Informações da Disciplina

 Preparar para impressão 

Júpiter - Sistema de Gestão Acadêmica da Pró-Reitoria de Graduação


Escola de Enfermagem
 
Disciplinas Interdepartamentais da Escola de Enfermagem
 
Disciplina: 0701201 - Enfermagem como Prática Social
Nursing as Social Practice

Créditos Aula: 4
Créditos Trabalho: 0
Carga Horária Total: 60 h ( Práticas como Componentes Curriculares = 15 h )
Tipo: Semestral
Ativação: 15/07/2018 Desativação:

Objetivos
OBJETIVO GERAL DO MÓDULO • Conhecer e compreender a enfermagem como prática social. • Identificar e compreender as bases históricas, éticas, sociológicas e culturais das práticas de saúde e enfermagem. IMPORTÂNCIA DESTE PROGRAMA DE APRENDIZAGEM NA FORMAÇÃO DO ENFERMEIRO, NESTE MOMENTO DO CURSO. • Contribuirá para a compreensão da enfermagem como prática social, mediante desenvolvimento da capacidade para correlacionar diferentes concepções de sociedade, cultura, ética e historicidade. Esta capacitação contribuirá para o desenvolvimento de uma postura crítico-reflexiva, condição essencial para a compreensão das relações sociais, da divisão do trabalho e das relações de classe no mundo contemporâneo, caracterizado pela existência de problemas sociais decorrentes do processo de urbanização, pobreza e marginalização e suas relações com a medicina social. SITUAÇÕES NOS QUAIS SE FARÁ USO INTEGRADO DOS CONHECIMENTOS ADQUIRIDOS NO PROGRAMA Os conteúdos da disciplina articulam-se aos conteúdos de disciplinas do mesmo módulo (Necessidades de Saúde dos Grupos Sociais e Enfermagem), bem como subsidiam a discussão sobre processo de trabalho em saúde e de enfermagem nos módulos subsequentes (Enfermagem na Atenção Básica; Ética e legislação em Enfermagem e Administração em Enfermagem). OBJETIVOS ESPECÍFICOS DO PROGRAMA X LÓGICA DOS CONTEÚDOS: ESPECÍFICOS DO PROGRAMA X LÓGICA DOS CONTEÚDOS: Referentes à ação docente: • Contextualizar os conteúdos da história da enfermagem com o processo de profissionalização da enfermagem; • Estimular uma postura crítico-reflexiva do estudante frente aos conteúdos da história da Enfermagem, como prática social, e da ética, englobando direitos, valores, respeito e alteridade; • Estimular uma postura crítico-reflexiva do estudante frente às realidades socioeconômicas e suas implicações para a assistência à saúde e enfermagem; • Adotar instrumentos e métodos que favoreçam a compreensão da enfermagem como prática social e seu processo de trabalho. • Instigar a procura de material didático para que o estudante busque nexos entre as concepções trazidas por eles, a respeito das ações de enfermagem, e o substrato teórico que subsidiará a compreensão dessas ações como prática social. • Promover e fundamentar a síntese entre a concepção trazida pelos estudantes e o conhecimento que subsidia a interpretação da enfermagem como prática social. Referente à ação discente: • Conhecer e situar historicamente o cuidado, considerando os fatores sócio-políticos e econômicos; • Conhecer e analisar a reorganização do hospital sob a égide do capitalismo; • Identificar os primórdios da profissionalização da enfermagem brasileira e as influências inglesa, francesa e americana; • Identificar os fundamentos e princípios da ética e as distinções entre ética e moral; • Identificar princípios do Código de Ética dos Profissionais de Enfermagem, da Lei do Exercício Profissional de Enfermagem; • Desenvolver a crítica e a reflexão como condição para assumir condutas éticas; • Identificar os fatores socioculturais e históricos que interferem nas práticas de saúde e de enfermagem; • Conhecer e relacionar noções de sociedade, cultura e práticas de saúde; • Conhecer e relacionar os fenômenos e problemas sociais e suas relações com as práticas de saúde numa perspectiva sociológica; • Conhecer os elementos constitutivos dos processos de trabalho em saúde e em enfermagem; • Diferenciar os processos de trabalho nos âmbitos do cuidado dos indivíduos e dos grupos sociais, e do gerenciamento em enfermagem.
 
