Informa??es da Disciplina

 Preparar para impressão 
Júpiter - Sistema de Graduação

Escola Superior de Agricultura "Luiz de Queiroz"
 
Disciplinas Interdepartamentais da ESALQ
 
Disciplina: 0110113 - Introdução à Engenharia Agronômica
Introduction to Agriculture

Créditos Aula: 2
Créditos Trabalho: 0
Carga Horária Total: 30 h
Tipo: Semestral
Ativação: 01/01/2013 Desativação:

Objetivos
Proporcionar ao ingressante uma visão geral, mundial e do Brasil de agricultura, agronegócio e Engenharia Agronômica. Oferecer ao aluno informações a respeito de sua formação, perfil profissional, atribuições e mercado de trabalho. Permitindo o estabelecimento de uma agenda preliminar e um planejamento curricular de acordo com sua metas.
 
 
 
Docente(s) Responsável(eis)
1362820 - Mateus Mondin
 
Programa Resumido
A universidade desde um contexto universal até o regional. Agronomia, Agricultura, Agronegócio e Desenvolvimento sustentável. Definição do perfil do engenheiro agrônomo, suas responsabilidades e direitos e campos de atuação. Evolução do perfil profissional. Atividades profissionais: pesquisa, ensino, produção; extensão e administração.
 
The university, from universal to regional standpoints; Agronomy, agriculture, agribusiness and sustainable development; The agronomist profile, responsibilities, rights and areas of expertise; Professional profile evolution; Professional activities: research, teaching, production, extension and management.
 
 
Programa
1. O que é Engenharia Agronômica.
1.1. Agricultura e Agronomia.
1.2. Evolução e caracterização do perfil do Engenheiro Agrônomo.
1.3. Legislação e ética agronômica.

2. Principais campos de atividade do Engenheiro Agrônomo.
2.1. Produção biológica e tecnológica
2.2. Orientação técnica e extensão rural.
2.3. Pesquisa científica e divulgação.
2.4. Administração, economia e sociologia.
2.5. Ensino agrícola e agronômico.

3.Principais organizações relacionadas à atividade do Engenheiro Agrônomo.

4. A Universidade e a ESALQ
4.1. História da Universidade e suas funções.
4.2. História da Universidade de São Paulo e suas funções.
4.3. História da ESALQ e suas funções.
4.3.1. Filosofia dentro do contexto histórico.
4.3.2. Estrutura: passado, presente e futuro.
4.3.3. Organização funcional: administração, cursos, serviços à comunidade.

5. Análise do currículo de Engenharia Agronômica
5.1. O currículo mínimo.
5.2. Disciplinas essenciais e disciplinas optativas.
5.3. Áreas de concentração.
5.4. Organização do currículo escolar individual.
6. Vocação, profissão, aptidão.
7. Licenciatura, estágios, bolsas e intercâmbio internacional.
 
 
 
Avaliação
     
Método
Trabalhos práticos e relatório de aulas e visitas.
Critério
Relatórios de aulas e visitas - Peso 6
Trabalhos práticos - Peso 4

A nota final será calculada com base na média ponderada das notas dos trabalhos práticos e relatórios.
Norma de Recuperação
Não haverá recuperação.
 
