Informações da Disciplina

 Preparar para impressão 

Júpiter - Sistema de Gestão Acadêmica da Pró-Reitoria de Graduação


Escola de Artes, Ciências e Humanidades
 
Artes, Ciências e Humanidades
 
Disciplina: ACH3598 - Políticas de Cultura
Cultural Policies

Créditos Aula: 2
Créditos Trabalho: 0
Carga Horária Total: 30 h
Tipo: Semestral
Ativação: 01/01/2006 Desativação:

Objetivos
Estudar as políticas culturais adotadas ao longo da história no Brasil, de acordo com o regime político, focando particularmente as políticas referentes aos últimos dez anos e o seu impacto sobre os processos de democratização e de consolidação da cidadania.
 
 
 
Docente(s) Responsável(eis)
5765142 - André Fontan Kohler
 
Programa Resumido
Abordar a tradição das políticas culturais no Brasil desde o Império até o período histórico e sócio-político atual.
 
 
 
Programa
Políticas Públicas de Cultura no Império. Políticas Públicas de Cultura na Primeira República. Políticas Públicas de Cultura na Segunda República. Políticas Públicas no Estado Novo. Políticas Públicas de Cultura na Terceira República. Políticas Públicas de Cultura no Regime Militar. Políticas Públicas de Cultura na Nova República.
 
 
 
Avaliação
     
Método
Duas avaliações semestrais, mediante prova e/ou trabalho e seminários (em grupo ou individual).
Critério
Norma de Recuperação
provas e/ou trabalhos
 
Bibliografia
     
Bibliografia básica:

CASTELLO, José. “Cultura”. In: LAMOUNIER, Bolívar e FIGUEIREDO, Rubens. A Era FHC – Balanço Crítico. Cultura Ed. Associados, 2002, pp. 627-656.
COHN, Gabriel. “A concepção oficial da política cultural no Brasil”. In: MICELI, Sérgio et allii. Estado e Cultura no Brasil. Ed. Difel, 1987.
MACHADO, Mário Brockman. “Notas sobre a política cultural no Brasil”. In: MICELI, Sérgio et allii. Estado e Cultura no Brasil. Ed. Difel, 1987, pp. 3-20.
MICELI, Sérgio. “O processo de ‘construção institucional’ na área cultural federal ”. In: MICELI, Sérgio et allii. Estado e Cultura no Brasil. Ed. Difel, 1987, pp. 53-84.
SOUZA, Márcio. “Fascínio e Repulsa: Estado, Cultura e Sociedade no Brasil”. In: Cadernos do Nosso Tempo, N. 2. Ed. Fundo Nacional da Cultura, Ministério da Cultura, 2000.
MOISÉS, José Álvaro. Diversidade cultural e desenvolvimento nas Américas. Mimeo, OEA/Ministério da Cultura, 2002.
MOISÉS, José Álvaro. “Os efeitos das leis de incentivo no Brasil”. In: WEFFORT, Francisco C. e SOUZA, Márcio. Um Olhar sobre a Cultura. Ministério da Cultura, 1998, pp. 421-444.
MOISÉS, José Álvaro. “Estrutura institucional do setor cultural no Brasil”. In: Cultura e Democracia, Cadernos do Nosso Tempo, Vol. 1, N. 5. Ed. Fundo Nacional da Cultura, Ministério da Cultura, 2001, pp. 13-58.

Bibliografia complementar:

BOSI, Alfredo. “Colônia, culto e cultura”. In: BOSI, Alfredo. Dialética da Colonização. Cia. Das Letras, 1992, pp. 11-63.
CANCLINI, Néstor Garcia. “Políticas culturais na América Latina”. In: Novos Estudos Cebrap,Vol. 2, N. 2, 1983, pp. 39-51.
MOISÉS, José Álvaro. Os Brasileiros e a Democracia. Ed. Ática, 1995.
MOISÉS, José Álvaro. “Uma nova política para o cinema brasileiro”. ”. In: Cinema Brasileiro, Cadernos do Nosso Tempo, Vol. 1, N. 4. Ed. Fundo Nacional da Cultura, Ministério da Cultura, 2001, pp. 39-84.
WEFFORT, Francisco C. “Cultura, cinema e indústria”. In: Cinema Brasileiro, Cadernos do Nosso Tempo, Vol. 1, N. 4. Ed. Fundo Nacional da Cultura, Ministério da Cultura, 2001, pp. 13-38.

 

Clique para consultar os requisitos para ACH3598

Clique para consultar o oferecimento para ACH3598

Créditos | Fale conosco
© 1999 - 2022 - Superintendência de Tecnologia da Informação/USP