Informa??es da Disciplina

 Preparar para impressão 
Júpiter - Sistema de Graduação

Faculdade de Odontologia de Bauru
 
Fonoaudiologia
 
Disciplina: BAF0225 - Motricidade Orofacial II
Oral Motricity (Functions) II

Créditos Aula: 4
Créditos Trabalho: 1
Carga Horária Total: 90 h
Tipo: Semestral
Ativação: 01/01/2019 Desativação:

Objetivos
Capacitar o aluno a reconhecer os processos alterados que inviabilizam o desenvolvimento equilibrado do sistema estomatognático, bem como a avaliar, diagnosticar e tratar os distúrbios miofuncionais orofaciais no âmbito de uma atuação interdisciplinar.
 
 
 
Docente(s) Responsável(eis)
138470 - Ana Paula Fukushiro
1040546 - Giédre Berretin
 
Programa Resumido
Padrões alterados e adaptativos das funções orofaciais. Avaliações e tratamentos dos distúrbios miofuncionais orofaciais: respiração oronasal/oral, disfunção mastigatória, deglutição atípica, disfunção velofaríngea, desvio fonético e alterações da produção de fala relacionadas à fissura labiopalatina.
 
 
 
Programa
- Biossegurança em Motricidade Orofacial - Documentação em Motricidade orofacial - Postura corporal e sua relação com a Motricidade Orofacial - Respiração Oronasal: etiologia e características clínicas - Musculatura mastigatória, movimento mandibular e disfunção mastigatória - Deglutição atípica e Adaptada: etiologia e características - Exame Miofuncional Orofacial e diagnóstico dos distúrbios miofuncionais orofaciais - Distúrbios da fala de origem fonética: etiologia e manifestações - Disfunção velofaríngea: definição, etiologia, manifestações, e diagnóstico dos distúrbios obrigatórios e compensatórios relacionados - Gerenciamento dos distúrbios da comunicação relacionados à fissura labiopalatina - Planejamento terapêutico e tratamento fonoaudiológico dos distúrbios miofuncionais orofaciais
 
 
 
Avaliação
     
Método
- Aulas expositivas dialogadas - Observação de atendimento de terapia miofuncional - Estudo dirigido com e sem apoio de material na Plataforma Moodle - Discussão de Casos Clínicos - Simulação e aplicação do Exame Miofuncional Orofacial - Estudo de caso - Elaboração das metas e estratégias terapêuticas
Critério
- Prova escrita com questões de múltipla escolha e dissertativas (PESO 6,0) - Desempenho na Aplicação do Exame Miofuncional Orofacial em Ambiente Clínico (PESO 1,5) - Desempenho na Análise do Caso e elaboração das Metas Terapêuticas (PESO 1,0) - Apresentação Oral do caso, Objetivos e Metas Terapêuticas (PESO 1,0) - Apresentação do Relatório de Levantamento dos Achados, Elaboração de Objetivos, Metas e Estratégias Terapêuticas (PESO 0,5)
Norma de Recuperação
A recuperação será aplicada aos alunos de acordo com a data estabelecida no calendário escolar da USP, na forma de provas escritas e/ou de trabalho sobre o tópico específico da disciplina.
 
