Disciplina Discipline CAP5829
O Espelho Fragmentado - Apresentação e Discussão de Trabalhos Contemporâneos de Pintura

The fragmented mirror - Presentation and Discussion of works of contemporary painting

Área de Concentração: 27159

Concentration area: 27159

Criação: 06/01/2017

Creation: 06/01/2017

Ativação: 06/01/2017

Activation: 06/01/2017

Nr. de Créditos: 7

Credits: 7

Carga Horária:

Workload:

Teórica

(por semana)

Theory

(weekly)

Prática

(por semana)

Practice

(weekly)

Estudos

(por semana)

Study

(weekly)

Duração Duration Total Total
3 2 2 15 semanas 15 weeks 105 horas 105 hours

Docente Responsável:

Professor:

Geraldo de Souza Dias Filho

Objetivos:

Apresentação de propostas relevantes de pintura das últimas duas décadas e discussão de critérios que possam servir para valorar práticas que refletem o embate travado no interior da produção artística Arte contemporânea, com relação à preservação/superação de um suporte tradicional.

Justificativa:

Na sua origem a pintura foi tida como um reflexo do real. A metáfora do espelho acentua-se no período de sua emancipação, enquanto disciplina autônoma, como a contra-imagem onde podiam mirar-se os notáveis e poderosos. A crise do assunto, que acompanha o desenvolvimento da pintura do século XX, tantas vezes declarada morta, termina por favorecer uma abordagem meta-linguüística: a pintura não mais refletiria o real, mas apresentaria a sua própria realidade. A expressão “espelho fragmentado” – utilizada numa exposição organizada pela Wiener Kunsthalle em 1994/95 (posteriormente apresentada no Dreitorhalle de Hamburgo: “Der zerbrochene Spiegel”) que pretendeu fazer um balanço da situação da pintura, referenciando-se principalmente em artistas austríacos que trabalham figurativamente, tais como Maria Lassnig e Arnulf Rainer – aqui adotada, consegue traduzir a multiplicidade de propostas atuais, enquanto a fragmentação de um modelo unitário.

Conteúdo:

A apresentação e discussão criteriosa dos trabalhos dividir-se-á de acordo com o vocabulário de pintura – já codificado ou não pela História da Arte – procurando estabelecer conexões com as propostas desenvolvidas pelos pós-graduandos. De um conceito de pintura consolidado pela tradição, o curso partirá da relação figuração/abstração, referência do novo impulso experimentado pela pintura no início dos anos 80, para depurá-lo e observar nos anos 90, face ao avanço de novas formas de arte que operam com as novas tecnologias e o questionamento constante do suporte, a presença da ironia ou da auto-ironia, não como dúvida do ato de pintar, mas como uma retomada da possibilidade de que cada proposta seja entendida como um pequeno fragmento do grande espelho que continuar a refletir.

Forma de Avaliação:

Observação:

METODOLOGIA: Aulas expositivas onde serão apresentados exemplos selecionados, seguidas/acompanhadas de discussão. Leituras e fichamentos de textos que abordam as questões tratadas Visitas a exposições e/ou ateliês de artistas (preferencialmente dos pós-graduandos).

Bibliografia:

