várias modalidades, tipologias e gêneros das mídias jornalísticas de moda para instrumentalizar os estudantes, inicialmente, compreendê-las e, logo em seguida, identificá-las e articulá-las para uma melhor eficiência do binômio Jornalismo & Moda.


Conteúdo Programático
• Jornalismo de moda: uma breve introdução ao tema;
• Origens históricas do jornalismo de moda: a contribuição da literatura através dos relatos de costumes;
• Origens históricas do jornalismo de moda: a imprensa feminina como matriz jornalística para a moda como uma das editorias;
• Origens históricas do jornalismo de moda: o prêt-à-porter e sua relevância impulsionadora para o consumo de notícias de moda e da indústria têxtil;
• A cobertura jornalística de moda e suas múltiplas facetas e tipologias ;
• Porque comunicar moda? Necessidades estéticas e mercadológicas nas sociedades ocidentais;
• Como ler criticamente obras contemporâneas da moda através do jornalismo: entre os “achismos” e as “críticas” nas coberturas.
Metodologia
Aulas expositivas, acompanhadas de exercícios de análises de casos (desfiles, reportagens de jornais e revistas, críticas de moda de jornais e revistas).


Avaliação discente
A partir da exibição de alguns desfiles, será proposta a análise de um dos desfiles mostrados, sobre o qual deverá ser produzido um texto jornalístico (seja ele uma reportagem ou mesmo uma crítica de moda), que contemple os elementos de uma cobertura jornalística de moda.


Bibliografia Básica
BARTHES, Roland. Sistema da Moda; tradução de Lineide do Lago Salvador Mosca. São Paulo: Companhia Editora Nacional & Edusp, 1979.

BORRELLI, Laird O’Shea. “Dressing Up and Talking about It: Fashion Writing in ‘Vogue’ from 1968 to 1993”. Fashion Theory: the Journal of Dress, Body & Culture, vol.1, n.3, September 1997. p.247-260.

D’ALMEIDA, Tarcisio. Das Passarelas às Páginas: um Olhar sobre o Jornalismo de Moda. São Paulo: ECA-USP, 2006. (Dissertação de Mestrado).

KRONKA, Eleni. A Cobertura de Moda nos Jornais Diários: do Comentário Ameno ao Status de Notícia (uma Análise Comparativa dos Jornais ‘O Estado de S. Paulo’ e ‘Folha de S. Paulo’). São Paulo: ECA-USP, 2006. (Dissertação de Mestrado).

McROBBIE, Angela. “The Return to Cultural Production. Case Study: Fashion Journalism”. In: CURRAN, James; GUREVITCH, Michael (Ed.). Mass Media and Society. 3.ed. London: Arnold, 2000. p.255-267.

RABINE, Leslie W. “Os Dois Corpos de uma Mulher: Revistas de Moda, Consumismo e Feminismo”. In: BENSTOCK, Shari; FERRISS, Suzanne (Orgs.). Por Dentro da Moda; tradução de Lúcia Olinto. Rio de Janeiro: Rocco, 2002. p.71-88.

ROCAMORA, Agnès. “High Fashion and Pop Fashion: the Symbolic Production of Fashion in ‘Le Monde’ and ‘The Guardian’”. Fashion Theory: the Journal of Dress, Body & Culture, vol.5, n.2, June 2001. p.123-142.


Bibliografia Complementar
BARTHES, Roland. “Estrutura da Notícia”. In: Crítica e Verdade. 3. ed. São Paulo: Perspectiva, 1999.

BAUDRILLARD, Jean. “A Moda ou a Magia do Código”. In: A Troca Simbólica e a Morte; tradução de Maria Stela Gonçalves & Adail Ubirajara Sobral. São Paulo: Loyola, 1996. p.109-130.

BOURDIEU, Pierre & Yvette Delsaut. “O Costureiro e sua Grife: Contribuição para uma Teoria da Magia”. In: A Produção da Crença: Contribuição para uma Economia dos Bens Simbólicos; tradução de Guilherme João de Freitas Teixeira. São Paulo: Zouk, 2004. p.113-190.

BREWARD, Christopher. “Fashion Pages”. In: Fashion. Oxford: Oxford University Press, 2003.

GUMBRECHT, Hans Ulrich. “Dialética das Passarelas”. Folha de S. Paulo, 05 de maio de 2002. p.4-9. (Caderno Mais!).

MARCONDES FILHO, Ciro. Comunicação & Jornalismo. A Saga dos Cães Perdidos. São Paulo: Hacker Editores, 2000.

Carga Horária:

16 horas
Tipo: Obrigatória
Vagas oferecidas: 50
 
Ministrantes: Tarcisio Luiz D'Almeida Alves


 
 voltar

Créditos
© 1999 - 2020 - Superintendência de Tecnologia da Informação/USP