Informa??es da Disciplina

 Preparar para impressão 
Júpiter - Sistema de Graduação

Instituto de Física
 
Disciplinas Interdepartamentais do Instituto de Física
 
Disciplina: 4300234 - Física no Ensino Fundamental
Physics in Elementary School

Créditos Aula: 2
Créditos Trabalho: 0
Carga Horária Total: 30 h
Tipo: Semestral
Ativação: 01/01/2018 Desativação:

Objetivos
Com as reformas educacionais ocorridas nas duas últimas décadas, os conteúdos da Física passaram a ter papel importante na disciplina de Ciências para o Ensino Fundamental, fazendo com que professores formados nesta área passassem a lecionar neste nível de ensino. Assim, os objetivos da disciplina são: Avaliar o papel da inserção de temáticas da física no nível fundamental de ensino da educação básica. Caracterizar os pressupostos científicos, pedagógicos e culturais envolvidos na inserção da física nesta etapa da educação. Analisar projetos nacionais, internacionais, livros didáticos, ambientes virtuais de ensino-aprendizagem e outras propostas institucionais de ensino de física para o nível fundamental de ensino. Aprofundar o estudo crítico das diretrizes, dos parâmetros curriculares e da Base Nacional Comum Curricular no sentido de identificar práticas que com elas sejam coerentes. Avaliar possibilidades concretas de utilização em sala de aula das propostas e dos projetos estudados. Desenvolver critérios para seleção e organização de conteúdos e atividades curriculares.
 
 
 
Docente(s) Responsável(eis)
292275 - Cristina Leite
 
Programa Resumido
Inserção da Física no Ensino Fundamental: o quê? Por quê? Quem? e Como? Discussão das orientações das legislações, dos Parâmetros Curriculares Nacionais e da Base Nacional Comum Curricular para o ensino de ciências no nível fundamental de ensino. Conhecimento físico no Ensino Fundamental ao longo da história da educação brasileira. O conhecimento físico e suas interfaces no ensino fundamental. Análise dos livros didáticos de Ciências, Propostas Curriculares, Projetos de Ensino e materiais didáticos nacionais e/ou internacionais. Seleção e organização de conteúdos e atividades curriculares. Estratégias didáticas. Perfil e identidade do professor dessa etapa de ensino.
 
 
 
Programa
Inserção da Física no Ensino Fundamental: o quê? Por quê? Quem? e Como? Discussão das orientações das legislações, dos Parâmetros Curriculares Nacionais e da Base Nacional Comum Curricular para o ensino de ciências no nível fundamental de ensino. Conhecimento físico no Ensino Fundamental ao longo da história da educação brasileira. O conhecimento físico e suas interfaces no ensino fundamental. Análise dos livros didáticos de Ciências, Propostas Curriculares, Projetos de Ensino e materiais didáticos nacionais e/ou internacionais. Seleção e organização de conteúdos e atividades curriculares. Estratégias didáticas. Perfil e identidade do professor dessa etapa de ensino.
 
 
 
Avaliação
     
Método
Aulas expositivas, trabalhos em grupos, discussões coletivas, realização de atividades práticas e seminários apresentados pelos alunos. Realização e/ou participação em atividades de discussão sobre os temas tratados, com elaboração de trabalhos e relatos de síntese, provas.
Critério
Média ponderada de provas, exercícios ou trabalhos, segundo critério a ser especificado pelo docente responsável no início do semestre. Participação e envolvimento nas leituras, discussões e trabalhos ao longo do curso. Apresentação de seminários.
Norma de Recuperação
Disciplina com 2ª avaliação.
 
Bibliografia
     
BITTENCOURT, C. (2008). Livro didático e saber escolar (1810-1910). São Paulo: Autêntica. BRASIL. PCN (Ciências). Brasília: MEC, 2000. BRASIL (2007). MEC/SEB. Indagações sobre o currículo. BRASIL. MEC/FNDE/SEB. Edital PNLD (Ciências). BRASIL (2017). Base Nacional Comum Curricular. Ciências das Natureza. CARVALHO, A.M.P. et al. (2013). Ciências no Ensino Fundamental: o conhecimento físico. São Paulo: Scipione. FRACALANZA & MEGID (orgs.). (2006). O livro didático de Ciências no Brasil. Campinas: Editora Komedi, 2006. 224p. KLYSIS, A. ; SCARINCI, A. L. ; SONCINI, M. I. ; FONSECA, A. (2010). Brinca Ciência - Um ensaio lúdico de ciência e tecnologia para a rede municipal de Santo André. 1. ed. Santo André: Soft Editora, vols. 1 e 2. KRASILCHIC, M. (1987). A evolução no ensino de ciências no período de 1950-1985. In: O professor e o currículo das ciências. São Paulo: EPU. MOZENA, E. ; LEITE, C. (2003). A Física no Ensino de Ciências no Brasil: condicionantes históricos. Atas do XIII REF. Buenos Aires: Associación de Professores de Física de la Argentina. PAVÃO, A.C., FREITAS, D. (2008). QUANTA CIENCIA HÁ NO ENSINO DE CIENCIAS. São Paulo: EDUFSCAR. PIERSON, A. (1990). Física no 1o grau? Dissertação de mestrado. USP. SACRISTÁN, J.G. (org.). Saberes e Incertezas sobre o currículo. SCHROEDER, C. (2007). A importância da física nas quatro primeiras séries do ensino fundamental. Rev. Bras. Ens. Fís. V.29 vol.1. ZIMMERMAM, E., EVANGELISTA, P.C.Q. (2007). Pedagogos e o ensino de Física nas séries iniciais do ensino fundamental. Cad.Bras.Ens.Fís. V.24 vol.2. Propostas Curriculares de Ciências. Livros Didáticos de Ciências. Projetos de Ensino de Ciências.
 

Clique para consultar os requisitos para 4300234

Clique para consultar o oferecimento para 4300234

Créditos | Fale conosco
© 1999 - 2020 - Superintendência de Tecnologia da Informação/USP