Informa??es da Disciplina

 Preparar para impressão 
Júpiter - Sistema de Graduação

Faculdade de Odontologia de Bauru
 
Interdepartamental
 
Disciplina: 2500019 - Saúde Coletiva: Ações da USP em Rondônia I
Community Health: USP's actions in Rondônia I

Créditos Aula: 2
Créditos Trabalho: 0
Carga Horária Total: 30 h
Tipo: Semestral
Ativação: 01/01/2018 Desativação:

Objetivos
- Propor ações de saúde coletiva em equipe interdisciplinar (odontologia e fonoaudiologia) para ser aplicada na realidade do processo saúde-doença de localidades desfavorecidas;
- Construir o cenário de práticas relacionando as diversidades socioculturais do estado de Rondônia para o desenvolvimento de trabalhos educativos e preventivos evidenciando a integração entre as áreas da saúde e educação;
- Discutir conceitos de epidemiologia para planejamento de atividades específicas, próprias da Nova Promoção de Saúde, para a região amazônica e localidades inóspitas do Brasil;
- Preparar o graduando a ser capaz de atuar em realidades diversas, integrando ações de saúde coletiva e promoção da saúde à sua formação profissional;
- Após completar o desenvolvimento das atividades propostas, o aluno deverá ser capaz de desenvolver programas clínicos em apoio às atividades de promoção de saúde.
 
 
 
Docente(s) Responsável(eis)
1609484 - Magali de Lourdes Caldana
3208636 - Roosevelt da Silva Bastos
 
Programa Resumido
A disciplina apresenta um elenco teórico, que acontecerá no campus Bauru, interagindo conceitos da Nova Promoção da Saúde, entre estudantes de odontologia e fonoaudiologia, para que tenham condições de atuar em equipes de saúde em localidades desfavorecidas.
 
 
 
Programa
- Apresentação do projeto “USP em Rondônia”: histórico das ações já realizadas;
- Saúde coletiva: conceituação e paradigmas teóricos;
- O processo saúde-doença e suas relações sociais;
- O trabalho em equipe multidisciplinar: relevância da odontologia e fonoaudiologia;
- Fundamentos de educação em saúde;
- Planejamento para atividades preventivo-educativas no ensino público municipal e estadual;
- A atuação interdisciplinar na área da saúde: agentes comunitários e o seu papel social;
- O trabalho assistencial odontológico e fonoaudiológico em equipes de saúde.
 
 
 
Avaliação
     
Método
Aulas teóricas expositivas e seminários.
Critério
Provas teóricas e práticas; seminários e relatórios das atividades práticas.
Norma de Recuperação
Realização de nova prova teórica com conteúdo de aulas teóricas.
 
Bibliografia
     
Bibliografia Básica Bastos JRM, Caldana ML, org. Odontologia e Fonoaudiologia: dez anos de práticas clínicas e políticas públicas em projeto de extensão: FOB-USP em Rondônia. 1ª ed. Bauru (SP): Idea; 2012. Bastos JRM, Sales-Peres SHC, Caldana ML. Educação em Saúde: com enfoque em Odontologia e Fonoaudiologia. Editora Santos, 2007. Bibliografia Complementar Alves PC, Minayo MC. Saúde e doença: um olhar antropológico. Rio de Janeiro, Ed Fiocruz. 2004. Barata RB. Epidemiologia e políticas públicas. Rev. bras. epidemiol;16(1):17-17, mar. 2013. Brasil. Ministério da Educação. Programa de Extensão Universitária - PROEXT. 2003 Brasil. Ministério da Saúde. Secretaria Executiva. Departamento de Apoio à descentralização. Coordenação-Geral de Apoio à Gestão Descentralizada. Diretrizes operacionais dos Pactos pela Vida, em Defesa do SUS e de Gestão. Brasília. 2006. Brasil. Ministério da Saúde (BR), Secretaria de Atenção à Saúde, Departamento de Atenção Básica. Política nacional de atenção básica. Brasília (DF); 2007. Câmara AMCS. Percepção do Processo Saúde-doença: Significados e Valores da Educação em Saúde. Revista Brasileira de Educação Médica. 36 (1, Supl. 1): 40-50; 2012. Campos GWS et al. Tratado de saúde coletiva. São Paulo-Rio de Janeiro, HUCITEC-FIOCRUZ. 2006. Freitas SFT, Calvo MCM, Lacerda JT. Saúde coletiva e novas diretrizes curriculares em odontologia: uma proposta para graduação. Trab. educ. saúde;10(2):223-234, jul.-out. 2012. Goulart BNG, Chiari BM. Comunicação humana e saúde da criança: reflexão sobre promoção da saúde na infância e prevenção de distúrbios fonoaudiológicos. Rev. CEFAC [online]. 2012, vol.14, n.4, pp. 691-696. Epub July 22, 2011. ISSN 1982-0216. Hennington EA. Acolhimento como prática interdisciplinar num programa de extensão universitária. Cad Saúde Pública. 2005; 21(1/2): 256-65. Hobdell M, Oliveira ER, Bautista R, Myburgh NG, Lallo R, Narendran S, Johnson NW. Oral diseases and socio-economic status (SES). Br Dent J. 2003 Jan 25;194(2):91-6. Lipay MS, Almeida EC. A fonoaudiologia e sua inserção na saúde pública. Rev. Ciênc. Méd., Campinas, 16(1):31-41, jan./fev., 2007 Machado CV, Baptista TWF, Nogueira CO. Políticas de saúde no Brasil nos anos 2000: a agenda federal de prioridades. Cad. Saúde Pública vol.27 no.3 Rio de Janeiro Mar. 2011. P.521-532. Magalhães HGD. Indissociabilidade entre pesquisa, ensino e extensão: tensões e desafios. ETD – Educação Temática Digital, v. 8, n. 2, p. 168-175, jun. 2007 – ISSN: 1676-2592 Mendes EV. As redes de atenção à saúde. Ciência & Saúde Coletiva, 15(5). 2010. p. 2297-305 Ompad D C, Galea S, Caiaffa WT, Vlahov D. Social determinants of the health of urban populations: methodologic considerations. J Urban Health. 2007 May;84(3 Suppl):i42-53. Padrón GB. La participación protagónica estudiantil en el proceso de extensión universitária. Rev.latinoam.cienc.soc.niñez. 2010; 8(1): 347-62. Pereira AC. Tratado de Saúde Coletiva em Odontologia. Nova Odessa: Napoleão, 2009. Petersen PE. Sociobehavioural risk factors in dental caries – international perspectives. Community Dent Oral Epidemiol 2005; 33: 274–9. Roncalli AG. Projeto SB Brasil 2010: elemento estratégico na construção de um modelo de vigilância em saúde bucal. Cad. Saúde Pública [online]. 2010, vol.26, n.3, pp. 428-429. ISSN 0102-311X. Sucupira AC, Mendes R. Promoção da Saúde: Conceitos e Definições. Revista Sanare. v. 4, n. 1, 2003.
 

Clique para consultar os requisitos para 2500019

Clique para consultar o oferecimento para 2500019

Créditos | Fale conosco
© 1999 - 2019 - Superintendência de Tecnologia da Informação/USP