Informações da Disciplina

 Preparar para impressão 

Júpiter - Sistema de Gestão Acadêmica da Pró-Reitoria de Graduação


Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras de Ribeirão Preto
 
Biologia
 
Disciplina: 5920834 - Zoologia dos Invertebrados I
Zoology of Invertebrates I

Créditos Aula: 4
Créditos Trabalho: 1
Carga Horária Total: 90 h ( Práticas como Componentes Curriculares = 20 h )
Tipo: Semestral
Ativação: 01/01/2021 Desativação: 31/12/2022

Objetivos
Geral: Fornecer subsídios para que os alunos conheçam os grupos rotineiramente tratados como “Invertebrados” e as relações entre eles, associando sua biologia, ecologia e anatomia ao meio em que os animais vivem e focando as suas relações filogenéticas. Para contemplar atividades relevantes para a formação docente, nesta disciplina são aplicadas técnicas para a identificação da morfologia interna e externa nos grupos listados no conteúdo. 
Específico: Espera-se que os estudantes alcancem formação para: 1) identificar os diferentes grupos, analisando as estruturas características de cada taxa; 2) associar a estrutura corpórea do animal ao meio que vivem; 3) compreender as características dos principais órgãos e associar as funções de cada um à biologia do animal; 4) entender os processos evolutivos  dos grupos estudados e a relação com os demais grupos animais.
 
 
 
Docente(s) Responsável(eis)
90627 - Fernando Luis Medina Mantelatto
 
Programa Resumido
A disciplina terá uma fundamentação teórico-prática adequada a seus objetivos, incluindo a instrumentação para o ensino e pesquisa por meio de um conhecimento detalhado sobre a diversidade biológica quanto a sua organização e funcionamento em diversos níveis, às relações filogenéticas entre seus grupos, a seus padrões de distribuição e a suas relações com o ambiente. Serão ministrados tópicos de morfologia, sistemática e biologia dos seguintes táxons: Excavata, Rhizadia, Chromalveolata, Amoebozoa, Porifera, Placozoa, Cnidaria, Ctenophora, Rhombozoa, Monoblastozoa, Orthonectida, Platyhelminthes, Nemertea e Mollusca.
 
 
 
Programa
1.	Introdução geral à Zoologia. Relações entre os grandes grupos. Introdução e contextualização dos micro-organismos eucariotos (“Protistas”): Excavata, Rhizaria, Chromalveolata, Amoebozoa - Biologia, morfologia, reprodução, classificação e considerações filogenéticas.
2.	Introdução aos Metazoa (simetria): Porifera. Biologia, morfologia, reprodução, classificação, considerações filogenéticas. 
3.	Cnidaria e Ctenophora: Biologia, morfologia, reprodução, classificação: considerações filogenéticas. 
4.	Platyhelminthes: cavidades do corpo, mesoderme e origem do celoma:  biologia, morfologia, reprodução, classificação, considerações filogenéticas. 
5.	Aschelminthes: Nematoda, Nematomorpha, Gastrotricha, Rotifera, Acanthocephala, Kinorhyncha. Biologia, morfologia, reprodução, classificação, filogenia. 
6.	Nemertinea: Biologia, morfologia, reprodução, classificação, considerações filogenéticas. 
7.	Mollusca: Biologia, morfologia, reprodução, classificação e considerações filogenéticas. 
 
 
 
Avaliação
     
Método
As aulas semanais constarão, em cada período, de 2 horas de aula teórica e 2 horas de aulas práticas. Aula expositiva: recursos audiovisuais (filmes, slides) e discussão. Aula prática: observação e análise de animais vivos ou fixados, inteiros ou em partes, preparados em lâminas, sob lupa ou microscópio. Roteiro distribuído no início de cada aula. No final de cada aula, o aluno deverá entregar um protocolo com os desenhos (esquemas) e/ou questões a serem respondidas, que serão corrigidos e aos quais será atribuída nota (= nota de relatório). Utilização das Tecnologias da Comunicação e Informação (TICs) como recurso pedagógico: as TICs inseridas no presente Programa compreendem propostas apresentadas no Plano de Ensino/Atividades apresentadas no ato da candidatura ao Programa PART-USP do docente colaborador João A. F. Pantaleão. A proposta foi inserir aulas utilizando metodologia ativa, na qual o aluno é protagonista e o maior responsável pelo processo de aprendizado, com o principal objetivo de incentivar os alunos para que aprendam de forma autônoma e participativa. Para tanto, foram elencadas duas atividades, uma que envolve um conjunto de recursos tecnológicos, utilizados de forma integrada para aprendizagem (TICs - Tecnologias da Informação e Comunicação); e outra que envolve a aprendizagem híbrida (blended learning ou b-learning), que combina etapas offline e online, isto é, práticas pedagógicas do ensino presencial e do ensino a distância. A proposta não é substituir o ensino tradicional, mas sim, complementar e enriquecer ainda mais a experiência de aprendizagem dos alunos.
Critério
MF = (MTx5)+(MAx3)+(NPPx2) / 10 MA = (MPx1)+(MRx2) / 3 NPP = Nota da Prova Prática MP = Média da Participação + Seminários MT = Média Provas Teóricas MA = Média Geral das Atividades MR = Média dos Relatórios Aulas práticas MF = Média Final Aprovação: MF maior ou igual a 5,0
Norma de Recuperação
Uma prova dissertativa, envolvendo todo o conteúdo lecionado no transcorrer do semestre letivo. Realização: na primeira semana após o término do semestre letivo.
 
