Informa??es da Disciplina

 Preparar para impressão 
Júpiter - Sistema de Graduação

Faculdade de Odontologia de Bauru
 
Fonoaudiologia
 
Disciplina: BAF0282 - Habilidades para o Cuidado em Saúde
Skills for Health Care

Créditos Aula: 4
Créditos Trabalho: 0
Carga Horária Total: 60 h
Tipo: Anual
Ativação: 01/01/2018 Desativação:

Objetivos
Objetivos: Ao final da disciplina os estudantes, com base nos pressupostos teóricos e metodológicos do campo das Habilidades Sociais e dos Modelos Centrado na Pessoa e Modelo Transteórico, deverão desenvolver atitudes clínicas compreensivas considerando a integralidade da pessoa e habilidades profissionais: - Cognitivos: identificar, diferenciar e avaliar os diferentes modelos para abordagem do paciente e família no que tange aos aspectos interpessoais da relação do cuidado; identificar os sinais não verbais, paralinguísticos e cognitivo-afetivo na relação do cuidado; analisar e interpretar dados obtidos por meio instrumentos e ferramentas de maneira a identificar os estágios e os processos motivacionais para mudança de comportamento do paciente voltados para a sua saúde. - Procedimentais: manejar os componentes do modelo centrado na pessoa e do modelo transteórico de mudança; aplicar ferramentas motivacionais. - Atitudinais: comportar-se de maneira a estabelecer a acolhida, a escuta empática e a comunicação efetiva com o paciente e seus familiares bem como a motivação e adesão ao atendimento fonoaudiológico; demonstrar habilidades e competências para o trabalho em grupo e em equipe multidisciplinar.
 
 
 
Docente(s) Responsável(eis)
2509244 - Dagma Venturini Marques Abramides
 
Programa Resumido
Relação do cuidado. Comportamento e Saúde. Modelo centrado no paciente. Processos e estágios motivacionais para mudança de comportamento. Entrevista motivacional. Treinamento de habilidades sociais e profissionais.
 
 
 
Programa
Unidade I - Comportamento e Saúde: - Cuidado em Saúde : cidadania, protagonismo e emancipação - Bases para a relação do cuidado: modelo centrado na pessoa e campo das habilidades sociais - Princípios de mudança de comportamento em saúde: Modelo Transteórico (MTT) aplicado à Fonoaudiologia - MTT: contextos, estágios motivacionais, processos e marcadores de mudança - Entrevista Motivacional - Estrutura da consulta clínica: Guia Calgary-Cambridge Unidade II - Programa vivencial de promoção das habilidades para o cuidado em saúde e para o trabalho em equipe multidisciplinar: - Observação e analise de consultas no contexto clínico; - Identificação de sinais não verbais, paralinguisticos e cognitivo-afetivo nas relações; - Treinamento de dar e receber feedback no contexto clínico e profissional; - Treinamento de habilidades empáticas e da escuta ativa; - Treinamento de habilidades comunicativas e assertivas; - Treinamento das ferramentas motivacionais; - Elaboração de material didático de boas práticas profissionais no contexto da Clinica-Escola.
 
 
 
Avaliação
     
Método
- aula expositiva dialogada - vivências com role-playing e simulação de atendimentos clínicos
Critério
Unidade I - avaliação somativa por meio de uma prova teórica. Unidade II - avaliação formativa: participação ativa no role playing e simulações; relato sobre as vivências; exposição em grupo sobre os resultados das tarefas e avaliação sobre a aprendizagem e o auto conhecimento que as vivências proporcionaram.
Norma de Recuperação
Acompanhamento do desempenho, individual e do grupo, nas unidades de ensino propostas; orientação e feedback imediato após as vivências. A cada avaliação da participação ativa e dos relatos de tarefas, mediante nota abaixo de 5,0, o estudante será exposto a novos procedimentos de ensino sob orientação do professor, dentro do semestre letivo. Caso o estudante não atinja a media 5,0 após finalizada carga horária da disciplina, será realizado um exame final na forma de prova prática sobre as vivências por meio de uma simulação de consulta clínica. A nota final do aluno será composta pela última nota do aluno, somada a nota do exame final dividida por 2 (média).
 
