Atividade

96660 - Módulo Mercado

Período:
Quarta 19:00 às 23:00
 
Descrição: 1.1 Agronegócio do Algodão
Ementa
Panorama mundial: distribuição de área, produção e produtividade dos principais países produtores de algodão; calendário agrícola dos principais países produtores. Caracterização agronômica: condições para o desenvolvimento; ciclo do algodoeiro; preparo do solo; adubação; semeio; pulverizações; colheita; e destruição de soqueira. Utilização comercial: beneficiamento nas algodoeiras; produtividade do algodão em caroço e produtividade do algodão em pluma; uso industrial do caroço de algodão; uso industrial das fibras (longas, curtas, e resultantes do descaroçamento); e produtos substitutos. Mercado internacional: participação dos países em termos de consumo, exportações e importações; crescente importância dos mercados asiáticos. Formação de preços: cotação na bolsa de Nova York (ICE Futures US); prêmio de exportação, câmbio (R$/US$); cálculo de paridade de exportação; conversão de unidades; e classificação da pluma. Fatores determinantes para evolução e sazonalidade dos preços: estoques mundiais; câmbio (R$/US$); safra dos principais países produtores; entre outros fatores. Cotonicultura brasileira: evolução histórica; regiões produtoras; características da nova cotonicultura brasileira; organização da cadeia agroindustrial; e custos de produção. Novas tecnologias, desafios e oportunidades.

Bibliografia
COSTA, Sérgio Rodrigues; BUENO, Miguel Garcia. A saga do algodão: das primeiras lavouras à ação na OMC. Rio de Janeiro: Insight Engenharia, 2004.
FREIRE, Eleusio Curvelo (Org.). Algodão no Cerrado do Brasil. 3. ed. rev. e ampl. Brasília, DF: Gráfica e Editora Positiva, 2015. 956 p.
NEVES, Marcos Fava; PINTO, Mairun Junqueira Alves (Coord.). A cadeia do algodão brasileiro: desafios e estratégias. Brasília: Abrapa, 2012. 85 p.

1.2 Agronegócio de Bovinos
Ementa
Evolução da produção de carnes no Brasil (1960 – 2016): sistemas de produção, alimentação, genética, raças, mercado interno e mercado internacional. Complexo agroindustrial da carne bovina: fatores locacionais, grau de processamento e formação de preços; Custo Operacional Total (COT). Análise de mercado: volatilidade de preços do boi gordo, participação do abate de fêmeas no abate total, oferta e demanda mundial por carne bovina, exportações brasileiras. A indústria brasileira e seus indicadores: localização das plantas; participação de mercado; composição de capital e avaliação econômica de um frigorífico. Confinamentos no Brasil: custo e retorno de um sistema de confinamento; evolução da razão entre animais confinados e número de abates. Perspectivas, desafios e oportunidades.

Bibliografia
AMARAL, Gisele et al. Panorama da pecuária sustentável. BNDES Setorial 36, 2012. p. 249-288. Disponível em: https://web.bndes.gov.br/bib/jspui/handle/1408/1491. Acesso em: dez. 2012.
BALBINO, L. C.; BARCELLOS, A. O.; STONE, L. F. Marco referencial: integração lavoura-pecuária-floresta (ILPF). Brasília: Embrapa, 2011. 130p.
BARBOSA, Fábio Alvim et al. Cenários para a pecuária de corte amazônica. 1 ed. Belo Horizonte: Editora IGC/UFMG, 2015. 146 p.
DE ZEN, S. et al. Pecuária de corte brasileira: impactos ambientais e emissões de gases de efeito estufa. 2008. Disponível em: http://www.cepea.esalq.usp.br/pdf/Cepea_Carbono_pecuaria_SumExec.pdf. Acesso em: 18 mai. 2012.
VALLE, E. R. (Ed. técnico). Boas práticas agropecuárias: bovinos de corte: manual de orientações. 2. ed. rev. ampl. Campo Grande, MS: Embrapa Gado de Corte, 2011. Disponível em: http://bpa.cnpgc.embrapa.br/material/MANUAL_de%20BPA_NACIONAL.pdf. Acesso em: mai. 2012.
VILELA, L. et al. Sistemas de integração lavoura-pecuária na região do Cerrado. Pesquisa Agropecuária Brasileira, Brasília, v. 46, n. 10, 2011. Disponível em:
http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0100204X2011001000003&lng=en&nrm=iso.
Acesso em: abr. 2012.

