Atividade

93830 - Literatura juvenil: adolescência e práticas leitoras

Período:
Quinta 14:00 às 17:00
 
Descrição: Literatura Juvenil: adolescência e práticas leitoras

Objetivo geral
Atualizar professores de Ensino Fundamental e estudantes de graduação e pós graduação em Letras e Pedagogia no que se refere aos estudos sobre a etapa da chamada “adolescência” com vistas à atualização em atividades com a literatura para jovens visando ao desenvolvimento de atividades por meio da leitura do texto literário nos seus vários gêneros e utilizando-se dos vários suportes que as novas tecnologias oferecem.

Objetivos específicos
a-) ampliar a competência docente no que se refere à aquisição de recursos, estratégias e critérios de avaliação para o trabalho com a literatura para jovens, investigando a gênese e as transformações desse tipo de texto no Brasil;
b-) ampliar a competência docente no que se refere à aquisição de recursos e estratégias para a atividade docente em ensino fundamental para o trabalho com a cultura múltipla do povo brasileiro representada nesse tipo de texto;
c-) capacitar os professores do ensino fundamental para incentivar nos seus alunos o hábito de leitura do texto literário, por meio de atividades oriundas da leitura de textos desse gênero;
d-) promover, por meio da formação continuada de educadores, a melhoria constante da qualidade do ensino oferecido para a sociedade; e-) promover a integração da pesquisa desenvolvida no âmbito da Universidade de São Paulo com a população de sua área de influência;
f-) incentivar alunos de graduação e pós-graduação da área de Letras e Pedagogia a se envolverem em atividades de ensino, a fim de que sejam colocadas em prática as pesquisas por eles desenvolvidas junto aos orientadores.

Produto esperado
Ao final do curso espera-se a ampliação da competência dos professores para o trabalho com a leitura da literatura para crianças e jovens, desde os critérios para a escolha de um livro para uma determinada fase de formação do leitor, bem como no planejamento de atividades de leitura literária e seus processos de avaliação.

DA JUSTIFICATIVA DO PROJETO
O presente projeto para realização de curso de atualização para professores do Ensino Fundamental e alunos de graduação e pós graduação das áreas de Letras e Pedagogia nasce da necessidade de o ensino brasileiro, principalmente o de nível fundamental, adequar-se às exigências da base nacional Comum Curricular, oriunda da Lei 9.394, de 20 de dezembro de 1996, Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional, de cujos princípios e fins podem ser destacados:

Art. 2º A educação, dever da família e do Estado, inspirada nos princípios de liberdade e nos ideais de solidariedade humana, tem por finalidade o pleno desenvolvimento do educando, seu preparo para o exercício da cidadania e sua qualificação para o trabalho. Art. 3º O ensino será ministrado com base nos seguintes princípios: (...) II - liberdade de aprender, ensinar, pesquisar e divulgar a cultura, o pensamento, a arte e o saber; III - pluralismo de ideias e de concepções pedagógicas; IV - respeito à liberdade e apreço à tolerância; (...) VII - valorização do profissional da educação escolar; (...) IX - garantia de padrão de qualidade; X - valorização da experiência extraescolar; XI - vinculação entre a educação escolar, o trabalho e as práticas sociais.

Só se pode conceber um ensino em tais modelos a partir da garantia da qualidade desse processo, se houver responsabilidade na formação continuada dos profissionais da educação e na qualidade dos materiais didático-pedagógicos utilizados e desenvolvidos para esta finalidade.
É com base na urgência dessa formação de docentes para o trabalho com as novas tecnologias e com a pluralidade cultural do povo brasileiro que este projeto se constrói, pretendendo dar oportunidade a professores, profissionais da educação e estudantes de terem acesso, não somente a uma quantidade de materiais de apoio à sua atividade em sala de aula, mas de maneira a garantir a continuidade da sua formação docente, contribuindo para a construção de uma sala de aula mais justa e igualitária, e promovendo a construção de um saber que contemple a diversidade cultural do povo brasileiro.
Assim, o presente projeto procura, por meio da atualização dos professores de ensino fundamental para o trabalho com a literatura juvenil, oferecer subsídios para produções em outras mídias e para o convívio e interação com os elementos culturais e com as tecnologias emergentes, que têm promovido profundas mudanças no mercado editorial, pois acredita-se que o texto literário seja um grande meio de divulgação da cultura e da formação da identidade cultural de uma nação.

