Informações da Disciplina

 Preparar para impressão 
Júpiter - Sistema de Graduação

Instituto de Biociências
 
Botânica
 
Disciplina: BIB0449 - Biologia das Algas Marinhas Bentônicas
Biology of Benthic Marine Algae

Créditos Aula: 4
Créditos Trabalho: 1
Carga Horária Total: 90 h ( Práticas como Componentes Curriculares = 2 h )
Tipo: Semestral
Ativação: 01/01/2019 Desativação:

Objetivos
Fornecer aos alunos informações sobre os grandes grupos de algas marinhas bentônicas. Discutir aspectos importantes relacionados à distribuição geográfica e ecológica destes organismos. Apresentar aspectos ligados à importância econômica das algas.
 
 
 
Docente(s) Responsável(eis)
5495270 - Valéria Cassano
 
Programa Resumido
Grandes grupos de algas marinhas componentes do bentos; 2 – Comunidades de algas bentônicas no contexto dos fatores ambientais bióticos e abióticos que determinam sua estrutura; 3 – Distribuição geográfica e ecológica das algas marinhas bentônicas; 4 – Recursos marinhos vegetais – principais usos e maricultura
 
 
 
Programa
Teórico/Prático 1. Grandes grupos de algas marinhas bentônicas – biologia e taxonomia. 2. Comunidades de algas marinhas bentônicas. Fatores ambientais bióticos e abióticos: maré, radiação solar, temperatura, salinidade, nutrientes, hidrodinamismo, competição, predação e simbioses. 3. Distribuição geográfica e ecológica das algas marinhas no litoral brasileiro. Variação de ambientes em que ocorrem: costão rochoso, recife de coral, recife de arenito, recifes de algas calcárias e manguezal. 4. Recursos marinhos vegetais – principais usos e tipo de maricultura das algas marinhas. 5. Prática 6. Grandes grupos de algas marinhas – biologia e taxonomia. 7. Estrutura de comunidades bentônicas de substrato consolidado; técnicas de amostragem. 8. Abordagem da temática algas na Educação Básica.
 
 
 
Avaliação
     
Método
Aulas teóricas, projeto de pesquisa simplificados (prática) e excursão ao litoral paulista para observação das comunidades de algas e coleta de material para estudos morfológico e fisiológico.
Critério
Provas teóricas, relatório e conceitos durante as atividades. A nota final será calculada através da média das notas de todas as atividades pontuadas em escala de 0 a 10. Pesos diferentes à cada atividade serão divulgados, se necessário, no início da disciplina. O aluno será aprovado quando a nota final for igual ou superior a 5,0 (cinco).
Norma de Recuperação
Recuperação como resultado de média ponderada entre a nota da primeira avaliação (peso 2) e avaliação de recuperação (peso 1) abrangendo todo o conteúdo estudado.
 
Bibliografia
     
BERCHEZ, F; ROSSO, S.; GHILARDI, N.; FUJII, M.T. & HADEL, V. 2005. Characterization of hard bottom marine benthic marine communities: the physiognomic approach as an alternative to traditional methodologies. Museu Nacional, Rio de Janeiro, Série Livros, 10: 207-220. BOLD, H.C. & WYNNE, M.S. 1985 – Introduction to the algae. Structure and reproduction. Englewood Cliffs, Prentice Hall, Inc. 720 pp. GRAHAM, L.E. & WILCOX, L.W. 2009. Algae. 2e. Benjamin Cummings (Pearson), San Francisco, CA. LEE, R.E. 2008. Phycology (4. Ed.). Cambridge University Press, Cambridge. 547 p. LITTLER, N.N. & LITTLER, D.S. 1985 – Handbook of Phycological methods. Ecological field methods: macroalgae. Cambridge Univ. Press, Cambridge, 617 pp. LOBBAN, C.S. & WYNNE, M.S. 1981 – The biology of seaweeds. Blackwell Sci. Publ., Oxford, 786 p. LOBBAN, C.S. & HARRISON, 1997 – Seaweed Ecology and Physiology. Cambridge Univ. Press, Cambridge, 242 pp. OLIVEIRA, E.C. 2003. Introdução à biologia Vegetal. Edusp. PEREIRA, R.C. & SOARES-GOMES, A. (EDS) 2002. Biologia marinha. Editora Interciência. Engenho Novo. RAVEN, P.H.; EVERT, R.F. & CURTS, H. 2007. Biologia Vegetal (7a. ed.). Editora Guanabara Koogan S.A., Rio de Janeiro. 830 p. URSI, S. 2011. Estudo das algas no ensino Básico: desafios e propostas. In: Anais do 62º Congresso Nacional de Botânica - Botânica e desenvolvimento sustentável. Fortaleza: EdUECE, p. 273-276. VAN DEN HOEK, C.; MANN, D.G.; JAHNS, H.M. 1995. Algae – an introduction to phycology. Cambridge University Press, Cambridge. 623 p. WERLINGER, C. (ED.) 2004. Biologia Marina y Oceanografía: conceptos y Procesos. Consejo Nacional del Libro y Lectura – Universidad de Concepción. Trama Impresores S.A. Chile.
 

Clique para consultar os requisitos para BIB0449

Clique para consultar o oferecimento para BIB0449

Créditos | Fale conosco
© 1999 - 2019 - Superintendência de Tecnologia da Informação/USP