Informa??es da Disciplina

 Preparar para impressão 
Júpiter - Sistema de Graduação

Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras de Ribeirão Preto
 
Psicologia
 
Disciplina: 5940675 - Psicologia Criminal I
CRIMINAL PSYCHOLOGY I

Créditos Aula: 4
Créditos Trabalho: 2
Carga Horária Total: 120 h
Tipo: Semestral
Ativação: 01/01/2018 Desativação:

Objetivos
Geral: Dar subsídios aos alunos para o entendimento do fenômeno criminal a partir das principais idéias e teorias relacionadas, veiculadas ao longo da história, e das práticas institucionais para o seu enfrentamento. Específicos: - Situar o fenômeno do crime e da criminalidade no contexto “das violências”; - Estudar o fenômeno criminal do ponto de vista histórico: as ideias criminológicas – da Idade Média ao Século XXI; - Estudar o fenômeno da delinqüência juvenil a partir de teorias de base empírica; - Conhecer e analisar criticamente a história das práticas institucionais empreendidas no sentido de enfrentar e/ou prevenir a criminalidade.
 
 
 
Docente(s) Responsável(eis)
1449041 - Marina Rezende Bazon
 
Programa Resumido
A disciplina visa propiciar ao aluno condições para que ele compreenda a evolução das ideias sobre crime e criminalidade às proposições teóricas de base científicas, analisando criticamente o conhecimento do qual se dispõe hoje sobre o fenômeno criminal.
 
 
 
Programa
1. O fenômeno criminal: os níveis de interpretação; 2. A conceituação de crime; 3. A história das ideias sobre crime e a criminalidade e a reação social entre a Idade Média e o Século XVII; 4. As teorias criminológicas elaboradas entre os séculos XIX e XX
 
 
 
Avaliação
     
Método
Aulas expositivas - Discussão em sala de aula - Visitas didáticas a instituições do Sistema de Justiça Prisional e Justiça Juvenil (crédito trabalho) Atividades discentes: - Pesquisa bibliográfica e leituras - Visitas institucionais - Provas e/ou Trabalho dissertativo
Critério
- Provas ou Trabalho escrito individual - Peso 3 - Participação nas discussões em sala de aula (a participação dos alunos nas discussões será através do número de pertinência de intervenções durante as discussões. Também, será considerada a contribuição dos alunos que apresentarem material (artigos científicos, de divulgação ou outros) que possibilitam o aprofundamento das questões discutidos - Peso 2.
Norma de Recuperação
Realização de uma prova escrita ou prova oral, e ou síntese de leitura, e ou seminários, e ou trabalhos escritos sobre o conteúdo da disciplina, no prazo previsto pela regulamentação. O aluno deverá entrar em contato com o docente para saber qual critério será adotado.
 
Bibliografia
     
Baratta, A. (1999). Criminologia crítica e crítica do direito penal, trad. Ed. Freitas Bastos. 2ª ed. Rio de Janeiro: Freitas Bastas Editora. Carrara, S. (1998). Crime e Loucura: O aparecimento do Manicômio Judiciário na Passagem do Século. Rio de Janeiro: Eduerj/Edusp. Cerqueira, D., & Lobão, W. (2004). Determinantes da criminalidade: arcabouços teóricos e resultados empíricos. DADOS: Revista de Ciências Sociais, 47 (2), 233-269. Hirschi, T. (1969). Causes of delinquency. Berkeley: University of California Press Taylor, I., Walton, P., & Young, J. (Orgs.) (1980). Criminologia Crítica. Rio de Janeiro: Graal. Cusson, M. (1998) Les Fondamentaux: La criminologie. Paris: Hachette Le Blanc, M. (1997). A generic control theory of the criminal phenomenon, the structural and the dynamical statements of an integrative multilayered control theory. In T.P. Thomberry. Developmental theories of crime and delinquency. Advances in theoretical criminology, 7:215-286. New Brunswick, Transaction Publishers. Le Blanc, M. (1994). Family, school, delinquency and criminality, the predictive power of an elaborated social control theory for males. Criminal Behavior and Mental Health, 4, 101-117. Nye, R. A. (1976). "Heredity or Milieu: The Foundations of Modern European Criminological Theory," Isis, 67 (3), 334-355. Mellin Filho, O. (s/d). O Crime e a Pena no Pensamento de Émile Durkheim. Revista do Grupo Polis Educacional. Redondo, S., & Andrés Pueyo, A. (2007). Psicología de la delincuencia. Papeles del Psicólogo, 28(3), 187-195. Rico, J. M. (1977). Introduccion. Em Crimen y justicia en América Latina. México: Siglo Ventiuno Eds. Winnicott, D. D. (1987). Privação e delinquência. Trad. de Álvaro Cabral. São Paulo: Martins Fontes, 1984.
 

Clique para consultar os requisitos para 5940675

Clique para consultar o oferecimento para 5940675

Créditos | Fale conosco
© 1999 - 2019 - Superintendência de Tecnologia da Informação/USP