Informa??es da Disciplina

 Preparar para impressão 
Júpiter - Sistema de Graduação

Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras de Ribeirão Preto
 
Educação, Informação e Comunicação
 
Disciplina: 5961145 - Discutindo os Conceitos de Física com as Crianças Pequenas
Discussing the concepts of physics with small children

Créditos Aula: 3
Créditos Trabalho: 1
Carga Horária Total: 75 h
Tipo: Semestral
Ativação: 01/01/2017 Desativação:

Objetivos
A disciplina tem como objetivo apresentar os fenômenos físicos presentes na vida, analisando com os licenciandos a possibilidade de discutir os conceitos físicos presentes nesses fenômenos nas atividades de ensino para as crianças na faixa de 6 a 10 anos de idade. A ideia central é desenvolver atividades experimentais em sala de aula nas quais estes conceitos possam ser compreendidos e reelaborados pensando-se no ensino dos anos iniciais do ensino fundamental.
 
 
 
Docente(s) Responsável(eis)
63303 - Jose Marcelino de Rezende Pinto
 
Programa Resumido
- Evolução dos conceitos científicos; - Aspectos gerais do ensino de ciências para as crianças pequenas; - Física, uma ciência experimental: será mesmo? - A física do cotidiano; - Explorando conceitos físicos no ensino dos pequenos
 
 
 
Programa
- Evolução dos conceitos científicos: - Um pouco de história da física - Como a ciência evolui: o papel dos problemas - Aspectos gerais do ensino de ciências - Uma tradição ruim - O ensino de ciências nos cursos de pedagogia - Ciências para os pequenos: o que há para ver? - Física, uma ciência experimental: será mesmo? - A física dos currículos escolares e livros didáticos; - A física dos cientistas - A física do cotidiano - A física nos fenômenos do dia a dia - Uma física com pouco ou quase nada de matemática - A física divertida - Explorando conceitos físicos no ensino dos pequenos - Os conceitos de força e energia - Movimentos Corporais - A Física dos brinquedos - A magia dos imãs - Raios e trovões
 
 
 
Avaliação
     
Método
Aulas expositivas, discussões de textos, seminários, filmes, realização de experimentos práticos na área estudada.
Critério
Avaliação contínua por meio de provas orais e escrita, seminários, trabalhos escritos e outras atividades.
a) Provas escritas e atividades em classe (50%)
b) Relatório da atividade experimental e material produzido (50%)
Norma de Recuperação
Os alunos que não conseguirem aprovação, deverão fazer uma nova avaliação escrita, ou atividade experimental com o correspondente relatório, tendo por referência o conteúdo visto no curso, e obter na atividade proposta, nota igual ou superior a 5 (cinco).
 
Bibliografia
     
CARVALHO, Anna Maria Pessoa de et al. Ciências no ensino fundamental. O conhecimento físico. São Paulo; Ed. Scipione, 1998.
DULCÍDIO, Braz Júnior. Física moderna: tópicos para o ensino médio. Campinas; Companhia da Escola. 1º edição, 2002.
ESPINDOLA, Otávio Augusto Souza, MELLO, Denise Fernandes de, VENEGAS, Pablo. INTRODUZINDO FÍSICA PARA CRIANÇAS EM IDADE PRÉ-ESCOLAR (3 A 6 ANOS). XVIII Simpósio Nacional de Ensino de Física – SNEF, 2009 – Vitória, ES
ESPINDOLA, Otávio Augusto S.. SEMANA DA FÍSICA: UNESP, 10, 2008, Bauru(SP), O que crianças em idade pré-escolar perguntam sobre Física.
Departamento de Física, 2008.
GEYMONAT, L. Galileu Galilei. São Paulo: Nova Fronteira, 1997.
GRALA, Rita Margarete. Roteiros para atividades experimentais de física para crianças de seis anos de idade / Rita Margarete Grala. – Porto Alegre : UFRGS, Instituto de Física, Programa de Pós-Graduação em Ensino de Física, 2007.
Grupo de Reelaboração do Ensino de Física. Física 1: Mecânica/ GREF. 7º ed. –São Paulo: Editora da Universidade de São Paulo, 2001.
HARLAN, Jean D.RIVKIN, Mary S. Ciências na educação infantil. Uma aabordagem integrada. 7º edição. Porto Alegre; Artmed, 2002.
HEWITT, Paul G. Física conceitual, 9º ed. Porto Alegre: Bookman, 2002.
KAMII, Constance; DEVRIES, Rheta. O Conhecimento Físico na Educação Préescolar. Editora Artmed, 1991. p 24.
KUHN, Thomas S. A estrutura das revoluções científicas. São Paulo: Perspectiva, 2006.
LEVINE, Shar, GRAFTON Allison. Brincando de Einstein – Atividades científicas e recreativas para sala de aula. 2º edição – Campinas: Papirus,1996.
Ludofísica Pet Física UEM.Disponível em http://www.pet.dfi.uem.br/ludofisica/ioio.html> Acesso em março de 2006.
PRANCOTAL, M. A impostura científica em dez lições. São Paulo: Editora UNESP, 2004.
RODRIGUES, Micaías Andrade e TEIXEIRA, Francimar Martins. O ensino de física nas séries iniciais do Ensino Fundamental na Rede Municipal de Ensino do Recife segundo os seus docentes. Revista Brasileira de Ensino de Física, v. 33, n. 4, 4401 (2011)
ROSA, Cleci T. Werner; HEINECK, Renato e ROSA,Álvaro Becker. O ENSINO DE CIÊNCIAS FÍSICAS NAS SÉRIES INICIAIS. IV ENCONTRO IBERO-AMERICANO DE COLETIVOS ESCOLARES E REDES DE PROFESSORES QUE FAZEM INVESTIGAÇÃO NA SUA ESCOLA
SCHROEDER, Carlos Uma proposta para a inclusão da física nas séries iniciais do ensino fundamental. Experiências em Ensino de Ciências, V1(1), pp. 23-32, 2006
TORRES, Carlos Magno Azinaro. et al. Física, ciência e tecnologia: volume único. São Paulo; Editora Moderna, 2001.
YAGER, R. F., ed. Exemplary science: best practices in professional development.
Arlington: NSTA Press, 2005.
 

Clique para consultar os requisitos para 5961145

Clique para consultar o oferecimento para 5961145

Créditos | Fale conosco
© 1999 - 2020 - Superintendência de Tecnologia da Informação/USP