Informa??es da Disciplina

 Preparar para impressão 
Júpiter - Sistema de Graduação

Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras de Ribeirão Preto
 
Educação, Informação e Comunicação
 
Disciplina: 5961124 - Fundamentos Antropológicos da Educação
Anthropological Foundations of Education

Créditos Aula: 4
Créditos Trabalho: 0
Carga Horária Total: 60 h ( Práticas como Componentes Curriculares = 10 h )
Tipo: Semestral
Ativação: 01/01/2012 Desativação:

Objetivos
Geral:
A disciplina Fundamentos Antropológicos da Educação tem como objetivo refletir e investigar as relações entre a sociedade, o indivíduo e a cultura, na contemporaneidade, focalizando com especial relevo a "educação" e a "escola", suas funções e relações com a sociedade, o conhecimento e a construção de identidades pessoais, sociais e culturais.
Específicos:
a) Apresentar diferentes abordagens do conceito de cultura no pensamento antropológico, focalizando os temas que relacionam antropologia e educação.
b) Oportunizar o debate sobre o papel da diversidade cultural na prática pedagógica.
c) Favorecer a compreensão crítica dos aspectos sociais, históricos, culturais, educacionais e econômicos da comunidade onde se insere a escola.
d) Refletir sobre o multiculturalismo, pluralidade cultural, igualdade, diferença e educação em uma perspectiva antropológica.
e) Analisar a cultura da escola: ritos, rituais e práticas escolares.
 
 
 
Docente(s) Responsável(eis)
1089892 - Francirosy Campos Barbosa
 
Programa Resumido
Oferecer subsídios teóricos e práticos para que os licenciandos, futuros professores de Biologia, possam elaborar planos de ensino, a partir de uma investigação sobre a realidade escolar, quanto às condições educacionais da escola, dos professores e dos alunos.
 
 
 
Programa
1. Abordagens teóricas da Antropologia contemporânea e sua contribuição para a compreensão da sociedade e da educação
2. As teorias crítico-acionalistas (interacionismo simbólico, etnometodologia, dramaturgia social): sua contribuição para a compreensão das relações entre a sociedade e a escola
3. A Antropologia e suas contribuições para a reflexão sobre a sociedade e a educação no Brasil
4. Cultura, educação e socialização: a contribuição teórico-metodológica da Antropologia para o seu entendimento
5. Multiculturalismo, pluralidade cultural, igualdade, diferença e educação: perspectivas antropológicas
6. A cultura da escola: ritos, rituais e práticas escolares
7. Etnias e educação brasileira: a abordagem antropológica
8. A investigação antropológica e o conhecimento do cotidiano escolar
9. Dimensões éticas da pesquisa em Antropologia e Educação.
 
 
 
Avaliação
     
Método
Aulas expositivas, discussões de textos, seminários, filmes, análise de relatórios dos temas investigados e exercícios práticos na área estudada
Critério
Avaliação contínua por meio de provas orais e escrita, seminários, trabalhos escritos e outras atividades.
a) Provas escritas - valor 50%
b) Relatórios individuais sobre os temas dos seminários, trabalhos de classe e exercícios - 50%
Norma de Recuperação
Os alunos que não conseguirem aprovação deverão fazer uma nova avaliação escrita, sobre todo o conteúdo visto no curso, e obter nesta, nota igual ou superior a 5 (cinco).
 
Bibliografia
     
BURKE, Peter. Hibridismo cultural. São Leopoldo (RS): Unisinos, 2006.
CUNHA,M.C. da. Antropologia do Brasil. São Paulo, Brasiliense/EDUSP, 1986.
DAUSTER, Tânia. Construindo pontes – a prática etnográfica no campo da educação. In: DAYRELL, Juarez (org.). Múltiplos olhares sobre educação e cultura. 2reimp. Belo Horizonte: UFMG, 2001, p.39-61.
GEERTZ,C. A interpretação das culturas. Rio de Janeiro, Zahar, 1978.
GUSMÃO, Neusa Maria Mendes de. Antropologia e educação: origens de um diálogo. Caderno CEDES. v.18, n.43, Campinas, dez. 1997.
KUPER, Adam. Cultura: a visão dos antropólogos. Bauru(SP): EDUSC, 2002.
LÉVI-STRAUSS, Claude. Raça e história. 5ed. Lisboa: Editorial Presença, 1996.
LARAIA, Roque de Barros. Cultura: um conceito antropológico. 10ed. Rio de Janeiro: Jorge Zahar, 1995.
LAPLANTINE, François. Aprender antropologia. 8ed. São Paulo: Brasiliense, 1994.
MONTERO, Paula. Diversidade cultural: inclusão, exclusão e sincretismo. In: DAYRELL, Juarez (org.). Múltiplos olhares sobre educação e cultura. 2reimp. Belo Horizonte: UFMG, 2001, p.39- 61.
NASCIMENTO, Rita Gomes do. Ritual e performance: a escola Índios Tapeba e a ressemantização dos símbolos de preconceito. In: GRACINDO, Regina Vinhaes (org.). Educação como exercício de diversidade: estudos em campo de desigualdades sócio-educacionais. Brasília: Líber Livro, 2007. Parte 4: Educação escolar indígena, cap.19, p.171-91.
OLIVEIRA, Roberto Cardoso de. O trabalho do antropólogo. 2ed. Brasília: Paralelo 15; São Paulo: UNESP, 2000. Cap.1: O trabalho do antropólogo: olhar, ouvir, escrever, p.17-35.
SANCHIS, Pierre. A crise de paradigmas em antropologia. In: DAYRELL, Juarez (org.). Múltiplos olhares sobre educação e cultura. 2reimp. Belo Horizonte: UFMG, 2001. p.23-38.
SOUZA, Maurício Rodrigues de. Por uma educação antropológica: comparando as idéias de Bronislaw Malinowski e Paulo Freire. Revista Brasileira de Educação. v.11, n.33, set/dez, 2006.
GOMES, Nilma Lino. Educação e diversidade étnico cultural. In: RAMOS, Marise Nogueira; ADÃO, Jorge Manuel, BARROS, Graciete Maria Nascimento (org.). Diversidade na educação: reflexões e experiências. Brasília: Secretaria de Educação Média e Tecnológica, 2003. p.67-76.
VALENTE, Ana Lúcia. Diversidade étnico-cultural e educação: perspectivas e desafios. In: RAMOS, Marise Nogueira; ADÃO, Jorge Manuel, BARROS, Graciete Maria Nascimento (org.). Diversidade na educação: reflexões e experiências. Brasília: Secretaria de Educação Média e Tecnológica, 2003. p.51-65.
 

Clique para consultar os requisitos para 5961124

Clique para consultar o oferecimento para 5961124

Créditos | Fale conosco
© 1999 - 2020 - Superintendência de Tecnologia da Informação/USP