Informa??es da Disciplina

 Preparar para impressão 
Júpiter - Sistema de Graduação

Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras de Ribeirão Preto
 
Música
 
Disciplina: 5970322 - Música Brasileira I
Brazilian Music I

Créditos Aula: 2
Créditos Trabalho: 1
Carga Horária Total: 60 h
Tipo: Semestral
Ativação: 01/01/2019 Desativação:

Objetivos
 Buscar o entendimento dos processos históricos (culturais) que forjaram os estilos musicais no Brasil. Nesse processo, discutir os padrões de recepção da teoria musical; formação de público e territorialidades da composição musical  Estudar as características gerais da linguagem musical do período através do estudo das contribuições individuais relevantes e da terminologia associada com cada estilo histórico específico.  Desenvolver o conhecimento da historiografia consagrada pela musicologia contemporânea brasileira, assim como perscrutar novos textos publicados em revistas de divulgação científica da área.  Desenvolver a capacidade de discernimento auditivo de cada estilo.
 
 
 
Docente(s) Responsável(eis)
1682511 - Rubens Russomanno Ricciardi
 
Programa Resumido
Discutir os padrões de recepção, composição e discurso sobre a música no Brasil, do Descobrimento aos processos de renovações da música, após a Independência.
 
 
 
Programa
1. Introdução à Historiografia Musical Brasileira 2. As primeiras manifestações musicais na colônia brasileira 3. A organização musical na igreja secular: o mestre-de-capela 4. A música popular urbana, até 1750 5. A música em São Paulo colonial 6. A música na Era do Ouro, em Minas Gerais 7. Música na região Nordeste, até 1820 8. Música no Rio de Janeiro até a chegada da corte portuguesa 9. A música na corte até a morte de Marcos Portugal e José Maurício 10. Óperas, Saraus e Bailes na corte 11. A música pós-Independência 12. O movimento da Ópera Nacional 13. Carlos Gomes
 
 
 
Avaliação
     
Método
Aulas expositivas e seminários de leituras
Critério
 Avaliação Formativa: Duas provas de conhecimento específico - 60%
 Avaliação Somativa: Tarefas/exercícios sobre os temas das unidades de aula, mediante a apresentação/discussão de relatórios de leitura e/ou problemas analíticos do período em questão - 30%
 Avaliação do professor: Participação, postura, pontualidade, frequência, integridade acadêmica, persistência, espontaneidade, relação ética com o conhecimento e com as relações pessoais - 10%
Norma de Recuperação
Prova escrita.
 
Bibliografia
     
ALMEIDA, Renato de. História da Música Brasileira, Rio de Janeiro: F. Briguiet, 1948
ANDRADE, Ayres de. Francisco Manuel da Silva e seu tempo. Edições Tempo Brasileiro, 1967.
BERNARDES, Ricardo. José Maurício Nunes Garcia e a Real Capela de D. João VI no Rio de Janeiro. Funarte, 2001.
BUDASZ, Rogério. A música no tempo de Gregário de Mattos. Curitiba: DeArtes, 2004
DUPRAT, Régis. Música na Sé de São Paulo colonial. São Paulo: Paulus, 1995.
______. O estanco da música no Brasil colonial. In Marcondes, Neide & Bellotto, Manoel (org.). Labirinto e Nós; imagem ibérica em terras da América. São Paulo: Editora da Unesp: Imprensa Oficial do Estado, 1999, pp. 53 - 73.
DUPRAT, Régis et al. Música Sacra Paulista do Período Colonial; Alguns Aspectos de sua Evolução Tonal - 1774/1794. Revista Música, vol. 1: 29-34, maio de 1990.
DUPRAT, Régis & MACHADO NETO, Diósnio. Os manuscritos musicais de Mogi das Cruzes. In: TIRAPELI, Percival. Igrejas Paulistas: Barroco e Rococó. São Paulo: Editora Unesp, 2003, pp.76-79.
HOLLER. Marcos. Os jesuítas e a música no Brasil colonial. Campinas: Editora da Unicamp, 2010.
LANGE, Francisco Curt. A organização musical durante o período colonial brasileiro. Coimbra: V colóquio internacional de estudos luso-brasileiro, 1966.
LEITE, Serafim. Cantos, músicas e danças nas aldeias do Brasil; século XVI. Brotéria, Lisboa, (24): 42-52, 1937
LIMA, Edílson. As Modinhas do Brasil, São Paulo: Edusp, 2001.
LUCAS, Elisabeth. Rio de Janeiro 1670-1720: Musicologia de Fragmentos a partir de fontes inquisitoriais. In: NERY, Rui Vieira (coord.). A música no Brasil colonial. Lisboa: Fundação Calouste Gulbenkian, 2000, pp. 35-71.
MACHADO NETO, Diósnio. Administrando a Festa: Música e Iluminismo no Brasil colonial. 2008. 470p. Tese (Doutorado em Musicologia). Escola de Comunicação e Artes – USP, São Paulo.
______. O estilo moderno no barroco paulista; a Ladainha de Nossa Senhora de Faustino Xavier do Prado. In: Pais, José Machado (coord.). Sonoridades luso-afro-brasileiras. Lisboa: Imprensa do Instituto de Ciências Sociais da Universidade de Lisboa, 2004. Cap.III, pp. 47-59.
MÚSICA SACRA PAULISTA. Régis Duprat (org.). São Paulo: Arte & Ciência; Marília (SP): Editora da Empresa Unimar, 1999. (MSP)
PINHO, Wanderley. Salões e Damas do Segundo Reinado. 3ª ed. São Paulo: Livraria Martins Editora, 1959
NOGUEIRA, Marcos Pupo. Muito Além do Melodramma: os prelúdios e sinfonias das óperas de Carlos Gomes. 1ª. ed. São Paulo: Editora Unesp, 2006.
VIRMOND, M. C. L.; MARIN, R. M. T.; TOLEDO, E. Destruindo o mito e construindo o homem: revendo Antônio Carlos Gomes. ICTUS (PPGMUS/UFBA), v. 09, p. 57-72, 2008.
 

Clique para consultar os requisitos para 5970322

Clique para consultar o oferecimento para 5970322

Créditos | Fale conosco
© 1999 - 2019 - Superintendência de Tecnologia da Informação/USP