Bibliografia
     
•	BARNES, R.D. 1984. Zoologia dos Invertebrados. Livraria Roca, São Paulo. 1179 p.
•	BARNES, R.S.K.; P. CALOW & P.S.W. OLIVE. 1995.  Os Invertebrados: uma nova síntese. 2ª Ed. Traduzida. Atheneu Editora São Paulo. 526 p.
•	BRUSCA, R. & G. BRUSCA. 2003. Invertebrates. 2nd Edition, Sinauer Associates, Inc Publishers, Sunderland, Mass. 936 p.
•	BRUSCA, R. & G. BRUSCA. 2007. Invertebrados. 2a Edição, Sinauer Associates. Traduzido Editora Guanabara Koogan S.A., 968 p.
•	BRUSCA, R.; MOORE, W. & S.M. SHUSTER. 2016. Invertebrates. 3rd Edition, Sinauer Associates, Inc. 1104 p.
•	FRANSOZO, A. & M.L. NEGREIROS-FRANSOZO. 2016. Zoologia dos Invertebrados. Grupo Editorial Nacional/Editora Roca. 661 p.
•	HICKMAN, C.P. Jr.; ROBERTS, L.S.; KEEN, S.L.; EISENHOUR, D.J.; LARSON, A. & H.I’ANSON. 2016. Princípios integrados de Zoologia. 16a Ed. Traduzida. Grupo Editorial Nacional/Editora Guanabara Koogan. 937 p.
•	HYMAN, L.H. 1940. The Invertebrates: Protozoa through Ctenophora. Vol. 1. McGraw-Hill NY.  p. 365 - 696.
•	HYMAN, L.H. 1951. The Invertebrates: Platyhelminthes and Rhynchocoely. Vol. 2. McGraw-Hill NY.  p. 52 - 219.
•	KAESTNER, A. 1967. The Invertebrates. Vol. 1. 597p + X.
•	MEGLITSCH, P.A. 1972. Invertebrates Zoology. 2ª Ed.
•	RIBEIRO-COSTA, C.S. & R.M. ROCHA. 2002. Invertebrados – Manual de aulas práticas. Série Manuais Práticos em Biologia 3, Editora Holos, 226 Pp.
•	RUPPERT, E.E. & R.D. BARNES. 1996. Zoologia dos Invertebrados. 6a Ed. Livraria Roca. 1029 p.
•	RUPPERT, E.E.; FOX, R.S. & R.D. BARNES. 2005. Zoologia dos Invertebrados. Uma Abordagem Funcional-evolutiva. 7ª ed. Editora Roca, São Paulo. 1145 p
•	RUSSEL-HUNTER, W.D. 1969. Uma biologia dos Invertebrados Inferiores.  EDUSP e POLÍGONO, São Paulo. 236p.
•	SHERMAN, I.W. & V.G. SHERMAN. 1970. The Invertebrates: function and form. The MacMillan Company. 304 p.
•	STORER, T.I. & R.L. UNSINGER. 1983. Zoologia Geral. Companhia Editora Nacional e EDUSP, São Paulo.
•	VILLEE, C.A.; W.F. WALKER, Jr. & R.D. BARNES. 1984. Zoologia Geral. 6a Ed. Editora Guanabara. 683 p.
 

Clique para consultar os requisitos para 5920834

Clique para consultar o oferecimento para 5920834

Créditos | Fale conosco
© 1999 - 2022 - Superintendência de Tecnologia da Informação/USP