Informações da Disciplina

 Preparar para impressão 

Júpiter - Sistema de Gestão Acadêmica da Pró-Reitoria de Graduação


Faculdade de Odontologia de Bauru
 
Odontopediatria, Ortodontia e Saúde Coletiva
 
Disciplina: BAO0524 - Eixo Tutorial V
TUTORIAL AXIS V

Créditos Aula: 6
Créditos Trabalho: 1
Carga Horária Total: 120 h
Tipo: Semestral
Ativação: 01/01/2020 Desativação:

Objetivos
1) Compreender os conceitos básicos dos processos patológicos do organismo humano, habilitando-os a saber as etiologias das doenças, seus mecanismos formadores e as alterações anatômicas e funcionais que esses processos desencadeiam; 2) Compreender os mecanismos de desenvolvimento das principais doenças neurológicas, psiquiátricas, abdominais e articulares (com ênfase nos processos autoimunes); 3) Desenvolver o raciocínio clínico sindrômico e fisiopatológico para as principais afecções estudadas e planejar as estratégias diagnósticas envolvidas.
 
 
 
Docente(s) Responsável(eis)
8115743 - Luiz Fernando Manzoni Lourençone
3694251 - Mariane Nunes de Nadai
 
Programa Resumido
Principais alterações do sistema nervoso central e periférico: avaliação, diagnóstico e princípios do tratamento. Estudo da dor aguda e crônica, doenças cerebrovasculares, neoplasias do sistema nervoso, doenças inflamatórias do sistema nervoso, doenças degenerativas; Principais distúrbios e mecanismos de formação de doenças psiquiátricas: avaliação, diagnóstico e princípios do tratamento. Transtornos do Humor, Transtornos de Personalidade, Transtornos da percepção; Principais afecções e síndromes abdominais: diarreias, doenças pépticas, litiásicas, síndromes consumptivas, ictéricas, obstrutivas, hemorrágicas, doenças colônicas, doenças urológicas, incluindo a litíase urinária, as infecções urinárias e ISTs doenças da próstata e bexiga. Neoplasias urológicas e alterações congênitas do trato urinário; Principais afecções articulares e do sistema imunológico: raciocínio diagnóstico reumatológico, Atrtrites e Colagenoses, diagnóstico e tratamento. Doenças auto-imunes. Imunologia dos transplantes e imunossupressão, imunodeficiências.
 
 
 
Programa
1) Principais alterações do sistema nervoso central e periférico: avaliação, diagnóstico e princípios do tratamento. Estudo da dor aguda e crônica, doenças cerebrovasculares, neoplasias do sistema nervoso, doenças inflamatórias do sistema nervoso, doenças degenerativas; 2) Principais distúrbios e mecanismos de formação de doenças psiquiátricas: avaliação, diagnóstico e princípios do tratamento. Transtornos do Humor, Transtornos de Personalidade, Transtornos da percepção; 3) Principais afecções e síndromes abdominais: diarreias, doenças pépticas, litiásicas, síndromes consumptivas, ictéricas, obstrutivas, hemorrágicas, doenças colônicas, doenças urológicas, incluindo a litíase urinária, as infecções urinárias e ISTs doenças da próstata e bexiga. Neoplasias urológicas e alterações congênitas do trato urinário; 4) Principais afecções articulares e do sistema imunológico: raciocínio diagnóstico reumatológico, Artrites e Colagenoses, diagnóstico e tratamento. Doenças auto-imunes. Imunologia dos transplantes e imunossupressão, imunodeficiências. Observações do Programa: - No início do semestre letivo será disponibilizado para todos os estudantes, um manual com as regras específicas da disciplina, incluindo potenciais adaptações e ajustes imediatos em elementos da presente ementa, bem como detalhamento das estratégias de avaliação quando aplicável; - A carga horária trabalho está vinculada às atividades de preparação do aluno para as estratégias e metodologias ativas, a serem desenvolvidas com flexibilidade nas áreas apropriadas da grade horária (janelas / períodos de estudo/trabalho); - A carga horária efetiva compreende as atividades presenciais e tempo protegido para a preparação de atividades extra-classe e pode variar discretamente em função de feriados e outros eventos. As datas das provas contam como carga horária da disciplina.
 
