Informações da Disciplina

 Preparar para impressão 
Júpiter - Sistema de Graduação

Faculdade de Arquitetura e Urbanismo
 
Hist da Arq e Estética do Projeto
 
Disciplina: AUH0238 - Estudos da Urbanização II
Urbanization Studies II

Créditos Aula: 4
Créditos Trabalho: 0
Carga Horária Total: 60 h
Tipo: Semestral
Ativação: 01/01/2017 Desativação:

Objetivos
A disciplina tem como objetivo transmitir aos alunos arcabouço conceitual e habilitação para a atividade de projeto. Isto se concretiza através da análise do processo de urbanização e de projetos urbanísticos presentes ao longo da História Moderna e da verificação de sua contribuição para o conhecimento das configurações que aquele processo assume hoje.
 
 
 
Docente(s) Responsável(eis)
40238 - Suzana Pasternak
 
Programa Resumido
O curso versa sobre Teoria e História da Urbanização e do Urbanismo, abordando questões presentes na formação e desenvolvimento de cidades e redes urbanas no período que vai desde o capitalismo primitivo até a chamada segunda Revolução Industrial. Evidencia suas manifestações exemplares nos núcleos centrais e periféricos da rede urbana internacional, procedendo ao estudo de elaborações teóricas e configurações físicas selecionadas por sua relevância, no período compreendido entre o século XIV e o século XIX
 
 
 
Programa
Aula 1. Apresentação do curso.
Aula 2. Urbanização, cultura urbana e urbanismo no Renascimento. O arquiteto e a arquitetura como arte liberal.
Aula 3. Cidade ideal x cidade real: teorias, projetos e intervenções urbanísticas no Renascimento.
Aula 4. Cidade, território e espaços barrocos no Estado Moderno.
Aula 5. Teorias Urbanísticas na França no Século das Luzes.
Aula 6. Seminário I (Grupos 1 e 2).
Aula 7. Seminário II (Grupos 3 e 4).
Aula 8. Cidade e indústria: mudanças territoriais e problemas emergentes.
Aula 9. A intervenção como questão na cidade industrial: a condição operária, a legislação de Saúde Pública e as utopias urbanísticas no século XIX.
Aula 10. Intervenções urbanísticas na Europa no século XIX: “embelezamento e melhoramentos urbanos” na Paris haussmanniana.
Aula 11. Seminário III (Grupos 5 e 6).
Aula 12. Seminário IV (Grupos 7 e 8).
Aula 13. Outras experiências urbanísticas do século XIX: a Ringstrasse de Viena e a expansão de Barcelona.
Aula 14. Teorias urbanísticas do século XIX e princípios do XX: Ildefonso Cerdà e Camilo Sitte.
Aula 15. A cidade-jardim.
Aula 16. Seminário V (Grupos 9 e 10).
Aula 17. Seminário VI (Grupos 11 e 12).
 
 
 
Avaliação
     
Método
O curso se desenvolve sob a forma de aulas expositivas de natureza teórica com apresentação de material audiovisual, leituras programadas e discussões em exercícios e seminários. Cabe salientar que os seminários de leitura de texto têm a função pedagógica de aprofundar questões discutidas nas aulas expositivas e ensinar o aluno a ler, a pensar e a processar as informações, historicizando inclusive as suas fontes de pesquisa. Da mesma forma, recorremos ao uso de material visual para treinamento de leitura do espaço, com ênfase em iconografia e cartografia de época em paralelo ao material visual contemporâneo (DVDs simples e interativos, filmes, documentários, registros fotográficos feitos in loco, etc).
Critério
Seminários (grupo) – sempre com pesquisa iconográfica e cartográfica – e avaliação escrita (individual).

Em três ciclos de seminários, ao longo de dois dias consecutivos à conclusão de cada módulo temático, busca-se sedimentar os conceitos, categorias de análise e problemas inerentes ao urbano que orientaram as discussões propostas nas aulas expositivas. Para tanto, elege-se um conjunto de 12 textos de perfis variados, clássicos e de vanguarda, cada 4 versando sobre um módulo temático do curso. A idéia é mostrar aos alunos um leque de possibilidades de leitura do urbano, desde perspectivas marxistas que privilegiam aspectos econômicos, até outras mais antropológicas e sociológicas típicas da Nova História Cultural. Autores de História da Arte e de História da Arquitetura, bem como de História da Urbanização, do Urbanismo e das Cidades mesclam-se aos historiadores, arqueólogos, geógrafos e antropólogos, buscando demonstrar as diversas possibilidades de análise da tríade dialética espaço-tempo-sociedade. Avalia-se a capacidade de síntese e problematização, entrosamento do grupo, bem como a articulação entre leitura do texto e espacialização das discussões. Ao final da aula, propõe-se uma prova escrita individual. Média Final = 6 provas individuais (Peso 6) + seminário (grupo) (Peso 4).
Norma de Recuperação
Terão direito a recuperação, todos os alunos que obtiverem nota mínima 3,0 (três) e freqüência mínima de 70%, de acordo com as normas vigentes.
 
