Disciplina
Informações da Disciplina

 Preparar para impressão 
Júpiter - Sistema de Graduação

Escola de Engenharia de São Carlos
 
Engenharia de Transportes
 
Disciplina: STT0613 - Ensaios e Controle de Obras em Pavimentação - Agregados e Asfaltos

Créditos Aula: 2
Créditos Trabalho: 1
Tipo: Semestral

Objetivos
Conhecer os ensaios de laboratório utilizados para agregados e asfaltos, nas fases de projeto e controle de construção de estradas. Os ensaios são, nessa disciplina, apresentados de forma mais detalhada do que no curso de graduação, fazendo com que o aluno disponha de tempo tanto para execução dos ensaios, como para seu processamento e interpretação dos resultados.
 
Docente(s) Responsável(eis)
Glauco Tulio Pessa Fabbri
 
Programa Resumido
1.Tipos de agregados. 2.Método de Ruthfucs; 3.Abrasão Los Angeles; 4.Adesividade a produtos asfálticos. 5.Asfaltos. Tipos e usos; 6.Penetração, Ponto de Fulgor e Ponto de Amolecimento; 7.Índice de suscetibilidade térmica; 8. Viscosidade Saybolt Furol. Viscosidade absoluta; 9.Método Marshall, Composição de corpos de prova e Energias de compactação. Traçado e interpretação de resultados. Ensaios mecânicos.
 
Programa
Caracterização de agregados: Distribuição granulométrica, Classificação comercial; Caracterização de agregados: Forma, Abrasão Los Angeles, Peso Específico; Caracterização de asfaltos: penetração, ponto de amolecimento; Caracterização de asfaltos: ponto de fulgor, ductilidade, curvas de viscosidades; Misturas asfálticas: ensaios de adesividade; Misturas asfálticas – compactador giratório (SUPERPAVE) – procedimentos; Densidade máxima teórica – Método de Rice / determinação de volume de vazios; Produção de corpos-de-prova para os ensaios de estabilidade, fluência, resistência à compressão diametral, módulo de resiliência, fadiga e suscetibilidade à umidade; Resistência à tração e Módulo de resiliência – ensaios; Módulo de resiliência – ensaios e processamento; Fadiga – ensaio e elaboração de modelos; Suscetibilidade à umidade; Fluência Uniaxial Estática.
 
Avaliação
 
      Método
      Aulas expositivas téoricas, aulas práticas, aulas em laboratório e aulas em campo. Visitas a obras e/ou empresas.
 
      Critério
      Média aritmética das notas dos relatórios de ensaios e visitas.
 
      Norma de Recuperação
      Os critérios de avaliação da recuperação devem ser similares aos aplicados durante o semestre regular do oferecimento da disciplina;
1) A nota final (MF) do aluno que realizou provas de recuperação dependerá da média do semestre (MS) e da média das provas de recuperação (MR), como segue:
d) MF=5 se 5 ≤MR ≤ (10 - MS);
e) MF = (MS + MR) / 2 se MR > (10 – MS)
f) MF = MS se MR < 5.
2) O período de recuperação das disciplinas deve se estender do início até um mês antes do final do semestre subsequente ao da reprovação do aluno em primeira avaliação.
 
Bibliografia
BALBO, J.T. – Pavimentação Asfáltica: Materiais, Projeto e Restauração. Oficina de Textos, 2007.
BERNUCCI, L.B.; MOTTA, L.M.G.; CERATTI, J.A.P. e SOARES, J.B. – Pavimentação Asfáltica – Formação Básica para Engenheiros. PETROBRAS e ABEDA, 2006.
DER/SP – Manual de Normas de Pavimentação. Departamento de Estradas de Rodagem do Estado de São Paulo.
DNIT – Coletânea de Normas. Ministério dos Transportes, 2002.
DNIT – Diretrizes Básicas para a Elaboração de Estudos e Projetos Rodoviários. Ministério dos Transportes, 2002.
DNIT – Manual de Pavimentação. Ministério dos Transportes, 1996.
DNIT – Manual de Implantação Básica. Ministério dos Transportes, 1996.
 
Requisitos
Disciplina Conjunto
STT0407 Estradas II

Clique para consultar o oferecimento para STT0613.

Créditos | Fale conosco
© 1999 - 2024 - Superintendência de Tecnologia da Informação/USP