Informa??es da Disciplina

 Preparar para impressão 
Júpiter - Sistema de Graduação

Faculdade de Odontologia de Bauru
 
Fonoaudiologia
 
Disciplina: BAF0211 - Linguística Aplicada para Fonoaudiologia
Applied Linguistics to Speech-Language Pathology and Audiology

Créditos Aula: 4
Créditos Trabalho: 0
Carga Horária Total: 60 h
Tipo: Anual
Ativação: 01/01/2018 Desativação:

Objetivos
O objetivo principal da disciplina é fornecer ao graduando do Curso de Fonoaudiologia os conhecimentos necessários no campo da Lingüística para a compreensão do processo de comunicação humana e para a aplicação prática no campo da Fonoaudiologia. Os objetivos secundários são proporcionar ao aluno o conhecimento e a reflexão sobre os pressupostos e métodos lingüísticos, levando-o a perceber a linguagem como uma atividade humana passível de análise, pelas variadas concepções que esta pode receber.
 
 
 
Docente(s) Responsável(eis)
382400 - Aline Roberta Aceituno da Costa
1968349 - Simone Aparecida Lopes Herrera
 
Programa Resumido
Esta disciplina é dividida e apresentada de forma a apresentar conceitos gerais da Linguística aplicados à Fonoaudiologia, mais especificamente à sua pratica aplicada. Serão abordados conceitos gerais da Linguística, assim como os principais autores da área com aplicabilidade na Fonoaudiologia. Em seguida, usando a parte formal e funcional de subdivisão da Linguagem e da Língua, serão apresentados os conceitos da Fonética, Fonologia, Morfologia e Sintaxe, Semântica e Pragmática.
 
 
 
Programa
1. Introdução à Linguística: 1.1. Definição do campo conceitual, tarefa, objeto e domínio da Lingüística 1.2. Relação da Lingüística e Fonoaudiologia (Fonoaudiologia e Sistema Linguístico) 1.3. Conceitos básicos: comunicação, fala, Língua e linguagem. 1.4. Principais autores e linhas da Linguistica com influência na Fonoaudiologia: 1.4.1. Jakobson: funções monológicas e dialógicas da linguagem. 1.4.2. Saussure: signo x significante x significado. 1.4.3. Chomsky: gramática gerativa transformacional, competência e performance. 1.5. Psicolinguística e Sociolinguística – interfaces na Linguagem Oral e Escrita. 2. Fonética em Fonoaudiologia: 2.1. Definição e conceitos 2.2. Fonética articulatória: 2.2.1. As estruturas fonoarticulatórias e a produção dos sons de fala (do Português Brasileiro). 2.2.1.1. Classificação dos sons de fala: 2.2.1.2. Vogais e consoantes. 2.2.1.3. Sonoridade (ou vozeamento). 2.2.1.4. Modo e Ponto de articulação. 2.2.2. Fonética x Fonologia: diferenciação 2.2.3. Etapas do fenômeno lingüístico: psíquisa, fisiológica e acústica. 2.2.4. O som e suas características. 2.3. Fonetica combinatória e fonética acústica: princípios gerais. 2.4. Transcrição Fonética: 2.4.1. Alfabeto fonético internacional 2.4.2. Prática da transcrição fonética aplicada à clínica fonoaudiológica. 3. Fonologia: 3.1. Definição e diferenciação com a Fonética. 3.2. Conceitos básicos e premissas em Fonologia aplicados à Fonoaudiologia 3.3. Teorias fonológicas 3.4. Aquisição fonológica 3.5. Processos fonológicos 3.6. Fonologia clinica 4. Morfologia e Sintaxe: 4.1. Morfologia: tipos de morfemas, estrutura e formação dos vocábulos do Português, flexão nominal e verbal. 4.2. Sintaxe: regras da estrutura e formação de vocábulos e frases flexões nominais e verbais, conceitos de gramática. 5. Semântica: aspectos semânticos da linguagem – vocabulares e contextuais; elementos da análise semântica; relações de sentido entre itens lexicais e relações de significado em sentenças. 6. Pragmática: elementos do uso funcional da linguagem e da análise discursiva e pragmática aplicada à Fonoaudiologia.
 
