Informações da Disciplina

 Preparar para impressão 
Júpiter - Sistema de Graduação

Instituto de Biociências
 
Ecologia
 
Disciplina: BIE0410 - Ensino por Investigação e Natureza da Ciência
Inquiry-based Education and Nature of Science

Créditos Aula: 4
Créditos Trabalho: 1
Carga Horária Total: 90 h
Tipo: Semestral
Ativação: 15/07/2016

Objetivos
Compreender as características do Ensino de Ciências por Investigação. Compreender os aspectos da Natureza da Ciência relacionados ao ensino e à aprendizagem. Reconhecer a importância do Ensino de Ciências por Investigação como abordagem para o desenvolvimento de concepções maduras de Natureza da Ciência na educação científica.
 
 
 
Docente(s) Responsável(eis)
501489 - Daniela Lopes Scarpa
1452726 - Maria Elice de Brzezinski Prestes
 
Programa Resumido
O construto Ensino de Ciências por Investigação, ENCI. Pesquisa sobre ENCI. Relações entre o ENCI e a perspectiva construtivista. Potencialidades e desafios na implementação do ENCI. O construto Natureza da Ciência, NdC. Pesquisa sobre NdC. Levantamento de concepções de NdC. Abordagem explícita, reflexiva e contextualizada de NdC no ensino: estudos de caso. Integração entre ENCI e NdC. Elaboração de materiais didáticos que estabeleçam a integração entre ENCI e NdC. Práticas de leitura e escrita de textos de síntese de estado da arte, de resenhas, de tomada de posição teórica. Uso de recursos de Tecnologias de Comunicação e Informação (TICs).
 
 
 
Programa
O construto Ensino de Ciências por Investigação, ENCI: conceituação, consensos e dissensos na literatura, histórico do ENCI, justificativa para a inserção da perspectiva investigativa nos currículos, a abordagem investigativa em currículos de diversos países, construtivismo e ENCI. Pesquisa sobre ENCI: relações entre teoria e prática no ENCI, a construção de ambientes de aprendizagem investigativos, o papel de professores e alunos no ENCI, aplicação e avaliação de estratégias didáticas baseadas na investigação no ensino e aprendizagem, dificuldades e desafios na implementação do ENCI. O construto Natureza da Ciência, NdC: conceituação, listas de aspectos da natureza da ciência relevantes no ensino de ciências, histórico da introdução de NdC no ensino e aprendizagem das ciências. Pesquisa sobre NdC: concepções de cientistas, professores, estudantes. Impactos de NdC nas práticas dos professores. Percepções do estudante sobre sua aprendizagem de NdC. Levantamento de concepções sobre NdC: discussão de diferentes instrumentos de avaliação de NdC, como questionários fechados e abertos e entrevistas semi-estruturadas e estruturadas. Abordagem explícita, reflexiva e contextualizada de NdC no ensino. Desenvolvimento de estudos de caso abordando a aprendizagem de NdC no laboratório de biologia, promovendo o desenvolvimento de concepções informadas sobre NdC entre os alunos, entre outros. Integração entre ENCI e NdC: análise de como abordagens investigativas podem contribuir para a construção de uma visão informada sobre ciência. Elaboração e análise de materiais didáticos que possibilitem essa integração.
 
 
 
Avaliação
     
Método
Avaliação formativa composta de múltiplos e variados instrumentos ao longo do semestre: seminários, portfólios, dinâmicas em classe, estudos de caso, análise e elaboração de materiais didáticos, elaboração de instrumentos de coleta de dados, ensaios.
Critério
Entrega de todas as atividades propostas, pontualidade, qualidade dos trabalhos apresentados (profundidade de reflexão, aproximação com referenciais teóricos, clareza nas formas de apresentação oral e escrita, apropriação da elaboração de diferentes gêneros textuais e TICs)
Norma de Recuperação
Não há recuperação.
 