ARGAN, Giulio C., “Arte e Critica D’Arte”, Laterza, 1984. BAUDRILLARD, Jean, “A Troca Simbólica e a Morte” (vols. I e II), Lisboa: Edições 70, 1996 e 1997. DAVID, Catherine e CHEVRIER, Jean-François, “Politcs/Poetics – Das Buch zur Dokumenta X”, Cantz, 1997 DELEUZE, Gilles, “Lógica do Sentido”, São Paulo: Perspectiva, 4ª ed., 2000. _______________ e GUATTARI, Félix, “Mil Platôs – Capitalismo e Esquizofrenia”, São Paulo: editora 34, 1997. FLUSSER, Vilém, “Nachgeschichten”, Düsseldorf: Bollmann, 1990. HERMANN, Jörg et alli, “Die Gegenwart der Kunst – Ästhetische und Religiöse Erfahrung heute”, München: Wilhelm Fink, 1998. HOFFMANN, Werner, “Die Grundlage der modernen Kunst, Kröner, 1987. JUDD, Donald. “Complete Writings”, New York, 1987 LUCIE-SMITH, Edward, “Movements in art since 1945”, London/New York: Thames and Hudson, 1984. Mc SHINE, Kynaston (org.), “International Survey of Recent Painting and Sculpture”, New York: Museum of Modern Art, 1984. MICHELI, Mario De, “Las Vanguardias artísticas del siglo XX”, Madrid: Alianza, 1985. MURKE, Axel e Christa, “Von der Avantgarde bis zur Postmoderne – Die Malerei des 20. Jahrhunderts”, München: Klinkhardt & Biermann, 1991. PANOFSKY, Erwin, “Significado nas Artes Visuais”, São Paulo: Perspectiva, 1991. RAPHAEL, Max, “Aufbruch in die Gegenwart – Begegnungen mit der Kunst und der Künstlern des 20. Jahrhunderts”, Frankfurt/Main: Suhrkamp, 1994 ______________, “Bild-Beschreibung – Natur, Raum und Geschichte in der Kunst”, Frankfurt/Main: Suhrkamp, 1994. WÖLFFLIN, Heinrich, “Kunstgeschichtliche Grundbegriffe – Das Problem der TASSINARI, Alberto, “O Espaço Moderno”. São Paulo, Casac & Naif. 2002 Stilentwicklung in der neueren Kunst, 18. Auf., Basel: Schwabe, 1991” WYSS, Beate, ”Der Wille zur Kunst – Zur ästhetischen Mentalität der Moderne”, Köln: Dumont, 1996. A Bibliografia será complementada no início do curso

Bibliography:

ARGAN, Giulio C., “Arte e Critica D’Arte”, Laterza, 1984. BAUDRILLARD, Jean, “A Troca Simbólica e a Morte” (vols. I e II), Lisboa: Edições 70, 1996 e 1997. DAVID, Catherine e CHEVRIER, Jean-François, “Politcs/Poetics – Das Buch zur Dokumenta X”, Cantz, 1997 DELEUZE, Gilles, “Lógica do Sentido”, São Paulo: Perspectiva, 4ª ed., 2000. _______________ e GUATTARI, Félix, “Mil Platôs – Capitalismo e Esquizofrenia”, São Paulo: editora 34, 1997. FLUSSER, Vilém, “Nachgeschichten”, Düsseldorf: Bollmann, 1990. HERMANN, Jörg et alli, “Die Gegenwart der Kunst – Ästhetische und Religiöse Erfahrung heute”, München: Wilhelm Fink, 1998. HOFFMANN, Werner, “Die Grundlage der modernen Kunst, Kröner, 1987. JUDD, Donald. “Complete Writings”, New York, 1987 LUCIE-SMITH, Edward, “Movements in art since 1945”, London/New York: Thames and Hudson, 1984. Mc SHINE, Kynaston (org.), “International Survey of Recent Painting and Sculpture”, New York: Museum of Modern Art, 1984. MICHELI, Mario De, “Las Vanguardias artísticas del siglo XX”, Madrid: Alianza, 1985. MURKE, Axel e Christa, “Von der Avantgarde bis zur Postmoderne – Die Malerei des 20. Jahrhunderts”, München: Klinkhardt & Biermann, 1991. PANOFSKY, Erwin, “Significado nas Artes Visuais”, São Paulo: Perspectiva, 1991. RAPHAEL, Max, “Aufbruch in die Gegenwart – Begegnungen mit der Kunst und der Künstlern des 20. Jahrhunderts”, Frankfurt/Main: Suhrkamp, 1994 ______________, “Bild-Beschreibung – Natur, Raum und Geschichte in der Kunst”, Frankfurt/Main: Suhrkamp, 1994. WÖLFFLIN, Heinrich, “Kunstgeschichtliche Grundbegriffe – Das Problem der TASSINARI, Alberto, “O Espaço Moderno”. São Paulo, Casac & Naif. 2002 Stilentwicklung in der neueren Kunst, 18. Auf., Basel: Schwabe, 1991” WYSS, Beate, ”Der Wille zur Kunst – Zur ästhetischen Mentalität der Moderne”, Köln: Dumont, 1996. A Bibliografia será complementada no início do curso.