 
 
Avaliação
     
Método
A disciplina é composta por três módulos sequenciais. Ao fim de cada módulo será realizada uma avaliação somativa com componentes teóricos e/ou práticos e avaliações formativas pelo docente e interpares. A nota de cada módulo será composta da seguinte forma: NOTA MODULO: Nota Avaliação Somativa X (0,8) + Nota Avaliação Formativa pelo Docente X (0,1) + Nota Avaliação Formativa Interpares X (0,1) Ao fim do semestre será realizada uma avaliação de habilidades no modelo OSCE (Objective Structured Clinical Examination) A nota final levará em conta a média das avaliações dos módulos e o OSCE na seguinte proporção NOTA FINAL = Média da Avaliação Módulos X (0,85) + Nota OSCE X (0,15)
Critério
Serão aprovados os estudantes que obtiverem NOTA FINAL igual ou superior a 5,0 E no mínimo 70% de frequência nas atividades da disciplina. Estudantes que obtiverem nota entre 3,0 e 4,9 deverão fazer a segunda avaliação (recuperação). Os estudantes com nota inferior a 3,0 serão considerados reprovados, sem direito a nova avaliação.
Norma de Recuperação
Terão direito à segunda avaliação (recuperação) os estudantes que obtiverem nota entre 3,0 e 4,9 e que tiverem obtido frequência mínima de 70% às atividades da disciplina. Observação: Em caso de aplicação de Avaliação Independente – como teste do progresso ou outras estratégias interinstitucionais ou supra-disciplinares, a nota obtida (em escala ajustada) comporá a NOTA FINAL da disciplina com peso 0,1, passando a Média dos Módulos a ter peso 0,75. Neste caso esta informação deverá estar presente no manual da disciplina no INÍCIO do semestre letivo.
 
Bibliografia
     
BRUNTON, L. L. et al. (Org.). As bases farmacológicas da terapêutica de Goodman & Gilman. 13. ed. Porto Alegre: AMGH, 2019. 1738 p. HALL, J. E. Tratado de fisiologia médica. 13. ed. Rio de Janeiro: Elsevier, 2017. 1145 p. KUMAR, V.; ABBAS, A. K.; ASTER, J. C. Robbins e Cotran patologia: bases patológicas das doenças. 9. ed. Rio de Janeiro: Elsevier, 2016. 1421 p. MACHADO, A.; HAERTEL, L. M. Neuroanatomia funcional. 3. ed. São Paulo: Atheneu, 2014. 344 p. MARINHO, J. R. et al. (Ed.). Tratado de gastroenterologia: da graduação à pós-graduação. 2. ed. Rio de Janeiro: Atheneu, 2016. 1560 p. MARTINS, M. A. et al. Clínica médica. 2. ed. São Paulo: Manole, 2016. 7 v. Bibliografia Complementar: CAMPOS, F. G. C. M. de; REGADAS, F. S. P.; PINHO, M. de S. L. (Ed.). Tratado de coloproctologia. São Paulo: Atheneu, 2012. 1269 p. COSENZA, R. M. Fundamentos de neuroanatomia. 4. ed. Rio de Janeiro: Guanabara Koogan, 2013. 156 p. GOLDMAN, L.; SCHAFER, A. I. Goldman-Cecil medicina. 25. ed. Rio de Janeiro: Elsevier, 2018. 2 v. JUNQUEIRA, L. C. U.; CARNEIRO, J. Histologia básica: texto e atlas. 13 ed. Rio de Janeiro: Guanabara Koogan, 2018. 554 p. KASPER, D. L. et al. (Org.). Medicina interna de Harrison. 19. ed. Porto Alegre: AMGH, 2017. 2 v. REED, U. C.; MARQUES-DIAS, M. J. Neurologia.São Paulo: Manole, 2012. 372 p. REY, L. Bases da parasitologia médica. 3. ed. Rio de Janeiro: Guanabara Koogan, 2014. 391 p. SILVERTHORN, D. U. Fisiologia humana: uma abordagem integrada. 7. ed. Porto Alegre: Artmed, 2017. 930 p.
 

Clique para consultar os requisitos para BAO0524

Clique para consultar o oferecimento para BAO0524

Créditos | Fale conosco
© 1999 - 2022 - Superintendência de Tecnologia da Informação/USP