Bibliografia
     
ALBERTI, L. B. - De re aedificatoria (1452) [Tradução de Javier Fresnillo Núñez da edição de Cósimo Bartoli, 1550]. Madrid: Ediciones Akal, 1991.
ARGAN, Giulio Carlo - A História da Arte Como História da Cidade. São Paulo: M. Fontes,1992
______________ Clássico Anticlássico. S. Paulo: Cia das Letras, 1999.
______________El concepto del espacio arquitectónico desde el Barroco a nuestros días. Buenos Aires: Ediciones Nueva Visión, 1966.
ARGAN, G. C. – “A Europa das Capitais/ O Estado e a Capital”. In: Imagem e persuasão. São Paulo: Companhia das Letras, 2004. pp. 71-90.
______________ “Poetica y Retorica”. In: L’Europa des Capitales: 1600-1700. Lausanne: Skira, c. 1964. p. 31-59.
ARIÉS & CHARTIER (org.) - História da Vida Privada, vol. 3 - Da Renascença ao Século das Luzes. São Paulo: Cia das Letras, 1991.
AYMONINO, C. - Origenes y Desarrollo de la Ciudad Moderna. Barcelona: Ed. Gustavo Gili, 1971.
BENEVOLO, L. - Historia de la Arquitectura del Renacimiento. La Arquitectura Clásica (del siglo XV al siglo XVIII). 4ª ed. Barcelona: Gustavo Gili, 1981. 2 vols.
BENEVOLO, L. - Historia da Arquitetura Moderna. São Paulo: Perspectiva, 1976.
BENEVOLO, L. - Origenes de la Urbanística Moderna. Buenos Aires: Tekne, 1967.
BENEVOLO, L. História da Cidade. São Paulo: Perspectiva, 1983.
BLUNT, Anthony – Arte y Arquitectura en Francia 1500-1700. Madrid: Manuales Arte Cátedra, 1977.
BORSI, F. Leon Battista Alberti. L 'opera completa. Milano: Electa, 1989.
BRAUDEL, F. – “As cidades”. In: BRAUDEL, F. Civilização material, economia e capitalismo: séculos XV-XVII. As estruturas do cotidiano. São Paulo: Martins Fontes, 1995.
___________. - O Mediterrâneo e o Mundo Mediterrânico. São Paulo: Martins Fontes, 1984.
BRAUNFELS, Wolfgang – Urbanismo occidental. Madrid: Alianza Editorial, 1987.
BRUCKER, Gene Adam. Florence. Six siècle de splendeur et gloire. Paris: Éditions de la Martinière, 1993.
BUENO, Beatriz P. S - Desenho e Desígnio: o Brasil dos engenheiros militares (1500-1822). São Paulo: Tese de Doutorado apresentada à FAUUSP, 2001 (versão revisada - 2003).
BUENO, Beatriz. "Desenhar” (Projetar) em Portugal e Brasil nos séculos XVI ao XVIII. Cadernos de Pesquisa do LAP, 36, São Paulo: FAUSP, 2002.
BUENO, Beatriz P. S. - Desenho e Desígnio: o Brasil dos engenheiros militares (1500-1822). Oceanos [A construção do Brasil Urbano], 41. Lisboa: CNCDP, jan. – mar. 2000: 40-58.
CALABI, Donatella. A cidade do primeiro Renascimento. São Paulo: Perspectiva, 2008.
CHOAY, Françoise - A Regra e o Modelo. São Paulo: Ed. Perspectiva, 1985.
CHOAY, Françoise - El Urbanismo, Utopias y Realidades. Barcelona: Ed. Lumen, 1970.
CHOAY, F. – “L’Esthétique haussmannienne”. In: DUBY, G. (dir.). Histoire de la France Urbaine. Tome 4. Paris, 1983.
CIUCCI, G.; DAL CO, F.; MANIERI, Elia M; TAFURI, M. - La Ciudad Americana. Barcelona: Gustavo Gili, 1975.
COLLINS, George R. y COLLINS, C. C. - Camillo Sitte y El Nascimiento Del Urbanismo Moderno. Barcelona: G. Gili, 1980.
DE CARS, Jean; PINON, P.et alli. Paris – Haussmann. Paris: Ed. Du Pavillon de l’Arsenal/ Picard, 1991.
DE SETA, Cesare (a cura di). Le Città Capitali. Roma- Bari: Editori Laterza, 1985.
