Informações da Disciplina

 Preparar para impressão 
Júpiter - Sistema de Graduação

Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas
 
Disciplinas Interdepartamentais da FFLCH
 
Disciplina: 0800004 - Atividades de Estágio: português e literaturas em língua portuguesa
Internship activities on Portuguese and Lusophone literatures

Créditos Aula: 2
Créditos Trabalho: 3
Carga Horária Total: 120 h ( Estágio: 100 h )
Tipo: Semestral
Ativação: 01/01/2015 Desativação:

Objetivos
Propiciar aos estudantes a aquisição de habilidades didáticas que permitam conjugar conhecimentos adquiridos ao longo do curso de graduação em Letras, em sua habilitação em Português, e desafios práticos na sala de aula. Examinar livros didáticos e outros recursos para o ensino, em perspectiva crítica. Discutir com os alunos estratégias que lhes permitam atuar como professor, consolidando sua formação pedagógica.
 
 
 
Docente(s) Responsável(eis)
4987263 - Aparecida de Fatima Bueno
527237 - Beatriz Daruj Gil
94750 - Beatriz Regina Benradt Martinez
3016271 - Caio Márcio Poletti Lui Gagliardi
57205 - Cleusa Rios Pinheiro Passos
192371 - Daniel Puglia
5763421 - Emerson da Cruz Inacio
854347 - Fabio Rigatto de Souza Andrade
6352988 - Fernanda Landucci Ortale
94847 - Flavia Maria Ferraz Sampaio Corradin
2917062 - Francisco Maciel Silveira
760749 - Heloisa Brito de Albuquerque Costa
728648 - Jaime Ginzburg
837316 - Jose Alcides Ribeiro
766526 - Jose da Silva Simões
1601580 - Marcelo Pen Parreira
1632720 - Marcos Roberto Flamínio Peres
1209387 - Maria Alicia Gancedo Alvarez
5048920 - Maria Inês Batista Campos
2784256 - Marlise Vaz Bridi
2380047 - Pablo Fernando Gasparini
3426139 - Paulo Fernando da Motta de Oliveira
1779515 - Rosangela Sarteschi
3177813 - Vagner Camilo
1764978 - Vima Lia de Rossi Martin
1745517 - Viviana Bosi
 
Programa Resumido
Reflexões sobre o ensino de língua e literatura, no âmbito da educação básica; elaboração de projetos pedagógicos e planejamentos didáticos, levando em conta recursos materiais e condições de ensino e aprendizagem quer da língua materna, quer das literaturas vernáculas, quer das literaturas africanas de língua oficial portuguesa. Realização de atividades voltadas à prática pedagógica no cotidiano escolar.
 
 
 
Programa
• A constituição do cânone no âmbito pedagógico;
• O ensino de literatura no plano geral e nas especificidades da Língua Portuguesa;
• A lei 11.645/08: alcance e limites na sua aplicação no contexto da LDB;
• Literatura para jovens e crianças em língua oficial portuguesa;
• Critérios de avaliação e parâmetros para elaboração de materiais didáticos;
• O professor de português: entre a formação e o exercício profissional;
• Currículos escolares e ensino de literatura.


As atividades de Estágio serão desenvolvidas de modo específico em quatro áreas de atuação do Departamento. As informações serão divulgadas na página do DLCV na internet.
 
 
 
Avaliação
     
Método
Aulas expositivo-dialogadas, com o emprego de diversos recursos tecnológicos educacionais. Atividades dirigidas: análises de materiais didáticos para o Ensino Fundamental e Médio. Condução de atividades práticas para a elaboração de sequências didáticas e materiais didáticos. Leituras orientadas e pesquisa bibliográfica.
Critério
Apresentação de projetos, materiais e planos de acordo com o método de avaliação adotado.
Norma de Recuperação
Disciplina sem recuperação.
 