1.3 Agronegócio da Citricultura
Ementa
História do agronegócio citrícola. Importância do agronegócio citrícola brasileiro. A cultura da laranja: transição de viveiros abertos para viveiros protegidos; formação e desenvolvimento de porta-enxertos; enxertia; desbrota; preparo e correção do solo; proteção contra insetos vetores; colheita manual; colheita semi-mecanizada; e uso de transbordo. Características do mercado citrícola: participação produtiva dos estados brasileiros; cinturão citrícola (São Paulo e Triângulo Mineiro); participação das variedades; destino da produção; indústria de processamento; preços. Desafios fitossanitários: Manejo Integrado de Pragas (MIP) e principais doenças. Contexto mundial e situação dos principais produtores. Sustentabilidade econômica: evolução dos custos de produção; margem dos citricultores; rentabilidade da indústria; e riscos do agronegócio citrícola. Perspectivas, desafios e oportunidades.

Bibliografia
NEVES, Marcos Fava. A Laranja Concentrada. In: NEVES, Marcos Fava; ZYLBERSTAJN, Decio; NEVES, Evaristo Marzabal. Agronegócios do Brasil. São Paulo: Saraiva, 2005. Cap. 23, p. 125-127.
NEVES, Marcos Fava. Estratégias para o Sistema Agroindustrial da Laranja. In: NEVES, Marcos Fava; ZYLBERSTAJN, Decio; NEVES, Evaristo Marzabal. Agronegócios do Brasil. São Paulo: Saraiva, 2005. Cap. 24, p. 128-130.
SPADOTTO, Bruno Rezende (Autor); SANTOS, Jose Aparecido dos; GUIMARO JUNIOR, Orlando; BASO, Thalita Peixoto (Org.). Temas de agronegócio: agroalimentação - cafeicultura - citricultura - heveicultura - gestão de projetos e contratos - logística - pedologia - sucroenergia. Piracicaba, SP: Linha Impressa, 2015. 208 p.

1.4 Agronegócio da Soja
Ementa
Panorama mundial e nacional: distribuição de área, produção e produtividade das principais regiões produtoras de soja no Brasil, Argentina, China e EUA. Calendário agrícola da soja nos principais países produtores. Produção e consumo dos derivados de soja: evolução da produção e consumo de óleo de soja no mundo; evolução da produção e consumo mundial de farelo; fluxo do comércio mundial de óleo e farelo de soja. Sistema Agroindustrial (SAG) da Soja. Competitividade internacional. Comparação de custo de produção da soja no Brasil, Argentina e Estados Unidos da América. Competitividade regional: Custo Operacional Efetivo (COE), Custo Operacional Total (COT) e custo logístico. Formação de preço de soja no Brasil: cotação na bolsa de Chicago, prêmio de exportação, câmbio (R$/US$) e cálculo de paridade de exportação. Fatores determinantes para evolução e sazonalidade dos preços de soja: estoques mundiais, câmbio (R$/US$) e safra dos principais países produtores (Estados Unidos da América, Brasil e Argentina). Perspectivas, desafios e oportunidades.

Bibliografia
ALVES, Lucilio Rogério Aparecido; BARROS, Geraldo Sant’Ana de Camargo; IKEDA, Victor Yoti; OSAKI, Mauro; LIMA, Fábio Francisco de, RIBEIRO, Renato Garcia. Panorama do Agronegócio da Soja no Brasil. Piracicaba, SP: Centro de Estudos Avançados em Economia Aplicada – CEPEA, 2012. 41 p.
PIATTO, Marina; SOUSA, Lisandro Inakake de. 10 anos da moratória da soja na Amazônia: história, impactos e a expansão para o cerrado. 1. ed. Piracicaba, SP: Imaflora, 2016. 68 p.
INSTITUTO MATO-GROSSENSE DE ECONOMIA AGROPECUÁRIA – IMEA. Entendendo o mercado da soja. 1. ed. Cuiabá, MT: IMEA, 2015. 48 p.

1.5 Análise Sistêmica dos Agronegócios (SAG’s)
Ementa
Conceitos fundamentais: Agronegócio; Sistema Agroindustrial (SAG): modelo de um Sistema Agroindustrial (SAG), níveis de análise e visão da rede de organização; Sub Sistema Agroindustrial Estritamente Coordenado; Rede da Empresa; coordenação vertical, horizontal e ações coletivas. Criação e Captura de Valor em Redes: valor ao longo da cadeia produtiva; ambiente de rede; como o valor é criado e capturado; e ferramentas de captura de valor. Tendências dentro da visão sistêmica.

