Informações da Disciplina

 Preparar para impressão 

Júpiter - Sistema de Gestão Acadêmica da Pró-Reitoria de Graduação


Faculdade de Odontologia de Bauru
 
Fonoaudiologia
 
Disciplina: BAF0251 - Audiologia Educacional e Tecnologias Auxiliares da Audição
Educational Audiology and Hearing Aids Technologies

Créditos Aula: 2
Créditos Trabalho: 0
Carga Horária Total: 30 h
Tipo: Semestral
Ativação: 01/01/2016 Desativação:

Objetivos
Fornecer subsídios teóricos sobre o avanço tecnológico dos aparelhos de amplificação sonora individuais e aparelhos semi-implantáveis. Fornecer subsídios teóricos sobre os implantes cocleares e os dispositivos auxiliares no tratamento das deficiências auditivas. Fornecer subsídios teóricos sobre a adaptação de aparelhos de amplificação sonora individuais em populações especiais. Fornecer conhecimentos sobre a reabilitação auditiva do adulto e do idoso.
 
 
 
Docente(s) Responsável(eis)
52388 - Adriane Lima Mortari Moret
494263 - Deborah Viviane Ferrari
5519498 - Maria Fernanda Capoani Garcia Mondelli
3448798 - Natália Barreto Frederigue Lopes
1851311 - Regina Tangerino de Souza Jacob
 
Programa Resumido
Esta disciplina é organizada de forma condensada e abrange os seguintes conteúdos: políticas públicas em saúde auditiva; tecnologia assistiva/sistemas de acessibilidade acústica: equipamentos auxiliares de audição; sistemas de implante coclear e outras tecnologias, reabilitação auditiva em adultos e idosos.
 
 
 
Programa
a. Atualização dos algoritmos digitais dos aparelhos de amplificação sonora individuais.
- Direcionalidade adaptativa e multibanda
- Gerenciamento do ruído e da microfonia
- Gerenciador de dados
- Uso de tecnologia sem fio
- Adaptação com tubo fino
b. Aparelhos de amplificação sonora individuais: atuação do fonoaudiólogo nos centros auditivos.
- Ética e comercialização dos AASIs
- Empreendedorismo
- Gestão de negócios
c. Adaptação do AASI em populações especiais I: adaptação pediátrica
d. Adaptação do AASI em populações especiais I: pacientes com zumbido
e. Dispositivos (semi)implantáveis para tratamento da deficiência auditiva.
f. Tecnologia assistiva/acessibilidade acústica:
- Equipamentos auxiliares de audição.
- Sistemas de freqüência modulada.
g. Sistemas de implantes coclear:
- Conceitos fundamentais, componentes interno e externo.
- Procedimentos pré e pós-cirúrgicos.
- Critérios de indicação em crianças e em adultos.
h. Reabilitação auditiva em adultos e idosos.
- Estratégias de comunicação.
- Estratégias de aconselhamento para o deficiente auditivo.
i. Aspectos éticos e de biosegurança.
 
 
 
Avaliação
     
Método
- aulas expositivas;
- palestras com professores convidados para temas específicos;
- discussão de casos clínicos;
- atividades programadas;
Critério
- prova escrita;
- participação em sala de aula;
- trabalhos realizados e/ou apresentados.
Norma de Recuperação
Serão aprovados os alunos que atingirem o mínimo de 5,0 (média final) e 70% de frequência.
Os alunos que excederem as faltas permitidas estarão automaticamente reprovados. Vale ressaltar que a disciplina é apresentada de forma condensada, havendo necessidade de especial atenção ao cômputo de faltas.
A recuperação será aplicada aos alunos de acordo com a data estabelecida no calendário escolar da USP, na forma de provas escritas e/ou de trabalho sobre o tópico específico da disciplina.
 
Bibliografia
     
1. Aimard P. O surgimento da linguagem na criança. Porto Alegre: ArtMed, 1998.
2. Alves AMVS, Prass Lemes VAM. O poder da audição na construção da linguagem. In: Bevilacqua MC, Moret ALM, organizadoras. Deficiência auditiva: conversando com familiares e profissionais de saúde. São José dos Campos: Pulso Editorial; 2005. p. 161-78.
3. Alves AMVS. As metas terapêuticas na habilitação da criança deficiente auditiva usuária do implante coclear [dissertação]. São Paulo: Pontifícia Universidade Católica de São Paulo; 2002.
4. Balieiro CR, Ficker LB. Reabilitação auditiva: a clínica fonoaudiológica e o deficiente auditivo. In: Lopes Filho O, editor. Tratado de Fonoaudiologia. Ribeirão Preto: Tecmedd, 2005.
5. Balieiro CR, Gallo SL. Escrita e surdez: uma proposta discursiva. In: Berberian AP, Massi GA, Guarinello AC. Linguagem escrita: referenciais para a clínica fonoaudiológica. São Paulo: Plexus Editora, 2003. p. 93-109.
6. Balieiro CR, Trenche MCB. Conversando com pais: a escrita e o desenvolvimento da linguagem de crianças deficientes auditivas. In: Bevilacqua MC, Moret ALM, organizadoras. Deficiência auditiva: conversando com familiares e profissionais de saúde. São José dos Campos: Pulso Editorial; 2005. p. 285-94.
7. Bento RF, Lima LRP, Tsuji RK, Gomez MCSG, Lima DVSP, Brito RV. (Org.). Tratado de Implante Coclear e Próteses Auditivas Implantáveis. 1a.ed.Rio de Janeiro: Thieme Publicações Ltda., 2014.
8. Bevilacqua M C, Formigoni GMP. Audiologia educacional: uma opção terapêutica para a criança deficiente auditiva. Carapicuíba: Pró-fono Departamento Editorial, 1997.
9. Bevilacqua MC, Formigoni GMP. O desenvolvimento das habilidades auditivas. In: Bevilacqua MC, Moret ALM, organizadoras. Deficiência auditiva: conversando com familiares e profissionais de saúde. São José dos Campos: Pulso Editorial; 2005. p. 179-202.
10. Bevilacqua MC, Moret ALM, organizadoras. Deficiência auditiva: conversando com familiares e profissionais de saúde. São José dos Campos: Pulso Editorial; 2005.
11. Bevilacqua, M.C.; Martinez, M.A.N.; Balen, S.A.; Pupo, A.C.; Reis, A.C.M.; Frota, S. Tratado de Audiologia. São Paulo: Santos, 2011.
12. Boèchat EM, Menezes PL, Couto CM, Frizzo ACF, Scharlach RC, Anastasio ART. (Org.). Tratado de Audiologia. 2ªed.Rio de Janeiro: Guanabara Koogan, 2015.
13. Campanatti-Ostiz, H. PlanosTerapêuticosFonoaudiológicos (PTF). Barueri: Pró-Fono; 2012.
14. Duncan J et al. Auditory (Re)Habilitation for AdolescentswithHearingLoss: TheoryandPractice. New York: Oxford University Press, 2015.
15. Johnson CD, Seaton JB(ed.).Educational audiology handbook. New York: Delmar, Cengage Learning, 2012.
16. Smaldino JJ, Flexer C. Handbook of Acoustic Accessibility: Best Practices for Listening, Learning, and Literacy in the Classroom. New York: Thieme, 2012.
17. Tye-Murray N. Foundations of Aural Rehabilitation: Children, Adults, and Their Family Members. Cengage Learning, 2014.
 

Clique para consultar os requisitos para BAF0251

Clique para consultar o oferecimento para BAF0251

Créditos | Fale conosco
© 1999 - 2022 - Superintendência de Tecnologia da Informação/USP