Bibliografia
     
ABDALA JR., Benjamin. De vôos e ilhas – Literatura e Comunitarismos. São Paulo: Ed. Ateliê, 2003.
ABRAMOWICZ, A., BARBOSA, L.M. e SILVÉRIO, V.R. (org.). Educação como prática da diferença. Campinas: Armazém do Ipê, 2006.
Adorno, Theodor W. Educação e emancipação. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 1995.
BAKHTIN, M. (VOLOCHINOV) (1929). Marxismo e filosofia da linguagem: problemas fundamentais do método sociológico na ciência da linguagem. Trad. Michel Lahud e Yara F. Vieira. 7 ed. São Paulo: Hucitec, 1995.
BAKHTIN, M. Os gêneros do discurso. In: Estética da criação verbal. Trad. Paulo Bezerra. São Paulo: Martins Fontes, 2003.
BARTHES, Roland. Aula. 7ª. ed. São Paulo: Cultrix, 1977.
BASTOS, N.B. (org.) Língua Portuguesa: uma visão em mosaico. São Paulo: IP-PUC-SP/EDUC, 2002.
BENJAMIN, Walter. Reflexões: a criança, o brinquedo, a educação. São Paulo: Editora 34, 2009.
BORDINI, Maria da Glória & AGUIAR, Vera Teixeira. Literatura. A formação do leitor. Porto Alegre: Mercado Aberto, 1988.
BOSI, Alfredo. Literatura e resistência. São Paulo: Companhia das Letras, 2002.
BOURDIEU, Pierre. Escritos de educação. (Org. Maria Alice Nogueira e Afrânio Catani). Petrópolis, RJ: Vozes, 1998.
BRAIT, B. PCNs, gêneros e ensino de língua: faces discursivas da textualidade. In: ROJO, R. (org) A prática de linguagem em sala de aula – praticando os PCNs. São Paulo: EDUC, Campinas: Mercado de Letras, 2000.p.15-26.
BUNZEN, C. & MENDONÇA, M. Português no ensino médio e formação do professor. São Paulo: Parábola, 2006.
CAMPOS, Maria Inês B. A questão da arquitetônica em Bakhtin: um olhar para materiais didáticos de língua portuguesa. Rev. Filologia e Linguística Portuguesa. 14, 2, 2012, p. 245-261.
CANDIDO, Antonio. “O direito à literatura”. In: Vários escritos. 4ª ed. reorganizada pelo autor. São Paulo / Rio de Janeiro: Duas cidades / Ouro sobre Azul, 2004.
CASTILHO, A .T. A língua falada no ensino de português. São Paulo: Contexto, 1998.
Coelho, Jacinto do Prado. “Como ensinar literatura”. In: Ao contrário de Penélope. Amadora: Livraria Bertrand, 1976.
DIONISIO, A. P. e BEZERRA, M. A. O livro didático de português. Rio de Janeiro: Lucerna, 2001.
Diretrizes Curriculares nacionais para a educação das relações étnico-raciais e para o ensino de História e cultura afro-brasileira e africana. Brasília: MEC, 2004
Diretrizes Curriculares Nacionais para Educação Básica. Brasília: Ministério da Educação, 2013.
FERNANDES, Florestan. Educação e sociedade no Brasil. São Paulo: Edusp, 1966.
FREIRE, Paulo. A importância do ato de ler em três artigos que se completam. São Paulo: Cortez, 1986.
GOMES, Nilma Lino (org.). Um olhar além das fronteiras: educação e relações raciais. Belo Horizonte: Autêntica, 2007.
Guia de livros didáticos PNLD 2011, Língua Portuguesa. MEC: Brasília.
HERNANDES, Leila Leite. A África na sala de aula. São Paulo: Selo Negro, 2005.
ILARI, R. Lingüística e ensino do Português. São Paulo: Martins Fontes, 1985.
LEAHY-DIOS, Cyana. Educação literária como metáfora social. São Paulo: Martins Fontes, 2004.
Lei 10.639/2003. Brasília: MEC, 2003.
Lei 11.645/2008. Brasília: MEC, 2008.
Leis de Diretrizes e Bases da Educação Nacional (LDBs). Brasília: MEC, 1996.
MUNANGA, Kabengele. Rediscutindo a mestiçagem no Brasil: identidade nacional versus identidade negra. Belo Horizonte: Autêntica, 2004.
NEVES, M. H. de M. Que gramática ensinar na escola? Norma e uso na língua portuguesa. São Paulo: Contexto, 2003.
Orientações curriculares do ensino médio. Brasília. MEC/Semtc, 2004. 3v.
Orientações e ações para e educação das relações étnico-raciais. Brasília: SECAD, 2006.
PARÂMETROS Curriculares Nacionais. Brasília: Mec/Sef, 1998.
Parâmetros Curriculares Nacionais: Ensino Médio. Brasília: MEC/Semtec, 2002.
Parecer CNE/CP 003/2004. Relatores: Petronilha Beatriz Gonçalves e Silva (Relatora), Carlos Roberto Jamil Cury, Francisca Novantino, Marilia Ancona-Lopez. Brasília: MEC, 2004
POSSENTI, S. Por que (não) ensinar gramática na escola. Campinas: Mercado das Letras: 2002.
REIS, Roberto. “Cânone”. In: Palavras da crítica – tendências e conceitos no estudo da literatura. Org. José Luis Jobim. Rio de Janeiro: Imago, 1992.
SERRANO, C. e WALDMAN, M. Memória d’África: a temática africana em sala de aula. São Paulo: Cortez, 2007.
SILVA, Alberto da Costa e. A África explicada aos meus filhos. Rio de Janeiro: Agir, 2008.
TODOROV, Tzvetan. A literatura em perigo. Rio de Janeiro: Difel, 2009.
TRAVAGLIA, L.C. Gramática – Ensino Plural. São Paulo: Cortez, 2003.
 

Clique para consultar os requisitos para 0800004

Clique para consultar o oferecimento para 0800004

Créditos | Fale conosco
© 1999 - 2019 - Superintendência de Tecnologia da Informação/USP