Bibliografia
     
AEASP. Manual dos direitos e deveres do Engenheiro Agrônomo. . São Paulo – SP: Associação de Engenheiros Agrônomos do Estado de São Paulo. 2012.18p.
ALTIERI, M. A. Biotecnologia agrícola: mitos, riscos ambientais e alternativas. Porto Alegre, RS: EMATER-RS, 2002. 60 p. (Biblioteca Central 630.20724 A468b).
BATALHA, M. O. Recursos humanos e agronegócio: a evolução do perfil profissional. Jaboticabal, SP: Editora Novos Talentos, 2005. 320 p. (Biblioteca Central 338.13 R311).
BELLINGINI, R. Pequenas histórias de plantar e de colher. São Paulo, SP. 2012. 61p.
BORDENAVE, J. D. Extensão Rural: modelos e métodos. Rio de Janeiro, RJ: UFRRJ. 1995.
BORÉM, A. Glossário agronômico. Viçosa, MG: Universidade Federal de Viçosa, 2005. 117 p. (Biblioteca Central r630.3 B731g3) .
CASTRO, P. C. B. Ecofisiologia da produção agrícola. Piracicaba, SP: Associação Brasileira Pesquisa Potassa e do Fosfato, 1987. 249p. (Biblioteca Central 630.2745 C355e).
CAVALLET, V. J. A formação do engenheiro agrônomo em questão: a expectativa de um profissional que atende as demandas do século XXI. São Paulo, SP: USP, 1999. 133 p. Tese (Doutorado). (Faculdade de Educação da USP 378 C377f).
CREA IPR. Manual do profissional da engenharia, arquitetura e agronomia. Curitiba, PR: CREA-PR, 2005. 321p. Disponível em:
DA SILVA, C. C. O movimento e a trajetória estudantil da agronomia. Florianópolis, SC: UFSC, 1996.
FAHL, J. I. et al. Instruções agrícolas para as principais culturas econômicas. Boletim 200. Campinas, SP: Instituto Agronômico. 1998.
FROEHLICH, J. M. O perfil do profissional em ciências agrárias na agricultura sustentável. Revista Educação Agrícola Superior. Brasília, SP: ABEAS, v.14, n.2, 1996.
KITAMURA, P. C.; IRIAS, L. J. O profissional de pesquisa e desenvolvimento rural para os novos tempos. Cadernos de Ciência e Tecnologia. Brasília, SP: Embrapa, v.19, n.1, p. 119-134, jan/abr. 2002. Disponível em: < http://webnotes.sct.embrapa.br/pdf/cct/v19/cc19n105.pdf>
MAZOYER, M.; ROUDART, L. História das agriculturas no mundo: do neolítico à crise contemporânea. São Paulo, SP: Editora UNESP Brasília, DF, NEAD, 2010. 568 p. Disponível em: < http://pt.scribd.com/adaomarin/d/60887022-Historia-das-agriculturas-no-mundo-Do-neolitico-a-crise-contemporanea > (Biblioteca Central 630.9 M476h)
OLIVEIRA JÚNIOR, P. H. B. Notas sobre a história da agricultura através do tempo. Rio de Janeiro, RJ, AS-PTA, 1989.
PRIMAVESI, A. Agricultura sustentável: manual do produtor rural; maior produtividade, maiores lucros, respeito à terra. São Paulo, SP: Nobel, 1992. 142 p. (Biblioteca Central 630.2745 P952a)
PRIMAVESI, A. Agroecologia : ecosfera, tecnosfera e agricultura. São Paulo: Nobel, 1997. 199 p. (Biblioteca Central 630.2745 P952a)
REIJNTJES, C. et al. Agricultura para o futuro: uma introdução a agricultura sustentável e de baixo uso de insumos externos. Rio de Janeiro, RJ: AS-PTA, 1994. 324p. (Biblioteca Central 630.2745 R361a).
RODRIGUES, Cordel do Agro. São Paulo, SP: FGV Projetos. 2012, 28p.
ROMEIRO, A. R. Ciência e Tecnologia na agricultura: algumas lições da história. Cadernos de Difusão de Tecnologia. Brasília: 4 (1): 59-95, jan/abr 1987. Disponível em:
SANTO, B. R. do E. Os caminhos da agricultura brasileira. São Paulo, SP: Evoluir, 2001. 329 p. Disponível em: < http://books.google.com.br/books?id=vMYOAQAAIAAJ&pg=PA215&lpg=PA215&dq=resenha+%22caminhos+da+agricultura+brasileira%22&source=bl&ots=TkuFE8NnoU&sig=Aw4HtLyUAAGXwSSYvSE4zC-doCQ&hl=pt-BR&sa=X&ei=pa4rT_TKFoG3twf_n-DWDw&ved=0CDsQ6AEwBA#v=onepage&q&f=false > (Biblioteca da Economia 630.9 E77c).
SILVA, G. Agrônomos, ser ou não ser. Globo Rural. Rio de Janeiro, RJ: Globo, jun. 2001. (Biblioteca Central - Acervo de Revistas) .
SZMRECSÁNYI, T. Pequena história da agricultura no Brasil. São Paulo: Contexto, 1990. 102 p. (Biblioteca da Economia 630.981 S998p).
USP/ESALQ. Manual do Ingressante ESALQ 2013. Piracicaba, SP: USP/ESALQ. 2013. 86p.
VIVAN, J. L. Agricultura & florestas: princípios de uma interação vital. Rio de Janeiro, RJ: AS-PTA, 1998. 207 p. (Biblioteca Central 630.2745 V855a).
 

Clique para consultar os requisitos para 0110113

Clique para consultar o oferecimento para 0110113

Créditos | Fale conosco
© 1999 - 2020 - Superintendência de Tecnologia da Informação/USP