Informações da Disciplina

 Preparar para impressão 
Júpiter - Sistema de Graduação

Faculdade de Arquitetura e Urbanismo
 
Hist da Arq e Estética do Projeto
 
Disciplina: AUH0308 - História da Arte I
Art History I

Créditos Aula: 4
Créditos Trabalho: 0
Carga Horária Total: 60 h
Tipo: Semestral
Ativação: 01/01/2017 Desativação: 31/12/2017

Objetivos
O programa visa contribuir para formar repertório sobre as diferentes transformações artísticas ocorridas durante os séculos XIX e XX. Também visa dar aos alunos instrumentos conceituais e terminológicos para a a análise da obra artística, tanto sob a ótica da fruição quanto da produção. Para tanto, a disciplina almeja formar um conhecimento histórico e crítico dos aspectos técnicos e estéticos, das obras e dos fundamentos da criação, bem como dos aspectos sociais da produção, da fruição e da preservação das obras de arte, quais o colecionismo, o sistema dos museus e do mercado, as práticas de preservação e restauro.
 
 
 
Docente(s) Responsável(eis)
2810081 - Luciano Migliaccio
 
Programa Resumido
A disciplina apresenta uma análise critica das diferentes transformações artísticas ocorridas durante os séculos XIX e XX, tanto sob a ótica da fruição quanto da produção, interpretadas sob distintos pontos de vista. Entre estes, ressaltem-se os aspectos técnicos e estéticos, os elementos constitutivos da obra e as premissas fundantes da criação. O estudo histórico dos aspectos da produção, da fruição e da preservação das obras de artes, quais a história do colecionismo, dos museus e das práticas de restauração, oferece ao aluno de arquitetura e urbanismo mais ampla compreensão dos elementos que constituem a dimensão social dos fenômenos artísticos.
 
 
 
Programa
Módulo I: TRANSFORMAÇÕES DO SÉCULO XIX EUROPEU.
Arte política e Arte visionária na passagem doséculo XVIII
Romantismo e Romantismos na arte do século XIX
A busca dos elementos essenciais da pintura impressionista.
Simbolismo: a expressão de “idéia por meio de formas”.
As fontes do século XX: o Pós-impressionismo

Módulo II: AS VANGUARDAS
Cubismo, Futurismo e a revisão dos paradigmas renascentistas da figuração
Expressionismos: Paris, Dresden, Munique, Viena
Os diferentes significados da abstração
O Dadaísmo e a quebra dos pressupostos tradicionais da arte
A Metafísica e o Surrealismo

Módulo III: ARTE DEPOIS DO MODERNO

A pintura de segundo pós-guerra: Expressionismo abstrato, arte informal, Combine painting.
Ironia e cliché na Pop Art
Minimalismo e Arte Povera
Concretismo e Neoconcretismo
 
 
 
Avaliação
     
Método
Aulas expositivas, seminários sobre textos e obras, análise visual de obras do período.
Critério
Seminários em grupo efetuando discussão de textos, análise e seleção de obras, segundo os conceitos até então discutidos durante o curso e documentados neste programa.

Trabalho Final individual formado pelo estudo de um texto e de uma obra, realizada por artista documentado neste programa, preferencialmente pertencente a algum acervo museológico da cidade de São Paulo, e dentro das premissas abordadas no seminário
Norma de Recuperação
Terão direito a recuperação, todos os alunos que obtiverem nota mínima 3,0 (três) e freqüência mínima de 70%, de acordo com as normas vigentes.
 