DO CONTEÚDO PROGRAMÁTICO
Panorama Histórico da leitura e da literatura para crianças e jovens.
Literatura juvenil na escola e a formação de leitores literários.
Temas da literatura infantil e juvenil na contemporaneidade.
Literatura para crianças e jovens: Base nacional Comum Curricular.
Muito mais que livros: suportes e linguagens.
A avaliação da leitura literária.

DA CARGA-HORÁRIA E METODOLOGIA
O presente curso é concebido como um Curso de Atualização para formação continuada de educadores, com carga-horária total de 20 (vinte) horas, compreendendo as atividades de pesquisa.
O curso será desenvolvido da seguinte maneira:
Atividades presenciais: aulas semanais, às quintas feiras, das 14h às 17h;
Atividades de pesquisa: Cada encontro oferecerá temáticas para pesquisas de aprofundamento no assunto, obedecendo ao cronograma de realização do curso, que poderão somar até 10 (dez) hora;
Avaliação A avaliação do aproveitamento de será realizada por meio da entrega de trabalho teórico-prático, já computado no total de horas de pesquisa.


BIBLIOGRAFIA GERAL DE APOIO TEÓRICO
AGUIAR, Vera Teixeira de & CECCANTINI, João Luís. (Orgs.). Teclas e dígitos: leitura, literatura & mercado. São Paulo: Cultura Acadêmica, 2010.
_____ Poesia infantil e juvenil brasileira. São Paulo: Cultura Acadêmica, 2012.
AGUIAR, Vera e Martha, Alice Áurea penteado (Orgs.) Conto e reconto: das fontes à invenção. São Paulo: Cultura Acadêmica, 2012.
ANDRUETTO, María Tereza. Por uma literatura sem adjetivos. Trad. Carmem Cacciacatto. São Paulo: Pulo do Gato, 2012.
_____. A leitura, outra revolução. São Paulo: Edições Sesc São Paulo, 2017.
BALESTRINI, Mara. El traspasso de la tiza al celular: Celumetrajes em el proyecto Facebook para pensar com imágenes y narrativas transmedia. In: El proyecto Facebook y la Psuniversidad. Sistemas operativos sociales y entornos abiertos de aprendizaje. Buenos Aires. Ariel/Fundación Telefônica, 2010, pp. 35-46.
BRASIL, Ministério da Educação. Base Nacional Comum Curricular. Brasília: MEC, 2019.
BURLAMAQUE, Fabiane Verardi e Rösing, Tânia Mariza Kuchenbecker (Org.). Literatura para crianças e jovens: por um novo pensamento crítico. Passo Fundo: Editora Universidade de Passo Fundo, 2013.
CADEMARTORI, Ligia. O professor e a literatura: para pequenos, médios e grandes. Belo Horizonte: Autêntica Editora, 2009.
CARVALHO, Ana Carolina e BAROUKH, Josca Ailine. Oito mitos escolares sobre a leitura literária. São Paulo: Panda Books, 2018.
CECCANTINI, João Luís & PEREIRA, Rony Farto (Organizadores). Narrativas juvenis: outros modos de ler. São Paulo: Editora UNESP; Assis, SP: ANEP, 2008.
CHARTIER, Roger. A ordem dos livros – leitores, autores e bibliotecas na Europa entre os séculos XIV e XVIII. Brasília: Editora da UnB, 1998.
_____ A aventura do livro: do leitor ao navegador. São Paulo: Editora da Unesp/Imprensa Oficial do Estado de São Paulo, 1999.
COELHO, Nelly Novaes. Panorama Histórico da literatura infantil e juvenil. São Paulo: Amarilys, 2010.
COUTINHO, Luciana Gageiro. Adolescência e errância: destinos do laço social no contemporâneo. Rio de Janeiro: Nau: FAPERJ, 2009.
CUNHA, Maria Zilda da. Na tessitura dos signos contemporâneos: novos olhares para a literatura infantil e juvenil. São Paulo: Paulinas, 2010.
FIGUEIREDO, Eurídice (Org.). Conceitos de Literatura e Cultura. Juiz de Fora: Editora UFJF, 2005.
FISCHER, Steven Roger. História da leitura. São Paulo: Editora Unesp, 2006.
