Informa??es da Disciplina

 Preparar para impressão 
Júpiter - Sistema de Graduação

Escola de Artes, Ciências e Humanidades
 
Artes, Ciências e Humanidades
 
Disciplina: ACH1535 - Recursos Culturais e Patrimônio Histórico no Lazer e Turismo
Cultural Resources and Heritage

Créditos Aula: 4
Créditos Trabalho: 0
Carga Horária Total: 60 h
Tipo: Semestral
Ativação: 01/01/2020 Desativação:

Objetivos
A disciplina objetiva transmitir a importância dos recursos culturais e patrimônio histórico para o lazer e turismo. Ela tem uma perspectiva eminentemente aplicada e voltada ao mercado – oferta e demanda – de lazer e de turismo cultural. Trata-se, dessa forma, de estudar o mercado de lazer e de turismo cultural, no qual a atração e a satisfação dos consumidores – os residentes locais, visitantes e turistas culturais – permeiam o conteúdo da disciplina.
 
 
 
Docente(s) Responsável(eis)
5765142 - André Fontan Kohler
 
Programa Resumido
A perspectiva eminentemente aplicada reflete-se em cinco preocupações principais, a saber: a) como criar, desenvolver, gerir e promover novos bens e experiências turístico-culturais no mercado pelo poder público, iniciativa privada e organizações não governamentais?; b) como fortalecer e promover cidades, regiões e países como destinos turístico-culturais, no que toca a criação e manutenção de imagem do destino, a regulação e a promoção de parcerias entre o poder público, a iniciativa privada e as organizações não governamentais?; c) como adaptar bens patrimoniais e equipamentos culturais para atender a demanda turística, reverter parte de seus gastos para sua preservação, e promover e beneficiar a comunidade local?; d) como fazer com que responsáveis por bens culturais adotem comportamentos empresariais, a fim de mais bem aproveitar o turismo cultural, sem se abandonar outros objetivos e agendas – filantropia, preservação patrimonial etc.?; e e) como fazer com que produtos turísticos possam ser enriquecidos por aspectos e elementos culturais, mesmo que, em princípio, não sejam voltados primariamente ao turismo cultural, a exemplo de trilhas nacionais e caminhadas de longa distância?
 
 
 
Programa
1. Conceitos e definições básicas acerca do lazer e turismo cultural; 2. Origens, trajetórias e fontes de crescimento do turismo cultural; 3. As cartas patrimoniais e sua relação com o lazer e turismo cultural; 4. Cultura, patrimônio e turismo no Brasil: de Michel Parent ao PAC Cidades Históricas; 5. Turismo cultural e autenticidade; 6. A oferta de lazer e turismo cultural: recursos culturais, atrações turísticas e produtos e experiências; 7. A demanda de lazer e turismo cultural – segmento e nichos de mercado; 8. Impactos sociais, econômicos e culturais do turismo cultural; 9. Interpretação da cultura e do patrimônio para o lazer e turismo cultural; 10. Criação, formatação, gestão e promoção de bens e experiências turístico-culturais; 11. Estudo de caso. A criação de precintos urbano-turísticos em Manchester, Inglaterra; 12. Estudo de caso. Utilização da cultura e do patrimônio para o enriquecimento da oferta turística: os casos do Caminho de Sabarabuçu (Minas Gerais, Brasil) e do Caminho da Muralha de Adriano (Inglaterra); 13. Estudo de caso. A gestão e promoção do turismo cultural por parte de organizações patrimoniais: o caso da Inglaterra; 14. Estudo de caso. Políticas de regeneração urbana e turismo cultural: o caso do recife (Bairro do Recife e Pátio de São Pedro); 15. Estudo de caso. De cidades patrimoniais para cidades turístico-históricas: comparação entre casos selecionados do Brasil e da Inglaterra; 16. Novas fronteiras e discussões acerca do turismo cultural.
 
 
 
Avaliação
     
Método
Aulas expositivas teóricas e práticas; exibição de vídeos; leituras (livros, revistas, periódicos); palestras; exercícios e trabalhos individuais e/ou em grupos.
Critério
Média das provas individuais e dos trabalhos.
Norma de Recuperação
Prova escrita.
 
Bibliografia
     
Básica: CURY, Isabelle (Org.). Cartas patrimoniais. 3. ed. rev. aum. Rio de Janeiro: IPHAN, 2004. HAYLLAR, Bruce; GRIFFIN, Tony; EDWARDS, Deborah (Orgs.). City spaces - tourist places: urban tourism precincts. Oxford: Butterworth-Heinemann, 2008. KÖHLER, André Fontan. Autenticidade: origens e bases da discussão em turismo. Revista turismo – visão e ação, v. 11, n. 3, p. 282-303, 2009. KÖHLER, André Fontan; DURAND, José Carlos Garcia. Turismo cultural: conceituação, fontes de crescimento e tendências. Revista turismo – visão e ação, v. 9, n. 2, p. 185-198, 2007. LEAL, Claudia Feierabend Baeta (Org.). As missões da Unesco no Brasil: Michel Parent. Rio de Janeiro: IPHAN, COPEDOC, 2008. MCKERCHER, Bob; DU CROS, Hilary. Cultural tourism: the partnership between tourism and cultural heritage management. Binghamton: Haworth Hospitality Press, 2002. MURTA, Stela Maris; ALBANO, Celina (Orgs.). Interpretar o patrimônio: um exercício do olhar. Belo Horizonte: Ed. UFMG; Território Brasilis, 2002. URRY, John. The tourist gaze. Second edition. London: Sage, 2002. Complementar: GRABURN, Nelson H. H. The evolution of tourist arts. Annals of tourism research, v. 11, pp. 393-419, 1984. JUDD, Dennis R. Promoting tourism in US cities. Tourism management, v. 16, n. 3, p. 175-187, 1995. KARA-JOSÉ, Beatriz. Políticas culturais e negócios urbanos: a instrumentalização da cultura na revalorização do centro de São Paulo (1975-2000). São Paulo: Annablume; Fapesp, 2007. KÖHLER, André Fontan. Políticas públicas de regeneração urbana, preservação do patrimônio e lazer e turismo: padrões de intervenção pública e avaliação de resultados no Pátio de São Pedro, Recife, 1969-2008. 2011. 673f. Tese (Doutorado em Arquitetura e Urbanismo) – Programa de Pós-Graduação em Arquitetura e Urbanismo, Universidade de São Paulo, São Paulo, 2011. ORTIZ, Renato. Cultura brasileira e identidade nacional. 5. Edição. São Paulo: Brasiliense, 2006. ORTIZ, Renato. Mundialização e cultura. São Paulo: Brasiliense, 2000. RUSSO, Antonio Paolo. The “vicious circle” of tourism development in heritage cities. Annals of tourism research, v. 29, n. 1, p. 165-182, 2002. SASSEN, Saskia; ROOST, Frank. A cidade: local estratégico para a indústria global do entretenimento. Espaço & debates, v. 17, n. 41, p. 66-74, 2001. SILBERBERG, Ted. Cultural tourism and business opportunities for museums and heritage sites. Tourism management, v. 16, n. 5, p. 361-365, 1995. TURNER, Louis; ASH, John. The golden hordes: international tourism and the pleasure periphery. New York: St. Martin’s Press, 1976.
 

Clique para consultar os requisitos para ACH1535

Clique para consultar o oferecimento para ACH1535

Créditos | Fale conosco
© 1999 - 2020 - Superintendência de Tecnologia da Informação/USP