Informa??es da Disciplina

 Preparar para impressão 
Júpiter - Sistema de Graduação

Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras de Ribeirão Preto
 
Educação, Informação e Comunicação
 
Disciplina: 5961133 - Gestão Educacional: Políticas, Processos e Cotidiano Escolar
Educational management, policies, processes and school daily routine

Créditos Aula: 4
Créditos Trabalho: 0
Carga Horária Total: 60 h
Tipo: Semestral
Ativação: 01/01/2017 Desativação:

Objetivos
Geral: Propiciar ao graduando uma visão critica das políticas públicas para a educação no Brasil, em sua interface com a organização escolar. Específicos; 1. Analisar projetos e programas políticos que incidem sobre a organização do trabalho na escola. 2. Propiciar aos alunos contato com novos temas e áreas de pesquisa no campo da Administração da Educação.
 
 
 
Docente(s) Responsável(eis)
1706916 - Teise de Oliveira Guaranha Garcia
 
Programa Resumido
Políticas educacionais e suas relações com o contexto social e econômico nacional e internacional.
 
 
 
Programa
Agências multilaterais e projetos para a educação pública na América Latina; -descentralização, municipalização e gestão escolar; - administração gerencial e as parcerias público-privadas na educação: propostas e decorrências; -políticas de avaliações de sistemas de ensino: análise de decorrências na unidade escolar; -Gestão Democrática da Educação: análise de propostas; -Inclusão e política inclusivas.
 
 
 
Avaliação
     
Método
Aulas expositivas, discussões de textos, seminários, exibição e filmes e documentários, análise de relatórios sobre os temas investigados.
Critério
Avaliação contínua por meio de provas orais e escrita, seminários, trabalhos escritos e outras atividades.
a) Provas escritas - valor 40%
b) Relatórios individuais sobre os temas dos seminários, trabalhos de classe e exercícios - 30%
c) Participação nas atividades práticas propostas -30%
Norma de Recuperação
Os alunos que não conseguirem aprovação, deverão fazer uma nova avaliação escrita, sobre todo o conteúdo visto no curso, e obter nesta, nota igual ou superior a 5 (cinco).
 