Bibliografia
     
Bibliografia recomendada: 1. BANDEIRA, M.; DEL PRETTE, Z.. e DEL PRETTE, A. (2006). Habilidades sociais e relacionamento interpessoal. Sao Paulo, Casa do Psicológo. 2. BENJAMIN, A. (2008). Entrevista de ajuda. 15a edição, São Paulo, Ed. Martins Fontes. 3. DEL PRETTE, A. e DEL PRETTE, Z. (2001) Psicologia das Relações interpessoais. Petrópolis, Vozes. 4. FELDMAN, C. e MIRANDA, M.L. (2001) Construindo a relação de ajuda. 12ª ed. , Belo Horizonte, Ed. Crescer. 5. MALDONADO, M. T. e GARNER, A. (1992). A arte da conversa e do convívio. Rio de Janeiro, Rosa dos Tempos. 6. MEINBERG, R. C. C. (1990). A relação Terapeuta Paciente em Fonoaudiologia: Problemas,Técnicas e Soluções. Rio de Janeiro: Revinter. 7. MILLER,W.R. e ROLLNICK, S. (2001). Entrevista Motivacional:
Preparando as pessoas para a mudança de comportamentos adictivos. Ed. Artmed. 8. MINUCHIN, S. (1990). Técnicas de Terapia Familiar.Porto Alegre: Artes Médicas. Artigos complemantares: 1. ALMEIDA, E.C. E FURTADO, L.C. (2006). Acolhimento pelo Fonoaudiólogo. Rev. Ciênc. Méd., Campinas, 15 (3):249-256. 2. BARROS DA CUNHA, A.C. E GUIDORENI, B.S. (2009). Interação terapêutica em saúde mental usando a teoria da aprendizagem mediada. Psicol. estud. v.14 no.3, Maringá July/Sept. 3. CASTRO, E.D. (2005). Inscrições da relação terapeuta-paciente. Rev. Ter. Ocup. Univ. São Paulo, v. 16, n. 1, p. 14-21, jan./abr. 4. COSTA. L.F.A Perspectiva Sistêmica para a Clínica da Família (2010). Psicologia: Teoria e Pesquisa, v. 26 n. especial , pp. 95-104. 5. FALCONE, E.M. (2009). A função da empatia na terapia cognitivo-comportamental. In:M.L. Marinho & V.E. Caballo(Orgs), 2001. Synder C. R. & Lopez, Shane J. Psicologia positiva. Porto Alegre; Artmed, 2009. 6. GUIA CALGARY-CAMBRIDGE: Habilidades de Comunicação Profissional-paciente. Resumo de pontos principais do livro “Skills for Communicating with patients”.Tradução: Fga. Ms. Patricia Danieli Campos. Revisão: Profa. Dra. Deborah Ferrari. Material para uso didático. 7. KUCHAR, J; FERRARI, DV e ABRAMIDES, DVM. Modelo Transteórico aplicado `a Fonoaudiologia. Material para uso didático. 8. LINO, J.B. (1998). Desafios de counselling. Pessoa Como Centro: Revista De Estudos Rogerianos, 2, pp. 29-36. 9. TRINDADE, I.; CARVALHO TEIXEIRA, J. (2000). Aconselhamento psicológico em contextos de saúde e doença - intervenção privilegiada em psicologia da saúde. Análise Psicológica, 18, 1, pp 3-14. 10. VIEIRA, J.E.; NUNES, M.P.T. E MARTINS, M.A. (2003). Directing student response to early patient contact by questionnaire. Medical Education, v.37:119–125.
 

Clique para consultar os requisitos para BAF0282

Clique para consultar o oferecimento para BAF0282

Créditos | Fale conosco
© 1999 - 2019 - Superintendência de Tecnologia da Informação/USP