Atividade

95833 - Ficção e história no século XIX: Portugal - Brasil - Cabo Verde

Período:
Terça 14:00 às 16:00
Quarta 14:00 às 16:00
 
Descrição: 1. Questões teóricas preliminares: Koselleck, Hayden e Lukács.
2. Alexandre Herculano: o mito dessacralizado em O bobo.
3. José de Alencar: O guarani e a construção de um mito nacional.
4. José Evaristo de Almeida: romance e revolução em O escravo.


Bibliografia

ALENCAR, J. Bênção paterna. In: Obras completas, v. I. Rio de Janeiro: Nova
Aguilar, 1959.

______. O guarani. In: Obras completas, v. I. Rio de Janeiro: Nova Aguilar,
1959.

ALMEIDA, J. E. O escravo. Cabo Verde: ALAC, Instituto Cabo-verdiano do Livro, 1989.

BAKHTIN, M. Epos e romance. In: Questões de literatura e estética. São Paulo:
Hucitec, 2002.

CASTRILLON, Susanne Maria Lima. O romance O Escravo (1856), de José Evaristo de Almeida no sistema literário português. 2010. Tese (Doutorado em Estudos Comparados de Literaturas de Língua Portuguesa). Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas, Universidade de São Paulo, São Paulo, 2011. DOI:10.11606/T.8.2011.tde-19092011-135151. Acesso em: 2020-02-06.

CHAVES, C. B. O romance histórico no romantismo português. Lisboa: Instituto
de Cultura Portuguesa, 1979.

HANSEN, J. A. Notas sobre o gênero épico. [Introdução]. In: Teixeira, I.
Multiclássicos. Épicos. São Paulo: Edusp/Imprensa Oficial, 2008.

HERCULANO, Alexandre. O bobo. São Paulo: Saraiva, 1959.

HUGO, V. Bug-Jargal. São Paulo: Assunção Ltda., 1946.
KOSELLECK, H. Futuro passado: contribuição à semântica dos tempos históricos. São Paulo: Contraponto, 2006.

LUKÁCS, G. O romance como epopeia burguesa. Ensaios Ad hominem/
Estudos e edições Ad hominem, n. 1, tomo 2, 1999.

______. O romance histórico. Tradução de Rubens Enderle. São Paulo:
Boitempo, 2011.

MARTIUS, K. F. Von. Como se deve escrever a história do Brasil. In: O Estado
de direito dos autóctones no Brasil. São Paulo: Edusp, 1982.

SCOTT, W. Ivanhoé. London: Penguin Books, 1994.

TENGARRINHA, J. (org.). História de Portugal. São Paulo: UNESP, 2001.

WHITE, H. Meta-história: a imaginação histórica do século XIX. 2. ed. São Paulo: EDUSP, 2019.

Carga Horária:

8 horas
Tipo: Obrigatória
Vagas oferecidas: 100
 
Ministrantes: Marcos Lemos Ferreira dos Santos


 
 voltar

Créditos
© 1999 - 2022 - Superintendência de Tecnologia da Informação/USP