Bibliografia
BESANKO, David A. et al. A economia da estratégia. 5. ed. Porto Alegre: Bookman, 2007.
CALEMAN, Silvia M. de Queiroz (Org.). Gestão de sistemas de agronegócios. São Paulo: Atlas, 2015.
CALLADO. Antônio André Cunha (Org). Agronegócio. 4 ed. São Paulo: Atlas, 2015. 216 p.
ZYLBERSTAJN, Decio. Firmas, Cadeias e Redes de Agronegócios. In: NEVES, Marcos Fava; ZYLBERSTAJN, Decio; NEVES, Evaristo Marzabal. Agronegócios do Brasil. São Paulo: Saraiva, 2005. Cap. 4, p. 21-23.
NEVES, Marcos Fava. Caracterizando e Quantificando Cadeias Produtivas: O Método do Pensa. In: NEVES, Marcos Fava; ZYLBERSTAJN, Decio; NEVES, Evaristo Marzabal. Agronegócios do Brasil. São Paulo: Saraiva, 2005. Cap. 5, p. 24-31.


1.6 Direito Aplicado ao Agronegócio
Ementa
Direito empresarial: elementos decorrentes do conceito de empresário; constituição e aquisição de personalidade jurídica; classificação das sociedades; e sociedade limitada (deliberação dos sócios, assembleia, reunião, administração, conselho fiscal, direito de retirada).
Direito do trabalho: fontes do direito do trabalho; relação de emprego; princípios; ordenamento jurídico trabalhista; trabalhador rural; caracterização do empregado rural; e contrato de safra.
Direito agrário: imóvel rural (definição legal e características); função social do imóvel rural; propriedade, domínio e posse do imóvel rural no contexto da função social; dimensionamento de imóvel rural (módulo rural e módulo fiscal); classificação do imóvel rural; etapas da regularização fundiária (cadastro, georreferenciamento e titulação); usucapião agrário; e contratos agrários (arrendamento e parceria).
Aspectos Gerais de Direito ambiental: Novo Código Florestal; Área de Preservação Permanente (APP); Reserva Legal (RL); Cadastro Ambiental Rural (CAR).

Bibliografia
BURANELLO, Renato. Manual do direito do agronegócio. São Paulo: Saraiva, 2013.
CASSETTARI, Christiano. Direito agrário: atualizado com as Leis n°s 13.001/14, 13.043/14 e EC 81/14. 2. ed. São Paulo: Atlas, 2015.
MARQUES, Benedito Ferreira; MARQUES, Carla Regina Silva. Direito agrário brasileiro. 12. ed. Rio de Janeiro: Atlas, 2016.
OPTIZ, Silvia C. B.; OPTIZ, Oswaldo. Curso completo de direito agrário. 10. ed. São Paulo: Saraiva, 2016.
RODRIGUES, Marcelo Abelha. Direito ambiental. 3. ed. São Paulo: Saraiva, 2015.
TRENTINI, Flavia. Teoria geral do direito agrário contemporâneo. São Paulo: Atlas, 2012.

1.7 Gestão de Pessoas
Ementa
Contexto atual das organizações. O papel da Gestão de Pessoas. Gestão por competências. Competências organizacionais e competências individuais. Recrutamento e seleção. Capacitação de pessoas: avaliação de necessidades, programas de treinamento, execução e avaliação de resultados. Fontes de resistência à mudança. Avaliação de desempenho e feedback. Aspectos comportamentais: liderança, motivação e equipes.

Bibliografia
BITENCOURT, Claudia. Gestão contemporânea de pessoas: novas práticas, conceitos tradicionais. 2. ed. Porto Alegre: Bookman, 2011.
DUTRA, Joel Souza. Gestão de pessoas: modelo, processos, tendências e perspectivas. 2. ed. Rio de Janeiro: Atlas, 2016.
FERREIRA, Patricia Itala. Gestão de pessoas: gestão por competências. Rio de Janeiro: LTC, 2015.
GIL, Antonio Carlos. Gestão de pessoas: enfoque nos papéis estratégicos. 2. ed. Rio de Janeiro: Atlas, 2016.
GRIFFIN, Ricky W.; MOORHEAD, Gregory. Comportamento organizacional: gestão de pessoas e organizações. São Paulo: Cengage Learning, 2016.
VERGARA, Sylvia Constant. Gestão de pessoas. 16. ed. São Paulo: Atlas, 2016.