 
 
Avaliação
     
Método
As aulas serão na maioria presenciais, sendo que – ao final de cada período de aula – haverá atividades não-presenciais a serem cumpridas pelos alunos em forma de leituras, análises de textos, pesquisas bibliográficas e estudos de casos e que, posteriormente, de forma pré-programada, deverão ser entregues à docente, como forma de avaliação da disciplina, já que constarão na carga horária da mesma. A metodologia adotada será expositiva, mas de forma participativa e colaborativa, com exposição das atividades realizadas e de seminários sobre temas específicos.
Critério
Método: Apresentação de atividades realizadas de forma oral, realização de provas escritas, participação em aula, presença em sala de aula, entrega pontual das atividades solicitadas ao final de cada aula por escrito. Critério: o desempenho nas atividades supracitadas será considerado, com peso 2 para prova escrita, peso 1 para seminários ou apresentações orais, quando houver. As provas escritas poderão valer de 7 a 10, dependendo do valor em nota fixado para as atividades presenciais e não-presenciais (cada atividade poderá valer de 0,5 a 1,5 pontos), estipulado a cada bimestre. A média final da instituição é 5,0 (cinco), com freqüência mínima de 70%.
Norma de Recuperação
A recuperação será aplicada aos alunos de acordo com a data estabelecida no calendário escolar da USP, na forma de provas escritas e/ou de trabalho sobre o tópico específico da disciplina.
 
Bibliografia
     
Bibliografia Básica MONTENEGRO, A.C.A.; BARROS, I.B.R.; AZEVEDO, N.P.S.G. (ORG.) Fonoaudiologia e Linguística – teoria e prática. Curitiba: Editora Appris, 2016, 1ª ed. SILVA, T.C. Fonética e Fonologia do Português: roteiro de estudos e guia de exercícios. São Paulo: Contexto, 2001. CHOMSKY, N. Novos horizontes no estudo da mente e da linguagem. São Paulo: Editora Unesp, 2005. LAMPRECHT, R.R. Aquisição fonológica do Português: perfil de desenvolvimento e subsídios para terapia. Porto Alegre: Artmed, 2004. SAUSSURE, F. Curso de Lingüística Geral. São Paulo: Cultrix, 1972. Bibliografia Complementar CAGLIARI, L.C. Análise fonológica: uma introdução à teoria e à prática com especial destaque ao modelo fonêmico – Parte I. Campinas: Edição do autor, 1998. CALLOU, D.; LEITE, Y. Iniciação à fonética e fonologia. Rio de Janeiro: Jorge Zahar Editora, 2003. CARONE, F.B. Morfossintaxe – Série Fundamentos. São Paulo: Editora Ática, 2000. CASTRO, M.F.P. Aprendendo a argumentar – um momento da construção da linguagem. Campinas: Editora da Unicamp, 1996. GRUNDY, K. Linguisticals in Clinical Practice. San Diego, California: Singular Publishing Group, 1995. HALLIDAY, M.A.K. Learning how to mean – explorations in development of language. Oxford: Elsevier, 1975. JAKOBSON, R. Lingüística e comunicação. São Paulo: Cultrix, 1975. MARQUES, M.H.D. Iniciação à Semântica – Coleção Letras. Rio de Janeiro: Jorge Zahar Editora, 2003. PERRONI, M.C. Desenvolvimento do discurso narrativo. São Paulo: Martins Fontes, 2003. SILVA, M.C.P.S.; KOCH, I.V. Linguística aplicada ao Português: Morfologia. São Paulo: Cortez, 2004. SILVA, M.C.P.S.; KOCH, I.V. Linguística aplicada ao Português: Sintaxe. São Paulo: Cortez, 2004. VIEIRA, J.L. Novo acordo ortográfico da Língua Portuguesa. Bauru: Edipro, 2008. YAVAS, M.S.; HERNANDORENA, C.L.M.; LAMPRECHT, R.R. Avaliação fonológica da criança - reeducação e terapia. Porto Alegre: Artes Médicas, 1991. YAVAS, M.S. Desvios fonológicos em crianças – teoria, pesquisa e tratamento. Porto Alegre: Mercado Aberto, 1990.
 

Clique para consultar os requisitos para BAF0211

Clique para consultar o oferecimento para BAF0211

Créditos | Fale conosco
© 1999 - 2019 - Superintendência de Tecnologia da Informação/USP