 
 
Docente(s) Responsável(eis)
3150084 - Valéria Marli Leonello
 
Programa Resumido
Trajetória histórica das práticas de saúde, do cuidado e da enfermagem. Reorganização do hospital sob égide do capitalismo. Enfermagem profissional e transformações sócio-políticas e econômicas. Influências inglesa, francesa e americana na profissionalização da enfermagem brasileira e entidades de classe. Distinção entre Ética e moral. Fundamentos da ética. Responsabilidade e regulação do trabalho da equipe de enfermagem. Direitos humanos. Código de ética dos profissionais de enfermagem. Antropologia e enfermagem. Dinamicidade dos conceitos historicidade, comunicação e comunidade. Divisão social e técnica do trabalho. Processo de trabalho em saúde e enfermagem. Processo de trabalho em enfermagem: dimensões assistencial e gerencial .
 
Nursing as a social practice. Reorganization of the hospital under the aegis of capitalism. Professional nursing and socio-political and economic changes. Influences of England, France and North America on the nursing profession in Brazil. Ethics and morality. Foundations of ethics. Responsibility of the nursing team. Human rights. Federal Constitution and the Consumer Protection Code. History of education and its influence on teaching. Concepts of education and educational policies. Education in health and citizenship (social responsibility). Anthropology and Nursing. Dynamics of the concepts of culture, ethnicity, gender, and generation and their implications for health. Primary dimensions of human beings in relation to history, linguistics, family, and community. Sociology and society; Health and social issues. Work division. Working process in nursing: care and management dimensions
 
 
Programa
• O cuidado no período pré-profissional como prática social. • Surgimento do hospital, sua reorganização na sociedade capitalista e o trabalho da enfermagem. • As transformações sócio-políticas e econômicas da sociedade capitalista e as implicações na prática do cuidado. • Profissionalização da enfermagem no Brasil: influências americana, inglesa e francesa. • Conceitos de ética e moral. • Fundamentos da ética: valores, respeito e alteridade. • Abordagem ético-legal acerca das atribuições e responsabilidades da equipe de enfermagem. • Direitos Humanos. • Relações entre antropologia e enfermagem. • Conceitos básicos de cultura, sua dinamicidade e implicações para a saúde. • Dimensões básicas do ser humano: linguagem, historicidade, família e comunidade. • Trabalho e processo de trabalho. Elementos constitutivos do processo de trabalho (objeto, instrumento, produto, finalidade e agentes). Divisão social e técnica do trabalho e divisão do trabalho em saúde e em enfermagem. Processo de trabalho em enfermagem nas dimensões assistencial e gerencial; concepções da assistência e cuidado como atividade fim e do gerenciamento do cuidado como atividade meio. Estratégias de Ensino: • Estudo dirigido • Mesa redonda com a participação de enfermeiras da rede de atenção em saúde • Visita ao Centro Histórico da EEUSP • Atividades em grupo, utilizando diferentes estratégias de ensino (dramatização, entrevistas, entre outros) e ferramentas (jornais, videos, entre outros). • Planejamento e construção de material educativo e ou informativo (infográfico) PRÁTICA COMO COMPONENTE CURRICULAR: • Leitura das referencias sobre a construção de material didático e ou informativo (infográfico) - Carga horária: 02 horas; • Busca de ferramentas on-line para construção de material didático e ou informativo (infográfico) - Carga horária: 03 horas; • Elaboração de material didático e ou informativo (infográfico) - Carga horária: 10 horas. Observação: Todas as atividades são realizadas sob a supervisão docente
 
 
 
Avaliação
     
Método
• Atividade grupal utilizando diferentes estratégias de ensino (dramatização, entrevistas, entre outros) e ferramentas (jornais, vídeos, entre outros). • Estudo dirigido. • Planejamento e construção de material informativo e ou educativo sobre história da enfermagem e processo de trabalho de enfermagem, por meio da utilização de infográfico.
Critério
• Clareza e consistência do conteúdo apresentado pelos estudantes na atividade avaliativa grupal, no estudo dirigido e no infográfico. • Participação nas atividades programadas.
Norma de Recuperação
Estarão aptos a realizar recuperação alunos reprovados com nota entre 3,0 e 4,9 e frequência igual ou superior a 70%.
 