1.8 Macroeconomia Aplicada
Ementa
Conceito de Produto Interno Bruto (PIB) e sua maneira de ser mensurado: Valor Adicionado; PIB a custo de fatores versus PIB a preços de mercados; PIB nominal versus PIB deflacionado; determinantes do PIB; e relação entre políticas macroeconômicas e o PIB. Evolução da economia brasileira de 1968 a 2014: os ciclos econômicos. Importância da agropecuária e do agronegócio na economia brasileira: participação da agropecuária e do agronegócio na constituição do PIB; PIB da agropecuária e de seus componentes; dimensão do agribusiness nas regiões do Brasil; e importância do agronegócio em nível de estado. Instrumentos de política macroeconômica: política fiscal; política monetária; política cambial; política de rendas; e política comercial. Inflação no Brasil.

Bibliografia
BACHA, Carlos José Caetano. Entendendo a Economia Brasileira. 3. ed. Campinas: Alínea, 2015.
BACHA, Carlos José Caetano; LIMA, Roberto Arruda de Souza. Macroeconomia: Teorias e Aplicações à Economia Brasileira. Campinas: Alínea, 2006.
MANKIW, N. Gregory. Princípios de macroeconomia. 3. ed. São Paulo: Cengage Learning, 2013.
MANKIW, N. Gregory. Macroeconomia. 8. ed. Rio de Janeiro: LTC, 2014.
GREMAUD, Amaury Patrick; VASCONCELLOS, Marco Antonio Sandoval de; TONETO JUNIOR, Rudinei. Economia brasileira contemporânea. 7. ed. São Paulo: Atlas, 2013.
DORNBUSCH, Rudiger; FISCHER, Stanley; STARTZ, Richard. Macroeconomia. 11. ed. Porto Alegre: Bookman, 2013.
SAMUELSON, Paul A.; NORDHAUS, William D. Economia. 19. ed. Porto Alegre: AMGH, 2012.

1.9 Marketing no Agronegócio
Ementa
Conceitos centrais e orientação para o mercado. Sistema de informações e pesquisa de marketing. Macro e microambiente. Comportamento do consumidor. Marketing de relacionamento. Marketing estratégico. Planejamento de vendas. Decisões sobre produtos e serviços. Decisões sobre preços e canais de distribuição. Decisões sobre comunicação e vendas.

Bibliografia
COBRA, Marcos. Administração de marketing. 2. ed. São Paulo: Atlas, 2011.
LAS CASAS, Alexandre Luzzi. Administração de marketing: conceitos, planejamento e aplicações à realidade brasileira. São Paulo: Atlas, 2006.
LAS CASAS, Alexandre Luzzi. Plano de marketing para micro e pequena empresa. 6. ed. São Paulo: Atlas, 2011.
NEVES, Marcos Fava; Castro, Luciano Thomé e. Organizadores. Marketing e estratégia em agronegócios e alimentos. São Paulo: Atlas, 2011.
NEVES, Marcos Fava. Planejamento e gestão estratégica de marketing. São Paulo: Atlas, 2005.
ROCHA, Angela da; Ferreira, Jorge Brantes; Silva, Jorge Ferreira da. Administração de marketing: conceitos, estratégias, aplicações. São Paulo: Atlas, 2013.
SWAIM, Robert W. A estratégia segundo Drucker: estratégias de crescimento e insights de marketing extraídos da obra Peter Drucker. Rio de Janeiro: LTC, 2011.

1.10 Meteorologia Agrícola
Ementa
Produtividade agrícola e sua interação com o ambiente. Conceitos e definições de tempo e clima: variabilidade climática; tendência climática; anomalia climática. Agrometeorologia como ferramenta de gestão agrícola. Importância das informações agrometeorológicas: propósitos estratégicos; propósitos táticos; obtenção de resiliência. Sistema de monitoramento agrometeorológico: formação de uma matriz de monitoramento e decisão.

Bibliografia
ALVARENGA, Alexandre Augusto; MORAES, Mário Emmanuel De Oliveira; AZEVEDO, Luciana Luiza Chaves. Agrometeorologia: princípios, funcionalidades e instrumentos de medição. São Paulo: Erica, 2015.
TORRES, Fillipe Tamiozzo Pereira; MACHADO, Pedro José de Oliveira. Introdução à climatologia. São Paulo: Cengage Learning, 2012.