DUBY, G. (dir.) – Histoire de la France Urbaine. La ville médievale. Tome 2. Paris: Éditions Seuil, 1980.
DUBY, G. (dir.) – Histoire de la France Urbaine. La ville classique. Tome 3. Paris: Éditions Seuil, 1981.
DUBY, G. (dir.) – Histoire de la France Urbaine. La ville de l’âge industriel. Tome 4. Paris: Éditions Seuil, 1983.
ENGELS, F. - A Situação da Classe Trabalhadora na Inglaterra. Porto: Ed. Afrontamento, 1975.
FIORE,F. E TAFURI, M. Francesco di Giorgio. Architetto. Milano: Electa, 1994.
FISHMAN, Robert - L’utopie urbaine au XXe siècle. Ebenezer Howard, Frank Lloyd Wright, Le Corbusier. Bruxelles: Pierre Mardaga, 1977.
GALLUZZI, P. Gli ingegneri del Rinascimento da Brunelleschi a Leonardo da Vinci. Firenze: Istituto e Museo di Storia della Scienza, 1996.
GARIN, E. - Ciência e vida civil no Renascimento. São Paulo: UNESP, 1996.
GEDDES, P - Cidades em Evolução . Campinas: Papirus, 1994.
GUIDONI, E; MARINO, A. - História del Urbanismo. EL SIGLO XVI. Madrid: Instituto de Estudios de Administracion Local, 1982.
GUIDONI, E.; MARINO, A. - História del Urbanismo. EL SIGLO XVII. Madrid, Instituto de Estudios de Administracion Local, 1982.
JOHNSON, Steven. O mapa fantasma. Rio de Janeiro: Zahar, 2008.
HALL, P. – Cidades do Amanhã. São Paulo: Perspectiva, 2007.
HOBSBAWM, E. J. - A Era das Revoluções. R. Janeiro: Paz e Terra, 1976.
HOBSBAWM, E. J. - A Era do Capital (1848-1875). Rio de Janeiro: Paz e Terra, 1977.
HOWARD, Ebenezer - Cidades-Jardins de Amanhã. São Paulo: Hucitec, 1996. [Texto introdutório de Dácio Ottoni].
KAUFMANN, E. - Tres Arquitectos Revolucionarios: Boullée, Ledoux y Lequeu. Barcelona: GG, 1980.
KOSTOF, S. The city assembled. The elements of urban form through history. London: Thames & Hudson, 1992.
LAMAS, José M. Ressano Garcia – Morfologia urbana e desenho da cidade. 2ª ed. Lisboa: Fundação Calouste Gulbenkian/ Fundação para a Ciência e Tecnologia/ Ministério da Ciência e Tecnologia, 2000.
LAUGIER, Marc-Antoine – Essai sur l’Architecture (1753)/ Observations sur l’Architecture (1756). Liège/ Bruxelas: Pierre Mardaga, 1979 (Tradução de Ivone Salgado).
MILLON, Henry (ed.). Italian Renaissance Architecture. From Brunelleschi to Michelangelo. London: Thames and Hudson, 1994.
MILLON, Henry (ed.). The triumph of the Baroque. Architecture in Europe 1600-1750. New York: Rizzoli, 1999.
MORRIS, A.E.J. - História de la Forma Urbana. Barcelona: Gustavo Gili, 1979.
MUNFORD, L. A. - Cidade na História. São Paulo: Martins Fontes, .
PANERAI, P. H. ET alli. Formas urbanas: de la manzana al bloque Barcelona. Barcelona: Gustavo Gili, 1980.
PARDO, Vittorio Franchetti - Historia del Urbanismo Siglos XIV y XV. Madrid: Instituto de Estudios de Administracion Local, 1985.
PATTE, Pierre – Memórias sobre os objetos mais importantes da Arquitetura [ Tradução de Ivone Salgado e Beatriz Piccolotto Siqueira Bueno]. Cadernos de Pesquisa do LAP, 38. São Paulo: FAUUSP, 2003 [Texto introdutório de Ivone Salgado].
PERROT, M. (org.) - História da Vida Privada, vol. 4 - Da Revolução Francesa à Primeira Guerra. São Paulo: Cia das Letras, 1991.
PESAVENTO, Sandra J. - Exposições Universais. S. Paulo: Hucitec,1997.