Bibliografia
     
ADRIÃO, T.; PERONI, Vera (Orgs.) . Público e privado: novos elementos para o debate.. São Paulo: Xamã Editora, 2008
ADRIÃO, T. ; GARCIA, . Oferta Educativa e responsabilização no PDE: análise do Plano de Ações Articuladas. Cadernos de Pesquisa (Fundação Carlos Chagas), v. 38, p. 10.1590/S0100-1, 2008.
ADRIAO, T. M. F. ; GARCIA, T. O. G. ; BORGHI, R. ; ARELARO, L. R. G. . As parcerias entre prefeituras paulistas e o setor privado na política educacional: expressão de simbiose?.. Educação & Sociedade (Impresso), v. 33, p. 533-549-549, 2012.
ADRIÃO, T. ; GARCIA, T; ; Silveira, Adriana D . Ensino Médio noturno: indicações de qualidade. Educação e Realidade, v. 33, p. 253-269, 2008.
antagônicas de gestão escolar. Cad. Cedes, Campinas, v. 23, n. 61, p. 302-318, dezembro 2003 Disponível em http://www.cedes.unicamp.br
ARELARO, L. R. G ; Jacomini, M.A. ; KLEIN, S. B. . O ensino fundamental de nove anos e o direito à educação. Educação e Pesquisa (USP. Impresso), v. 37, p. 35-51, 2011.
FERNANDES, F. C. ; ARELARO, L. R. G ; GRACINDO, R. V. . Educação Básica obrigatória e gratuita: avanços e desafios. Retratos da Escola, v. 4, p. 183-195, 2010.
BORGHI, R. ; ADRIAO, T. M. F. ; GARCIA, T. O. G. . AS PARCERIAS PÚBLICO-PRIVADAS PARA A OFERTA DE VAGAS NA EDUCAÇÃO INFANTIL: UM ESTUDO EM MUNICÍPIOS PAULISTAS.. Revista Brasileira de Estudos Pedagógicos, v. 92, p. 285-301, 2011.
CAMARGO, Rubens Barbosa. Gestão Democrática e nova qualidade de ensino.
São Paulo: FEUSP. Tese de Doutorado.1996.
CURY, Carlos R.J. Os Conselhos de Educação e a gestão dos Sistemas.In:
FERREIRA, Naura S. AGUIAR, M. (Org). Gestão da Educação. São Paulo:
Cortez, 2000.
CURY, C. R. J. . Os Fora de série na escola. 1a.. ed. Campinas: Autores Associados, 2005
FÉLIX,M.de Fátima. Administração escolar: um problema educativo ou
empresarial? São Paulo: Cortez, 1986.
FERREIRA, Naura S. AGUIAR, M. (Org). Gestão da Educação. São Paulo:
Cortez, 2000.
GARCIA, T. O. G. ; CORREA, B. C. . Sistemas de ensino privados em redes públicas de educação: relações com a organização do trabalho na escola. Educação (Rio Claro. Online), v. 21, p. 1-17, 2011
GARCIA, T. O. G. ; ADRIAO, T. M. F. ; BORGHI, R. . A NOVA GESTÃO PÚBLICA E O CONTEXTO BRASILEIRO. In: Angela Maria Martins. (Org.). Instituições educacionais: políticas, gestão e práticas profissionais. Santos: Editora Leopoldianum-Universidade Católica de Santos, 2009, v. 1, p. 9-23.
MOTTA, Fernando C. Prestes e PEREIRA, L.C.B. Introdução à organização
burocrática. São Paulo: Brasiliense, 1980.
PARO, Vitor Henrique. Administração escolar. São Paulo: Cortez, 1990.
_______.Gestão Democrática da escola Pública.São Paulo: Ática, 1997.
PEREIRA, Luiz. (Org). Desenvolvimento, Trabalho e Educação. Rio de Janeiro:
Zahar, 1974.
PINTO, J.M. Administração e Liberdades. Rio de Janeiro: Tempo Brasileiro, 1996.
TRAGTEMBERG, Maurício. Burocracia e ideologia. São Paulo: Ática, 1974.
CORREA, B. C. (Org.) ; GARCIA, T. O. G. (Org.) . Políticas Educacionais e organização do trabalho na escola. 1. ed. São Paulo: Xamã, 2008. ..
FONSECA, M. O Projeto Político-Pedagógico e o Plano de Desenvolvimento da Escola: duas concepções de Ensino Pós-LDB 9.394/96. Ensaio: aval. pol. públ. Educ., Rio de Janeiro, v.12, n.45, p. 925-944, out./dez. 2004. Disponível em http://scielo.com.br.;
CURY, C. R. J. . Sobre el derecho a la educación básica en Brasil. Revista Mexicana de Investigación Educativa, v. 17, p. 391-406, 2012.
INSTITUTO DE PESQUISA ECONÔMICA APLICADA. A Reestruturação das Políticas Federais para o Ensino Fundamental: Descentralização e novos mecanismos de gestão. IPEA. Disponível em: http:/www.ipea.gov.br/pub/td/td_2000/td0745.pdf.
LIMA, L. C. A escola como organização educativa. São Paulo, Cortez, 2001.
LIMA, L.. Aprender para Ganhar, Conhecer para Competir: sobre a subordinação da educação na "sociedade da aprendizagem.São Paulo:Cortez Editora, 2012.
MARTINS, A.G. A Política Educacional Paulista: Controvérsias em torno dos conceitos de descentralização e autonomia – 1983 A 1999. Educ. Soc., Campinas, vol. 24, n. 83, p. 527-549, agosto 2003 Disponível em http://www.cedes.unicamp.br.
OLIVEIRA, R. P. . Reformas Educativas no Brasil na Década de 90. In: Afrânio Mendes Catani; Romualdo Luiz Portela de Oliveira. (Org.). Reformas Educacionais em Portugal e no Brasil. 1 ed. Belo Horizonte: Autêntica, 2000, v. 1, p. 77-94.
PARO, V.H. Gestão Democrática da Escola Pública. São Paulo, Ática, 1998.
PARO, V. H. . Progressão continuada, supervisão escolar e avaliação externa: implicações para a qualidade do ensino. Revista Brasileira de Educação (Impresso), v. 16, p. 695-716, 2011.
PARO, V,.H. . Educação como exercício do poder: crítica ao senso comum em educação. 2. ed. São Paulo: Cortez, 2010
PERONI, V.M.V. (Org.) ; ROSSI, A. J. (Org.) . Políticas educacionais em tempos de redefinições no papel do Estado: implicações para democratização da educação. Pelotas: Editora da Universidade Federal de Pelotas, 2011
ROSAR, M.F. A dialética entre a concepção e a prática da gestão democrática no âmbito da educação básica no Brasil. Educação & Sociedade, ano XX, nº 69, Dezembro/99. Disponível em http:///www.scielo. br.
SOUZA, D. B.; FARIA, L.C..M. Reforma do Estado, Descentralização e Municipalização do Ensino no Brasil: A Gestão Política dos Sistemas Públicos.
 

Clique para consultar os requisitos para 5961133

Clique para consultar o oferecimento para 5961133

Créditos | Fale conosco
© 1999 - 2020 - Superintendência de Tecnologia da Informação/USP