Bibliografia
     
Básica: FERNANDES FDM, MENDES BCA, NAVAS ALPGP (org.). Tratado de Fonoaudiologia. São Paulo: Roca, 2009. MARCHESAN, IQ; SILVA, HJ; BERRETIN-FELIX, G (org). Terapia Fonoaudiológica em Motricidade Orofacial. São José dos Campos, Pulso, 2012. RAHAL A, MOTTA AR, FERNANDES CG, CUNHA DA, MIGLIORUCCI RR, BERRETIN-FELIX G. (Org.). Manual de Motricidade Orofacial. 1ed. São José dos Campos-SP: Pulso Editorial, 2014. TRINDADE IEK, SILVA FILHO OG. (Org.) Fissuras labiopalatinas: uma abordagem interdisciplinar. São Paulo: Santos; 2007.333p. Complementar: BASSI IB, FRANCO LP, MOTTA AR. Eficácia do emprego do espelho de Glatzel na avaliação da permeabilidade nasal. RevSocBrasFonoaudiol. 2009; 14(3):367-71. BRITO ATBO (org.). Livro de Fonoaudiologia. José dos Campos: Pulso, 2005. CATTONI DM, FERNANDES FDM, DI FRANCESCO RC, LATORRE MRDO – Medidas e proporções antropométricas orofaciais de crianças respiradoras orais. RevSocBrasFonoaudiol. 2008; 13(2):119-26. COSTA TLS, CAMPOS JÚNIOR D, SILVA HJ, CUNHA DA. Sintomas e sinas de respiração predominantemente oral em adolescentes com transtorno de déficit de atenção/hiperatividade e queixa de prejuízo escolar. Rev. CEFAC. 2009; 11(4): 607-17. DININNO CQMS, JESUS MSV. Abordagem fonoaudiológica atual nas fissuras labiopalatinas. São Paulo: Roca, 2009. DOUGLAS CR. Fisiologia aplicada à Fonoaudiologia. Rio de Janeiro, Guanabara-Koogan, 2006. DUTKA JCR, PEGORARO-KROOKMI. Avaliação e Tratamento das Disfunções Velofaríngeas. In: Da Silva HJ, Marchesan IQ, Tome MC. Tratado Das Especialidades Em Fonoaudiologia. SP:Roca, 2014. FELÍCIO CM. Fonoaudiologia aplicada a casos odontológicos: motricidade oral e audiologia. São Paulo: Pancast, 1999. FERREIRA, F.V. – Ortodontia – Diagnóstico e planejamento clínico. São Paulo, Artes Médicas, 6a ed. 2004. FERREIRA VJA (ed.) Motricidade orofacial – como atuam os especialistas. Comitê de Motricidade Orofacial - SBFa. São José dos Campos, Pulso, 2004. GENARO KF, BERRETIN-FELIX G, REHDER MIBC, MARCHESAN IQ. Avaliação miofuncional orofacial - protocolo MBGR. Rev. CEFAC. 2009; 11(2): 237-255. GENARO, KF . A terapia fonoaudiológica para a correção da produção da fala nos casos com fissura labiopalatina já reparada. In: Comitê de Motricidade Orofacial da SBFa. (Org.). Motricidade Orofacial: Como atuam os especialistas. 1 ed. São José dos Campos: Pulso, 2004. GENARO, KF ; FUKUSHIRO, AP ; SUGUIMOTO, MLFCP . Avaliação e Tratamento dos Distúrbios da Fala. In: TRINDADE, I.E.K.; SILVA FILHO, O.G.. (Org.). Fissuras Labiopalatinas: uma abordagem interdisciplinar. São Paulo: Santos, 2007. GOLDING-KUSHNER KJ. Therapy techniques for cleft palate speech and related disorders. San Diego: Singular Thompson Learning, 2001. JUNQUEIRA P. Respiração oral: considerações fonoaudiológicas. In: JUNQUEIRA P, DAUDEN ATBC. Aspectos atuais em terapia fonoaudiológica, v. II, São Paulo, Pancast, 2002. p. 9-16. KRAKAUER LH, DI FRANCESCO RC, MARCHESAN IQ. (org.) Conhecimentos essenciais para entender bem a respiração oral: abordagem interdisciplinar. São José dos Campos, Pulso, 2003. MACIEL CTV, BARBOSA MH, TOLDO CA, FAZA FCB; CHIAPPETTA ALML - Disfunções orofaciais dos pacientes em tratamento ortodôntico. Rev. CEFAC, 2006; 8(4):456-66. MARCHESAN IQ. Fundamentos em Fonoaudiologia: aspectos clínicos da motricidade oral. Rio de Janeiro, Guanabara Koogan, 2ª edição, 2005. MARCHESAN IQ. (org.) Tratamento da deglutição: a atuação do Fonoaudiólogo em diferentes países. São José dos Campos, Pulso, 2005. MARCHESAN IQ. Protocolo de avaliação do frênulo da língua. Rev CEFAC 2010;12(6):977-89.MELO TM, ARRAIS RD, GENARO KF – Duração da mastigação de alimentos com diferentes consistências. RevSocBrasFonoaudiol. 2006; 11(3):170-4. NASPITZ N. Respiração oral: avaliação e tratamento ortodôntico. In: JUNQUEIRA P, DAUDEN ATBC – Aspectos atuais em terapia fonoaudiológica, v. II, São Paulo, Pancast, 2002. PEGORARO-KROOK, MI, DUTKA, JCR, FENIMAN, MR, MAGALHÃES, LCT. Intervenção Fonoaudiológica na Fissura Labiopalatina In: Tratado de Fonoaudiologia - Segunda Edição. SP: Roca, 2010. PEGORARO-KROOK, MI, FENIMAN, MR, FUKUSHIRO, AP, DUTKA, JCR. Tratamento em Fissura Labiopalatina: Audição e Fala In: (Re)HabilitaçãoFonoaudiológica, 2009. REIS SAB, ABRÃO J, CAPELOZZA FILHO L, CLARO CAA. Análise facial numérica do perfil de brasileiros padrão I. R Dental Press OrtodonOrtop Facial. 2006; 11(6): 24-34. REIS SAB, ABRÃO J, CAPELOZZA FILHO LC, CLARO CAA. Análise facial subjetiva. R Dental Press OrtodonOrtop Facial. 2006; 11(5): 159-72. TESSITORE A, BERRETIN-FELIX G, SILVA HJ, MARCHESAN IQ (Org.). Práticas Clínicas em Motricidade Orofacial. 1ed. Pinhais: Melo, 2014. www.sbfa.org.br Departamento de Motricidade e Funções Orofaciais, Comitê de Motricidade Orofacial.
 

Clique para consultar os requisitos para BAF0225

Clique para consultar o oferecimento para BAF0225

Créditos | Fale conosco
© 1999 - 2019 - Superintendência de Tecnologia da Informação/USP