Informa??es da Disciplina

 Preparar para impressão 
Júpiter - Sistema de Graduação

Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras de Ribeirão Preto
 
Música
 
Disciplina: 5970548 - Conceitos Fundamentais da Música
Fundamental Concepts of Music

Créditos Aula: 2
Créditos Trabalho: 1
Carga Horária Total: 60 h
Tipo: Semestral
Ativação: 01/01/2019 Desativação:

Objetivos
Esta disciplina tem como objetivo introduzir ao aluno a terminologia e o vocabulário fundamental do ofício de músico enquanto compositor, intérprete ou pesquisador, assim como aos conceitos histórico-filosóficos fundamentais da arte e em especial da música, abrangendo os princípios da escrita musical, parâmetros da música, organologia, teoria da linguagem e universos musicais, questões de estilos e sistemas musicais, assim como nas questões da música de nosso tempo. Escuta (apreciação) de exemplares significativos de obras de todos os tempos ao longo do curso evidenciando o conteúdo de Cultura Geral que foi e é ministrado nesta matéria e que passa a constar do programa desta disciplina por determinação da Deliberação CEE 126/2014.
 
 
 
Docente(s) Responsável(eis)
1869280 - Silvia Maria Pires Cabrera Berg
 
Programa Resumido
As áreas de atuação profissional em música, os parâmetros da música e suas relações com a escrita, noções básicas de organologia, os instrumentos da orquestra e outros instrumentos, panoramas dos tratados históricos da música e dos sistemas musicais desde a Grécia até a música contemporânea com uma perspectiva da Apreciação Musical.
 
 
 
Programa
1. Os ofícios de compositor, intérprete e pesquisador (musicólogo). Os parâmetros da música (altura, intensidade, duração e timbre) em suas relações evidentes com a criação musical e os processos históricos, notacionais e de edição musical, as nomenclaturas e terminologias da música, princípios de organologia, o pentagrama, as claves, a partitura e partes musicais, sinais de dinâmica, articulação, fraseado e compassos em uma perspectiva histórica. 2. Breve exposição da evolução da notação musical do canto gregoriano aos dias de hoje. Os diversos sistemas de notação. Os sistemas inglês e alemão por letras. 3. Evolução da notação com linhas e espaços. O pentagrama e uso de linhas suplementares. 4. Claves de Sol, Fá e Dó (3ª e 4ª linhas) e seu uso em instrumentos e vozes. Claves hoje em desuso. Equivalência e passagem de notas para as diversas claves. Outros sistemas de notação: tablaturas, cifras, etc. Outras escalas comuns no Século XX. Exemplos em partituras e audições. 5. Notação de durações. Nomenclatura e proporção das durações. Pausas das diversas durações. Hastes e os erros comuns de notação de hastes. Notação a 1, 2 3 e mais vozes. Diferenças de hastes para voz e instrumentos. Hastes envolvendo dois pentagramas (escrita para piano). Divisão binária e ternária. Breve histórico da notação de duração na música antiga. Ponto de aumento. Ponto de diminuição. Quiálteras. Outros recursos da notação musical. Ligadura de prolongamento de duração. Ligadura de expressão, de frase, de articulação, e de quiáltera. Abreviaturas: ritornelo, de durações repetidas, repetição de compassos, de pausas, símile, em partes orquestrais, de oitavas. 6. Compasso, diferença entre pulso, ritmo e compasso. Fórmula de compasso: significado e notação. Notação antiga e sua permanência no sistema moderno. Compassos simples e compostos. Métrica, organização e notação das durações no compasso. Tempos fortes e fracos dos compassos. Síncopas e contratempos. Anacruse e ritmos tético e acéfalo. Mudança de compasso. Diversos tipos de barra de compasso. Critérios para uso de barras em partituras de conjuntos e orquestra. Exemplos de partitura e audições. 7. Andamento: nomes históricos dos andamentos. Pulso e metrônomo. Relação entre andamentos e indicações metronômicas. Modificações de andamento (significado das diversas indicações). Fermata. Rubato. Cesura. Modulação métrica (Carter). 8. Escalas: conceito, as diferentes escalas. Os modos litúrgicos autênticos e plagais. Escalas maiores e menores, natural, harmônica e melódica. Graus da escala – nomenclatura. Escala cromática. Armadura de claves para as diversas tonalidades. Relação entre tonalidades maiores e menores. Círculo das quintas. Armaduras não usuais na música moderna. Tonalidades vizinhas e afastadas. Exemplos em partituras e audições. 9. Intervalos. Intervalos consonantes e dissonantes. Breve exposição histórica. Intervalos melódicos e harmônicos. Intervalos simples e compostos. Intervalos maiores, menores, diminutos e aumentados. Inversão de intervalos no sistema diatônico clássico. Outras inversões de intervalos. 10. Transposição dos modos litúrgicos. Transposição de tonalidade e modulação. Transposição de melodias a intervalos dados. Modulação passageira e definitiva. Instrumentos transpositores. 11. Acidentes. Alterações ascendentes e descendentes. Múltiplos acidentes em acordes e polifonia: critérios de notação. Erros comuns na grafia de acidentes. Acidentes afetando o compasso, a nota (sec. XX) ou acidentes em todas as notas. Acidentes de precaução. Enarmonia. 12. Dinâmicas pppp a ffff. Diminuendo e crescendo. Acentos – diversos tipos e seus usos. Outros tópicos: Expressão musical: notação e significado. 13. Ornamentos indicados ou improvisados. Apojaturas escritas ou abreviadas, usos nos diversos estilos. Mordente. Grupeto. Trinado. Arpejo. Glissandos. Portamento. Cadência melódica. 14. Notação musical no século XX. Microtonalismo. Cluster. Notações de duração com liberdade. Notação em blocos. Notação gráfica. 15. Revisão de tópicos com audições diversas.
 
 
 
Avaliação
     
Método
Revisão de itens do curso intermediário de teoria musical visando a passagem ao nível superior assim como a introdução a itens que formam o embasamento da formação teórico-performática a ser iniciada no primeiro semestre do curso, e que servirá de fundamento para aprendizados posteriores. Provas, exercícios em classe, entrega de trabalhos.
Critério
Presença, interesse e participação em aula. Progresso individual durante o curso. Resultados de participação em aula, trabalhos e 02 (duas) provas semestrais.
Norma de Recuperação
Não haverá prova de recuperação.
 
Bibliografia
     
MED, Bohumil. Teoria da Música. Brasília: MusiMed. 1996.
MITCHELS, U. Musikatlas. Madrid: Alianza, 2001. (Trad. Espanhola)
SCLIAR, Esther. Elementos da Teoria Musical. São Paulo: Novas Metas, 1987.
Partituras da literatura musical
TAYLOR, E. Music Theory in Practice Grade 5. London: Associated Board of the Royal Schools of Music, 1990.
 

Clique para consultar os requisitos para 5970548

Clique para consultar o oferecimento para 5970548

Créditos | Fale conosco
© 1999 - 2019 - Superintendência de Tecnologia da Informação/USP