Informações da Disciplina

 Preparar para impressão 
Júpiter - Sistema de Graduação

Instituto de Biociências
 
Ecologia
 
Disciplina: BIE0451 - Microclimatologia para Biólogos
Microclimatology for Biologists

Créditos Aula: 4
Créditos Trabalho: 1
Carga Horária Total: 90 h
Tipo: Semestral
Ativação: 01/01/2014 Desativação: 31/12/2017

Objetivos
1) O curso tem como objetivo, fornecer ao aluno noções básicas dos processos de fluxo de energia e massa envolvidos na interação entre os organismos e o meio.
 
 
 
Docente(s) Responsável(eis)
64986 - Sergio Tadeu Meirelles
 
Programa Resumido
T- Introdução: Fatores e Escala do Clima
Hierarquia dos fatores envolvidos no microclima
T/P – Espectro eletromagnético e suas propriedades.
T/P – Fluxo de radiação no sistema terra-atmosfera.
T/P – Interação entre a radiação e os organismos.
Técnicas de medição de radiação
T/P – Aula em Campo – Caracterização do regime de radiação em uma floresta.
T/P – Balanço de Radiação e Temperatura.
T/P – Regimes de temperatura; Fluxos convectivos e vento.
T/P – Fator água – umidade relativa e fluxo de calor latente.
T/P – Técnicas de medição do microclima e sistemas de aquisição de dados microclimáticos.
T/P – Aula em Campo – Caracterização do microclima em diferentes fisionomias de um cerrado.
 
 
 
Programa
T- Introdução: Fatores e Escala do Clima
Hierarquia dos fatores envolvidos no microclima
T/P – Espectro eletromagnético e suas propriedades.
T/P – Fluxo de radiação no sistema terra-atmosfera.
T/P – Interação entre a radiação e os organismos.
Técnicas de medição de radiação
T/P – Aula em Campo – Caracterização do regime de radiação em uma floresta.
T/P – Balanço de Radiação e Temperatura.
T/P – Regimes de temperatura; Fluxos convectivos e vento.
T/P – Fator água – umidade relativa e fluxo de calor latente.
T/P – Técnicas de medição do microclima e sistemas de aquisição de dados microclimáticos.
T/P – Aula em Campo – Caracterização do microclima em diferentes fisionomias de um cerrado.
 
 
 
Avaliação
     
Método
- Aulas práticas e teóricas expositivas. - Aulas práticas de campo. As atividades durante o curso são dirigidas a capacitar o aluno a explorar as relações entre o organismo e o meio físico através de um estudo da influência do clima em suas diversas escalas sobre os aspectos funcionais dos seres vivos. Esse estudo envolve uma caracterização dos processos físicos associados aos fatores radiação, temperatura, água e solo e como afetam a fisiologia e o comportamento dos organismos. Para capacitação dos alunos o curso apresenta uma abordagem teórico-prática sendo que as aulas teóricas servem de apoio às práticas associadas. As aulas práticas consistem na observação e medição de processos envolvendo modelos físicos com o objetivo de explorar a dinâmica do fator estudado no ambiente natural. A capacitação do aluno envolve o conhecimento dos equipamentos utilizados para medição de variáveis do clima, abordando aspectos básicos do seu funcionamento e a sua operação correta. Além disso a disciplina incorpora adquirir familiaridade com unidades e escalas de medição, bem como as técnicas estatísticas básicas para descrição, avaliação e representação e validação dos resultados. A aplicação efetiva do conhecimento adquirido é feita através de uma excursão didática a campo, que inclui um treinamento da operação dos aparelhos em condições naturais encontradas pelo biólogo em atividades profissionais de caracterização de áreas naturais e em pesquisa de investigação científica de campo. A escolha do local é feita levando em conta condições ideais para estudo considerando a diversidade de substratos e materiais em regiões com áreas de vegetação protegida, cultivos variados, pastagens, solo nu, áreas urbanizadas e construções. A aplicação do conhecimento em campo parte da escolha do local para estudo e sua caracterização, operação dos equipamentos de medida, escolha das unidades de medição, seleção do intervalo para obtenção de medidas, duração da atividade de medição. A partir da experiência básica obtida com a atividade dirigida sobre a sistemática de obtenção de medidas, os alunos são convidados a propor projetos que envolvam a interação de padrões na escala microclimática com aspectos da biota, animais ou plantas. Os projetos são desenvolvidos em grupos de 3 a 5 alunos e seu resultado apresentado em um relatório e em um “pôster” ao final do curso, cuja avaliação servirá para caracterizar a nota obtida.
Critério
- Relatórios das aulas práticas e Trabalho de conclusão da disciplina
Norma de Recuperação
- Não há recuperação.
 
Bibliografia
     
Angelocci, L.R. 2002. Água na planta e trocas gasosas/energéticas com a atmosfera: introdução ao tratamento biofísico. Piracicaba.
Gates, D.M., 1980. Biophysical Ecology. Springer-Verlag. New York.
Geiger, R. 1961. Manual de microclimatologia. O clima da camada de ar junto ao solo. 4 ed. Lisboa: Fundação Gulbekian.
Grace J 1983. Plant-atmosphererelationships. Chapman & Hall, London.
Ometto, J.C. 1981. Bioclimatologia Vegetal. São Paulo: Editora Agronômica Ceres.
Oke, T. R. 1987. Boundary Layer Climates, Methuen, New York.
Vianello, R.L., Alves, A.R. 1991 Meteorologia Básica e Aplicações. Viçosa: Imprensa Universitária, Universidade Federal de Viçosa,.
 

Clique para consultar os requisitos para BIE0451

Clique para consultar o oferecimento para BIE0451

Créditos | Fale conosco
© 1999 - 2018 - Superintendência de Tecnologia da Informação/USP