FONSECA, Thaís Nívia de Lima e. Letras, ofícios e bons costumes: civilidade, ordem e sociabilidades na América portuguesa. Belo Horizonte: Autêntica, 2009.
GRAZIOLI, Fabiano Tadeu; COENGA, Rosemar Eurico. Literatura de recepção infantil e juvenil: modos de emancipar. Erechim: Habilis Press, 2018.
GREGORIN FILHO, José Nicolau. Literatura juvenil, adolescência, cultura e formação de leitores. São Paulo: Melhoramentos, 2011.
GROPPO, Luís Antonio. Juventude: ensaios sobre Sociologia e História das Juventudes Modernas. Rio de Janeiro: DIFEL, 2000.
HUIZINGA, Johan. Homo ludens: o jogo como elemento da cultura. Tradução Paulo Monteiro. São Paulo: perspectiva, 2014.
JOUVE, Vincent. A leitura. Trad. Brigitte Hervor. São Paulo: Editora UNESP, 2002.
JOUVE, Vincent. Por que estudar literatura? São Paulo: Parábola, 2012.
LAJOLO Marisa. Do mundo da leitura para a leitura do mundo. São Paulo: Ática, 2008.
_____ Literatura: leitores e leitura. São Paulo: Editora Moderna, 2011.
LAJOLO, Marisa e ZILBERMAN, Regina. A formação da leitura no Brasil. São Paulo: Ática, 2009.
LAJOLO, Marisa. e ZILBERMAN, Regina. A leitura rarefeita: livro e literatura no Brasil. São Paulo: Editora Brasiliense, 1991.
LEAHY-DIOS, Cyana. Educação literária como metáfora social: desvios e rumos. São Paulo: Martins Fontes, 2004.
LIMA, Aldo de (Org.). O direito à literatura. Recife: ED. Universitária da UFPE, 2012.
MAGNANI, Maria do Rosário Mortari. Leitura, literatura e escola. São Paulo: Martins Fontes, 2001.
MELLO E SOUZA, Antonio Candido. Literatura e Sociedade. São Paulo: T. A. Queiroz, 2000.
REIS, Carlos & LOPES, Ana Cristina M. Dicionário de Narratologia. Coimbra: Almedina, 2007.
RÖSING, Tânia M. K. e BURLAMAQUE, Fabiane. (Org.) De casa e de fora, de antes e de agora: estudos de literatura infantil e juvenil. Passo Fundo: Editora da Universidade Federal de Passo Fundo, 2010.
SANTAELLA, Lúcia. Comunicação ubíqua: repercussões na cultura e na educação. São Paulo: Paulus, 2013.
SANTOS, Fabiano, MARQUES NETO, José Castilho e RÖSING, Tânia (Orgs.). Mediação de leitura: discussões e alternativas para a formação de leitores. São Paulo: Global, 2009.
SANTOS, Josalba & OLIVEIRA, Luiz Eduardo. (Orgs). Literatura & Ensino. Maceió: EDUFAL, 2008.
SERRA, Elizabeth D’Ângelo (Org.). Ética, estética e afeto na literatura para crianças e jovens. São Paulo: Global, 2001.
SILVA, Márcia Cabral da. Uma História da formação do leitor no Brasil. Rio de Janeiro: EdUERJ, 2009.
SILVA, Vítor Aguiar e. As humanidades, os estudos culturais, o ensino da literatura e a política da língua portuguesa. Coimbra: Almedina, 2010.
SIMÕES, Marco Antonio. História da leitura: do papiro ao papel digital. São Paulo: Terceira Margem, 2011.
TODOROV, Tzvetan. A literatura em perigo. Tradução Caio Meira. Rio de Janeiro: DIFEL, 2009.
VERSIANI, Daniela; YUNES, Eliana; CARVALHO, Gilda. Manual de reflexões de boas práticas de leitura. São Paulo: Editora UNESP; Rio de Janeiro: Cátedra Unesco de Leitura PUC-RIO, 2012.
WADA, Márcia Miyoko. Juventude e leitura. São Paulo: Annablume/A cor da letra, 2004.
ZUMTHOR, Paul. Performance, recepção, leitura. Trad. Jerusa pires Ferreira e Suely Fenerich. São Paulo: Cosac Naify, 2014.

Carga Horária:

20 horas
Tipo: Obrigatória
Vagas oferecidas: 50
 
Ministrantes: Jose Nicolau Gregorin Filho
Maria Zilda da Cunha


 
 voltar

Créditos
© 1999 - 2022 - Superintendência de Tecnologia da Informação/USP