Bibliografia
     
ARCHER Michael. Arte contemporânea: uma história concisa. São Paulo: Martins Fontes, 2001.
ARGAN, Giulio Carlo. A arte moderna. 1770-1970. São Paulo: Cia. das Letras, 1992.
AZEVEDO, Ricardo Marques. Metrópole: abstração, São Paulo, Perspectiva, 2006.
CASSOU, Jean. Panorame des arts plastiques contemporains. Paris: Gallimard, l960.
CAUQUELIN, Anne. Arte contemporânea: uma introdução. São Paulo: Martins Fontes, 2005.
CHIPP, Herschel B. Teorias da arte moderna. Trad. W. Dutra. São Paulo: Martins Fontes, l998.
CONRADS, Ulrich. Programas y manifestos de la arquitetura del Siglo XX. Barcelona: Lumen, l973.
DE FUSCO, Renato. História da arte contemporânea. Trad. M.J.V. de Figueiredo. Lisboa: Presença, l988.
DE MICHELI, Mário. As vanguardas artísticas. São Paulo: Martins Fontes, 2002.
FRANCASTEL, Pierre. Pintura y sociedad. nascimento y destruiccion de un espacio plástico. Del renascimento al cubismo. Buenos Aires: Emebé, l969.
HONNEF, Klaus. Arte contemporânea. Trad. Casa das Línguas. Colônia: Taschen, 1992.
GOMBRICH, E.H. A história da arte. Rio de Janeiro: Zahar, l979.
GULLAR, Ferreira. Etapas da arte contemporânea: do cubismo ao néo-concretismo. São Paulo: Nobel, l985.
HARVEY, David. Condição pós-moderna. São Paulo: Loyola, 1992.
HESS, Walter. Documentos para a compreensão da pintura moderna. Lisboa: Livros do Brasil, s.d.
MARCHAN FIZ, Simón. La arquitetura del Siglo XX. Madrid: A. Corazón, l974.
--------- Del arte objetual a arte de concepto. Madrid: A. Corazón, l974.
READ, Herbert.& STANGOS, Nikos. Dicionário da arte e dos artistas. Lisboa: Edições 70, 1990.
READ, Herbert. História da pintura moderna. Trad. A. Cabral. Rio de Janeiro: Zahar, 1980.
SCHAPIRO, MEYER. A arte moderna. Séculos XIX e XX. São Paulo: Edusp, 1996.
SEDLMAYR, Hans. A revolução da arte moderna. Trad. M.H. Leira. Lisboa: Livros do Brasil, sd.
SELZ, Peter - German Expressionist Painting. Los Angeles: U.of California, l957.
STANGOS, Nikos - (org.) Conceitos de arte moderna. Rio de Janeiro: Zahar, 1990.
TELES, Gilberto Mendonça. Vanguarda européia e modernismo brasileiro. Apresentação dos principais poemas, manifestos, prefácios e conferências vanguardistas, de 1857 a 1972. 9 ed. Rio de Janeiro: Petrópolis, 1986.

2. Sobre os movimentos artísticos

APOLLINARE, G. Os pintores cubistas. Porto Alegre: L&PM, 1990.
BATTCOCK, Gregory (org.). A nova arte. São Paulo: Perspectiva, 1975.
---------. Minimal art: a critical anthology. New York: Dutton, 1968.
BATCHELOR, David. Minimalismo. São Paulo: Cosak &Naif, 1999.
BRITO, R. Neo-concretismo: Vertice e ruptura do projeto construtivo brasileiro, São Paulo, Cosac & Naify, 1999.
CELANT, Germano. Arte Povera. Milano: Gabriela Mazzotta, Publishers, 1969
CIRLOT, J.E. La pintura cubista. Barcelona: Omega, l968
COHEN, Renato. Performance como linguagem. São Paulo: Perspectiva, 2004.
COOPER, Douglas. The cubist epoch. Londres: Phaidon, l970.
FREIRE, Cristina. Poéticas do processo: arte conceitual no museu. São Paulo: MAC/USP/ Iluminuras, 2000.
GOLDING, J. - Le cubisme. Paris: Julliard, l962.
GRAY, Camilla. The Russian Experiment in Art (l863-l922). London: Thames e Hudson, l986.
GREENBERG Clement, Arte e cultura, São Paulo: Edusp, 1995.
HENDRICKS, J. (org). O que é fluxus? O que não é! O porquê. Brasília/ Rio de Janeiro: Centro Cultural Banco do Brasil, 2002.
HOME, Stewart. Assalto à cultura: utopia subversão guerrilha na (anti) arte do século XX. São Paulo: Conrad, 2004.
KAYE, Nick. Sit-Specific Art, Performance, Place and Documentation, London: G. Britaini, 2000.
KWON, Miwon. One Place After Another, Site-Specific and Vocatton Identity. Cambridge, USA: Mit Press, 2002.
LIPPARD, Lucy R e outros . A arte pop. Rio de Janeiro: Verbo, 1973.
LUCIE-SMITH, Edward, Arte Simbolista, Barcelona/London : Destino/Thames, 1991.
MARZONA, Daniel. Arte minimalista. London: Taschen, 2003.
MEYER, Ursula. Conceptual Art. New York: Dulton Paperbanck, l972.
OLIVA, Achille Bonito. Transavangarde international. Milano:Giancarlo Polit, l982.
RESTANY, Pierre. Os Novos Realistas. São Paulo, Perspectiva, 1979,
RICHTER, Hans. Dada: arte e anti-arte. São Paulo: Martins Fontes, 1993.
SONFIST, Alan. Art in the land. New York: E. P. Dutton, Inc., 1983.

