Informa??es da Disciplina

 Preparar para impressão 
Júpiter - Sistema de Graduação

Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras de Ribeirão Preto
 
Psicologia
 
Disciplina: 5940668 - Tópicos em História da Psicologia
TOPICS IN THE HISTORY OF PSYCHOLOGY

Créditos Aula: 2
Créditos Trabalho: 1
Carga Horária Total: 60 h
Tipo: Semestral
Ativação: 01/01/2018 Desativação:

Objetivos
Geral: Desenvolver no aluno a competência de: - caracterizar a construção da psicologia num determinado contexto espaço temporal pela análise de documentos de diversos gêneros e autores. - caracterizar as diferenças entre modalidades de conceber os conhecimentos e as práticas psicológicas ao longo do tempo e em diversas culturas. Específicos: - caracterizar a construção dos saberes psicológicos no Brasil. - caracterizar o processo de institucionalização da psicologia no Brasil - caracterizar as modalidades de apropriação no Brasil das principais perspectivas de Psicologia científica.
 
 
 
Docente(s) Responsável(eis)
90714 - Regina Helena Lima Caldana
 
Programa Resumido
A disciplina aborda a história da psicologia no Brasil: desde os os saberes psicológicos na cultura luso brasileira, do século XVI ao século XVIII; até o processo de institucionalização do saber psicológico, no Brasil do século XIX; e a consolidação da psicologia científica no Brasil ao longo do século XX. A perspectiva da disciplina é a de focar passado, presente e futuro da psicologia em sua interação com sociedade, ciência e cultura brasileira.
 
 
 
Programa
A história da psicologia em diversos contextos espaço-temporais e as categorias historiográficas utilizadas. A história da historiografia brasileira da psicologia Saberes psicológicos na cultura luso brasileira, do século XVI ao século XVII: 1. Contextualização histórica 2. As cartas e os relatos de viajantes, missionários, moradores como narrativas de vivências psicológicas e sociais e como construções retóricas. 3. Os jesuítas como portadores e transmissores de saberes psicológicos: Antonio Vieira; Alexandre de Gusmão. 4. O uso da teoria medico hipocrático-galênica no Brasil Saberes Psicológicos de pensadores brasileiros no Brasil nos séculos XVII e XVIII: 1. Contextualização histórica 2. A visão de homem e a instabilidade da vida consciente segundo Feliciano Joaquim de Sousa Nunes 3. O compêndio de Nuno Marques Pereira como um regimento para o bem viver 4. Mathias Aires Ramos da Silva de Eça: as noções de temporalidade, vida inconsciente e narcisismo 5. A higiene das emoções segundo o médico Francisco de Mello Franco O processo de institucionalização do saber psicológico, no Brasil do século XIX: 1. Contextualização histórica 2. A concepção mecanicista e os processos psíquicos em autores brasileiros: 3. As investigações de Psicologia de Eduardo Ferreira França 4. A “fisiologia mental” de Luís Pereira Barreto e a introdução do positivismo no Brasil 4. O ensino da “psychologia” nas instituições de segundo e terceiro grau A psicologia no Brasil ao longo do século XX: 1. Contextualização histórica 2. A continuidade das tradições anteriores; 3. O Funcionalismo no Brasil 4. A apropriação da psicanálise no contexto brasileiro 5. A apropriação da perspectiva fenomenológica-existencial no Brasil 6. A apropriação da perspectiva humanista no Brasil 7. A apropriação da teoria da Gestalt no contexto brasileiro 8. A apropriação da análise experimental do comportamento no Brasil 9. A apropriação da psicologia social e da psicologia comunitária no Brasil Passado, presente e futuro da psicologia em sua interação com sociedade, ciência e cultura brasileira
 
 
 
Avaliação
     
Método
Leituras e discussão dos textos em grupos Seminários com textos preparados pelos alunos Aulas expositivas
Critério
- Duas provas sobre as leituras, discussões, aulas expositivas e seminários. Prova I - peso 2 Prova II - peso 3 - Trabalho grupal e apresentação em seminário (mínimo 4 páginas datilografadas e apresentação de 20 minutos - Peso 3
Norma de Recuperação
Realização de uma prova escrita e/ou prova oral, sínteses de leitura, e/ou seminários, e/ou trabalhos escritos sobre o conteúdo da disciplina, no prazo previsto pela regulamentação. Os alunos que ficarem para recuperação devem procurar o docente responsável pela disciplina para saberem qual critério será adotado.
 
Bibliografia
     
Massimi, M. (1990). História da Psicologia Brasileira, (até 1934). São Paulo, Edição Pedagógica Universitária, 1990. Massimi, M. (Org.) (2004). História da Psicologia Brasileira no Século XX. São Paulo: Edição Pedagógica Universitária, 2004 Massimi, M. (2010). A teoria dos temperamento e suas aplicações nos trópicos. Editora Holos. Massimi, M. (2015). Saberes psicológicos no Brasil: história, psicologia e cultura. Curitiba: Editora Juruá. Artigos da Revista eletrônica Memorandum: memória e história em psicologia
 

Clique para consultar os requisitos para 5940668

Clique para consultar o oferecimento para 5940668

Créditos | Fale conosco
© 1999 - 2019 - Superintendência de Tecnologia da Informação/USP