Informa??es da Disciplina

 Preparar para impressão 
Júpiter - Sistema de Graduação

Escola de Artes, Ciências e Humanidades
 
Artes, Ciências e Humanidades
 
Disciplina: ACH1187 - Desenvolvimento Rural Sustentável
Sustainable Rural Development

Créditos Aula: 2
Créditos Trabalho: 0
Carga Horária Total: 30 h
Tipo: Semestral
Ativação: 01/01/2016 Desativação:

Objetivos
A disciplina pretende contribuir para ampliar a compreensão dos alunos sobre as relações entre agricultura, meio ambiente e desenvolvimento rural. Ao final da disciplina, o aluno terá condições de identificar as novas dinâmicas que estão tendo lugar no mundo rural, analisar as principais controvérsias que envolvem a própria noção de desenvolvimento rural sustentável e dialogar com as principais vertentes do pensamento contemporâneo relacionadas às dinâmicas rurais.
 
 
 
Docente(s) Responsável(eis)
918601 - Luiz Carlos Beduschi Filho
 
Programa Resumido
Breve história da agricultura. Transições agroecológicas. Fundamentos de sociologia rural. Agricultura familiar. Análise de modos de vida. Segurança Alimentar. Pluriatividade e empregos rurais não agrícolas. A construção social de uma nova agricultura: movimentos sociais rurais e ambientalismo. Desenvolvimento e Sustentabilidade. Multifuncionalidade da agricultura. Planejamento e gestão ambiental rural. Participação e políticas públicas de desenvolvimento rural. Certificação socioambiental e mercados de produtos com identidade territorial. Capital social e economia de proximidade. Circuitos curtos de produção e consumo. Desenvolvimento territorial rural. Participação, aprendizagem social e desenvolvimento rural.
 
 
 
Programa
O mundo rural vem sofrendo alterações muito significativas nas últimas décadas. A emergência da questão ambiental, o surgimento de novos movimentos sociais rurais, a ampliação da importância das atividades rurais não agrícolas na formação da renda familiar, a multifuncionalidade da agricultura, a implementação de esquemas de pagamentos por serviços ambientais, a ampliação ao acesso a serviços financeiros e não financeiros, são exemplos dessas mudanças que são condicionadas por (e condicionam) alterações de comportamento do conjunto de atores sociais envolvidos na promoção de processos de desenvolvimento rural. Os movimentos sociais, os governos, os empresários, as organizações não governamentais, os sindicatos, entre muitos outros atores sociais, estão buscando novas formas de atuação que demandam a construção de novos formatos institucionais, como Conselhos Territoriais, Comitês de Bacia Hidrográfica, Comissões de Agenda 21, Consórcios Intermunicipais, Mancomunidades, entre vários outros. Por outro lado, assiste-se a uma ampla variação territorial entre regiões rurais no que diz respeito a indicadores de desenvolvimento, o que demanda ampliar nossa compreensão sobre os fatores que condicionam essas dinâmicas econômicas, sociais e ambientais. Assim, a disciplina justifica-se pela necessidade de aproximar os alunos da discussão recente sobre os desafios do desenvolvimento rural, não mais entendido como sinônimo de crescimento agrícola, mas como um processo de mudança institucional e produtiva que amplie as liberdades das populações que vivem nas regiões rurais.
 
 
 
Avaliação
     
Método
Aulas expositivas; Seminários individuais e/ou em equipe. Debates, estudo e discussão de casos.

Atividades discentes:
Visitas de campo; preparação de seminários; leituras individuais
Critério
Avaliação baseada em provas, trabalhos e/ou exercícios.
Norma de Recuperação
Avaliação baseada em provas e/ou trabalhos, conforme orientação da CoC-GA.
 
Bibliografia
     
ABRAMOVAY, Ricard (1992), Paradigmas do capitalismo agrário em questão. São Paulo: HUCITEC, ANPOCS, EDUNICAMP, 1991.
ABRAMOVAY, Ricardo (2000) - O capital social dos territórios: repensando o desenvolvimento rural. Economia Aplicada – n° 2, vol. IV: 379-397, abril/junho 2000
ALMEIDA, J. e NAVARRO, Z. (1998) – Reconstruindo a agricultura: ideias e ideais na perspectiva de um desenvolvimento rural sustentável. Porto Alegre: Ed.Universidade/UFRGS, 1998. Capítulos 1 e 2.
ALMEIDA, Jalcione (1999) – A construção social de uma nova agricultura: tecnologia agrícola e movimentos sociais no sul do Brasil. Porto Alegre: Ed.Universidade/UFRGS, 1999.
BOSERUP, Ester (1987) – Evolução agrária e pressão demográfica. Série Estudos Rurais. Editora HUCITEC.
CAZELLA ,A., BONNAL,P. e MALUF, R. (orgs) (2009) – Agricultura familiar: multifuncionalidade e desenvolvimento territorial no Brasil. Rio de Janeiro: Mauad X, 2009.
DURSTON, John (2002) – El capital social campesino en la gestión del desarrollo rural: díadas, equipos, puentes y escaleras.Santiago de Chile: CEPAL/Naciones Unidas.
EHLERS, E. (1996) - Agricultura sustentável: origens e perspectivas de um novo paradigma. Editora Guaíba.
FAVARETO, Arilson (2007) – Paradigmas do desenvolvimento rural em questão. São Paulo: FAPESP/Editora Iglu.
MAZOYER, Marcel e ROUDART, Laurence (2010) - História das Agriculturas no Mundo: do neolítico à crise contemporânea. São Paulo: Editora da UNESP; Brasília, DF: NEAD, 2010. Introdução, capítulos 1,2 e 3.
MOREIRA, Roberto José (1997), “Agricultura familiar e sustentabilidade: valorização e desvalorização econômica e cultural das técnicas”, Estudos Sociedade e Agricultura, n° 8, Rio de Janeiro, CPDA/UFRRJ.
MOREIRA, Roberto José (2000). “Críticas ambientalistas à Revolução verde”. Estudos sociedade e agricultura, n° 15, Rio de Janeiro: CPDA/UFRRJ, pp. 39-52.
PLOEG, J. D. van der; RENTING, H.; BRUNORI, G.; KNICKEL, J. M.; MARSDEN, T.; ROEST, K.; SEVILLA-GUZMÁN, E.; VENTURA, F. Rural development: from practices and policies towards theory. Sociologia Ruralis, v. 40, n. 4, p. 391-408, 2000.
SABOURIN, Eric. Sociedades e organizações camponesas: uma leitura através da reciprocidade. Porto Alegre: Editora da UFRGS, 2011,
SCHEJTMAN, Alexander e Julio BERDEGUÉ (2004) – “Desarrollo Territorial Rural”. Serie Debates y Temas Rurales N° 1. RIMISP, Santiago. www.rimisp.org
SCHNEIDER, Sergio, SILVA, Marcelo K. e MORUZZI MARQUES, Paulo Eduardo (org.) (2004), Políticas públicas, participação social no Brasil rural, Série Estudos Rurais, Porto Alegre: Editora da UFRGS.
SCOONES, Ian (2009): Livelihoods perspectives and rural development. Journal of Peasant Studies, 36:1, 171-196. http://dx.doi.org/10.1080/03066150902820503
VEIGA, José Eli da (1991), O desenvolvimento agrícola: uma visão histórica. São Paulo: Hucitec, 1991.
 

Clique para consultar os requisitos para ACH1187

Clique para consultar o oferecimento para ACH1187

Créditos | Fale conosco
© 1999 - 2020 - Superintendência de Tecnologia da Informação/USP