1.11 Planejamento Estratégico de Empresas Agroindustriais
Ementa
Elementos fundamentais do planejamento e níveis de estratégia. Missão, visão, valores e alinhamento das pessoas em função de uma estratégia. Análise do ambiente externo: característica do setor, intensidade da concorrência, variáveis macroeconômicas, fatores institucionais e elaboração de possíveis cenários. Análise interna (a cadeia de valor de Porter): infraestrutura, recursos humanos, tecnologias disponíveis e controle de custos (atividades de apoio); logística interna, operações, logística externa, vendas e serviços (atividades primárias). Fatores críticos de sucesso e capacidade para a manutenção de uma vantagem competitiva. Análise SWOT. Definição da estratégia: variáveis de segmentação, estratégias genéricas, nichos de mercado, modelo DELTA e modelo CANVAS. Estratégias de crescimento: integração horizontal e integração vertical no âmbito do agronegócio. Etapas do Planejamento Estratégico: identificação, priorização, implementação e monitoramento de projetos. Balanced Score Card (BSC).

Bibliografia
ANDRADE, Arnaldo Rosa de. Planejamento estratégico: formulação, implementação e controle. 2. ed. Rio de Janeiro: Atlas, 2016.
BESANKO, David A. et al. A economia da estratégia. 5. ed. Porto Alegre: Bookman, 2007.
VIZEU, Fabio; GONÇALVES, Sandro Aparecido. Pensamento estratégico: origens, princípios e perspectivas. São Paulo: Atlas, 2010.

1.12 Política Agrícola Brasileira
Ementa
A política de crédito rural: tipos de crédito rural; fontes de recursos; taxa de juros nominal e real; distribuição do crédito rural; e instrumentos privados de financiamento do agronegócio. A política de preços mínimos: sistemática da política de preços mínimos; Política de Garantia de Preços Mínimos (PGPM); Aquisição do Governo Federal (AGF); Contrato de Opção de Venda; Contrato Privado de Opção de Venda; Prêmio para Escoamento de Produtos (PEP); Valor de Escoamento de Produto (VEP); Prêmio de equalização pago ao produtor (PEPRO); e Prêmio de Risco de Opção Privada (PROP). A política de seguro agrícola: características do seguro agrícola; seguro agrícola no mundo; evolução do seguro agrícola no Brasil; Programa de Garantia da Atividade Agropecuária (PROAGRO); e Programa de Subvenção ao Prêmio do Seguro Rural (PSR). A política de pesquisa e extensão agropecuária. Políticas específicas para certos produtos (café, cana-de-açúcar e trigo) e insumos. A política de regulamentação do uso de recursos florestais: política de comando e controle do desmatamento; e política de incentivo ao reflorestamento.

Bibliografia
BACHA, Carlos José Caetano. Economia e Política Agrícola no Brasil. São Paulo: Atlas, 2012.
BELIK, Walter. O Financiamento da Agropecuária Brasileira no Período Recente. Texto para discussão 2028. Brasília: Instituto de Pesquisa Econômica – Ipea, 2015. 57 p.
CONCEIÇÃO, Júnia Cristina P. R. da. Contribuição dos novos Instrumentos de Comercialização (Contratos de Opção e PEP) para Estabilização de Preço e Renda Agrícolas. Texto para discussão 927. Brasília: Instituto de Pesquisa Econômica – Ipea, 2002. 19 p.
MUELLER, C. “A política agrícola no Brasil – Uma visão de longo prazo”, In Revista de Política Agrícola, Ano XIX, Edição Especial, julho de 2010, p. 9 a 23.


1.13 Tributação no Agronegócio
Ementa
A política fiscal. Fontes de receitas públicas: emissão de moeda; endividamento público; rendas de patrimônio; royalties; recebimentos pela exploração de recursos do subsolo; tributação. Peculiaridades do sistema tributário: registro da firma e nota fiscal; “tributos por dentro” versus “tributos por fora”, princípio da anualidade versus princípio da anterioridade; contribuições; regime tributário e cumulatividade ou não dos tributos; competência da arrecadação versus apropriação da receita tributária. Política fiscal: leis orçamentárias; Plano Plurianual (PPA); Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO); Lei Orçamentária Anual (LOA). Os Mecanismos de Isenção Fiscal e de Incentivos Fiscais. Principais tributos incidentes nas empresas do agronegócio: Imposto sobre a Propriedade Territorial Rural (ITR); Contribuição para o Financiamento da Seguridade Social (COFINS); Contribuição ao Programa de Integração Social do Trabalhador (PIS); Imposto sobre a Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS); Contribuição ao Fundo de Assistência ao Trabalhador Rural (FUNRURAL); outros tributos. Tributação e formação de preços. Encargos trabalhistas.

