Informações da Disciplina

 Preparar para impressão 

Júpiter - Sistema de Gestão Acadêmica da Pró-Reitoria de Graduação


Escola de Engenharia de São Carlos
 
Engenharia Mecânica
 
Disciplina: SEM0560 - Fabricação Mecânica por Usinagem
Manufacturing Processes by Machinig

Créditos Aula: 4
Créditos Trabalho: 0
Carga Horária Total: 60 h
Tipo: Semestral
Ativação: 01/01/2019 Desativação:

Objetivos
Introdução aos processos de usinagem com formação de cavaco, com ênfase em máquinas ferramentas, ferramentas de corte e capabilidade dos processos.
 
 
 
Docente(s) Responsável(eis)
3538291 - Alessandro Roger Rodrigues
1963639 - Renato Goulart Jasinevicius
 
Programa Resumido
Principais conceitos de metrologia, principais processos de usinagem mecânica.
 
 
 
Programa
1) Principais conceitos de metrologia: normas técnicas, unidades e padrões, tolerâncias dimensionais, tolerâncias geométricas, estado de superfície, instrumentos de medição por contato e óptico. 2) Processos de torneamento, fresamento, furação, roscamento, alargamento, mandrilamento e retificação: definições, operações, aplicações, tipos de superfícies geradas e de peças produzidas, vantagens e limitações, máquinas-ferramentas e acessórios, ferramentas de corte, parâmetros de usinagem e grandezas, forças e potência de corte, acabamentos e tolerâncias dimensionais/geométricas características.
 
 
 
Avaliação
     
Método
Aulas expositivas teóricas, aulas práticas.
Critério
A média final (MF) será constituída conforme equação abaixo. Será considerado aprovado o aluno que obtiver MF igual ou superior a cinco (5,0). Fórmula: Para alunos com média de provas (MP) maior ou igual a cinco (5,0): MF = 0,7*MP + 0,3*MT Para alunos com média de provas (MP) menor que cinco (5,0): MF = MP MF: Média final MP: Média das provas MT: Média dos trabalhos (relatórios, seminários, projetos, monografias, etc)
Norma de Recuperação
Os critérios de avaliação da recuperação devem ser similares aos aplicados durante o semestre regular do oferecimento da disciplina; 1) A nota final (MF) do aluno que realizou provas de recuperação dependerá da média do semestre (MS) e da média das provas de recuperação (MR), como segue: a) MF=5 se 5 ≤MR ≤ (10 - MS); b) MF = (MS + MR) / 2 se MR > (10 – MS) c) MF = MS se MR < 5. 2) O período de recuperação das disciplinas deve se estender do início até um mês antes do final do semestre subsequente ao da reprovação do aluno em primeira avaliação.
 
Bibliografia
     
1. MACHADO, A. R., ABRÃO, A. M., COELHO, R. T., SILVA, M. B. Teoria da Usinagem dos Materiais, Editora Blucher, 1ª ed., 2009. 2. GROOVER, M. P. Fundamentals of Modern Manufacturing, Editora Wiley, 2ª ed., 2002. 3. NELSON, D. H., SCHNEIDER JR, G. Applied Manufacturing Process Planning: with Emphasis on Metal Forming and Machining, Editora Prentice Hall, 2001. 4. TRENT, E. M., WRIGHT, P. K. Metal Cutting, Editora Butterworth-Hieneam, 4ª ed., 2000. 5. KALPAKHIAN, S., SHIMIDID, S. Manufacturing Engineering and Technology, Editora Addison Wesley, 2000. 6.DINIZ, A. E., MARCONDES, F. C., COPPINI, N. L. Tecnologia da Usinagem dos Materiais, Editora Artiber, 7ª ed,., 2000. 7. BOOTHROYD, G. Fundamentals of Metal Machining and Machine Tools, Editora McGra2-Hill, 2ª ed., 1989. 8. METALS HANDBOOK, Machining, Editora ASM, 9ª ed., Vol. 16, 1989. 9. SHAW, M. C., Principles of Metal Cutting, Editora Oxford Press, 1984. 10.Apostilas do Departamento de Engenharia Mecânica (EESC/USP). 11.Silva, A. Ribeiro, C. T., Dias, J., Souza, L. Desenho Técnico Moderno, Ed. LTC, 4ª ed., 475p., 2006. 12.Agostinho, O., Rodrigues, A. C. S., Lirani, J. Tolerâncias, Ajustes, Desvios e Análises de Dimensões. Ed. Edgard Blücher, 43ª ed., 295p. 1977. 13.Novaski, O. Introdução à Engenharia de Fabricação Mecânica. Ed. Edgard Blücher, 1ª ed., 120p., 1994. 14.ABNT NBR ISO 4287:2002. Especificações geométricas do produto (GPS) - Rugosidade: Método de perfil - Termos, definições e parâmetros de rugosidade. 15.ABNT NBR 4288:2008. Especificações geométricas de produto (GPS) - Rugosidade: Método perfil - Regras e procedimentos para avaliação de rugosidade. 16.ABNT NBR 8404:1984. Indicação do estado de superfícies em desenhos técnicos - Procedimento. 17.ABNT NBR ISO 2768-1:2001. Tolerâncias gerais - Parte 1: Tolerâncias para dimensões lineares e angulares sem indicação de tolerância individual. 18.ABNT NBR 6158:1995. Sistemas de tolerâncias e ajustes. 19.ABNT NBR ISO 2768-2:2001. Tolerâncias gerais - Parte 2: Tolerâncias geométricas para elementos sem indicação de tolerância individual. 20.ABNT NBR 6409: 1997. Tolerâncias geométricas - Tolerâncias de forma, orientação, posição e batimento - Generalides, símbolos, definições e indicações em desenho. 21.Ferreira, J.; Silva, R. M. Leitura e Interpretação de Desenho Técnico Mecânico, Escola SENAI-SP.
 

Clique para consultar os requisitos para SEM0560

Clique para consultar o oferecimento para SEM0560

Créditos | Fale conosco
© 1999 - 2020 - Superintendência de Tecnologia da Informação/USP