Informa??es da Disciplina

 Preparar para impressão 
Júpiter - Sistema de Graduação

Escola de Artes, Ciências e Humanidades
 
Artes, Ciências e Humanidades
 
Disciplina: ACH4084 - Divulgação Científica - Teoria e Prática
Science Outreach - Theory and Practice

Créditos Aula: 4
Créditos Trabalho: 1
Carga Horária Total: 90 h
Tipo: Semestral
Ativação: 15/07/2018 Desativação:

Objetivos
O objetivo dessa disciplina é trazer ao estudante uma formação teórico-prática, nos mecanismos de difusão pública do saber científico, em suas diversas modalidades comunicativas no contexto público: museus e centros de ciências, exposições, feiras, olimpíadas e projetos escolares, revistas, livros, jornais, internet, televisão, rádio e cinema, entre outros. Em vista disso, o propósito é trazer os principais elementos históricos da questão, desde a consolidação das práticas de comunicação pública da ciência no século XIX, passando pelas etapas do desenvolvimento da indústria cultural e dos tempos da era da informação. A disciplina prevê metade da carga horária em atividades práticas de laboratório de divulgação científica com público real, consistindo na análise crítica de produtos e produções, sua ressignificação visando formulação de dispositivos, artefatos, materiais, exposições e dinâmicas, e, finalmente seu uso, exibição e interação junto a público escolar e geral, nas dependências da unidade e em espaços externos a ela.
 
 
 
Docente(s) Responsável(eis)
770448 - Luis Paulo de Carvalho Piassi
 
Programa Resumido
História cultural das práticas de difusão pública da ciência; referenciais de análises das práticas de educação não-formal; referenciais pedagógicos e didáticos sobre aprendizagem no contexto não-formal; análise crítica de produtos e gêneros de difusão científica; Concepção produção e aplicação de recursos dirigidos ao público escolar.
 
 
 
Programa
1. Conceitos de comunicação científica: divulgação, difusão, disseminação, popularização; comunicação científica intrapares; escola e ciência; educação formal, não-formal e informal. Universidade e difusão da ciência: extensão e divulgação. Concepções: modelo de déficit, compreensão pública da ciência, cultura científica. 2. Primórdios da divulgação científica: conferências públicas, feiras, livros e revistas. O papel da ficção. História da divulgação científica no Brasil. Divulgadores populares da ciência: de Jules Vernes a Neil deGrasse Tyson. 3. A máquina midiática e a construção social da ciência: documentários televisivos, reportagens, ficção científica, publicidade, colunas de jornal e TV. A ciência na cultura pop. Relações públicas das grandes instituições científicas (CERN, NASA, etc). O cientista popstar: de Einstein a Hawking. O contexto brasileiro. A ciência espetáculo. Corporações tecnológicas e divulgação científica. 4. O discurso da divulgação científica. Análise semiótica e discursiva. Divulgação científica no contexto dos estudos culturais. 5. Suportes e gêneros de divulgação científica. Caracterização, histórico e presença no Brasil. revistas, livros e coleções, programas de TV e rádio, jornalismo, blogs e redes sociais, jogos. Ficção científica e divulgação científica. Relações públicas, divulgação de pesquisas e políticas e marketing corporativo. Espaços de divulgação científica. Museus científicos e históricos, centros de ciências, centro de visitantes, centros culturais. 6. Divulgação científica e educação formal. Feiras de ciências, olimpíadas científicas, a divulgação científica na sala de aula. Didática e divulgação científica. Escolas e museus de ciências. Mediação. 7. Políticas públicas de divulgação científica e popularização da ciência no Brasil. O papel do Governo Federal e das Universidades. Entidades científicas nacionais e difusão da ciência. Museus, centros de ciências, centros de visitantes e planetários do Brasil.
 
 
 
Avaliação
     
Método
Aulas expositivas e laboratório de produções e exposições práticas. Participação nos debates em aula, trabalhos em grupo, realização e aplicação de produções e apresentação de relatórios.
Critério
Trabalhos e Provas.
Norma de Recuperação
Trabalhos e Provas.
 