PICON, Antoine - Architectes et Ingénieurs au Siècle des Lumières. Marseille: Parenthèses, 1988.
RONCAYOLO, Marcel – “Le modèle haussmannien”. In: DUBY, G. (dir.). Histoire de la France Urbaine. Tome 4. Paris, 1983.
ROSEN, George - Uma História da Saúde Pública. São Paulo: Hucitec/ UNESP. 1994
ROSENAU, H. - The Ideal City. London: Routledge, 1959.
ROSENAU, H. e HUDNUT, V. Utopia y Realidad en la Ciudad del Renacimiento. B. Aires: Ed. 3, 1962.
REIS FILHO, Nestor Goulart - Evolução Urbana do Brasil (1500/1720). 2ª ed. São Paulo: PINI, 2001. (1ª ed. Editora Pioneira, 1968).
_________________________ - Imagens de Vilas e Cidades do Brasil Colonial. São Paulo: EDUSP/ IMESP/ FAPESP, 2000.
_________________________ - Notas sobre o urbanismo no Brasil. Primeira parte: período colonial. Cadernos de Pesquisa do LAP, 8, São Paulo, FAUUSP, jul. – ago. 1995.
_________________________ - Notas Sobre o Urbanismo no Brasil. Segunda Parte: séculos XIX e XX. Cadernos de Pesquisa do LAP, 9, 1995.
_________________ - Algumas Experiências Urbanísticas do Início da Republica:1890-1920. Cadernos de Pesquisa do LAP, 01, 1994.
_________________ - Notas sobre o Urbanismo Barroco no Brasil. Cadernos de Pesquisa do LAP, 3. São Paulo: FAUUSP, 1994.
ROSEN, George – Uma História da Saúde Pública. São Paulo: Hucitec/ Unesp, 1994.
RYKWERT, J. La idea de ciudad. Madrid: Hermann Blume, 1985.
SCHORSKE, Carl. Viena fin-de-siècle: política y cultura. Barcelona: GG, 1981.
SERRATOSA i PALET, Albert (org.). Cerdà: Ciudad y Territorio. Una visión de futuro. Madrid: Electa, 1996 (Catálogo de Exposição).
SICA, Paolo - História Del Urbanismo. EL SIGLO XVIII. Madrid: Instituto de Estudios de Administracion Local, 1982.
SICA, Paolo - História del Urbanismo. Séc. XIX, vol. 1 e vol. 2. Madrid: Instituto de Estudios de Administracion Local, 1981.
SITTE, C. - A Construção das Cidades Segundo Seus Princípios Artísticos. São Paulo: Ed. Ática 1992.
TAFURI, M. - Projecto e Utopia. Ed. Presença: Lisboa, 1985.
VIGARELLO, Georges – O limpo e o sujo. Uma História da Higiene Corporal. São Paulo: Martins Fontes, 1996.
SENNET, Richard. Carne e pedra: o corpo e a cidade na civilização ocidental. 2ª ed. Rio de Janeiro: Editora Record, 2001.
SENNETT, R. O artífice. São Paulo/ Rio de Janeiro: Record, 2009.
TASCHNER, S. P. Política Habitacional no Brasil: Retrospectivas e Perspectivas. Cadernos de Pesquisa do LAP, 21. São Paulo: set.- out. 1997.
TÉRAN, Fernando – El sueño de um orden. Madrid: CEHOPU, 1989 (Catálogo de Exposição).
THOENES, C. Sostegno e adornamento. Milano: Electa, 1998.
THOENES, C. Borromini e l'universo barroco. Milano: Electa, 2000.
VIDLER, Anthony. El espacio de la Ilustración. Madrid: Alianza Editorial, 1997.
VITRUVIO, M. P. - De Architectura. São Paulo: Hucitec, 1999 [Tradução de Marco Aurélio Lagonegro].
ZUCCONI, Guido. A cidade do século XIX. São Paulo: Perspectiva, 2009.
WARNKE. O artista de corte: os antecedentes dos artias modernos. São Paulo: EDUSP, 2001.
 

Clique para consultar os requisitos para AUH0238

Clique para consultar o oferecimento para AUH0238

Créditos | Fale conosco
© 1999 - 2017 - Superintendência de Tecnologia da Informação/USP