Bibliografia
     
Bibliografia básica 1. Oguisso T (org). Trajetória histórica da enfermagem. São Paulo: Manole;3aed, 2015. 2. Freitas GF, Luongo J. Ética nas relações de trabalho. In: Freitas GF, Luongo J.(org.). Enfermagem do trabalho. São Paulo: Editora Rideel, 2012. p.91-110. 3. Geovanini T, Moreira A, Schoeller SD, Machado WCA. O desenvolvimento histórico das práticas de saúde. In: Geovanini T, Moreira A, Schoeller SD, Machado WCA (org). História da Enfermagem: Versões e Interpretações. 3ªed. Rio de Janeiro: Revinter; 2010. p. 5-27. 4. Moreira A, Oguisso T. Profissionalização da enfermagem brasileira. Rio de Janeiro: Guanabara Koogan; 2005. 5. Merhy EM. Franco TB.Trabalho em saúde. In: Escola Politécnica de Saúde Joaquim Venâncio e Observatório dos Técnicos de Saúde. (organizadores). 2ªed. Dicionário de educação profissional em saúde. Rio de Janeiro: Ministério da Saúde, Fundação Oswaldo Cruz; 2009. 427-432. 6. Pires DE. Divisão social do trabalho. Divisão técnica do trabalho em saúde. In: Escola Politécnica de Saúde Joaquim Venâncio e Observatório dos Técnicos de Saúde. (organizadores). 2ªed. Dicionário de educação profissional em saúde. Rio de Janeiro: Ministério da Saúde, Fundação Oswaldo Cruz; 2009p.125-35. 7. Peduzzi M, Silva AM, Lima MADS. Enfermagem como prática social e trabalho em equipe. In: Soares CB, Campos CMS (orgs.). Fundamentos de saúde coletiva e o cuidado de enfermagem. Barueri, SP: Manole, 2013. Cap. 7, p. 217-43. 8. Souza HS. O processo de trabalho em enfermagem sob o fluxo tensionado. In: Souza HS, Mendes A, organizadores. Trabalho e saúde no capitalismo contemporâneo: enfermagem em foco. Rio de Janeiro: DOC Saberes; 2016. p. 87-111. Referências para as Práticas como Componentes Curriculares (PCC) 1. Caetano L, Ribeiro LOM. Referencial para design de infográficos digitais aplicáveis na educação profissional e tecnológica. São Cristovão/SE. Rev Tempos e Espaços em Educação. 2014;7(14): 103-15. 2. Prado, C. Práticas Pedagógicas em Enfermagem: processo de reconstrução permanente. 1ª ed. São Caetano do Sul: Difusão; 2013. Bibliografia Complementar 1. Mandú ENT, Peduzzi M, Carvalho BG, Silva AMN. Literatura brasileira sobre o trabalho de enfermagem fundamentada em categorias marxianas. Rev Bras Enferm 2011; 64(4): 766-73. 2. Oguisso T, Zoboli LCPE (orgs.). Ética e bioética: desafios para a enfermagem e saúde. Baueri: Manole; 2006. 3. Freitas GF, Oguisso T. Ética na prática cotidiana de enfermagem. Rio de Janeiro: Med Book; 2009. 4. Souza HSS, Mendes A. (org). Trabalho em saúde no capitalismo contemporâneo: enfermagem em foco. Rio de Janeiro: DOC Content, 2016.
 

Clique para consultar os requisitos para 0701201

Clique para consultar o oferecimento para 0701201

Créditos | Fale conosco
© 1999 - 2022 - Superintendência de Tecnologia da Informação/USP