Atividade

89810 - Metodologia analítica.

Período:
Terça 19:30 às 22:50
Quinta 19:30 às 22:50
 
Descrição: Síntese: Metodologia de aplicação dos parâmetros epistémicos que permitem fazer leituras analíticas das manifestações do inconsciente a céu aberto.

a. Lógica do concreto
b. Lógica do sentido
c. Lógica da fantasia
d. Método paranoico-crítico
e. Interpretações & hipóteses
f. Novos paradigmas


A linguagem é a condição tanto do inconsciente quanto da Semiótica; sua pluralidade abrange o visual & o sonoro, junto com o verbal, prioridade da Psicanálise. A primeira incrementa à segunda com seu repertório de meios & mensagens; reciprocamente, a dimensão subjetiva sustenta & usufrui do universo das significações. Disto decorre a necessidade do estudo das consequências psíquicas dos signos culturais.
A semiótica de extração psicanalítica utiliza os conceitos de simbólico, imaginário & real mirando a distinção entre palavras, imagens & coisas, as três ordens de referência para o proceder humano, tanto em termos cognitivos como desiderativos. A aplicação destas categorias de análise possibilita a leitura, escuta & interpretação dos fenômenos sociais & seus produtos culturais, na pesquisa das causas & efeitos das condições de existência.

Referências bibliográficas
BAIRON, Sergio. Interdisciplinariedade. São Paulo: Futura, 2002.
ECO, Umberto. Como se faz uma tese – São Paulo: Perspectiva, 2012.
DELEUZE, Gilles. A lógica do sentido – São Paulo: Perspectiva, 1978.
DEVIEUX, Miriam. Histórias que não se contam – Taubaté: Cabral, 2002.
FALEK, Jussara (org.). A criança no discurso do Outro – São Paulo: Iluminuras,1994.
FINGERMANN, Dominique (org). Os paradoxos da repetição – São Paulo: Annablume, 2014.
IZQUIERDO, Ivan. Memória. Porto Alegre: Artmed, 2006.
KUHN, Thomas. As revoluções científicas. São Paulo: Perspectiva, 2011.
KUPFER, Maria Cristina. Freud & a educação. São Paulo: Scipione, 1989.
MACHADO DE FREITAS, Jeanne Marie. Comunicação & Psicanálise. São Paulo: Escuta, 1992.
MEZAN, Renato. Figuras da teoria psicanalítica. São Paulo: Escuta, 1995.
NOGUEIRA, Luiz Carlos – (Biblioteca USP)
SANTAELLA, Lucia & Nöth, Winfried. Comunicação & semiótica. São Paulo:Hacker, 2004.
SIMANKE, Richard. Metapsicologia lacaniana. São Paulo: Discurso Editorial, 2002.
VOLTOLINI, Rinaldo. Educação & psicanálise. Rio de Janeiro: Zahar, 2011.
WILLEMART, Philippe. Crítica genética & psicanálise. São Paulo: Iluminuras, 2005.

Carga Horária:

20 horas
Tipo: Obrigatória
Vagas oferecidas: 50
 
Ministrantes: Claudio César Montoto
Paulo Roberto Nassar de Oliveira


 
 voltar

Créditos
© 1999 - 2020 - Superintendência de Tecnologia da Informação/USP