Informações da Disciplina

 Preparar para impressão 

Júpiter - Sistema de Gestão Acadêmica da Pró-Reitoria de Graduação


Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras de Ribeirão Preto
 
Biologia
 
Disciplina: 5920813 - Ecologia Vegetal
Plant Ecology

Créditos Aula: 4
Créditos Trabalho: 2
Carga Horária Total: 120 h ( Práticas como Componentes Curriculares = 10 h )
Tipo: Semestral
Ativação: 01/01/2018 Desativação:

Objetivos
Gerais: Fornecer subsídios para a compreensão das relações dos vegetais e o meio físico e biótico. Capacitar o aluno a identificar e caracterizar os tipos de vegetação, em especial, as formações vegetais brasileiras. Instrumentar o aluno para estudos ecológicos de campo e de laboratório. Específicos: Proporcionar conhecimentos sobre as principais formações vegetais do Brasil. Possibilitar o conhecimento dos fatores físicos que influenciam o estabelecimento dos diferentes tipos de vegetação, como o clima e as características edáficas. Possibilitar o conhecimento das estratégias de vida adotadas pelos vegetais e relacioná-las às características do ambiente. Possibilitar o conhecimento do papel dos animais na distribuição, abundância e diversidade das espécies vegetais. Possibilitar o conhecimento da dinâmica das populações vegetais e dos ecossistemas. Treinar os alunos em trabalhos de campo em métodos de análise de dados de populações e comunidade vegetais.
 
 
 
Docente(s) Responsável(eis)
5236343 - Rodrigo Augusto Santinelo Pereira
 
Programa Resumido
A disciplina apresenta um formato teórico-prático, buscando fornecer os conhecimentos básicos de ecologia vegetal necessários para que o biólogo atue tanto na área de pesquisa científica quanto em outros setores, tais como consultoria ambiental e restauração de áreas degradadas.
 
 
 
Programa
- Importância do clima na vegetação: inter-relações clima, solo e vegetação. - Padrões globais de temperatura e precipitação, formas de representação do clima (diagrama ecológico do clima e balanço hídrico), Zonobiomas. - Unidades climáticas e as formações vegetacionais brasileiras. - Variação sazonal do clima. - Solo e vegetação: características físico-químicas dos solos tropicais. - Gênese dos solos tropicais: papel do material de origem x clima x vegetação. - O papel da vegetação no funcionamento e na conservação dos solos tropicais. - Aspectos fisionômicos e funcionais da vegetação: formas de vida e espectro biológico de Raunkiaer. Espectro biológico x estratégias de vida das plantas. - Organismos em populações: relações alométricas em plantas, estrutura de tamanhos e estrutura espacial. Dinâmica populacional. - Organismos em comunidades: estrutura da comunidade, recurso e fator, padrão e processo. - Interações ecológicas na comunidade. - Caracterização da comunidade vegetal: fitossociologia. Parâmetros fitossociológicos e seus significados. - Estimativa da biodiversidade vegetal: medidas de riqueza, medidas de abundância e medidas de heterogeneidade. - Papel dos animais na distribuição, abundância e diversidade de espécies vegetais. - Métodos de estudos em ecologia vegetal: método científico em ecologia, métodos de amostragem em ecologia vegetal (aplicações e limitações), métodos de estudo e análises de dados em ecologia vegetal.
 
 
 
Avaliação
     
Método
Aulas teóricas; aulas teórico-práticas de campo e de laboratório; excursões didáticas; discussão de textos em sala de aula; desenvolvimento de projetos.
Critério
Duas provas e projetos/relatórios/exercícios relacionados às aulas. A média final será a média de todas as notas, pela seguinte fórmula:

Média final = média dos projetos/relatórios/exercícios + Prova 1 + Prova 2) / 3
Norma de Recuperação
Uma prova escrita (teórico-prática) envolvendo toda matéria lecionada no transcorrer do semestre. A data será agendada de acordo com o calendário escolar.
 
Bibliografia
     
CRAWLEY, M.J. 1997. Plant Ecology. Oxford, Blackwell. 2ª ed. GUREVITCH, J.; SCHEINER, S.M. & FOX, G.A. 2009 Ecologia Vegetal. Artmed KIEHL, E.J. 1979. Manual de edafologia: relações solo-planta. Editora Agronômica Ceres. MOORE P.D.; CHAPMAN. S.B. 1986. Methods in plant ecology. 2nd ed. Blackwell Scientific. Oxford. 589 p. PRIMACK, R.B. & CORLETT, R. 2004. Tropical Rain Forests: An Ecological and Biogeographical Comparison. Oxford, Blackwell. PRIMACK, R.B. & RODRIGUES, E. 2001. Biologia da Conservação. Londrina, 327p. RICHARDS, P.W.; WALSH, R. P. D.; BAILLIE, I. C.; GREIG-SMITH, 1996. The Tropical Rain Forest. Cambridge University Press. Cambridge. 599 p. RICKLEFS, R.E. & RELYA, R. 2016. A economia da natureza. Guanabara-Koogan. TOWNSEND, C.R.; BEGON, M. & HARPER, J.L. 2010. Fundamentos em Ecologia. Artmed. WALTER, H. 1986. Vegetação e Zonas Climáticas. São Paulo, E.P.U. EDUSP. CONSULTA: Ecologia/clima: GIVEN, D.R. 1994. Principles and practice of plant conservation. Timber Press. Portland Or. 292p. HUECK, K. 1972. Florestas da América do Sul. Editora da Universidade de Brasília, Brasília. IBGE. 2012. Manual Técnico da Vegetação Brasileira. Série Manuais Técnicos em Geociências 1, 2ª edição revista e ampliada. IBGE. OMETTO, J. C. 1981. Bioclimatologia vegetal. Ed. Agronômica Ceres, São Paulo. 425 p. PRIMACK, R.B. 1993. Essentials of Conservation Biology. Sunderland, Ma. Sinauer Associates. 564p. MUELLER-DOMBOIS, D. and ELLENBERG, H. 1974. Aims and Methods of Vegetation Ecology. New York, John Wiley. 547p. WALTER, H. 1979. Vegetation of the Earth and Ecological Systems of the Bio-geosphere. New York, Springer-Verlag. 237p. Solos tropicais: PRADO, H. 2005. Solos do Brasil - 4ª Edição. Funep. Análise de dados: MAGNUSSON, W.E.; MOURÃO, G. 2003. Estatística sem matemática. Editora Planta. RIBEIRO-JUNIOR, J.I. 2004. Análises estatísticas no Excel: guia prático. Editora UFV. ZAR, J.H. 1999. Biostatistical Analysis. New Jersey, Prentice Hall. 4a ed.
 

Clique para consultar os requisitos para 5920813

Clique para consultar o oferecimento para 5920813

Créditos | Fale conosco
© 1999 - 2022 - Superintendência de Tecnologia da Informação/USP