Bibliografia
     
ABD-EL-KHALICK, Fouad. The Evolving Landscape Related to Assessment of Nature of Science. Pp. 621-650, in: LEDERMAN, Norman G.; ABELL, Sandra K. (Eds). Handbook of Research on Science Education. Vol. II. Ney York: Routledge, 2014. ABD-EL-KHALICK, F. et al. Inquiry in Science Education: International Perspectives. Science Education, 88: 397-419, 2004. ADÚRIZ-BRAVO, Agustín; IZQUIERDO-AYMERICH, Mercè. A Research-Informed Instructional Unit to Teach the Nature of Science to Pre-Service Science Teachers. Science & Education, 18: 1177-1192, 2009. ALLCHIN, Douglas; ANDERSEN, Hanne Møller; NIELSEN, Keld. Complementary Approaches to Teaching Nature of Science: Integrating Student Inquiry, Historical Cases, and Contemporary Cases in Classroom Practice. Science Education, 98 (3): 461–486, 2014. ALLCHIN, Douglas. The Nature of Science: From Test Tubes to YouTube. Pp. 3-27, in: ALLCHIN, Douglas. Teaching the Nature of Science: Perspectives and Resources. Sain Paul: SHiPS Education Press, 2013. ANDERSON, R. D. Reforming Science Teaching: What Research says about Inquiry. Journal of Science Teacher Education, 13(1): 1-12, 2002. ANDRADE, G.T.B. Percursos Históricos de Ensinar Ciências através de Atividades Investigativas. Ensaio: Pesquisa em Educação em Ciências, 13(1): 105-121, 2011. BANCHI, H.; BELL, R. The many levels of inquiry: inquiry comes in various forms. Science and Children, 46: 26-29, 2008. BARROW, L. H. A Brief History of Inquiry: From Dewey to Standards. Journal of Science Teacher Education, 17: 265–278, 2006. BEVINS, Stuart; PRICE, Gareth Price. Reconceptualising inquiry in science education, International Journal of Science Education: 1-13, 2016. BUNTERM, T. et al. Different Levels of Inquiry Lead to Different Learning Outcomes? A comparison between guided and structured inquiry. International Journal of Science Education, 36(12): 937-1959, 2014. DUSCHL, Richard A. Two Views About Explicitly Teaching Nature of Science. Science & Education, 22: 2109-2139, 2013. DUSCHL, R.; GRANDY, R. Teaching scientific inquiry: Recommendations for research and implementation. Rotterdam: Sense Publishers, 2008. ENYEDY, Noel; GOLDBERG, Jennifer. Inquiry in Interaction: How Local Adaptations of Curricula Shape Classroom Communities. Journal Of Research In Science Teaching, 41(9): 905–935, 2004. EVAGOROU, M.; JIMENEZ-ALEIXANDRE, M. P.; OSBORNE, J. ‘Should We Kill the Grey Squirrels?’ A Study Exploring Students’ Justifications and Decision-Making. International Journal of Sciece Education, 34(3): 401-428, 2012. FLICK, Lawrence B.; LEDERMAN, Norman G. Lederman. (Eds.) Scientific Inquiry and Nature of Science: Implications for Teaching, Learning, and Teacher Education. Dordrecht: Springer, 2006. FORATO, Thaís C. M.; MARTINS, Roberto de A.; PIETROCOLA, Maurício. Teorias da luz e Natureza da ciência: elaboração e análise de curso aplicado no ensino médio (completo). In: XI EPEF, 2008, Curitiba. A pesquisa de física e a sala de aula: articulações necessárias. São Paulo: Sociedade Brasileira de Física, 2008. Disponível: http://www.sbf1.sbfisica.org.br/eventos/epef/xi/sys/resumos/T0172-1.pdf GOTT, R.; DUGGAN, S. A framework for practical work in science and scientific literacy through argumentation. Research in science & technological education, 25(3): 271-291, 2007. KHISHFE, Rola; ABD-EL-KHALICK, Fouad. Influence of Explicit and Reflective versus Implicit Inquiry-Oriented Instruction on Sixth Graders’ Views of Nature of Science. Journal of Research in Science Teaching, 39 (7): 551-578, 2002. KHINE, Myint Swe. (Ed.) Advances in NoS Research. Dordrecht: Springer, 2012. LEDERMAN, Norman G.; LEDERMAN, Judith S. Research on Teaching and Learning of Nature of Science. Pp. 600-619, In: LEDERMAN, Norman G.; ABELL, Sandra K. (Eds). Handbook of Research on Science Education. Vol. II. Ney York: Routledge, 2014. LEDERMAN, Judith S. et al. Research Article Meaningful Assessment of Learners’ Understandings About Scientific Inquiry—The Views About Scientific Inquiry (VASI) Questionnaire. Journal Of Research In Science Teaching, 51(1): 65–83, 2014. LIMA. Maria Emilia C. de Castro. MUNFORD, Danusa. Ensinar ciências por investigação: em que estamos de acordo. Ensaio: Pesquisa em Educação em Ciências, 9(1): 72-89, 2007. MARDONES, H.L.C. La enseñanza de la naturaleza de la ciencia en Chile: del currículo a la sala de clases. Revista Chilena de Educación Científica, 11(1): 12-21, 2012. ____________(Ed.). Cómo mejorar la enseñanza de las ciencias en Chile. Perspectivas internacionales y desafios nacionales. Santiago: Ediciones UCSH, 2010. MATTHEWS, Michael R. The Nature of Science and Science Teaching. Pp. 981-999, in: FRASER, Barry J.; TOBIN, Kenneth G. (Eds.). International Handbook of Science Education. Part Two. Dordrecht: Kluwer Academic Publishers, 2003. METZ, Kathleen E. Scientific Inquiry Within Reach of Young Children. Pp. 81-96, in: FRASER, Barry J.; TOBIN, Kenneth G. (Eds.). International Handbook of Science Education. Part Two. Dordrecht: Kluwer Academic Publishers, 2003. MINNER, D. D.; LEVY, A. J.; CENTURY, J. Inquiry-Based Science Instruction - What Is It and Does It Maatter? Results from a Research Synthesis Years 1984 to 2002. Journal of Research in Science Teaching, 4: 474 - 496, 2010. NGSS Lead States. Next Generation Science Standards: For States, By States. Washington, DC: The National Academies Press, 2013. Disponível em: http://www.nextgenscience.org/next-generation-science-standards NOLA, Robert; IRZIK, Gürol. A Family Resemblance Approach to the Nature of Science for Science Education. Science & Education, 20: 591-607, 2011. PEDASTE, M. et al. Phases of inquiry-based learning: definitions and the inquiry cycle. Educational Research Review, 14: 47-61, 2015. SCHWARTZ, Reneé S. Beyond Evolution: a Thematic Approach to Teaching NOS in an Undergraduate Biology Course. Paper presented at the International Meeting of the National Association for Research in Science Teaching, New Orleans, April, 2007. WINDSCHITL, M.; THOMPSON, J.; BRAATEN, M. Beyond the Scientific Method: Model-Based Inquiry as a New Paradigm of Preference for School Science Investigations. Science Education, 92(5): 941-967, 2008. ZION, M.; MENDELOVICI, R. Moving from structured to open inquiry: Challenges and limits. Science Education, 23(4): 383-399, 2012.
 

Clique para consultar os requisitos para BIE0410

Clique para consultar o oferecimento para BIE0410

Créditos | Fale conosco
© 1999 - 2017 - Superintendência de Tecnologia da Informação/USP