Bibliografia
     
• ALBAGLI, S. Divulgação científica: Informação científica para cidadania. Ciência da Informação, [S.l.], v. 25, n. 3, dec. 1996. ISSN 1518-8353. • ARAUJO, E. S. N. N. (Org.) ; CALUZI, João José (Org.) ; CALDEIRA, Ana Maria de Andrade (Org.) . Divulgação Científica e Ensino de Ciências: Estudos e Experiência. , 2006. v. 01. • ALMEIDA, M. J. P. M; RÍNCON, A. E; Divulgação Científica e texto literário – uma perspectiva cultural em aulas de física, Caderno Catarinense de Ensino de Física, v.10, n. 1, 1993, p. 7–13, Florianópolis: Universidade Federal de Santa Catarina. • ASIMOV, I. No Mundo da Ficção Científica. Rio de Janeiro: Francisco Alves, 1984. • CHARAUDEAU, P. Discurso das mídias. São Paulo: Contexto, 2009. • CRESTANA S., CASTRO M. G. e PEREIRA G. R. M. (orgs.). Centros e Museus de. Ciência - Visões e Experiências. São Paulo: Editora Saraiva/Estação Ciência, 1998. • DANTAS, M. A lógica do capital-informação, Rio de Janeiro, Contraponto, 2002. • ECO, U. Sobre os espelhos e outros ensaios. 3ª edição. Rio de Janeiro: Nova Fronteira, 1989. • DEBORD, G. A sociedade do espetáculo, Rio de Janeiro: Contraponto, 2002. • GIORDAN, M.; CUNHA, M. B. (Org.). Divulgação científica na sala de aula: perspectivas e possibilidades. Ijuí: Unijuí, 2015. • FREIRE, P. Extensão ou comunicação? 4ª ed. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 1979. • GOMES, E. F. Astros no rock: uma perspectiva sociocultural no uso da canção na educação em ciências. Tese (doutorado). Programa de pós-graduação Interunidades em Ensino de Ciências. São Paulo: Universidade de São Paulo, 2016 • GOUVÊA, G.; MARANDINO, M.; LEAL, M. C. Educação e museu: a construção social do caráter educativo dos museus de ciências. Rio de Janeiro: Faperj, Editora Access, 2003. • GREIMAS, A. J. Semiótica do discurso científico. Da modalidade. Rio de Janeiro: DIFEL, 1976. • GRILLO, S. V. C. Divulgação científica na esfera midiática. Revista Intercâmbio, volume XV. São Paulo: LAEL/PUC-SP, ISSN 1806-275X, 2006. • GUIMARÃES, V. F.; SILVA, G. A. (Org.). Implantação de centros e museus de ciências. Rio de Janeiro: UFRJ Editora, 2004. • KELLNER, D. A cultura da mídia – Estudos culturais: identidade e política entre o moderno e o pós-moderno. Bauru: EDUSC, 2001. • KREINZ, G.; PAVAN, C. (orgs.). Ética e divulgação científica: desafios do novo século. São Paulo: Publicações NJR, 2002. • LIMA, G. S. O professor e a divulgação científica: apropriações e usos em situações formais de ensino. Tese (doutorado). Programa de pós-graduação em Educação. Faculdade de Educação. São Paulo: Universidade de São Paulo, 2015. • MAINGUENEAU, D. Análise de textos de comunicação. 5ª edição. São Paulo: Cortez, 2008. • MARANDINO, M. Transposição ou recontextualização? Sobre a produção de saberes na educação em museus de ciências. Rev. Bras. Educ., Rio de Janeiro, n. 26, p. 95-108, Ago. 2004. • MARANDINO, M. (org.). Educação em museus: a mediação em foco. São Paulo: Geenf / FEUSP, 2008. • MASSARANI, L., MOREIRA, I. C.; BRITTO, F. (orgs.). Ciência e público: caminhos da divulgação científica no brasil. Rio de Janeiro: Casa da Ciência/UFRJ, 2002. • MASSARANI, L.; TURNEY, J.; MOREIRA, I. C. (orgs.). Terra incógnita – a interface entre ciência e público. Rio de Janeiro: Vieira & Leite: UFRJ, Casa da Ciência: Fiocruz, 2005. • NOBRE, L. F. D. A arte de contar histórias sobre ciência: transcriação autoral em ensaios curtos de popularização. Tese (doutorado). Programa de pós-graduação em Ciências da Comunicação. Escola de Comunicações e Artes. São Paulo: Universidade de São Paulo, 2016. • PEREIRA, J. S.; SIMAN, L. M. C.; COSTA, C. M.; NASCIMENTO, S. S. Escola e museu: diálogos e práticas. Belo Horizonte: Secretaria de Estado da Cultura de Minas Gerais, 2007. • PINTO, G. A. (Org.). Divulgação Científica e Práticas Educativas. Curitiba: CRV, 2010. • SCHIENBINGER, L. O feminismo mudou a ciência? Bauru: EDUSC, 2001. • SOARES, T. C.; CÉSAR, E. T..; REINEHR, E. E. Ciência Em Dia - Jornadas de Divulgação Científica. São Paulo: Livraria da Física, 2016. • VIEIRA, C. L. Pequeno manual de divulgação científica. 3. ed. - Rio de Janeiro: Instituto Ciência Hoje. 2006. • VOGT, C. A espiral da cultura científica. ComCiência, jul. 2003. Disponível em www.comciencia.br/reportagens/cultura/cultura01.shtml. • VOGT, C. Cultura científica: desafios. São Paulo: Edusp: Fapesp, 2006. • ZAMBONI, L. M. S. Cientistas, jornalistas e a divulgação científica: subjetividade e heterogeneidade no discurso da divulgação científica. Campinas: Autores Associados, 2001.
 

Clique para consultar os requisitos para ACH4084

Clique para consultar o oferecimento para ACH4084

Créditos | Fale conosco
© 1999 - 2019 - Superintendência de Tecnologia da Informação/USP