Bibliografia
BACHA, Carlos José Caetano. Entendendo a Economia Brasileira. 3. ed. Campinas: Alínea, 2015.
BACHA, Carlos José Caetano; LIMA, Roberto Arruda de Souza. Macroeconomia: Teorias e Aplicações à Economia Brasileira. Campinas: Alínea, 2006.
BACHA, Carlos José Caetano. Tributação no Agronegócio: Análise de seus impactos sobre preços, folha de pagamento e lucros. Editora Átomo, 2014.

1.14 Setor de Alimentação Animal
Ementa
Organização da cadeia de proteína animal. Projeções para o consumo per capita de proteína animal. Projeções para o crescimento da produção de carnes (bovina, suína, de aves e pescados) nos principais países produtores. Principais oportunidades à indústria de alimentação animal: crescimento da população; crescimento da renda; excelência da cadeia e tecnologia disponível; aumento dos acordos gerais de preferência/exportação. Principais ameaças à indústria de alimentação animal: descontrole no uso de antimicrobianos; perigos químicos e microbiológicos; pegada de água e carbono; ausência de gestão sistematizada de controle de risco; e burocracia no licenciamento ambiental. Pontos fracos: carga tributária; descompasso entre elos da cadeia; bem estar animal; fiscalização; insegurança jurídica; política de comércio exterior ultrapassada; e comprometimento da renda do consumidor. Preço da ração: efeito do câmbio (R$/US$); evolução dos preços do milho e do farelo de soja; relação entre os preços da ração e da proteína animal. Produção de ração no Brasil e no mundo. Consumo de ração no Brasil, segundo espécie animal. Principais características da indústria: capacidade instalada; demanda atual; e demanda potencial.

Bibliografia
PESSOA, Ricardo Alexandre Silva. Alimentos e Alimentação. In: PESSOA, Ricardo Alexandre Silva. Nutrição animal: conceitos elementares. São Paulo: Erica, 2014. Cap. 4, p. 56-83.
PESSOA, Ricardo Alexandre Silva. Plantas Forrageiras e Pastagens. In: PESSOA, Ricardo Alexandre Silva. Nutrição animal: conceitos elementares. São Paulo: Erica, 2014. Cap. 5, p. 84-113.
PESSOA, Ricardo Alexandre Silva. Formulação de Ração. In: PESSOA, Ricardo Alexandre Silva. Nutrição animal: conceitos elementares. São Paulo: Erica, 2014. Cap. 6, p. 114-119.

1.15 Avaliações e Atividades Complementares:
- Elaboração e Acompanhamento das Provas EaD;
- Apoio acadêmico aos alunos: indicação de materiais complementares (slides das aulas, material de leitura pré e pós-aula, bibliografia, eventos, reportagens, entre outros); esclarecimento de dúvidas via e-mail após as aulas ao vivo (caso os alunos ainda tenham dúvidas acadêmicas, estas serão encaminhadas para o professor e depois repassadas ao aluno); TalkShow: ferramenta utilizada durante as aulas (ao vivo) para pergunta ao Professor via Skype;
- Acompanhamento ao vivo via Chat (ferramenta utilizada durante as aulas ao vivo para pergunta ao Professor via Sistema Acadêmico) onde as perguntas são selecionadas e respondidas após o intervalo da aula ou no último bloco;
- Palestras sobre temas relevantes do momento, disponibilizadas via sistema Acadêmico.

Carga Horária:

113 horas
Tipo: Obrigatória
Vagas oferecidas: 630
 
Ministrantes: Alexandre Assaf Neto
Carlos Jose Caetano Bacha
Evaristo Marzabal Neves
Fernando Curi Peres
Gil Miguel de Sousa Camara
Gilberto Tozatti
Heliani Berlato dos Santos
Ivan Borba Formigoni
José Alexandre Fagundes Loyola
Lucilio Rogerio Aparecido Alves
Mairun Junqueira Alves Pinto
Marly Teresinha Pereira
Paulo Cesar Sentelhas
Pedro Carvalho de Mello
Rogério Alessandre de Oliveira Castro
Thiago Bernardino de Carvalho


 
 voltar

Créditos
© 1999 - 2021 - Superintendência de Tecnologia da Informação/USP