3. Textos de época e de criadores
BAUDELAIRE, Charles. A modernidade em Baudelaire, Rio de Janeiro: Paz e Terra, 1988.
--------- Escritos sobre arte. São Paulo: EDUSP, 1991
--------- O pintor da vida moderna, Lisboa: Vega, 1993
--------- Poesia e prosa: volume único. Rio de Janeiro: Nova Aguilar, 1995.
BLAKE, William, Escritos de William Blake. Porto Alegre: L&PM, 1984
BENJAMIN, Walter. A obra de arte na época de sua reprodutibilidade técnica, trad. Carlos Nelson Coutinho, Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 1968
--------- Magia e técnica, Arte e Política, São Paulo: Brasiliense, 1985
--------- A modernidade e os modernos, Rio de Janeiro: Tempo Brasileiro, 1975
BRETON, André. Manifesto Surrealista (l924). In: CHIPP, Herschel B. Teorias da arte moderna. Trad. W. Dutra. São Paulo: Martins Fontes, l988.
DALI, Salvador, Diário de um gênio. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 1989.
DELACROIX, Eugene . Journal de Eugène Delacroix. Paris: Plon, 1932
DELAUNAY, Robert. Cubisme et l’art abstrat. Paris: S.E.V.P.E.N., l957.
DUCHAMP, Marcel, Notas, Madrid: Technos, 1989
GAUGUIN, Paul. Noa Noa, Lisboa: ETC., 1977 Trad. W. Dutra. São Paulo: Martins Fontes, l998
GABO & PEVSNER. Manifesto Realista. In: CHIPP, Herschel B. Teorias da arte . Trad. W. Dutra. São Paulo: Martins Fontes, l988.
HICHTER, Hans. Dada: arte e anti-arte. São Paulo: Martins Fontes, 1993.
JUDD, Carl. Complete writtings: 1959-75. New York: Halifax, 1975.
KANDINSKY, Wassily . De lo espiritual en el arte y la pintura en particular. Buenos Aires: Nueva Vision, l957.
--------- Ponto, linha, plano, São Paulo: Martins Fontes, 1970
--------- Olhar sobre o passado, São Paulo: Martins Fontes, 1991
KLEE, Paul, Teoria del arte moderno, Buenos Aires: Calden, 1976
LÉGER, Fernand. Funções da pintura. São Paulo: Difel, l965.
MALEVITCH, Kasimir S. Essays on art. l915-l933. London: Rapp, l959.
MATISSE, Henri. Escritos e reflexões sobre a arte. Lisboa:Ulissea, s.d.
MONDRIAN, Piet. Arte plástico y arte plástico puro. Buenos Aires: Leru, l957.
--------- O néo-plasticismo. São Paulo: GFAU, s.d..
OZENFANT, & Jeanneret La peinture moderne. Paris: CRES, s.d
SYLVESTER, David. Entrevistas com Francis Bacon:a brutalidade do fato, São Paulo : Cosac & Naify, 1995.
TZARA, Tristan. Sete manifestos dada. Lisboa: Hiena, 1963.
WORRINGER, Wilhem. Abstracción y naturaleza. México: V.C/E., l955
 

Clique para consultar os requisitos para AUH0308

Clique para consultar o oferecimento para AUH0308

Créditos | Fale conosco
© 1999 - 2017 - Superintendência de Tecnologia da Informação/USP